Feéricos - Fadas - Faes


Postado

FEÉRICOS OU FASES



A palavra fada deriva do Inglês Médio faierie (também fayerye, feirie, fairie), um empréstimo direto do francês antigo faerie (Em francês moderno féerie), que significa a terra, território ou atividade característica (ou seja, encantamentos) das pessoas lendárias do folclore chamadas (em francês antigo) Faie ou FEE (Francês Moderno Fée).

Faie derivado do antigo latim fata (uma das Parcas personificadas, portanto, um espírito guardião ou tutelar, um espírito em geral), do Italiano fata, do espanhol hada da mesma origem, no português Fada também com origem em latim.

Fata, embora tenha se tornado um substantivo feminino nas línguas românicas, era originalmente o plural neutro ("os destinos") de fatu (Destino), particípio passado do verbo fari falar, portanto, "coisa falada, a decisão, o decreto" ou "declaração profética, previsão ", daí o" destino fado ". Foi usado como o equivalente do grego Moiras, as Parcas personificadas que determinaram o curso e o fim de vida humana, mas entre este povo mágico, eles se chamam a sua própria espécie de Faes.




Descritos como humanos em sua aparência, são seres mágicos, que existem tanto do gênero feminino quanto do masculino, mesmo os Andro e Gyne, em tem em suas maiores características físicas as asas de libélula, geralmente considerados em sua personalidade como travessos, impulsivos, sedutoras, sentimentais, temperamentais e imprevisíveis, mas em sua maioria de natureza bondosa, sendo considerados abençoados com dons, em sua maioria, oriundos da natureza.

Citação:


Andro/Macho /Fêmea/ Gyne

Nos gêneros sexuais existem entre os mesmos que os humanos, os primários (Masculino / Feminino), que é definido já no nascimento e dita grande parte da anatomia reprodutiva dos indivíduos, já os secundários (Andro / Gyne ), são os que só se revelam na adolescência durante apuberdade, isso não quer dizer que todos vão sofrer grandes alterações em sua anatomia, apenas que se estiverem destinados à virarem Andro ou Gyne, o corpo vai sofrer mais alterações que as normais de um fae, que ocorre por volta dos 12 a 15 anos de idade, geralmente nas últimas fases da adolescência, quando ocorre o primeiro cio, que é exatamente na mesma época em que nasce as asas, com algumas diferenças físicas e hormônias, o que irá modificar e enfatizar um comportamento particular dentro da fisiologia reprodutiva destes indivíduos, todavia não importa a dinâmica da história, todos tem seu cheiro característico do gênero.

Existem habilidades comuns para estes três gêneros, que são os seus super sentidos, as asas, a capacidade de manipular mana/ quinta essência em mágicas e encantos, o dom de decifrar através das cores o estado e gênero do indivíduo pela aura, entre outrosdons, porém alguns dons, fora as asas, se manifestam fracos, antes das alterações da fisiologia da fada, como um sinal do que está por vir.

True Mate / Alma Gêmea / Par Verdadeiro: Ocorre quando dois faes são biologicamente / geneticamente perfeitos para a reprodução, um com/do o outro. Este tipo de ligação é extremamente forte, sendo considerado um laço mais forte até que um casamento, já que surge o amor incondicional entre eles, durando e até o fim de seus dias, a separação forçada podendo gerar a depressão em ambos. (Amantes podem formar um laço com uma conexão especial com qualidades telepáticas ou empáticas.)

Em quase todos os casos, a presença de um "True Mate" desencadeam o cio no Fae Macho ou Gyne, acontece quando uma fêmea fae ou um Andro fae está tendo seu Heat, e está ligação acontece quando o Macho/Gyne morde o seu parceiro Fêmea/Andro ao estar "atado" a ele, sob a glândula aromática em seu pescoço, impregnando-o com seu cheiro, durante seu heat / rotina. Uma vez que a marca é feita pelo(a) Macho/Gyne, o(a) Fêmea/Andro deve fazer o mesmo, para o Macho/Gyne ficar impregnado com seu cheiro, o perfume de ambos misturados em seus corpos indicando que estão ligados para os outros, o laço empático sendo feito. A ligação ajuda a sentir a presença um do outro, cada sensação ou emoção, sendo tudo compartilhado, adivinhando o que o outro está sentindo por puro instinto.

Os laços entre o faes é algo biológico / místico, geralmente só são quebrados quando um morre, mas um pode desistir do outro, porém o desenlace pode causar grande dor e sofrimento, em alguns casos danos mentais. Para fortalecer ainda mais a ligação entre eles, muitos casam, porém alguns Macho/Gyne só mordem um Fêmea/Andro para garantir que este não seja tocado por outro Macho/Gyne, não se deixando marcar pelo Fêmea/Andro.

