~Fyntha

Fyntha
ES-CAN-DA-LO-SA
Nome: • Heloiza • \(^ω^)/ • Maryn ♡ •
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Indisponivel
Aniversário: 24 de Fevereiro
Idade: 13
Cadastro:

☾ Em Nome do Clã ● Segunda Seleção ☽


Postado



☾ ● You can be yourself at least once? ● ☽



☾ ● We are girls, we are strong, we have super powers, we can do everything we want. ● ☽





☾ ● SEU USER NO SPIRIT ● ☽

● Fyntha.


☾ ● NOME DO PERSONAGEM E SEU SIGNIFICADO ● ☽

● Heloiza Villenevue Stedile
Heloiza significa "saudável", “saudavelmente larga"; "combatente gloriosa", "guerreira famosa", "famosa na guerra".


☾ ● APELIDO ● ☽

● A morena prefere que a chamem por seu primeiro nome, mas também aceita o apelido "Helo" que é apenas uma abreviação. Algo que ela não suporta é que se refiram a ela por seus sobrenomes ou por "Lolô", que era como seus pais a chamavam quando criança.

● Apelidada "carinhosamente" de "problema", "pequena" e "baixinha", por Dake.



☾ ● IDADE ● ☽

● 22 anos.


☾ ● NACIONALIDADE ● ☽

● São Francisco, Califórnia.



☾ ● DATA DE NASCIMENTO E SIGNO ● ☽

● 24/02, vinte e quatro de fevereiro. Pisciana com ascendente em Áries e lua em Sagitário.
Seu signo e Ascendente interferem muito em sua personalidade, a deixando ainda mais complicada.



☾ ● ORIENTAÇÃO SEXUAL ● ☽

● Bissexual.





☾ ● HISTÓRIA ● ☽

● Fruto de um acidente em meio à troca de remédios, Heloiza nasceu ainda sendo uma surpresa para seus pais, que não tinham ideia de lidar com isso já que nunca imaginaram ter uma filha. Por mais que não a planejassem, ficaram animados com a ideia de tê-la, pelo menos no princípio.

Ter um bebê era mais difícil do que gostariam, o dinheiro não era problema - já que ambos eram advogados famosos da região. -, mas sim seus empregos, ambos amavam o que faziam e ainda deviam distribuir seu tempo com as reuniões do clã, que no momento se fazia muito importante. Estava fora de cogitação que um dos dois saísse do emprego, e mais ainda parar de resolver os assuntos importantes do clã que participavam, então a pequena ficou, durante toda a infância, aos cuidados de babás e empregados da casa. Mas mesmo na companhia dos empregados ela se sentia sozinha, se sentia deixada de lado.



Leonardo e Flávia - seus pais -, não eram tão ruins assim, de vez em quando a levavam pra sair, iam em concertos, orquestras, cinema, jantares, peças, parques e circo. Mas mesmo assim ela queria mais que apenas isso, ela queria ser o foco da atenção deles o tempo todo, mesmo sabendo que eles tinham deveres a cumprir.

Com o tempo, Heloiza crescia mais e mais, sempre tendo em mente um novo plano para chamar a atenção dos pais, para que eles pudessem ficar mais com ela. Não havia nada que ela quisesse além de atenção, ela era muito dependente dos outros e queria que todos ao seu redor se importassem com ela, olhassem pra ela e quisessem dar tudo a ela. Mas uma coisa ela não sabia, não é assim que as coisas funcionam, ela não poderia exigir que todos estivessem 100% do tempo com ela, olhando e fazendo as coisas apenas pra ela. Mas não havia nada que tirasse da cabeça dela que era assim que tinha que ser.

Flávia achava que a solução era dar presentes, ou seja, mimá-la, talvez dessa forma ela esquecesse um pouco deles e se focasse em outra coisa e principalmente, se divertisse sozinha. Talvez ela estivesse certa, mas com toda a certeza do mundo, isso não melhorou nada, na verdade só piorou a situação, não podemos dizer que a culpa dela ter ficado muito mimada seja apenas dela, tinha quem mimasse, tinham duas pessoas fazendo todas as vontades loucas e impulsivas dela, na hora que ela pedia, do jeitinho que ela queria

Ela aprendeu com uma grande ajuda, mesmo indireta, dos pais a ser alguém que pode ser considerado como deplorável, virou uma pessoa manipuladora, para que de um jeito ou de outro conseguisse o que queria. Ela não tinha mais medo de magoar os outros, não tinha compaixão, não se importava, pelo menos aparentava ser assim, mas ela não era assim de verdade, ela só fingia ser para esconder suas mágoas, tudo tinha sido causado pela falta de amor dos pais, para ela todos as pessoas eram assim, sempre sob as próprias máscaras. Mas acredite se quiser, até hoje, a única coisa que ela queria eram os pais ao lado dela, lhe dando amor e atenção, e exatamente por isso, ela queria esconder sua parte triste e deixar para o público a parte fria

Porem, ela não tinha e nem queria amigos de verdade, era tudo muito superficial, pelo menos os usava até conseguir o que queria, depois, ela sumia da vida deles. Aos 15 anos Helo já tinha passado por 18 escolas, ela mesma pedia para sair e entrar em outra, claro que seus pais queriam que ela fosse advogada assim como eles, e por isso sempre a colocavam na melhor das escolas.

