~FujoshiNee-chan

FujoshiNee-chan
Loka do Yaoi
Nome: ✞┃✞ Ninguém se importa! ✞┃✞
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Indisponivel
Aniversário: Indisponivel
Idade: Indisponivel
Cadastro:

Ficha para Love-Me again


Postado

Ficha para Love-Me again

Dont you remember me, Kanato.
✞ Ficha ✞

⇁𝒫𝒶𝓈𝓈𝒶𝒹𝑜

❀ Nome Completo ❀
➙ Suzu
➙ Scarlet

❀ Idade ❀
➙ 16 anos

❀ Apelidos que dá e que dão ❀
➙ Flower ➙ Quem deu foi a sua mãe e ela gosta muito quando a mesma a chama assim.
➙ Sulet ➙ Quem a quer irritar a chama assim a primeira pessoa que a chamou assim foi um garoto chato que a conhecia desde que a menina nasceu.
➙ Lady Scarlet ➙ Criadas no geral e algumas amigas quando querem rir da cara dela. Ela não odeia mas também não gosta então pode-se dizer que nem lhe aquece nem lhe arrefece.

❀ Aparência ❀
➙ Ela possuí longos cabelos platinados ondulados que dão até um pouco abaixo dos joelhos. As pontas do seu cabelo são rosadas. Suzu possui belos olhos no mesmo tom rosado das pontas do seu cabelo. Suzu é uma garota que pode ser considerada bonita. Ela tem seios médios e pele clara. Por baixo do olho esquerdo ela tem um pequeno sinal. Ela tem várias curvas e um sorriso inesquecível.







➙ Maika
➙ Vocaloid

❀ Personalidade ❀
➙ Suzu é uma pessoa amigável e muitas pessoas amam falar com ela por ser compreensiva, conselheira e direta. Ela quando quer falar algo ela fala na cara e se se sentir incomodada com alguma coisa ela diz isso mesmo e normalmente fala com uma cara bem séria o que faz as pessoas pensarem que ela mudou a personalidade por completo. Ela pode ser fria e muito irresponsável por dentro mas lá no fundo age como se vê por fora. Ela tem um coração puro mesmo um pouco consumido por desgraça.

❀ Familiares ❀
➙ Pai ➙ Desconhecido.
➙ Mãe ➙ Lucy Scarlet

❀ Personagens da história ❀
➙ Lucy Scarlet


➙ Helen Anderson


❀ Par ❀
➙ Kanato Sakamaki

❀ Gostos e desgostos ❀
➙ Gostos ➙ Doces, ler, escrever, bonecas, pelúcias.
➙ Desgostos ➙ Vegetais, ser controlada, ver sangue, aranhas.

❀ História ❀
➙ A jovem moça de 17 anos chamada Lucy era a mãe de Suzu. Suzu era linda e sua mãe apenas queria deixá-la viva por mais tempo. O pai de Suzu era desconhecido apenas Lucy sabia quem ele era mas ele tinha abusado de Lucy e foi deste modo que Suzu foi feita. Ao saber de que Lucy havia engravidado dele ele a acusou de ser uma "dama da noite" mas com palavras bem mais vulgares e nojentas. A menina nascera em palhas e a única coisa que fez Lucy dar à luz foi o incentivo do povo. O povo ficou perto dela o tempo todo dizendo que o filho que Lucy desse à luz poderia salvar o mundo da desgraça. Quando se soube que era menina começaram aos gritos dizendo que ela conseguiria se tornar da nobreza e ainda faria algo bom na vida. Um nobre dos mais ricos e elegantes ouviu falar da suposta salvação e quis saber mais. Lucy deu a adorada filha para uma freira chamada Helen. Helen tinha pele escura, encaracolados cabelos loiros e olhos vermelhos como o sangue. Ela era bem jovem. Lucy foi presa nas masmorras e morreu ali naquele lugar asqueroso mas a sua filha nunca soube de nada pois era um pequeno bebé.
-Minha doce bebé... mal sabes tu o que te espera... Minha pequena salvadora... - A mulher afagou a cabeça da pequena bebé que dormia nos seus braços.
Anos se passaram e a garotinha havia feito 15 anos e sempre pensou em Helen como sua mãe mesmo sabendo que seria impossível... "Como pode uma serva da igreja ter tido uma filha? Seria completamente errado! Padres e freiras não podem ter filhos! E esta senhora que eu acho ser minha mãe é muito fiel à igreja não iria contra ela." Pensava a moça de 15 anos".
-Irmã Helen! - Chama Suzu.
-Já não tenho mais direito ao "mãe", não? - Ela põe as mãos na cintura e finge desapontamento.
-Eu sei que a senhora não é minha mãe... - Suzu baixou a cabeça mas a mulher mais velha levanta o seu queixo com o polegar o que faz a menor encarar a mais velha.
-Há muitas coisas que a minha pequena não sabe... - A mulher disse com uma expressão séria.
-Tipo o quê Irmã Helen? - A garota perguntou.
-O teu destino minha pequena. O teu destino. Isso é algo misterioso para muitos mas... quem diz que uma jovem freira não consegue prevê-lo... Posso dizer-te que... Como a mulher experiente, que sou, aconselho ir com calma. Não tenhas muito desejo de vingança pois não é coisa de uma menina que passou a vida inteira numa igreja. - A garota não entendeu o que Helen quis dizer mas resolveu não perguntar mais nada encerrando a conversa por ali.