Os de família nobre tradicionalmente fazem casamentos arranjados para seus filhos ainda na adolescência, o que é algo comum entre eles, em alguns casos cobrado e em outros até forçado pelas famílias, sendo comum o casamento entre pessoas consanguíneas, para manter pura uma linhagem. ( Algo antiquado, que não impede as pessoas de se casarem com quem querem, porém não são vistos com bons olhos ao se casarem com quem não seja da espécie.)

O casamento entre os antigos Fae eram monogâmico, mas nos casos em que a condição económica o permitisse um fae poderia ter concubinas (os). Contudo, o estatus destes era inferior ao do cônjuge legítimo, que poderiam viver na casa dos seus amantes, mas estavam sujeitas à vontade deste: se o mesmo deixasse de se sentir interessado por ela/ele poderia expulsá-la (lo). Os filhos que esta tivesse não eram desamparados e nem era renegada a sua legitimidade.

A poligamia/poliandria ainda é comum entre os monarcas, que além do cônjuge principal (o "grande esposa/marido real"), os monarcas têm um harém integrado por várias tipos de fae. Os haréns possuem uma estrutura hierarquizada, ocupando a "grande esposa/marido real" o topo Está presente nas cerimónias oficiais junto com ao Rei/Rainha, sendo em princípio o seu filho primogénito que sucederá ao monarca). O harém é de certa forma um prolongamento da vida política e diplomática, já que serve para cimentar alianças, quer fosse com as forças políticas que existem nas cortes (casamento do monarcas com filhas/filhos dos nobres de diferentes territórios com poder místico ou militar, por exemplo) ou com outras espécies, por diplomacia. As relações incestuosas entre pais e filhas ou entre irmãos e irmãs não são vistas como os humanos vêem. Na prática, os filhos/filhas do regente das côrtes têm poucas possibilidades de contrair matrimônio, pois não é permitido que casassem com pessoas inferiores à sua posição social, ou mesmo com membros de outra realeza que não seja a côrte que pertence, para que assim se evite reivindicações indesejadas ao trono. As únicas oportunidades de matrimônio são a de se casarem com príncipes ou com o próprio rei. Por causa disto muitos viveram todo o tempo sem um companheiro/a. Obviamente, não era para não ficarem sós que casavam com os próprios pais. O objetivo era o fornecimento de um herdeiro legítimo para o trono e a manutenção da pureza do sangue real. Além disso, assegurava-se que um membro da família real adequadamente treinado fosse colocada no papel mais importante disponível para um fae da realeza: o de rainha/ rei. Eram essas metas que faziam com que os monarcas se casassem frequentemente com membros da própria família, como uma irmã (o), uma meia (o) -irmã (o) ou até mesmo uma filho (a).

MACHO :se destacam geneticamente fisicamente, como os mais fortes e dominadores, principalmente em suas relações amorosas, com grande influência sobre os outros, considerados territorialistas, com o desejo inato de proteger aqueles sob seus cuidados, de personalidades arrogantes e autocrata. Eles são maiores que os Andro além das Gyne e fêmeas, produzindo mais testosterona que um homem comum.

Dotados de altos níveis de testosterona, por instinto são competitivos, teimosos, inflexíveis, intimidantes e agressivos, com senso nato para liderança, além de excessivamente protetores com seus seus filhos, assim como, cuidadosos de mais com seus parceiros, como também possessivos.

Quando encontra um parceiro, geralmente o marca com uma mordida sob glândula aromática do parceiro durante a relação sexual, onde são retratados durante o ato como insaciáveis e selvagens. A mordida tem a capacidade de impregnar o parceiro com o seu cheiro, e é feita sobre a glândula aromática localizada na junção entre o pescoço e o ombro. (Nos casamentos modernos, eles trocam mordidas de acasalamento, de modo que não só o cheiro ambos mostra que foram reivindicados) Eles possuem uma espécie de composto cicatrizante e/ou anti infeccioso/inflamatória na saliva, usado na mordida que faz em seu parceiro na hora do acasalamento. Os Machos fae são extremamente protetores com seus parceiros, alguns os considerando suas propriedades, sendo capazes de entrar em brigas mortais por eles, mesmo sendo comum e aceito a poligamia ( Homem com relação amorosa e matrimonial com várias mulheres) na sociedade fae, assim como o contrário, que é a poliandria ( Mulher com relação amorosa e matrimonial com vários homens).

Rotina :São os períodos de cio dos machos Fae e dura em média um dia e meio, que pode ter sua Rotina desencadeada ao entrar em contato com o embriagador aroma doce dos feromonios de um Andro ou Fêmea no seu cio / heat, tornando-se governado mais por seus instintos. Eles sobre o efeito do cio de um, torna-se tão extremamente excitados, e podem ficar violentos. Todos estão sujeitos a isso, porém os que estão ligados a um outro parcerio, tem facilidade em resistir (Se quiser) a um Heat / Cio.