Com 16 anos, Heloiza já estava mais que perturbada com sua infância nem um pouco saudável, ela havia passado toda a infância sendo a melhor em tudo para tentar conseguir a mínima atenção dos pais, e como viu que não tinha conseguido nem sequer um parabéns por ter sido a melhor das melhores em todos os colégios que passou e no treinamento para aperfeiçoar seus poderes, ela decidiu chamar a atenção deles de outra forma, sendo a "melhor" das piores.

Ela decidiu que se não conseguia sendo a melhor, ela seria a pior. Por isso sua vida cheia de falsidade, luxúria, ódio, depressão e drogas começou cedo, apenas com 16 anos, e por mais incrível que possa parecer, se estendeu até hoje. Ela odiou essa parte de sua vida, mas também se viciou nela, nas bebidas e nas drogas principalmente. Ela bebia com constância, e fumava mais do que devia. Mas ela também notou que seus pais não se importaram com isso, então simplesmente se deixou levar pelo prazer e êxtase dos momentos que estava com sua garrafa de vodka e seu maço de cigarro no bolso.



Mas aos 18 anos quando passou pra faculdade federal de biologia, se deu conta que a atenção que tanto queria veio, mas não pra melhor. Seus pais não queriam permitir que ela fosse estudar biologia; 1° - a faculdade era federal e por mais que fosse melhor que a particular, seus pais tinham um extremo preconceito com isso; 2° - eles queriam e só permitiriam que ela estudasse direito para assumir a empresa da família. Mas é claro que quando via a atenção sobre ela, percebeu que não era essa atenção que queria, era outro tipo de atenção, um que ela nunca tinha recebido, e nesse momento ela percebeu que queria ser amada de verdade, por qualquer um.



Como não tinha mais propósito na casa dos pais, pois já tinha conseguido o que queria, pegou suas coisas, juntou em malas, pegou seu cartão de débito e crédito na carteira e foi embora, e mesmo que tivesse muito dinheiro na poupança seus pais não a deixariam sem nada, eles ainda lhe devam uma gorda mesada.

Seu novo propósito era tentar esquecer tudo que tinha sofrido, tinha que esquecer toda depressão que tinha passado, todas as lágrimas que tinha derramado, todo o tempo que tinha perdido.Para ela a vida era só mais um jogo, tem as fases, você ganha, você perde, você repete a fase e você zera, sempre tem fases novas prontas pra serem zeradas.



Ela comprou um pequeno apartamento apenas para ela, botou tudo que precisaria e começou a procurar um propósito pra vida. Ia pra faculdade e fazia tudo que sentia vontade na hora que queria, treinava para o clã, onde se fazia mais presente agora. Estava tudo indo bem, mas ela se sentia vazia e odiava ter que olhar para seus pais toda vez que ia para as reuniões do clã, mas começou a ignorá-los, assim como eles fizeram com ela.

Ela estava melhor que nunca agora, nunca tinha conseguido ficar tanto tempo apenas com sua máscara, ela tinha cumprido sua missão principal, estava escondendo seu interior ao máximo, e estava tudo dando certo. Até a guerra começar, o que tinha se esforçado pra conseguir foi por água a baixo, e seu estado emocional veio à tona quando descobriu a morte de seus pais, por mais que todo o dinheiro e tudo que eles tinham tivessem passado pra ela, ela não se importava mais, o caos tinha atingido ela e seu desespero tinha aumentado, agora ela teria que lutar pra se proteger com as próprias mãos; mesmo que estivesse sofrendo mais que o esperado com a morte dos pais.







☾ ● PERSONALIDADE ● ☽

● Portadora de uma personalidade forte e marcante, gosta de deixar seu rastro por onde passa, é raro que alguém se esqueça dela, seja por ter feito algum mal ou por ter sido desejada.

Heloiza é o verdadeiro exemplo de uma pessoa duas caras, oportunista, e principalmente, narcisista. Estar ao lado de alguém como ela pode parecer um sonho e um pesadelo ao mesmo tempo, por mais que aparente ser boa, ela é extremamente imprevisível.

Helo consegue ser fria e calculista ao mesmo tempo em que consegue ser extrovertida e sarcástica. Na cabeça dela não existem limites para suas ações e tudo que ela quiser ter, fará o possível e o impossível para conseguir.

A morena é composta de fases, duas são as principais, as que se difundiram com sua personalidade e estilo de vida, mas podemos defini-la como duas caras por ser de um jeito por fora – que é o jeito que todos conhecem e julgam –, e ser ainda mais diferente por dentro – esse jeito apenas uma pessoa conhece, e é a única pessoa que ela quer que conheça, a menina nunca se abriu verdadeiramente com alguém além de Dakota –.

Por fora- Ela aparenta ser uma pessoa mimada, fútil, sem coração, narcisista, competitiva, sedutora, manipuladora e esforçada.

Foi mimada pelos pais que achavam que a melhor coisa era dar tudo que ela queria, isso a fez achar que tudo e todos devem fazer sua vontades, na hora que ela bem entende.

Heloiza se esforça para que consiga conquistar a todos, para quando precisar de favores eles estejam ao seu dispor. Manipula as pessoas a todo o momento, isso é a sua especialidade, ela é realmente boa nisso, caso não consiga o que quer de primeira, irá te surpreender na segunda tentativa, seus argumentos são ótimos e ela irá te comprar no momento em que te chantagear com algum de seus podres.