❀ Como reagiu quando soube que o par a denunciou? ❀
➙ Ela ficou muito irritada e já sabia o que viria a seguir. Seria morta. Provavelmente seria torturada antes. E a maneira da sua morte era muito vaga. Poderia ser queimada viva, esfaqueada e que mais? Ela não reagiu pois saber que ele a denunciou fez o seu coração arder em raiva e só pensava em uma coisa... ela queria vingança!

❀ Plebeia ou nobre? ❀
➙ Plebeia

❀ Algo Mais? ❀
➙ Nope!

⇁𝐹𝓊𝓉𝓊𝓇𝑜

✞ Nome Completo ✞
➙ Aiko
➙ Yamada

✞ Idade ✞
➙ 17 anos

✞ Aparência ✞
➙ Aiko possui um cabelo loiro curto até à altura dos ombros, olhos tão azuis quanto o céu e lábios finos. Ela tem peito pequeno e mede 1, 43 e pesa cerca de 43kg e ela raramente tira um laço que tem no topo da cabeça. Ela tem uma aparência bastante fofa mas... As aparências iludem, não é mesmo?











➙ Rin
➙ Vocaloid

✞ Personalidade ✞
➙ Aiko, ou melhor, Suzu se lembrava de tudo e procurava uma certa vingança de um vampiro que a havia denunciado. Finalmente agora entendia a frase de Helen. Aiko ficou uma menina fria por completo e a pureza que ainda existia em seu coração desapareceu por completo se rendendo à frieza por completo. Aiko não era mais a garota que havia sido criada por Helen. Aiko não tinha mais o coração de Suzu! Suzu já havia morrido! Agora era Aiko, não Suzu. Aiko era uma garota sádica e narcisista. Só pensa em si mesma e por vezes chega a se sentir sozinha mas depois sorri de canto e volta à sua realidade. Ela é muito exigente com tudo e meu Deus! Aiko era o tipo atirada embora muitos não se aproveitem a hipótese pois dizem que ela tinha o peito pequeno e era nessas alturas que ela gostava de ser Suzu já que Suzu pelo menos era uma garota como devem ser... isso era o que Aiko pensava. Ela amava tudo o que fosse parecido a bonecas ela ficava muito louca por bonecas. Se tocassem em alguma óbvio que ela ficava irritada o suficiente para deitar a casa abaixo e finalmente aliviar a sua sede por sangue. As pessoas quando a conhecem a mantêm longe por motivos de segurança. Até mesmo a própria família não fica perto de Aiko. Acreditem ou não, ela ri da situação, ou melhor, dá gargalhadas bem altas, altas o suficiente para serem consideradas "gargalhadas malignas". Por vezes Aiko chora repetindo para si "Eu gostava de voltar no tempo e voltar a ser a Suzu de séculos atrás!" Ela, mesmo não querendo admitir, sentia saudades de ser Suzu e da vida feliz ao pé de Helen na igreja e de como a vida difícil a fazia sorrir por trabalhar o suficiente por ser recompensada por alguma comida, bem pouca mas o suficiente. Ela amava a vida antiga mas agora Deus havia-lhe dado uma oportunidade de se vingar do seu "amado namorado". Ela sorria, um sorriso aterrador, ao lembrar disso e muitas vezes quando se encontrava sozinha em casa gritava olhando para cima "Kanato é bom que te prepares para esta bomba que está prestes a explodir!!".

