~CatyNews

CatyNews
¢ Little BabyGirl ¢
Nome: Gabriela // Caty // Baymax // Marshmallow // Moranguinho // Pooh // Carinho // Mione // Baloo
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: São Bernardo do Campo, São Paulo, Brasil
Aniversário: 21 de Setembro
Idade: 15
Cadastro:

Neko Sekai: Maid Café - INTERATIVA (Yaoi) [ FICHA ]


Postado

º F I C H A º


º Nome & Sobrenome º
Tae Chin-Mae.


º Idade º
19 anos // 21-09 // Virgem.


º Aparência º



Chin-Mae possui um rosto quadrado de maxilares delicadamente delineados. Seu corpo parece ser revestido por folhas de papel sulfite, tamanha a sua palidez quase anêmica, mas que, estranhamente, lhe cai bem. A tez é macia, como amontoados do mais puro algodão, sem qualquer saliência muito aparente. Os cabelos extremamente lisos e sedosos descem até pouco abaixo de suas orelhas, negros como o mais profundo breu, caindo sobre os olhos grandes e puxados com orbes num tom grafite profundo e gélido. O nariz é pequeno e pouco arrebitado, já os lábios possuem tamanho médio e são cheinhos, bem delineados e constantemente avermelhados graças à sua mania de mordê-los com frequência. No alto de sua cabeça despontam duas grandes orelhas felinas tão negras quanto seus cabelos, grandes, macias e sempre movimentando-se singelas, se voltando para qualquer som sobressaltante. Sua cauda é média e fina, com pelagem a longa a ulular enquanto ele a abana sem pressa alguma.


º Uke ou Seme? º
Seme.