Não há muitas coisas que a estressam apenas não conseguir o que quer, perder em algo ou ser deixada de lado. Pode até parecer que são coisas pequenas, mas para a baixinha isso é o estopim para matar qualquer um. Por mais estressada que possa estar, ela não demonstra na aparência e nem na entonação da voz, é difícil perceber sua irritação, mas por mais incrível que pareça isso é só mais uma motivação para tentar ser a melhor de novo.

A menina é muito competitiva e quer sempre ser a melhor em tudo que faz. Quando ela decide que quer descobrir ou fazer qualquer coisa que seja, não há nada que a impeça, nem seu cansaço ou limites a farão parar até que consiga atingir o ponto máximo da perfeição que acha que as coisas devem ter.

Seu jeito é irônico e sarcástico, está sempre com uma expressão desafiadora ou de deboche. Fala coisas divertidas para que os outros se sintam à vontade. Gosta de conquistar a todos com o seu humor, Heloiza é muito boa de papo, transmite confiança e se adapta a qualquer assunto.



Por dentro- Emotiva, carinhosa, esperta, forte, com pouca autoestima, amante da arte e dos livros, isso é como Heloiza é por dentro, o que pensa é diferente do que faz na maior parte das vezes, a morena não quer que ninguém saiba como ela é para que assim ela não demonstre seus sentimentos, ideias e fraquezas, claro que tem partes em comum com seu jeito externo, como as coisas que a irritam, sua competitividade, dedicação, o jeito dela de não desistir de nada e querer tudo à sua maneira, perfeito aos seus olhos.

Pode-se dizer que ela vive em uma constante guerra mental com ela mesma.



A garota esconde dentro de si essa parte emotiva e amável para que não se machuque novamente, como se machucou com seus pais. Ela quase sempre está perdida em pensamentos, fica o tempo todo relembrando a própria vida e se entristece com o rumo que as coisas levaram, mas o seu jeito exterior, por mais que queira mudá-lo, já se fundiu com sua personalidade, queira ela goste ou não é algo que a menina não pode impedir, virou uma coisa automática.
Ela criou uma máscara muito bem feita. Por mais que sorria por fora ela chora por dentro, mas nunca irá admitir o verdadeiro motivo de suas lágrimas.

Assim como seu jeito exterior, Helo é extremamente competitiva e quer sempre tudo do seu jeito, pois acha que sua palavra é a mais certa, ela não desiste de nada por mais difícil que pareça ser, a menina é muito orgulhosa, acredite.

Pode até parecer segura de si, mas ela é completamente insegura e se questiona o tempo inteiro, sua autoestima é muito baixa. Mas algo ela sabe que é: extremamente inteligente, Heloiza usa seu raciocínio lógico para seu próprio bem, muito boa em jogos desse tipo de categoria, ela pensa muito rápido e está disposta a tudo para se proteger tanto física quanto emocionalmente. Helo é uma amante da arte contemporânea e de livros didáticos, quando está sozinha e pode ser ela mesma não há nada que a impeça de ler o dia inteiro.

Odeia demonstrar suas fraquezas e ideias, a única pessoa que pode dizer que a conhece de verdade é Dake, a única pessoa que parece entendê-la e a única com quem ela verdadeiramente se abriu, ele a conhece por fora e por dentro e mesmo assim gosta de tudo nela.

Como já havia dito, ela não se estressa fácil, mas tenta sempre se acalmar antes que faça besteira, quando chega ao seu limite a morena não pensa direito e por isso ela tenta raramente se irritar, ela pode até se chatear, mas ficar irritada é algo que faz com que ela perca a cabeça completamente e por odiar não ter controle de seus atos ela simplesmente prefere ficar calma de um jeito ou de outro.

Chorar é algo quase impossível de acontecer com ela, mas é quase, certo? No dia que soube da morte de seus pais por mais abalada que tenha ficado só chorou quando ficou sozinha. Ela só chora quando está com alguém que confia, mas às vezes ela não consegue se segurar e acaba desmoronando em qualquer lugar, é difícil manter a pose todo tempo, e isso é o que Helo mais questiona em si mesma.
Por mais complicado que possa ser entendê-la, ela só quer uma coisa: ser amada por alguém, não importa quem, ela quer uma atenção permanente.

Heloiza não admite, mas já aceitou que é muito dependente dos outros, ela precisa de amor e atenção constantemente, senão ela surta, a morena tem que ser o centro, ela é instável e precisa de alguém para estabilizá-la.

Ela gosta de formar estratégias e quase sempre está perdida na própria mente e nos próprios sentimentos, medos e loucuras.









☾ ● CARACTERÍSTICAS FÍSICAS ● ☽

● 1,59 de altura, 54 quilos. A menina tem cabelos castanhos escuros ondulados que vão até um pouco abaixo dos ombros. Olhos grandes e extremamente azuis, cílios grandes, boca carnuda e vermelha, dentes alinhados e nariz fino. Pelo branca com sardas espalhadas por todo corpo, principalmente rosto e braços. Dedos das mãos de tamanho proporcional e unhas grandes que estão sempre pintadas na cor preta ou azul turquesa.

Três furos em cada orelha, um piercing daith na orelha esquerda e um piercing tragus na orelha direita, ambos pratas.


Piercing Daith
Piercing Tragus


Cintura fina, coxas e bunda proporcionais ao resto do corpo, nem muito grande nem muito pequena, podemos chamar de medianas. Seios grandes que quase sempre estão escondidos por blusas largas. Pés de tamanho 36. Pernas torneadas e panturrilha definida. Tatuagem com as fases da lua no braço direito.