Atar / Nó : Os Machos fae e os Gyne fae tem o "nó" durante a relação sexual, mas o "atar" só acontece quando, após estar com todo seu órgão sexual dentro do canal retal/cloaca ou vaginal, tem um orgasmo. Quando ejacula, o pênis se dilata na base, prendendo o indivíduo dentro de seu parceiro por algum tempo (Cerca de 10 minutos no mínimo e 30 minutos no máximo), a fim de fortalecer as chances de reprodução bem sucedida. Os Fae Macho e Gyne tem seu primeiro "nó" por volta dos 13 a 14 anos de idade, o que significa que já são capazes de produzir filhos.

A maior diferença entre um Fae masculino e os humanos é o "nó" na base do pênis, como acontece aos canideos e seus os órgãos genitais bem maiores em circunferência e comprimento que e a média das Gyne é tamanho mediano e os pequenos dos Andro (A média comum humana, é de 13 a 16 cm no comprimento / 11 a 12 cm na circunferência, enquanto o tamanho peniano grande, de 17 a 23 cm de comprimento / 13 a 16 cm de circunferência, os menores tamanhos de genitais, que é de 9 a 12 cm de comprimento / 8 a 10 cm de circunferência).

O nó se inicia quando fica muito excitado e se expande na base, dentro do parceiro fae durante o sexo, ao atingir o orgasmo, os unindo até que este seja desfeito, em conjunto com as enormes quantidades de sêmen produzidos pelos alphas, aumentando as probabilidades de gravidez, em algumas histórias sendo narrado sua ejaculação sendo correntes contínuas de sêmen, como se não acontecesse de uma vez.

FÊMEA :A diferença entre um Fae feminino e uma fêmea humana são mínimas, pois não tem partes especiais ou adicionais em sua estrutura física, apenas com o sistema reprodutor feminino, mas em vez de ter ciclos menstruais como as humanas, as fêmeas fae experimentam mensalmente o "Heat" (Calor), que é quando as grandes taxas de estrogenio, que fazem com tenha seu "ciclo / cio". Fisicamente são pequenas, com a maioria possuindo seios fartos e quadris largos arredondados, as grandes taxas de hormônios acabando por as tornar extremamente férteis.

Talvez a única diferença maior anatômica sejam as glândulas especial dentro da vagina, que liberam os hormônios e óleos, durante o cio / calor, período em que são bem mais férteis.

GYNE :São capazes de impregnar seus parceiros com seu cheiro na mordida, sendo fisicamente fortes, de tamanho e massa muscular maior que a dos Machos, um pênis menor que o dos deles, porém capazes de fazer o "nó", apesar de bem menor. Mesmo tendo um útero, seus altos níveis de testosterona dificultam a concepção e permanência de um feto no mesmo, que não foi projetado para isso.

As Gyne possuem um pênis retrátil onde fica o clitóris pronunciado, que aparece quando em estado de excitação e também possuem testículos, situados internamente, em uma proteção, que se assemelha a uma vagina, com sua temperatura corporal adaptada para preservar seu esperma.

Quando estimulado (excitado) o pênis retrátil sai pela vagina, prolongando-se, até permitir que a Gyne se funda ao parceiro(a), ocorrendo na ejaculação o "nó" ou o "atar" (É uma torção com base nos glandis Bulbus ", uma estrutura de tecido erétil no pênis de mamíferos de canídeos) . A abertura da vagial da Gyne é bem menor que que a média normal, assim como o ovário, tropas de falopio, que é substituída por um trato reprodutivo e urinário masculino e no momento do orgasmo, a Gyne pode ejacular através de uma uretra secundária.

Os seios das Gyne tendem a ser pequenos, mais pertos de serem só tecidos, os maiores sendo produto de gordura, em muitos casos na história, nem produzem leite, devido a falta de mamas.

ANDRO :Possuem feições mais delicadas, com pequenos pênis de tamanho de 10 a 12 cm, sem testículos e a capacidade de fazer o "nó" dos machos em seu pequeno órgão sexual, os seus corpos mais curvilíneos, com grande dificuldade em adquirir massa muscular, assim como muito pouco pêlos pelo corpo e um cheiro adocicado típico dos Andro, sendo facilmente detectado pelos machos, ainda mais em seu período fértil, quando o cheiro se fortalece e sua "cloaca" (Entrada onde seria o ânus, na anatomia zoológica é a única abertura que serve para o intestino e o sistema reprodutivo) auto lubrificavel, (Ativada no cio ou qualquer excitação) produz o muco / secreção indispensável para tornar agradável a sua relação sexual, ao ser penetrado pelo grande pênis de um macho. Possuem em seu interior ovários e um útero, com acesso pelo canal retal (ânus), que só se abri quando está excitado, via cloaca (A via que ele usaria para expelir excrementos é bloqueada e outra seria aberta, para levar o sêmen ao seu útero ou executar a saída do bebê, no seu nascimento , desenvolvendo suas mamas quando lactantes e seus seios retornam ao que eram antes, quando cessa a lactação.