º Personalidade º
Tae sempre foi um garoto movido pela lógica. Interpreta a vida pelo seu lado racional, defendendo a visão científica acima de tudo.
Pra ele, tudo tem uma explicação lógica; qualquer coisa existente que nunca tenha sido estudada ou sequer tenha passado por alguma experiência científica é completamente alheia para si. Isso inclui, até mesmo, os sentimentos. Apesar de senti-los como qualquer pessoa, ele nunca os compreendeu, principalmente o amor, em qualquer uma de suas formas. Por que amamos? Como esse sentimento se aflora? De onde ele vem? Nem mesmo os cientistas foram capazes de explicar isso ainda, o que o torna muito inseguro com relação a qualquer tipo de emoção, e isso faz com que ele evite ao máximo se apegar às pessoas, pois não quer ser vítima do inexplicável, não quer ser pego desprevenido; mantém uma distância segura das pessoas, não cria intimidades com elas e não dá espaço para fazerem o mesmo consigo. Revela muito pouco de si mesmo, não quer ninguém sabendo demais da sua vida.
Sua forma de se manter indiferente aos outros o torna, na maior parte do tempo, frio, inflexível e impassível.
Tem raciocínio rápido, conseguindo formar estratégias de fuga de última hora, além de planejar ataques quase nunca falhos e até mesmo supor os movimentos de seus adversários com precisão constante. É capaz de fazer cálculos complicadíssimos em pouco tempo. Entende de vários assuntos por sempre admirar muito o estudo e a inteligência, virtude essa que lhe foi concedida com fartura, resultando num Q.I bastante elevado de sua parte.
Possui uma forte e potente muralha dentro de si: a muralha do orgulho. Tae nunca dá o braço a torcer, é muito difícil vê-lo pedindo perdão a alguém, mesmo que ele saiba que agiu errado, raramente admite. Quando coloca algo em sua cabeça, ninguém é capaz de tirar. Acredita em suas teorias até o fim, e ninguém nunca está mais certo que ele. Por mais que o mesmo falhe ou erre, não abaixa a cabeça, continua achando que suas atitudes foram sólidas e coerentes, mesmo o contrário estando evidente.
Não desiste de nada com facilidade, bate de frente até que o outro recue e não descansa até conseguir o que quer da forma mais rápida possível, porém, sem nunca passar por cima de alguém ou trapacear. Ele é inteligente o suficiente pra conseguir as coisas de maneira honesta.
Também não se assusta por nada. Intimidá-lo é uma tarefa quase vã, e mesmo quando se há qualquer tipo de receio de sua parte, não espere que ele saia de cena, pois é justamente aí que ele insiste em ficar.
Não é de comprar briga, mas se alguém o provoca ou desafia, ele enfrenta, e dificilmente perde. Não leva desaforo pra casa.
É difícil tirá-lo do sério, mas quando se consegue, pode contar com uma vingança muito bem planejada em seus mínimos detalhes. Risos não são muito ouvidos da parte dele, então quem o faz rir, uma única vez que seja e mesmo se for um risinho baixo, é um verdadeiro comediante.
Tae não tem medo de ser quem é ou o que os outros vão pensar disso. Age da forma como bem entende sem se preocupar se vai ofender ou magoar alguém, embora essa nunca seja a sua intenção, pois não é um ser movido pela maldade.
Mesmo mantendo uma barreira anti-sentimental ente si e o resto das pessoas, isso não evita que goste de alguns, afinal, é algo completamente natural e inevitável. Porém, sempre nega tal afinidade ou agrado, fazendo questão de nunca transparecê-lo e expulsá-lo de dentro de si o mais rápido possível, obviamente não obtendo o êxito pretendido, o que o leva a apenas ignorar o seu coração e somente dar atenção ao seu cérebro.
Algumas vezes ele simplesmente não resiste e age pela voz do coração, e quando isso acontece, pragueja-se, se repreende e fica com ódio de si. Se apegar às pessoas é, em sua opinião, uma atitude muito idiota... A natureza humana é algo que nunca foi assimilado pelos olhos confiáveis da ciência, então como ele poderia saber que tinha valido à pena? Como saber se a pessoa realmente gosta de você (se é que tal sentimento realmente existe)? Como saber se ela teria feito o mesmo por você? Como saber que foi o certo a se fazer?
Mas ele não pode evitar. Tae também tem coração, acima de tudo, e quanto a isso ele não pode manter a sua indiferença.
Dificilmente se sacrificaria por alguém, pois em momentos de risco, sua mene foca-se apenas na maneira mais inteligente de se agir, ou seja, manter-se vivo. Em raros momento, o silvo fraco, porém insistente de seu coração o faz assumir atitudes heroicas e que salvam milhões de vidas.
No fundo, ele é uma pessoa amorosa e cheia de sentimentos bons para distribuir por aí, mas ele se nega, nega isso de corpo e alma, porque em seu interior, há medo, há apreensão. Ele é reacional demais para arriscar. Toma sempre as atitudes mais lógicas e inteligentes para o momento, conseguindo êxito em praticamente tudo que faz.
Apesar de sua sexualidade, não possui jeito afeminado ou utiliza palavras escandalosas, expressões bregas e muito menos fala com voz fina. Age normalmente, sendo sempre confundido com um hétero qualquer, mas no fundo, curte somente pessoas do mesmo sexo que o seu.


º História º
Chin-Mae sempre teve os pés no chão. Apesar de possuis sonhos e ambições como qualquer um, uma das coisas que mantêm-se sempre límpida em sua mente é: Sonhar é bom, mas não podemos esquecer de viver. A realidade utópica é reconfortante, mas a realidade em que vivemos merece a nossa atenção, pois quando menos se espera, tudo pode desabar, pois aqui as coisas não são perfeitas como em nossa sempre iludida imaginação.
Levando isso em consideração, Tae batalhou desde muito jovem para concluir seus estudos. Graças aos seus dotes acadêmicos extremamente desenvolvidos, conseguiu pular algumas séries e completar o colegial mais cedo que o esperado, entrando numa faculdade de medicina veterinária com bolsa de 100%.
Se formou com notas excelentes e tornou-se destaque no ramo, tendo seu próprio consultório muito frequentado e recomendado, onde consegue 99,9% de sucesso em todas as suas operações. Acabou por transformar-se uma referência.
Mas o salário, apesar de suficiente para sustentá-lo no pequeno apartamento onde vive só, não é suficiente para enviar a quantia que deseja aos seus pais na Coreia do Sul, sua cidade natal.
Tae nasceu e cresceu na Coreia, envolto pelo carinho e atenção dos pais que, mesmo notando a indiferença do filho desde a sua infância, o incentivavam, pois sabiam que ele era uma pessoa muito boa e capaz de conseguir tudo que quisesse da melhor form possível. Quando ele quis mudar-se para o Japão para realizar a faculdade, ambos concordaram e acompanharam-no, mas depois que Chin-Mae se formou, quiseram voltar para a Coreia e aproveitar a aposentadoria. Tae decidiu ficar no Japão, prometendo enviar uma quantia mensal aos pais para que eles pudesse viver bem, recompensando assim por todo o amor e paciência que sempre tiveram consigo.
Por conta disso interessou-se por trabalhar no Amai Neko, pois conseguiria um dinheiro a mais para os seus pais e também poderia distrair-se com algo alternativo. Dessa forma, trabalha na parte da manhã em seu consultório e passa a tarde e o início de noite no café como garçom.