☾ ● Fotos ● ☽
Kaya Scodelario ● Heloiza Villenevue Stedile

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

17




☾ ● ESTILO DE VESTIMENTA ● ☽

● Heloiza usa roupas fofas, quase sempre está de rosa, e quase nunca desce do salto, mas isso tudo faz parte apenas de sua encenação. Quando está com os outros ou quando vai sair fica sempre de rosa ou azul, cores leves e claras, salto alto, maquiagem leve e cabelo preso em penteados delicados, tudo muito florido, muito radiante e até perfeito demais.

Mas isso não vai muito além do seu fingimento, por mais que esteja sempre vestida com saias, vestidos, blusas fofas, shorts coloridos, saltos gigantescos, moletons de ursinho, cabelo com coques e penteados exuberantes, olho pintado em tons claros e maquiagem perfeita, toda essa encenação acaba em algum momento, o momento que ela se torna um pouco mais ela.







Quando consegue fugir de sua realidade, Heloiza gosta de usar roupas largas, que não a apertem e que não marquem seu corpo, a palavra salto para ela nem mesmo existe, ela usa apenas sapatos fechados, botas e tênis. Flanelas, moletons, blusas, cropped, jaquetas e casacos, não há nada mais bem-vindo que isso para a morena. Meias 3/4 são muito usadas, principalmente as pretas e as cinzas. Calça e short jeans preto, azul claro e azul escuro e as vezes alguns coloridos, mas nada de rosa, só isso que ela usa normalmente, mas nada de vestidos e nem saias, isso é algo que ela queimaria caso visse em seu guarda roupa.

Maquiagens pesadas, gatinhos, rímel e lápis preto exagerados, batom vinho cortante e claro, sem esquecer seu cigarro entre os dedos. Seu cabelo sempre solto e bagunçado, brincos grandes e pesados, principalmente argolas, piercings na orelha, sem contar pulseiras e as unhas pintadas de preto ou azul marinho.

Heloiza ama quando está do seu jeito e adora se sentir ela mesma, mesmo quee não mostre sua verdadeira personalidade ela se ente mais completa usando suas roupas, por isso quando a guerra começou ela não deu espaço na bagagem para saltos ou vestidos e nem roupas bonitinhas e rosas, pegou apenas o que a fizesse se sentir bem, como as roupas que ela tanto ama usar, não há nada que a faça mais feliz que usar calça, flanela e bota.










☾ ● SEU PERSONAGEM PERTENCE A QUAL CLÃ? ● ☽

● Clã Eitri.



☾ ● QUAL SEU PAQUERA? ● ☽

● Dakota Carter.


☾ ● COMO SEU PERSONAGEM LIDA COM OS MEMBROS DE SEU CLÃ? ● ☽

● Com os membros do clã pode-se dizer que Helo é neutra, mas quando precisa de algo deles é claro que parte para o modo da chantagem ou manipulação. É raro ela falar com as pessoas do clã, por mais que frequente os mesmos lugares e esteja sempre em contato indireto com eles, Heloiza não é de falar muito, mas mesmo não conhecendo todos e nem mesmo falando muito com eles ela os protege quando estão em batalha, ela é unida com eles mesmo que não se falem e nem tenham intimidade. Por ter crescido vendo a importância que os pais davam ao clã, ela desenvolveu um certo carinho pelos membros por saber que eles interagiam com seus pais.

Ela prefere se manter neutra nas reuniões e encontros para que não passe má impressão e para que eles não a odeiem como muitas outras pessoas. Gosta de ver o quanto todos são unidos e por mais que queira participar de toda essa união ela prefere assistir de longe e ajudar no que pode. Nas batalhas ela se faz muito presente principalmente por sua experiência com as armas e em lutas. A morena gosta de mostrar que se importa com eles mesmo que não converse muito, e nas lutas sua oportunidade para isso fica evidente, todos sabem que podem contar com a ajuda dela, no clã ela se torna muito prestativa e ativa.

Todos do clã sabem como Helo é, mas não a julgam por ela nunca ter feito mal a nenhum deles e também porque ela é uma parte importante para o clã, assim como todos os outros membros.



☾ ● COMO SEU PERSONAGEM LIDA COM O SEU PODER? ● ☽

● A baixinha tem um extremo controle físico e mental em assuntos relacionadas ao seu poder, não os usa com frequência e nem em humanos, toma o máximo e mais dedicado cuidado para não fazer nada suspeito na frente dos outros.
Ela é um demônio com treinamento avançado na arte da hipnose, consegue deixar as pessoas hipnotizadas pelo tempo que quiser e achar necessário. Porém seu controle na parte da regeneração é baixo comparado a tantos outros, quando as feridas são de tamanho mediano não é trabalhoso, seus problemas são com feridas grandes e profundas, nesse quesito ela demora mais para cicatrizar e isso exerce muito de seu próprio poder, por isso ela prefere canalizar sua magia em outras coisas mais importantes, claro que quando puder, em outro momento irá tratar das feridas. Usa pouco da telepatia e não aperfeiçoou muito dessa prática, sempre teve dificuldade, mas consegue se comunicar mesmo assim, porém, isso exerce muito de si e ela quase nunca usa essa parte de seu poder.

Foi treinada por um amigo de seus pais que também era do clã dela. Raramente usa seus poderes fora de conflitos, mas as vezes ela os acha necessários para seu próprio lazer ser proporcionado, mas como é inteligente e sabe seus deveres e obrigações não usa para coisas banais, sabe das consequências e respeita as regras do clã - essas são as únicas regras que respeita, na verdade -.