Heat / Cio :O Heat / Calor é o momento em que o Andro e a Fêmea fae são mais férteis (Preparado para conceder) e pronto para acasalar, narrado por muitos como um processo doloroso. O período de fertilidade / Ovulação dos Andros e Fêmeas chamasse "Heat", que é quando os hormônios estrogenio fazem com que eles fiquem no "Cio" (Sentir um desejo de ter relações sexuais por motivos biológicos fora de seu controle ) mensalmente, durando o período de 5 a 7 dias, dependendo de sua fertilidade. (Assim como a menstruação tem seus sintomas antes de vir, o Heat poderia deixar sinais antes de acontecer, como tornar os fae temperamentais, igual a famosa TPM feminina).

A primeira vez do Heat ocorrere em torno dos 12 aos 15 anos de idade. Os Machos/Gyne se sentem extremamente atraídos por Fêmeas/Andros em seu Heat, sendo que neste estado, Fêmeas/Andro exalam um perfume adocicado que se fortalece, adquirindo bem maior intensidade, a fim de atrair possíveis parceiros alfas nas redondezas, assim como sua lubrificação natural é em maior quantidade e estão muito mais propensos a engravidar, só se sentindo realmente sexualmente satisfeitos se conseguirem acasalar com um Fêmeas/Andro, um Heat / Cio ocasionado por um Machos/ Gyne (True Mate / Par verdadeiro) só passando se saciado pelo mesmo.

Se um (a) Andro / Gyne não tem companheiro, é perigoso até ele sair de casa, pois o cheiro dos feromonios de um (a) Fêmea/ Andro faz deles irresistivelmente atraentes de uma forma totalmente sexualidade, deixando todos os Machos /Gyne agitados, afetados, no caso muito excitados, então é recomendado que ele fique isolado até que seu Heat acabe. Como Machos / Gyne se sentem extremamente atraídos por um ômega no cio e é preciso muito autocontrole, só para ficar perto dele sem o querer tocar. Sair de casa seria perigoso, por que poderiam em seu estado de rotina desencadeada força-los a ter relações sexuais, mesmo que o fae em questão consiga resistir, sofrendo um estupro, em alguns casos o (a) Andro / Gyne sofrendo uma espécie de estupro consentido, já que seus hormônios em ebulição, nublam seu raciocínio e tudo que deseja é saciar sua necessidade.

Basicamente os Andros e Fêmeas sofrem o Heat / Cio se trancam em seus quartos e utilizam brinquedos sexuais para se aliviar de seu intenso e doloroso cio, porque ficam tão excitados, que mal conseguem se levantar, comer ou descansar apropriadamente, por isso muitas vezes seus parceiros cuidam deles nessa época, já que essa dolorosa sensação só passa após o acasalamento, mas sempre pode voltar enquanto durar o período do Heat /Cio. (Algo similar a ovulação feminina, só que em níveis muito mais elevados, algo como se a pessoa fosse levada à loucura devido aos hormônios .)

Os pais são bem mais abertos em relação a sexualidade de seus filhos, e não se incomodam em comprar vibradores, entre outros acessórios sexuais para seus filhos, considerando-se que está é uma legítima necessidade física deles no Heat / Cio.

Quando estão grávidos, o organismo dos Andros e fêmeas começam a mudar para dificultar a existência de problemas durante a gravidez, o cheiro que se desprende de seus corpos é alterado, para avisar a qualquer um, que está gestante, sendo protegido por seu companheiro e isso impede que seja agredido por outros Faes.






Na noite do solstício do verão, que ocorre no hemisfério norte, é quando as leis mortais caem derrogadas e o mundo das fadas saem à superfície para celebrar suas festas no mundo mortal dos humanos. É nesta época que algumas prole de uma fada é deixada secretamente em troca de uma criança humana que perdeu sua vida ainda quando bebê, para que está tenha alguma chance de sobreviver aos seus inimigos, até que sua espécie ou seus verdadeiros parentes sanguíneos a encontrem e ela tenha que decidir entre a luz e a escuridão.



Com isso as Fadas passaram a ser concebidas aleatoriamente na terra, sendo uma das poucas raça com seu sistema de linhagem impregnado em uma porção dos gênes humanos. Isso significa que, quando uma fada nasce, ela herda o gene alterado de seus mais remotos antepassados. Tal raridade se aplica aos homens também, mas existem muito poucos que portam o DNA modificado, quase nunca conseguindo ativar sua mutação. O único problema é: para que uma fada adquira seus poderes, ela precisa despertar o seu gene a partir de algum acontecimento, e isso quase nunca acontece.