✞ Familiares ✞
➙ Mãe ➙ Emi Yamada
➙ Pai ➙ Hikaru Yamada
➙ Irmão mais velho ➙ Ritsu Yamada

✞ Personagens da história ✞
➙ Ritsu Yamada


➙ Hikaru Yamada


➙ Emi Yamada


✞ Par ✞
➙ Kanato Sakamaki

✞ Gostos e desgostos ✞
➙ Gostos ➙ Sangue, doces, bonecas, pelúcias, chuva, dias frios, cheiro a mofo, teias de aranha, preto, o seu laço, vingança.
➙ Desgostos ➙ Vegetais, felicidade, sol, calor, cantar.

✞ História ✞
➙ Aiko nascera em um berço de ouro, os seus pais eram bastante ricos e ela era completamente desejada. Emi olhou para ela e pensou que ela seria a melhor coisa que já lhe aconteceu depois de Ritsu nascer. Ela abraçou a recém-nascida com lágrimas nos olhos.
-Ela é linda! - Disse Hikaru encarando a mulher e a filha.
-Mas... eu tenho a sensação de que... Ela não nos... pertence... Como se... - Ela fez uma pausa grande antes de continuar. - Não fosse nossa filha, entendes?
-Entendo... Emi... Vamos chamar-lhe Aiko. - O homem disse fazendo a mulher sorrir.
Assim, Aiko cresceu "feliz" pelo menos era o que ela aparentava ser aos olhos dos pais e irmão. Ritsu encarava a irmã de já 15 anos enquanto ela brincava com uma boneca e olhava a mesma com uma cara bem "estranha" quase com um sorriso considerado psicopata! Ritsu estava um pouco assustado mas não disse nada.
-Ai, ai... Meu amorzinho... Ele vai morrer nas minhas mãos, não é Aya? - Ela encarava a boneca e a abraçou de seguida. - Não vai voltar a ter forças para me chamar de bruxa, não é Aya? Ele vai se arrepender, não é Aya? Ritsu-nii o que achas? Eu vou conseguir matá-lo?
-Quem queres matar Aiko? - Ele pergunta se sentando perto da menina.
-Kanato... Não deves saber quem é... - Ela diz olhando para o irmão e pulando para o colo do mesmo. - Mas até lá eu vou conseguir mostrar que Suzu, já não é Suzu, e sim, Aika!
-O que dizes? Suzu? Quem é? - Ele pergunta afagando a cabeça da menor.
-Não importa... Tu fazes me lembrar Helen... - Ele deixa uma lágrima cair que não passou despercebida aos olhos do loiro.
Ritsu apenas continuou com o carinho e ficou calado. Não iria perguntar mais nada que pudesse fazer a pequena irmã chorar. Helen era um nome que Ritsu não iria esquecer pois fez a sua pequena irmã chorar e desde que a viu nunca chorou. Aiko era forte mas só uma simples palavra fez a pequena garota chorar.
Anos se passaram, Aiko já tinha 17 anos e Hikaru, o pai das crianças, decidiu mandar a sua filha para uma mansão para ver se ela poderia sentir alguma coisa para não estar sempre com uma expressão neutra o tempo todo.
-Filha irás morar numa mansão, onde estarão mais cinco garotas como tu, se não me engano. Estarão também seis garotos e a mansão é bem antiga pode estar velha mas não estranhes pois deve ter sido construída por volta do século 16. - O homem disse o que fez a garota sorrir.
O mais velho assustou-se com o súbito sorriso de sua filha.
-Foi construída antes, disso tenho a certeza! - Ela disse antes de ir embora arrumar as coisas para finalmente encontrar com o seu "amado ex-namorado".

✞ Como reagiu quando encontrou o par novamente? ✞
➙ Ela sorriu de canto e ficou a olhar para ele e a pensar "Finalmente chegou a hora! Vou me vingar!" Ela estava mesmo contente e podia ver-se no seu rosto. O desejo por ver o sangue do seu "amado namorado", ou melhor, "amado ex-namorado" derramado estava desenhado no rosto da loira.

✞ Traumas, fobias, medos, manias, vícios e nojos. ✞
➙ Traumas ➙ O facto de poder voltar a ser abandonada pela familia
➙ Fobias ➙ Claustrofobia - medo de espaços confinados ou lugares fechados
➙ Medos ➙ Ser traída de novo por alguém importante, saber a verdade em relação ao seu passado.
➙ Manias ➙ Roer as unhas quando se encontra em uma situação que a deixe visivelmente nervosa, dar saltinhos de euforia quando algo de bom lhe acontece.
➙ Vícios ➙ Todo o tipo de tecnologias
➙ Nojos ➙ Sapos.

✞ Algo Mais? ✞
➙ Tem uma boneca chamada Aya e ela é assim:


Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...