☾ ● COMO SEU PERSONAGEM LIDA COM O SEU PAQUERA? ● ☽

● No início nada saiu como o planejado. Ambos têm seu jeito de ser manipulador e narcisista, não se poderia esperar nada de bom, claro. Mas ao contrário do que muitos pensam, ambos se atraíram, Dake se atrai por muitas pessoas, mas para ele a vibração sentida tinha sido diferente, ela percebeu algo diferente de muitas outras sensações. Por outro lado, Heloiza viu diversão na certa, ela pensou que seria como os muitos outros com quem já tinha ficado, mas esse a chamou uma atenção especial. No fim, ambos se atraíram por sentirem desejos fora do comum, mas eles não contaram com uma coisa, suas personalidades parecidas.

Juntos eles deixaram de raciocinar direito, isso simplesmente ferrou tudo e o desejo falou mais alto que a razão que um dia existiu na cabeça deles, por mais que os dois achassem que seria coisa de uma noite só, cada um deles caiu na própria armadilha - fazer com que o parceiro dependesse deles de uma forma descontrolada, para que assim sentissem o prazer de se cansar com uma pessoa e descartar depois, mas é claro que isso falhou e os dois ficaram loucos um pelo outro na mesma intensidade -, claro que estava fora de cogitação algo sério, mas estava mais fora de cogitação deixar de se ver, tudo isso evoluiu para uma amizade colorida, só que sem a parte da amizade. Até o dia que a razão na cabeça de Heloiza decidiu dar as caras, parece que sua parte interior se tocou no quanto estava fazendo besteira, onde em sã consciência ela poderia deixar as coisas do jeito que estavam?

Conversar foi uma boa solução, pelo menos até o momento do descontrole de ambas as partes. Por mais que o desejo carnal quisesse falar mais alto, Heloiza decidiu que não, não era assim que tinha que ser, se ia ficar com o mesmo cara tantas vezes tinha que pelo menos saber o nome dele, que até então ela chamava de "Loirinho da Praia". Por mais que parecesse fácil conversar, era muito difícil, pela primeira vez na vida Heloiza não tinha um plano, ela queria desesperadamente ser ela mesma, isso nunca tinha acontecido antes, ela nunca tinha tido a vontade de falar com sua parte interior, ela realmente queria se abrir com o "Loirinho da Praia"?

Mas é claro que seu trabalho de tantos anos não seria jogado fora de um jeito tão banal. Mas Dake pareceu entender mais da morena sem nem mesmo ela falar, ele nunca admitiria, mas ele sentia falta dela quando estavam longe, mas ele sentia falta dos papos silenciosos que tinham, das conversas sem palavras que trocavam, ele tinha se apegado de alguma forma a ela, só que o problema é que ele não a conhecia, apenas tinha ficado algumas vezes com ela.

Insistente como é, Dake não mediu esforços para aprender um pouco mais sobre Heloiza, essa era sua nova obsessão, descobrir um pouco dela, da menina que o vinha intrigando a tantos dias. Mesmo batendo de frente com o muro muito-bem-feito da menina, ele não desistiu, apenas quis mais, quis mais de toda aquela força e inteligência o repelindo. Mas de tanto bater de frente, a coisa foi ficando feia, até que ele finalmente conseguiu o que queria, ele foi o primeiro a testemunhar de perto, ao vivo e em cores a irritação de Helo. Ser repelido dessa forma e ser confrontada desse jeito tão decidido fez com que os dois percebessem o quanto era difícil se livrar um do outro, mas mesmo que Heloiza demonstrasse querer expulsar ele, será que era isso que ela realmente queria? A resposta era um claro e rápido não, por mais que fingisse querer, a curiosidade pelo desconhecido a fez mergulhar em uma guerra emocional consigo mesma.

Pela primeira vez na vida, ela destrancou a porta entre sua alma e seu corpo físico, ela se permitiu conversar. Mas o auge para que isso acontecesse foi quando Dakota a seguiu na praia e se sentou ao seu lado, e sem um "oi" ou um "tudo bem", ele lançou a bomba atômica de uma vez só em Heloiza, diferente de tudo que podia esperar, ele disse algo como: "Você pode ser você mesma pelo menos uma vez?". Certamente, isso foi o que fez com que o abalo de Heloiza resultasse em uma noite inteira chorando, mas não pense que dessa vez ela fugiu pra casa, não, claro que não, novamente, Dake foi o primeiro a ver Heloiza chorando, mas ela literalmente chorou muito e não pense que parou por ai, ela se abriu completamente pra ele, contou sua história e tudo que sempre quis, tudo que um dia sonhou e como foi parar ali naquele estado deplorável, mas claro que depois de ter contado tudo sem ser interrompida, ela também queria saber sobre ele, que diferente do que ela pensou também contou sua história para ela.

Ambos se abriram, ambos se entenderam, eles compartilharam um momento melancólico entre eles, aquele foi o primeiro momento de muitos confissões, Heloiza finalmente tinha achado o que há tempos procurava: seu porto seguro, sua fonte de estabilidade emocional e física, isso é o que um é para o outro, um porto seguro aberto 24h por dia.

Mesmo que Heloiza pensasse que Dake fosse se afastar dela depois daquele dia, ele não o fez, pelo contrário, se aproximou mais ainda dela, ele decidiu por conta própria que queria protegê-la dela mesma, queria fazê-la feliz e queria que ela se sentisse bem.

