RPG - Lobisomens


Postado

RPG - Lobisomens

]Lobisomens[



A palavra Lobisomem significa homem-lobo, ou melhor dizendo um: Licantropo, que na verdade se trata de uma maldição (Licantropia), caída sobre um homem que se transforma em lobo.


Mitos falam sobre a origem desta maldição e os relatos mais conhecidos, são histórias antigas, passadas oralmente, falando de um rei humano chamado Lycan, que após abandonar a vida selvagem que tinha, se tornou um homem culto e extremamente religioso, após fundar sua cidade, no entanto seu fanatismo religioso o levou a realizar sacrifícios humanos em um altar que construiu para os Deuses, geralmente matando todos os estrangeiros que chegavam até sua casa. Com isso perdeu todo o respeito que havia conquistado durante sua vida entre as divindades, Deusa Aldora ao saber de suas práticas sentiu repulsa por elas. Disfarçada de peregrino a Deusa foi a presença do humano, hospedando-se em seu palácio e embora o rei estivesse disposto a sacrifica-lá, foi alertado através de um mensageiro pela Deusa obscura Pandora, de que seu visitante podia ser uma divindade, no entanto em sua mente doentia, tentou matar o emissário e teve a idéia de servir sua carne a hóspede, todavia ele não sabia que era a própria Deusa Pandora, usando dos mesmos artifícios da Senhora da Luz. Furiosa a própria Deusa Obscura o puniu transformando-o em uma besta lobo e incendiou seu palácio. A Deusa da Luz ficou tomando consciência dos atos do Rei, contra sua metade maligna e suas consequências e descobrindo que os filhos do Rei, cerca de cinquenta, eram tão cruéis quanto o pai, então após comprovar que eram tão vis quanto o pai, castigou todos da mesma forma. Após serem transformados em lobos, os homens não conseguiam mais voltar a sua antiga forma. Porém houve relatos sobre aqueles que se arrependeram foram guiados até magos em profunda harmonia com a natureza, os Druidas. Estes Druidas são até hoje considerados sábios e pessoas entendidas em diversas áreas do conhecimento e haviam descoberto uma forma para tentar amenizar a maldição. Um ritual foi criado e com o tempo aperfeiçoado, onde tais seres poderiam controlar quando estariam na forma humana ou animal. Esse mito que é contado explica a relação dos lobisomens com a cultura dos druidas.

Fisicamente um lobisomem pode assumir dez de uma forma completamente humana a uma lupina e também se transformar parcialmente, com apenas alguns características sobre-humanas, como garras, presas, mudança na cor dos olhos, aparecimento de pelos instantaneamente, mudança facial e aprimoramento dos sentidos e habilidades físicas, para os experientes a transformação completa facilmente se torna uma evolução é amplamente respeitado e reconhecido como sábio.

Na verdade os Licantropos podem assumir até cinco formas, onde a mais conhecida é fraca Hominídea (100% humano), mesmo em forma humana, tem seus sentidos aguçados, velocidade e força maior que a normal. Na forma Glabro (75% humano e 25% Lupino) é semelhante a Hominídea, porém mais alto, forte e musculoso, um tanto peludo e dentes afiados. Nesta forma aumenta drasticamente suas habilidades, aumentando sua força drasticamente, os sentidos, ganhando maior quantidade de pêlos, dentes e garras afiadas, que combinando com sua força são capazes de dilacerar qualquer coisa e conseguem se manter a consciência. Na forma Crinos ( 50% humano e 50% Lupino) homem-lobo, peludo, cara de lobo e com calda, pressas e garras, aumentando suas habilidades monstruosamente, da massa corporal em 200% e com incrível habilidade regenerativa, além da sede de sangue. Na forma Hispo ( 25% humano e 75% Lupino) é um monstro lobo sobre quatro patas, não tão forte como o Crinos, porém mais ágil nesta forma seu lado lobo domina e quando se retorna a humanamente, geralmente não se lembra de nada, suas memórias sendo borrões. Com algum vestígio de espírito humano,, talvez seja a forma em que o se sente mais dor ao voltar a ser um hominídeo. A última forma é a Lupus (100% Lobo) possui todas as habilidades de lobo, sendo a forma mais pacífica, porém não menos perigosa, apresentando grande inteligência e agilidade, sendo a mais próxima do plano espiritual e místico.