Na maioria dos casos uma fada, tanto no masculino quanto no feminino, se revela durante algum acontecimento marcante ou traumático que seja suficientemente capaz de provocar algum distúrbio em seu organismo. Assim que se decorre, seu físico revela sua verdadeira forma.



Jovem fadas se desenvolvem em quase que o mesmo ritmo que os seres humanos até a puberdade, após os quais eles se tornam fisicamente amadurecido, a anatomia desta está completa, e a fada passa pelo padecimento das asas, onde suas asas nascem, seu dom aflora, obtendo o domínio de seu poder. É neste momento que passa pelo Cio, algo bem parecido com a ovulação das fêmeas humanas, só que em um nível bem mais elevado.

Embora sejam seres mágicos que podem ser dotadas de grande poder, as fadas nascem sem suas asas e sem seus dons, tornando-se praticamente uma criatura indefesa até estar próxima do fim de sua adolescência, ocasião em que suas asas crescem, seu dom aflora e o cio a atiça a libido de forma avassaladoramente insana. Nesta ocasião, a fada passa pelas dores terríveis da transformação, até que suas asas despontem e ensandecidas, precisam ser saciadas de seu desejo lascivo de qualquer forma, pois se tornam violentas e insanas se não conseguirem copular. Algumas, aliás, não conseguem sobreviver a essa transformação ou com a ausência de um acasalamento, não nasce suas asas e seu poder é apenas uma sombra do que realmente poderia ter sido.




Desde os tempos antigos, o mundo Fae vinha sofrendo com uma guerra civil, que não parecia ter fim e que continuou até um monarca , de poderoso sangue , usou seus poderes para acabar com a grande guerra, forçando uma trégua na qual se estabeleceram as diferenças, e escreveu as "Leis de sangue", que criou as cortes da Luz e a Escuridão. Esta paz se manteve durante séculos, no entanto, os dois grupos ainda vêem uns aos outros com desprezo e desconfiança, mas o conjuntos rigorosos de leis e regras de comportamento que lhes permite viver com sua existência escondida dos simples humanos mortais

Os Faes evoluíram no passar do tempo, aprendendo a se esconder entre os humanos, entretanto a maioria que é neutro e não pertence a nenhuma corte, convive em grupos afastados e protegidos por poderosas magias.

A nobreza está dividida em duas Cortes, a Seelie ( Governam no verão e primavera, comandada pela Rainha Titânia ) e Unseelie ( Governam no outono e inverno, comanda pelo Rei Oberon), simbolizando morte e renascimento, crescimento e fenecimento. Diferentemente do que pode se imaginar, não existe um lado bom e mal entre eles, é apenas uma questão de afinidade. Ainda que todos eles sejam criaturas duais, na corte Unseelie tem as criaturas mais cruéis, apesar dos Seelie que são considerados os bons, também terem os seus, mesmo que seu código tradicional os façam ser guiados pelas virtudes do amor e honra. Do ponto de vista daqueles que não pertencem a alguma Corte, apenas um dos lados, Seelie ou Unseelie, comanda a personalidade de um indivíduo, dependendo da Corte que estes abraçam, filosófica e existencialmente, o que dita qual lado de sua personalidade, composta de luz e sombra, eles favoreceram.


DONS OU HABILIDADES COMUNS EM TODAS AS FADAS

ASAS



As asas são alongadas e esbeltas, translúcidas e transparentes feito as das libélulas, mantendo-se perpendicular ao corpo durante o voo e se dobram ao longo do comprimento do mesmo em repouso. São muito velozes devido a forma que batem as asas o que também lhes permite voar para trás ou permanecer parados em pleno vôo, podem bater as asas de setenta a oitenta vezes por segundo, seu metabolismo acelerado precisando de grandes quantidades de alimentos, diariamente, principalmente alimentos energético de rápida utilização, para suprir a energia necessária ao seu esvoaçar contínuo de asas. Para auxilio próprio, as fadas são capazes de encolher as asas e grudá-las nas costas, as assemelhando a tatuagens e facilitando a sua locomoção, algumas totalmente invisíveis pela sua condição de total transparência.



Citação:
Por um momento ficou hipnotizada, olhando com olhos arregalados para aquelas coisas pálidas. Eram assustadoramente belas, quase belas demais para serem descritas. Ela virou-se novamente de frente para o espelho, os olhos fixos no que pareciam asas, mas pareciam pétalas flutuantes translúcidas transparentes, que pairavam ao lado de sua cabeça.







Algumas raras fadas, tem a capacidade de vibrar suas asas em alta velocidade para criar um som ensurdecedor ultra-sônico.




PERCEPÇÃO DA AURA



Usando este poder, uma fada pode perceber as “auras” psíquicas que se irradiam dos mortais e dos seres sobrenaturais. Esses halos se constituem de séries intermitentes de padrões coloridos, que exigem muita prática para serem identificados com clareza. Até mesmo o indivíduo mais primitivo possui muitas nuances em sua aura; as emoções mais fortes predominam, enquanto impressões momentâneas ou segredos profundos lampejam com rajadas ou volteios.