Ambos já aceitaram que se amam, mas é claro que eles não irão admitir tão facilmente um para o outro, como os dois orgulhosos que são, só um milagre - vulgo ser a Sccar e sua bela escrita cheia de boa vontade e magia - irá fazer com que esses dois finalmente admitam o quanto se importam e não conseguem mais viver um sem o outro.

Eles se entendem, não tem segredos entre eles, eles confessam tudo um para o outro, trocam carícias em silêncio, aproveitam a presença um do outro, quase não brigam, se escutam e falam apenas o que pensam, sem mentiras, sem ocultar nada, são bons amigos que misturam tudo isso com o prazer que ele acham ser apenas carnal, mas no fundo sabem que é um sentimento profundo, se sentem bem na presença um do outro e nunca ficam sem assuntos, mesmo que estejam falando de uma porta, basta estarem juntos para ser o melhor assunto do mundo. Resolvem todos os seus conflitos juntos, unem forças e fazem suas divergências os unirem ainda mais. Dake dá toda a atenção que Heloiza precisa, ele a estabiliza e ela o faz feliz de formas boas, o traz da triste realidade para um mundo feliz em que apenas os dois habitam quando estão sozinhos, ela apenas é ela mesma, quando está sozinha com ele, Dakota foi o primeiro e único que vê Heloiza do jeito que ela verdadeiramente é, assim como ela é a única que vê ele do jeito que ele é, sem se importar com seus defeitos e sem se importar com as besteiras que ele fala, ela o ama do jeito que ele é e ele adora ela do jeitinho que ela realmente é e finge ser. São unidos e mesmo que não tenham nada sério, eles não ficam com outras pessoas, respeitam o espaço pessoal um do outro.


☾ ● COMO É A RELAÇÃO DELE COM OS AMIGOS ● ☽

● Amigos? Essa é uma palavra muito nova no vocabulário de Heloiza, ela fez amigos apenas depois de conhecer Dake, ele a ajudou nisso, melhorou suas relações com os outros, a ensinou a reagir perto dos outros e ela realmente mudou por ele.

No geral Heloiza fala com todo mundo sem discriminação, ela conversa com todos que conversam com ela.

Com os amigos Heloiza mostra um pouco de como realmente é, apesar de misturar seu interior com exterior e formar uma personalidade um pouco confusa, ela consegue se virar. Os trata bem, mas ainda sim de modo irônico e sarcástico, as vezes, sem querer, os manipula para fazerem o que ela quer, virou um costume com os outros, apesar de não conseguir manipular tanto assim Dake, porque é como dizem: "não se pode enganar um enganador".

Tem amigos que ela tem mais facilidade de interagir, já outros são mais difíceis para ela entender, como Amanda, que está sempre longe mesmo estando perto, foi difícil fazer amizade com ela, mas não foi impossível, as duas se dão bem pois sabem o que é ser deixada de lado sem ter a chance de se defender dignamente. Ela apenas tenta esconder um pouco do seu jeito exterior que reinou por tanto tempo, agora ela deixa transparecer mais de seu interior, claro que de forma maneirada. Ela tenta ser ela mesma com seus amigos, mas mescla um pouco de suas duas personalidades. Porém, mesmo assim ela é alguém amigável que agora tem muito mais facilidade em fazer amigos e em confiar nos outros, mesmo que ainda sendo desconfiada.

É confuso caracterizar Heloiza em grupo, mas se pode dizer que ela continua sendo ela mesma, mas misturando um pouco de cada Helo. Mesmo parecendo metida e narcisista fútil ela não é mais tanto assim, agora que está melhorando dela mesma, Heloiza se veste como gosta sem se importar com o que os outros pensam e sem usar rosa, ela tenta não ofender os outros e não fazer tanta piada deles e agora ela até mesmo se permite se irritar e deixa transparecer toda a sua inteligência, que antes era reprimida. Ela aos poucos está melhorando e conquistando pessoas.

Apesar de sua personalidade, Heloiza tem uma amiga em especial, Jennifer, elas duas se dão muito bem, quase sempre estão juntas, mesmo que sejam de clãs diferentes, elas se consideram irmãs e pode-se dizer que são inseparáveis. Elas conversam bastante e trocam segredos, ambas se adoram e Helo dá o melhor de si para mostrar mais do seu interior que exterior. Jennifer gosta muito de Helo e a acha engraçada extrovertida. Elas contam tudo uma para outra e Jennifer conhece o jeito de Helo por completo, conhece seus segredos e seu interior e exterior, ela é a única além de Dake que a conhece tão bem.


☾ ● COMO É A RELAÇÃO DELE COM A FAMÍLIA? ● ☽

● A relação com sua família sempre foi péssima, cheia de brigas e estratégias para ver se conseguia a atenção de seus pais, Helo cresceu em um péssimo ambiente familiar, sem afeto e sem amor, ela estava constantemente procurando meios de chamar a atenção de seus pais, para ela não deveria ser assim, eles deveriam amá-la. Mas ao invés disso, eles as presenteavam com tudo de mais caro, para compensar a ausência.

Nunca se deu bem com eles e quanto mais crescia mais as brigas e desentendimentos ficavam constantes, nunca os respeitou e não seguia as regras deles, mas eles não sabiam que o único desejo da menina era receber o amor deles.

Ela achava que os odiava até saber da sua morte, e então caiu a ficha do quanto ela os amava.