º Gostos & Desgostosº
Gostos :::
- Ler;
- Desenhar;
- Animais;
- Cuidar de animais;
- Silêncio;
- Frio cortante;
- Bebidas quentes;
- Comidas salgadas;
- Café;
- Fazer contas;
- Pesquisar sobre algo novo.

Desgostos :::
- Calor;
- Doces (Em geral);
- Barulho insuportável;
- Bagunça;
- Sujeira;
- Pessoas ignorantes;
- Burrice;
- Estupidez;
- Gente inconsequente;
- Chuva;
- Trovões;
- Legumes em geral.


º Qualidades & Defeitos º
Qualidades :::
- Inteligente;
- Responsável;
- Honesto;
- Sincero;
- Dedicado;
- Fiel a quem gosta;
- Bondoso (Mesmo não admitindo);
- Solidário (Mesmo recusando-se a aceitar);
- Bom conselheiro;
- Educado;
- Calmo;
- Bom ouvinte e confidente;
- Profissional;
- Persistente.

Defeitos :::
- Indiferente;
- Frio;
- Pouco afetivo;
- Impaciente;
- Ríspido com aqueles que não conhece;
- Fechado;
- Introvertido;
- Impassível;
- Não dá segundas chances;
- Desconfiado demais.


º Medos º
- Astrofobia (Medo irracional de trovões);
- Pirofobia (Medo de fogo consequente a um acidente que sofre na infância rendendo-lhe grandes queimduras nas costas que tem até hoje).


º Manias º
- Sempre agitar as orelhas;
- Sempre agitar a cauda;
- Morder o lábio inferior;
- Enrolar os dedos nos cabelos.


º Relação com... º
- Ume Kotaro :::
Tem uma relação pacífica e de respeito. Gosta de dialogar com ela e muitas vezes lhe pede sugestões ao que ela faz o mesmo consigo. Debater sobre assuntos aleatórios tornou-se costume, assim como procurarem um ao outro para comentar sobre acontecimentos recentes e polêmicas do dia-a-dia.

- Tsuki Scabbia :::
Um convívio ameno. Cumprimenta-o e sempre responde quando lhe é dirigida a palavra, mas não faz questão da manter um diálogo, não por não gostar dele, e sim por considerar sua prosa pouco animadora.


º Par º
- Sim, eu escolho ( )
- Sim, vocês escolhem (X)
- Não ( )



º Relação com o par º
Os sentimentos e preocupações são verdadeiros, mas ele pouco dirá ou demostrará isso. Não rejeitará carinhos, mas não será ele a tomar iniciativa, mesmo sendo Seme, age submisso como um Uke. Não gosta de muita melosidade na relação, mas a sensação de ser amado lhe conforta, embora não deixe transparecer. Seu par, consciente de sua indiferença, não reclamaria, pois não precisa que Tae dia "eu te amo" para saber de tal coisa, pois está sempre evidente em seus olhos. Isso não o impedirá de dizer essas três belas palavras, mas não será com frequência.
Importa-se com o bem-estar do parceiro e quer sempre o seu melhor, por isso puxa sua orelha quando acha necessário e o parabeniza por seus acertos e conquistas, além de incentivá-lo no que for possível.
Sorri ao lado do par inconscientemente e nas raras vezes em que os gestos afetivos são providos de si, os mesmos mantém-se intensos e gostosos, reverberando tudo aquilo que ele não diz, mas que nem é necessário.


º Vai querer Lemon? º
Com certeza!


º Menino ou Menina? º
Menina.


º Password º
Pomba Giratória.


º Algo mais? º
Não.


Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...