As cores se alteram de acordo com o estado emocional do sujeito, mesclando-se em novas tonalidades num constante padrão bruxuleante. Quanto mais fortes as emoções envolvidas, mais intensas serão as nuances. Uma fada experiente pode descobrir muita coisa sobre uma pessoa simplesmente lendo as nuances de cores e brilhos no fluir da aura.

Além de perceberem estados emocionais, usa-se a "Percepção da Aura" para detectar outros seres sobrenaturais. As cores nas auras dos vampiros, apesar de intensas, são muito desbotadas; as auras dos magos geralmente estalam e brilham devido ao poder ali contido; os metamorfos possuem auras espantosamente brilhantes, quase frenéticas; os fantasmas possuem auras frágeis, que tremulam timidamente como uma chama se extinguindo; e as auras das criaturas feéricas brilham com irradiações de arco-íris.



Cores da Aura

Condição - Cor da Aura

Amedontrado - Laranja
Agressivo - Púrpura
Zangado - Vermelho
Armagurado - Marrom
Calmo - Azul Claro
Piedoso - Rosa
Conservador - Lavanda
Deprimido - Cinza
Desejoso ou Lascivo - Vermelho Vivo
Descrente - Verde Claro
Invejoso - Verde Escuro
Excitado - Violeta
Generoso - Mageta
Feliz - Escarlate
Maligno - Negro
Idealista - Amarelo
Inocente - Branco
Apaixonado - Azul
Obscecado - Verde
Espiritual - Dourado
Desconfiado - Azul Escuro
Sonhador - Cores Faiscantes
Em Frenesi - Cores em Ondulação Rápida
Psicótico - Cores Hipnóticas e Rodopiantes
Vampiro - Cores Pálidas
Uso de Magia - Miríades de Faíscas
Metamorfo - Aura brilhante, Vibrante
Fantasma - Aura fraca, Intemitente
Fada - Lampejos de arco-íris na aura


A Tabela de Cores de Aura oferece algumas ideias de exemplo de cores comuns e emoções que elas refletem e é quase impossível determinar se um determinado personagem está mentindo ou não com este poder, mas até mesmo os mortais podem reagir com ansiedade a perguntas, ainda que estejam sendo sinceros. É, no entanto, útil para determinar o estado emocional do alvo, o que pode levar a decidir que um alvo em particular é suspeito.


TELEPATIA



É um poder mental que permite ao usuário a capacidade de ler os pensamentos de outros ou mentalmente se comunicar com eles. (Somente os mais poderosos são capazes de utilizar está habilidade para manipular e controlar mentes, apagar memórias, causar dores mentais, entre outras formas de uso, o poder passando a se chamar "Controle Mental").



SENTIDOS AGUÇADOS



Este poder aumenta a acuidade de todos os sentidos, dobrando a clareza e o alcance da visão, da audição e do olfato. Conforme seus sentidos do paladar e do tato prolongam-se mais do que o normal, tornam-se também muito mais distintos. Pode-se ampliar os sentidos à vontade, sustentando seu foco mais concentrado durante o tempo que desejar, no que é de seu maior interesse, no entanto, a expansão dos sentidos tem um preço. Luzes brilhantes, ruídos altos e cheiros fortes apresentam perigo enquanto se usa este poder. Além da possibilidade de distração, um estímulo súbito ou especialmente potente (como o brilho de um refletor ou o estrondo de um trovão) pode cegar ou ensurdecer por uma hora ou mais. Seres místicos como as fadas ganham ainda o dom da visão noturna, comum aos animais na natureza.


MANOCINESE



Manocinese (ou Manipulação de Mana) é a capacidade de manipulação de uma energia de coloração variável que está presente em todos seres vivos no universo chamada de mana, mas também conhecida como energia vital, chi ou quintessência.


MAGNETISMO FEÉRICO



Usufruindo de seu físico, com corpos predominantemente magros e longilíneos, pode emanar passivamente Atração Física e Sedução, os outros o achando especialmente atraentes, não precisando usar de muita lábia, mas por outro lado, alguns podem ver você como uma ameaça e desafiá-lo pelas atenções de um parceiro em potencial.


ILUSIONISMO



É a capacidade de alterar as percepções de outras pessoas e seres vivos, conseguindo assim criar imagens e sons falsos capazes de enganar todos os cinco sentidos.

O usuário pode criar, moldar e manipular ilusões, fazendo alvos verem, ouvirem, tocarem e cheirarem ou provarem coisas que realmente não existem, ou levá-los a perceber as coisas de forma diferente do que elas realmente são. Alguns usuários podem criar mundos complexos e detalhados, enquanto outros podem ser capazes de apenas alterar a forma como eles ou o alvo são percebidos.