Não tinha nenhum outro parente na cidade além de seus pais, o resto da família mora em outros lugares e Helo nunca teve contato e nem intimidade com eles.


☾ ● COMO SEU PERSONAGEM ENTROU NO CLÃ? ● ☽

● Entrou no clã por influência de seus pais, eles eram muito ativos no clã e tinham muita afinidade com todos, por Helo ter os mesmo poderes e estar fazendo o treinamento, ela rapidamente foi aceita.


☾ ● COMO É A RELAÇÃO DELE COM MEMBROS DE OUTROS CLÃS? ELA TEM AFINIDADE COM ALGUM OUTRO CLÃ? ● ☽

● Ela não tem afinidade com todos, mas também não tem nenhuma divergência, respeita o espaço pessoal de cada um e é respeitada. Tem amigos de diversos clãs, conhece muitas pessoas de outros clãs, não tem nenhuma rivalidade com nenhum clã, não conversa com todos, só com alguns, mas tem uma boa relação, por assim dizer.

Não gosta de se meter nos assuntos de outros clãs, e não gosta que outros clãs se metam em seus assuntos, porém não cria problemas com outros membros. Gosta da paz entre o mundo mágico, para ela já há guerra demais para que haja ainda mais guerra entre si, ela não quer que seja como foi em sua família.


☾ ● PELO QUE SEU PERSONAGEM É CONHECIDO NO CLÃ EM QUE PERTENCE? ELE TEM BOA OU MÁ REPUTAÇÃO? ● ☽

● Heloiza é neutra, ela é lembrada por ser boa em batalhas, mas sua reputação não é formada, ela é boa e ajuda nas tarefas, mas quase ninguém no clã a conhece suficientemente bem para dizer que ela é má ou que ela é boa, não falam mal dela, mas também não falam bem, apenas não dizem nada sobre ela, Heloiza consegue se camuflar muito bem em seu clã para que não seja notada.



☾ ● PONTOS FORTES, FRACOS E HABILIDADES ● ☽

● Pontos fortes / Habilidades: Heloiza é ótima em jogos e charadas que envolvam raciocínio lógico, ela é muito boa nisso e usa esse dom em suas batalhas. / É muito boa em trabalhos manuais. / Adora cuidar de crianças e animais. / É muito responsável. / Ótima em combates corpo à corpo. / Muito boa com lâminas. / Gosta de estar preparada pra tudo. / Está quase sempre tentando pensar em coisas boas. / Ótima em estratégias e jogos de RPG. / Fala bem em publico. / É boa quando está no comando. / Muito boa escrevendo e fazendo histórias, apesar de ter vergonha de mostrar.

● Pontos fracos: É péssima cozinhando, odeia limpar a casa e não é boa em tarefas caseiras. / Péssima em geografia e literatura. / Não suporta que falem de seus pais, sejam em elogios ou em xingamentos. / Odeia receber ordens. / Péssima tocando instrumentos. / Odeia que falem mal dela e de suas defeitos. / Não gosta que toquem no assunto de ela não saber andar de bicicleta. / Não sabe dançar. / Não gosta de cantar. / Sua dependência dos outros. / Péssima usando o arco e flecha.


☾ ● MEDOS/ FOBIAS/ TRAUMAS ● ☽

● Medos: Helo tem medo de trovões, raios, ela tem pavor e vai tremer se ouvir ou ver algum desses dois fenômenos naturais, quando está com qualquer indício de que irá ter isso no céu, Heloiza nem sai de casa. Tem medo do escuro e por isso sempre anda com uma pequena lanterna no bolso da calça. Tem medo de altura. Por mais que não tenha medo Heloiza não se sente segura e nem mesmo anda de canoa. Tem medo de morre, medo de ser deixada de lado, de ser esquecida e de não ter ninguém com quem ficar. Medo de ficar louca.

● Fobias: Clautrofobia, aracnofobia, musofobia - inclusive, quando vê aranhas e ratos, desmaia -, automatonofobia, catagelofobia, coulrofobia.

● Traumas: Um de seus traumas foi sua infância e adolescência conturbada, mas seu maior trauma foi ter ficado sem o amor, carinho e atenção que achava que merecia, isso é algo que sempre perturba a cabeça de Helo, que não consegue superar suas lembranças ruins de jeito nenhum. Ela não quer ficar sem ninguém de novo e isso é o que mais a preocupa, ficar sem ser amada.


☾ ● VÍCIOS/ MANIAS ● ☽

● Vícios: Heloiza é viciada em cigarros, isso é algo que ela não consegue parar, por mais que seja seu único vício ele é muito intenso. Ela não consegue achar em nenhuma outra coisa a sensação boa de êxtase que o cigarro a proporciona. Outra coisa que pode ser considerada um vício é ir à praia todas as noites de lua cheia, isso para ela é como um ritual que nunca é descumprido, seja como for. Ela sempre dorme na praia quando a lua está nesta fase.

● Manias: Quando se sente impotente, Helo sempre aperta as mãos com força, as vezes ela põe tanta força que se corta com as próprias unhas. É algo comum de se ver, quando Heloiza se senta em qualquer lugar que seja, ela irá cruzar as pernas e balançá-las de forma calma e igual, isso é uma mania sua, ela não consegue evitar. Sempre que está estressada, ela puxa os próprios cabelos e grita como louca. Morde os lábios quando está pensando em algo. Quando está excitada sorri sem mostrar os dentes. As vezes pensa em voz alta. Se distrai com facilidade. Quando está entediada brinca com os próprios dedos. Quando fica com vergonha aperta os dedos dos pés. Sempre que fala ao celular não consegue ficar parada e anda de um lado à outro sem parar.