Características animais que geralmente são úteis é as garras e presas, mas seus olhos lhe permitem ver não só de forma mais eficaz, mas também algumas coisas que estariam em domínio sobrenatural, invisíveis a seres comuns. A cura acelerada também é um fator marcante, embora não seja capaz de curar outra pessoa, um lobisomem pode aliviar a dor física sentida por humanos e animais, além disso, a cura acelerada impede que bebidas alcoólicas causem efeitos de embriaguez e pode estar relacionada a retardação do envelhecimento.

Outra habilidade bastante interessante é a de acessar memórias de outros, cravando as garras na nuca, ou transferir memórias pessoais para outro indivíduo, ou ainda se desejar rouba-las, elas ficando ligadas, não necessariamente ao licantropo e sim às garras, algo comprovado quando se pega as garras para usá-las a fim de restaurar as que lhe foram roubadas.

O uivo, no caso de um lobo, serve para indicar sua posição para a alcateia, nos Licantropos é representado por um rugido, que pode intimidar outros animais e no caso de um Alfa, impor respeito sobre Betas e Ômegas, obriga-los a se transformar ou assumir forma humana. O olfato apurado permite sentirem cheiros vindos de longe, de objetos específicos ou pessoas, podendo até identificar os sentimentos de uma pessoa por meio do cheiro que seu corpo libera, porém aprenden a controlar os odores liberados pelo seu próprio corpo, a fim de não serem identificados. A audição capacita a manutenção dos batimentos cardíacos de outros, possibilitando que através da frequência cardíaca saber se alguém está mentindo ou falando a verdade, mas também controlam os próprios batimentos para não distinguírem a veracidade de suas afirmações.

Existem três maneiras de alguém ser transformado em um licantropo: ser mordido por um Alfa, que são os líderes da alcateia, ferimentos profundos causados pelas garras, que não resultam em morte e hereditariedade.

Para se livrar da maldição causada por um ataque de um Alfa é matar o responsável por sua transformação, no entanto se alguém o matar antes disso não tem como retornar ao que era antes. Vale ressaltar que nem todas as mordidas são efetivas, visto que o corpo recebe as reações da transformação como um veneno, as vezes a forma que o organismo reage pode levar à morte.

Existem bandos formados por estes indivíduos amaldiçoados, com no mínimo quatro membros, todavia quanto maior a alcateia, maior o poder de seus membros. O bando é sempre liderado por um dos três tipos de Licantropos: um Alfa, independente de seu sexo, sua posição sendo reconhecida até por quem não está em sua alcateia. De olhos vermelhos, são na hierarquia os mais poderosos, os únicos capazes de transformar humanos em lobisomens. Existem três tipos de Alfas: os que roubam o poder de outro ao matar um Alfa, os que se tornam pela própria força de vontade e mérito, ou aqueles que ganham a sucessão por hereditariedade, embora cada indivíduo tenha poder em base pessoal, por fazerem parte da alcateia, geralmente é formada por um Alfa e seus Betas ou Ômegas, porém o mais beneficiado sempre é o líder, seus poderes maiores devido ao bando, da mesma forma quando um Beta morre, o Alfa pode sentir isso pela perda de poder. Ferimentos causados por Alfas em Betas e Ômegas, não podem ser curados tão rápido. Existe uma conexão psíquica com os Betas, como sonhar ou ver ataques, sentir o que acontece com eles, como quando algum morre. Betas são os mais comuns, os segundos na hierarquia da alcateia e em poder, sujeitos a liderança do Alfa e de olhos amarelos que nem os Ômegas, são os últimos na hierarquia do bando. Um Ômega é um lobo solitário, por isso se torna fraco em relação aos outros, normalmente tratado com desprezo em um bando, mas ficam mais fortes ao pertencerem a uma alcateia.