MENALOCINESE



É a capacidade de criar portais capazes de trazer ou enviar pessoas para locais diferentes, além de permitir a locomoção de ataques de longa distancia ou de pessoas perto de seu corpo.



FONOCINESE



Fonocinese ou Manipulação Sonora é a capacidade de distorcer ou imitar sons, frequências, replicar e criar explosões sônicas de proporções tão devastadoras quanto uma explosão atômica ou tão forte quanto um tsunami.


INVISIBILIDADE



É um poder que permite ao seu portador tornar completamente transparente ou invisível ao fazer com que a luz evite atingir seu corpo, mesmo assim, as pessoas podem tocar, ouvir, sentir o cheiro e ler a mente de quem usa essa habilidade.


IMORTALIDADE



É um poder que age no corpo de seu usuário, impedindo sua morte por quaisquer métodos naturais de falecimento, podendo viver centenas ou até milhares de anos, no caso sem sofrer a ação do tempo, não envelhecendo como os humanos, o corpo ainda permanecendo jovem, assim como só os pêlos do corpo perdem a sua colocação, adquirindo imunidade , mas essa pessoa pode ser morta através do assassinato, envenenamento, por acidente (atropelamento, por exemplo) ou suicídio, pessoas com essa habilidade chegando a viver "eternamente".


TELECINESE



É a capacidade que o usuário tem de mover objetos ou seres vivos com a mente, podendo levitar, mover, atirar ou quebrar qualquer objeto físico (como pedras, vidro, metal, e etc), é mais fácil controlar objetos com movimentos de mão do que apenas com a mente pois com a mente seria necessário ou uma certa habilidade com essa técnica, ou um certo esforço. Um telecinético poderoso é capaz de controlar vários objetos pesados com facilidade sem um único movimento físico.

A habilidade de criar um campo de força protetor ao redor de um personagem ou em um local específico. Este campo pode ter ferentes propriedades e níveis de resistência de acordo com o personagem. Alguns desses campos de força podem até mesmo deter uma chuva de meteoros, mesmo assim eles não são indestrutíveis. Esse poder também é chamado de Projeção de campo de força.



OREIROCINESE



É uma habilidade que concede ao usuário a capacidade de invadir o sonho de uma pessoa e nele descobrir informações, conversar com sua vitima, e até mesmo andar livremente pelo sonho, podendo observar sua vitima até o momento em que ela despertar.


CLARIVIDÊNCIA


É a capacidade de ver o passado das pessoas, animais, lugares e objetos inanimados através do contato fisico, a localização física ou evento que aconteceram, estão acontecendo, ou vão acontecer, as visões ocorrendo como uma experiência fora do corpo, como uma memória superficial ou uma visão na forma astral. Estas informações podem vir na forma de visão simples, ou presença. Caso seja por presença, personagem aparece na época/local invisível e intangível, tendo liberdade de se mover dentro de um espaço definido. Se for pela visão o personagem pode ter instantaneamente consciência do que aconteceu, ou pode ser preciso expor a visão de alguma maneira, por exemplo, através de pinturas ou esculturas. Neste caso a habilidade de "Reprodução artística" também faz parte desta habilidade, funcionando apenas para cenários vistos com a visão remota ou então podem vir em forma de sonhos.


REGENERAÇÃO



É a capacidade dos tecidos, órgãos ou mesmo organismos se renovarem ou ainda de se recomporem após danos físicos consideráveis. Deve-se à capacidade das células não afetadas de se multiplicarem e, em acordo com a necessidade, de se diferenciarem, a fim de recompor a parte lesionada.

Também chamada "regeneração celular espontânea", é a capacidade de curar ferimentos e restaurar a própria saúde em alta velocidade. A proporção da recuperação varia de personagem para personagem, podendo resultar até em uma recuperação imediata. Algumas variações permitem regenerar membros inteiros que foram completamente destruídos.


TRANSMORFISMO



Um transmorfo é um ser ou criatura com capacidade de assumir a forma de qualquer animal, porem tem um controle maior sobre determinada familia de animais. Como por exemplo os felinos ou caninos. Um transmorfo tambem pode assumir a forma humana ou humanóide.

Transmorfos podem transformar-se em qualquer espécie animal ou humana, mas sua verdadeira forma pode ser uma raça especifica, mas se por exemplo a sua verdadeira forma for um lobo, ele terá mais controle para transformar-se em animais da espécie canina.

Transmorfos adquirem somente a forma animal e humana, por isso não devem ser confundidos com metamorfos, que tem a capacidade de transformar-se em animal, humano, planta, hibrido e objeto inanimado.