☾ ● DEFEITOS ● ☽

● Heloiza tem muitos defeitos, tanto emocionais quanto físicos.

Físicos: Para ela suas sardas são um grande defeito, ela odeia esse monte de pontos marcando sua pele, mas para ela o pior é que nem a maquiagem cobre eles. Odeia seus dedos dos pés pois os acha deformados. Não gosta de seu umbigo e acha sua mão muito pequena. O que mais a incomoda é sua altura, ela se acha baixa demais.

Emocionais: O que mais odeia em sua personalidade é o jeito como demonstra seus sentimentos e pensamentos, para ela seria melhor não perder tempo com sentimentos. Algo que ela considera um grande defeito em si é seu jeito externo completo, por um tempo ela até gostava de ser a mimada manipuladora, mas ela passou a odiar isso pois ela jã não conseguia mais ser ela mesma. Outra coisa que ela não suporta em si mesma é a forma de como se importa tanto com o que os outros falam, ela não consegue evitar se importar, por mais que não queira. Odeia ter se importado com seus pais e odeia mais ainda tê-los amado, ela acha que isso tudo foi um grande erro, ela não deveria ter se importado com quem não se importava com ela. Ela odeia o jeito como finge não se importar com os outros. Ela acredita que seu maior defeito seja sua curiosidade, narcisismo, competitividade, impaciência, futilidade e sua dificuldade em se expor verdadeiramente para os outros.


☾ ● ARMAMENTOS PREFERIDOS PARA BATALHA ● ☽

● Não há nada que separe essa menina de coisas cortantes e que tenham lâminas. Certamente, se o caso dor uma agulha, faca, serra, serrote, canivete, ou até mesmo uma espada, é só chamar ela. Para batalha ela prefere usar uma katana, adora a facilidade que tem para usá-la, e adora ainda mais como ela corta as coisas rapidamente. Ela gosta de coisas que furem, que cortem e que te façam sofrer. Apesar de saber se virar com uma arma e no combate corpo a corpo, para batalhas grandes ela não pode deixar de lado uma katana de sua coleção, sempre claro, com uma arma na cintura caso hajam emergências.

Ela também é ótima em lutas corporais, apesar de ser pequena e parecer frágil ela é muito forte e sabe os pontos certos que deve atingir em uma pessoa, seu raciocínio lógico rápido e eficaz a favorece em muitos aspectos, por não ser impulsiva ela calcula mentalmente onde deve atingir e até mesmo consegue prever qual será a defesa do adversário, por meio do seu jeito de lutar, por mais que algumas vezes ela erre no calculo, ela sempre tem um plano B a esperando, algo eficaz que derrube a pessoa que a incomoda em poucos segundos. Para ela não tem nada de mais satisfatório que ver o adversário no chão.


☾ ● SONHOS/ OBJETIVOS ● ☽

● Seu maior sonho nunca poderá ser realizado, por mais que quisesse, seus pais nunca deram e nem poderão dar atenção e amor para ela. Porém seu vazio foi preenchido com Dake, que a amou de uma forma sem igual.

Já um sonho dela que foi realizado foi fazer a faculdade de biologia, ela sempre amou saber como as coisas surgiram, suas teorias e tudo isso, ela ama animais e plantas e para ela o sonho de se especializar em biologia marinha só cresce mais e mais.

Ela nunca teve tempo para se ocupar com sonhos, mas ela tem um novo objetivo: se livrar de seu exterior e ser ela de verdade, sem as interferências da Helo manipuladora.


☾ ● FRASE OU TRECHO DE MÚSICA QUE DEFINA SEU PERSONAGEM ● ☽

● How many secrets can you keep?


☾ ● CURIOSIDADE SOBRE O PERSONAGEM ● ☽

● É alérgica a poeira, inseticida, camarão e mosquito, por isso sempre anda com antialérgicos na mochila. / Ama animais, principalmente gatos. / Não é virgem. / Adora pastel. / Tinha uma gata chamada Shirotaru. / Ama biologia. / Seu lugar preferido é a praia, ela ama o mar e a areia. / Ama a Lua, para ela elas são iguais porque ambas tem fases. / Ama crepúsculos. / Nunca disse que ama uma pessoa além de Dake. / É muito vaidosa. / Adora dormir. / Gosta de falar coisas fofas e ser mimada por Dake. / Quer aprender a surfar. / Adora tirar fotos. / Ama pintar e desenhar. / Sempre que está estressada escreve para se acalmar. / Anda com um mini dicionário e uma lanterna no bolso da calça. / Ótima mentirosa. / Ama animais e plantas. / Adora olhar para Dake e apreciar sua companhia em silêncio. / Fala inglês, português, espanhol, italiano e francês. / Não sabe andar de bicicleta, mas sabe andar de patins. / Não gosta de deixar sua tatuagem à mostra, sempre esconde com blusas de manga. / Chama Dake de "Loirinho da Praia" as vezes. / Ótima em guardar segredos. / Adora andar à cavalo.


☾ ● CHAVE ● ☽

● Grils can do everything.


βyё♥βyё


Escutando: Closer -- Don't let me down
Lendo: Jornal da Sccar sobre a fic.
Assistindo: Peter Pan
Jogando: Minha vida na lixeira.
Comendo: Minhas unhas.
Bebendo: Remédio para enjoo.

Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...