Um Beta que mata seu próprio Alfa, assume seu posto e absorve seu poder, liderando a Alcateia, assim como um Alfa pode matar seus Betas, tomando para si sua força. Os olhos sempre vermelhos de um Licantropo indica um Alfa, independente de suas ações permanecem vermelhos, olhos amarelos indicam Betas e Ômegas, mas os que não são Alfa ficam com os olhos da cor azul ao serem responsáveis pela morte de um inocente.

Embora superiores que os simples humanos, também possuem fraquezas:

A planta Acônito já é venenosa, independente se a pessoa é ou não lobisomem, que inalada ou ingerida por um humano leva a óbito. Nos lobisomens, seja o acônito de flor azul, ou o de flor amarela, são muito usados em balas envenenadas, os efeitos sendo os mais diversos, dependendo de como o veneno é ministrado. Um dos efeitos é a perda do controle da transformação ( causa dez de forçar a transformação, prende-lo na forma de lobo, impedir que ela ocorra, causando colapso em seu organismo), outro efeito é a perda de habilidades dos sentidos aguçados, assim como sua cura natural não funciona, em alguns casos inalar o veneno da planta causa alucinações, até a inconsciência, também pode chegar ao óbito. Embora seus efeitos sejam em grande parte nocivos, a planta também tem propriedades curativas em algumas situações, como quando alvejado por um projétil envenenado com acônito, o mesmo componente usado nela deve ser colocado sobre a ferida para reverter os efeitos.

Durante um eclipse lunar, sentem seu poder diminuindo, se tornando incapazes de usar suas habilidades, as perdendo totalmente durante o período em que a lua é totalmente coberta pela sombra do planeta. Existem três tipos diferentes de lua cheia, na comum os Licantropos podem sentir seu poder crescendo gradativamente, já a Superlua é quando ocorre duas luas cheias em um único mês. No caso raro de ocorrer uma Lua de Sangue (A lua assume coloração vermelha), para os Lobisomens a agressividade que nessa fase da lua causa, torna-se ainda maior e o desejo de matar é incontrolável, não lembrando do que acontecedepois, por perderem a capacidade de raciocinar.

As Balas de prata são tão eficientes, quanto às envenenadas com acônito, que atingindo um órgão vital ou se alojando em partes específicas do corpo, leva a morte.

Tramazeira é uma árvore considerada sagrada pelos druidas, contendo efeitos contra qualquer tipo de criatura mitológica ou sobrenatural. Objetos feitos da mesma árvore repelem qualquer ser sobrenatural que o toque, assim como ambientes feitos dela( Como um piso), anulam completamente as habilidades de todos. O pó desta árvore tem propriedades capazes de criar escudos que permitem apenas a passagem de seres comuns, atem de repelir, podendo causar dor física, objetos tocando o escudo confeccionados de Tramazeira, oferecendo risco de morte.

Grandes correntes elétricas são capazes de impedir a transformação, causando muita dor, persistindo leva o licantropo a morte.

As pedras da Lua, compostas por feldspato alcalino, pode fazer com que um lobisomem tenha tolerância aos efeitos da lua cheia, porém ao ser usada diversas vezes, os efeitos colaterais podem ser bem ruins, como agressividade e o desejo de matar alcançando níveis bem maiores que os da Luz lunar.

Uma dor física intensa também pode ser uma fraqueza, quando impede um lobisomem de se transformar ou assumir a forma humana imediatamente, assim como os poderes de cura não funcionam em um lobisomem inconsciente ferido.


Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...