PODERES ELEMENTAIS DE FADAS

Apenas os mais fortes podem usar a habilidade de nome "Mimetismo Elemental", que é a capacidade de transformar o próprio corpo em cada um dos elementos naturais, o que concede vários outros mimetismos relacionados ao tema, como o Mimetismo Aquático, o Mimetismo Vulcânico, o Mimetismo Terrestre, o Mimetismo Eólico, entre outros





AEROCINESE/AR



É um poder elemental que permite ao usuário controlar, gerar, ou absorver o elemento ar. Isto inclui produzir rajadas de ventos, tornados e aumentar a pressão do ar para esmagar coisas, diminuir a resistência do ar e derivados em geral.




GEOCINESE/TERRA



É a capacidade de controlar e manipular o elemento terra, incluindo areia, pedras, minerais, rochas, ou poeira. Com isto, é possível levitar rochas, causar tremores de terra, desencadear tempestades de areia, saber a localização das falhas tectônicas, entre outros. Outro poder relacionado seria a "Magnetocinese" ou "Magnetismo" que é a capacidade de gerar e controlar campos magnéticos, podendo assim repelir, atrair, levitar e manipular metais. Consegue voar ao repelir metais no centro da Terra, entre outras formas de uso.



HIDROCINESE/ÁGUA



É um poder elemental e cinético, que consiste na capacidade de manipular e invocar água de forma livre e pode surgir como um poder-plural, que agrupa além da manipulação de água em estado líquido, a manipulação da água em estado sólido, reduzindo a energia cinética dos átomos e assim reduzir a temperatura, ela é frequentemente usada para controlar, gerar ou manipular o gelo (Criocinese) e a manipulação da água em estado gasoso (Termocinese). Embora, seja mais comum aparecer como um poder-singular, incluindo somente a habilidade de manipular a água em estado líquido.




PIROCINESE/FOGO



É um poder cinético e elemental que concede ao usuário a capacidade de gerar, manipular e controlar o elemento fogo. Aumentando a energia cinética dos átomos para gerar calor e combustão, ela possibilita manipular as chamas, causar incêndios, e derivados.



FITOCINESE/VEGETAIS



É um poder elemental que dá ao usuário a capacidade de controlar forças da natureza, ou seja, qualquer vida vegetal. Um floracinético pode comunicar-se verbal ou telepaticamente com qualquer ser vegetal, acelerar, diminuir, e manipular as plantas, gerar espinhos e derivados, pode-se também fazer essas plantas crescerem e estrangularem seus oponentes, gerar espinhos, exalar pólen venenoso (no caso das flores), e dar frutos tentadores.



ELETROCINESE/ELETRICIDADE



É a capacidade de manipular e criar ondas de energia elétrica, sendo seus usuários capazes de canalizar a energia elétrica por um objeto, como um cajado e lançar um raio diretamente dele. Os eletrocinéticos podem recarregar baterias e formar esferas de energia elétrica que produzem certa luminosidade, assim como podem lançar as mesmas contra seus opositores como ataque, tal que pode se resumir a um simples choque, ou ser tão forte a ponto de desintegrá-lo.

A maior fraqueza dos eletrocinéticos é a exposição de sua eletricidade à isolantes elétricos, como plástico, borracha, silicone, vidro ou óleo, pois como o nome sugere, estes materiais isolam cargas elétricas, assim anulando-as.


UMBRACINESE/ESCURIDÃO


É a capacidade mental na qual permite ao usuário o total controle sobre as sombras, podendo solidificá-las ou liquefazê-las, além de poder atacar adversários com sombras astrais ou físicas, usá-las para desaparecer nelas e até mesmo transportar-se por meio delas. Outras variações permitem ao usuário subjugar a luz


FOTOCINESE/LUZ



É a capacidade de criar, controlar e absorver a luz. Com isto é possível criar hologramas e ilusões, criar feixes de luz com intensidade de raio laser, aumentar ou diminuir a luz, manipular a luz envolta de um objeto para torná-lo invisível, mudar a cor de objetos, concentrar a luz em um único ponto aquecendo-o e muito mais.



ATMOCINESE/CLIMA



O usuário pode sentir, criar, modificar e manipular o clima, ou seja, os padrões meteorológicos, criando chuva, vento, granizo, raios, neve, gelo, névoas e mudanças de temperatura. Isso inclui a habilidade de gerar vários fenômenos naturais ou controlar a intensidade do clima de uma maneira densa e concentrada (dentro de um quarto) ou em áreas extensas (países ou continentes).

Apesar disso, tais elementos podem ser controlados apenas em suas respectivas formas climáticas, como Eletrocinese na forma de um raio, Hidrocinese na forma de chuvas, etc.
Há quatros fatores principais na manipulação do clima:

Manipulação do Ar - para os ventos e efeitos relacionados
Manipulação da Água - chuva, neve, névoa, etc...
Manipulação da Eletricidade - raios e suas variações
Manipulação Termal - fazer frio ou calor






Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...