~CatyNews

CatyNews
¢ Little BabyGirl ¢
Nome: Gabriela // Caty // Baymax // Marshmallow // Moranguinho // Pooh // Carinho // Mione // Baloo
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: São Bernardo do Campo, São Paulo, Brasil
Aniversário: 21 de Setembro
Idade: 15
Cadastro:

You are a Wizard - Interativa (Ficha)


Postado

You are a Wizard - Interativa (Ficha)

F I C H A : : :


Nome completo:
Tyler Bjorgman Carter.


Apelido:
Neko.


Casa:
()Gryffindor
()Slytherin
(X)Hufflepuff
()Ravenclaw
()Surpresa


Aparência:
11 Anos:



15 Anos:



17 Anos:




Personalidade:
Tyler é um jovem homossexual. Sempre se sentiu mais atraído por garotos, nunca sequer se interessou - mesmo que minimamente - por uma garota, portanto não teve nenhuma dúvida quanto a sua sexualidade. Apesar de gay, Tyler não possui um jeito espalhafatoso e exagerado, muito menos usa gírias bregas ou fala com a voz fina. Seus gestos não são afeminados, o que leva a maior parte das pessoas que não o conhecem bem confundi-lo com um hétero qualquer, mas a verdade é que ele curte pessoas do mesmo sexo que o seu. Não tem vergonha disso - muito pelo contrário - e diz para qualquer um que queira saber.
Por sempre ter noção de seus gostos, enfrenta a homofobia desde muito cedo. Já foi muito ofendido e excluído, e isso já o machucou muito. Por muitos anos de sua vida o garoto sofreu bastante com o desrespeito dos outros, mas chegou num ponto em que ele parou de se importar e apenas ignorava as ofensas, seguindo com sua vida. Ele não é contra as pessoas que não aprovam o homossexualismo, mas acha que todos merecem ser respeitados, por isso exige que, mesmo que a pessoa não concorde com a sua escolha, o respeite.
O apelido "Neko" foi lhe dado por conta da sua paixão incondicional por gatos. Sempre possuiu gatinhos e estimação e se apegava muito a eles, de forma que quando morriam, ele ficava profundamente abalado. E, por tal animal ser o seu preferido em todo o mundo, ele anda sempre com duas orelhinhas de gato negras pregadas ao seu cabelo no alto da cabeça 24 horas por dia, só as tira para tomar banho e dormir. Ama muito elas e as mesmas já fazem parte da sua vestimenta, não importa onde ele vá. Muitos o olham estranho por isso, mas Tyler não se importa, sente-se bem assim. Fica extremamente fofo com as orelhinhas, parecendo realmente um Neko, e ele seria um perfeito. Seu jeitinho manhoso e meigo conquista qualquer um.
Orelhinhas:



Neko é um garoto criativo.
Amante da literatura, entende muito do assunto e desde criança ama contar, ler e escrever histórias. A escrita é um talento que possui desde muito novo, sempre surpreendendo com sua criatividade e facilidade com que escreve. Suas palavras fluem, conseguem envolver o leitor e fazê-lo sentir cada sensação com intensidade, como se ele mesmo a estivesse vivenciando. Escrever já se tornou um vício, de forma que ela passe boa parte do seu tempo lendo ou escrevendo num caderno particular, onde redigi seus textos e contos inspirados nas coisas ao seu redor, em seus desejos, medos e etc. Qualquer coisa - até as mais tristes e horrendas - são capazes de inspirá-lo. Não consegue ficar mais de dois dias ser ler algum livro, isso o deixa inquieto e muito mal humorado. Lê qualquer tipo de gênero literário, pois qualquer tema é capaz de lhe agradar, mas tem uma afeição maior por ficção científica.
A lábia que possui para contar histórias é algo surreal. Inventa contos fantásticos instantaneamente e consegue atrair a atenção de todos, fazendo-os sentirem medo, alegria, tristeza, emocionando-os e até mesmo provocando. Gosta de contar histórias para os amigos quando estão de bobeira, e os mesmos também amam as histórias do outro, pois são relaxantes e cortam a rotina puxada, muitas vezes distraindo-os de seus problemas.
Caderno no qual escreve:



Somente ele possui a chave do cadeado, a qual carrega consigo sempre e não deixa o objeto dando sopa por aí, com medo que alguém leia o que ele escreve, pois sente-se tímida com relação a isso.
Meigo, doce e respeitador, adora estar ao redor de muitas pessoas, sejam elas da sua família ou do seu círculo de amigos. Sociável e extrovertido, consegue fazer amizades com facilidade, porém, confia em muito poucas pessoas, por ser desconfiado por natureza.
Aqueles que possuem sua confiança tem também a sua completa lealdade. Pode-se conta com o apoio de Tyler a qualquer momento, ele sempre fará o possível e o impossível para te ajudar.
Pacifista, evita brigas e intrigas, quer sempre manter a paz no local onde vive, tanto ente pessoas quanto entre animais, e até mesmo entre pessoas e animais, pois não considera a violência e a intolerância como um modo de resolução para os problemas, muito pelo contrário, isso somente piora as coisas. Leva essa filosofia consigo mesmo, sendo demasiadamente paciente. Não perde a cabeça com facilidade, e engole muita coisa, pois prefere isso a criar uma confusão. Quando presencia uma briga, tenta apartar como puder, colocando um fim no alvoroço e tentando promover um entendimento entre os integrantes do conflito, nem sempre obtendo sucesso. Perdoa com facilidade, mesmo que ainda esteja zangado ou chateado com a pessoa.
Quando a confusão envolve seus amigos ou familiares, age com mais urgência, afastando-os do tumulto a qualquer custo, em seguida dando-lhes um bom sermão sobre a idiotice que é praticar a violência.
Preconceito é algo que também lhe dá profundo nojo. Sempre procura ficar atento ao seu redor para detectar algum possível indício de bullying ou algo do tipo, podendo assim ajudar a vítima a livrar-se desse mal.
Solidário, quer sempre ajudar no que pode, mesmo se tratando de pessoas desconhecidas. Oferece apoio de graça, sem exigir nada em troca e sem sequer saber se a pessoa a qual está ajudando realmente merece ser ajudada. De acordo com ele, todos merecem uma chance de terem uma vida plena e feliz, por pior que sejam. Apoia diversas ONG's, doa para orfanatos e visita casas de idosos, com o objetivo de contribuir para a paz e a felicidade alheia.
Astuto, não se importa em tomar atitudes que incomodem os outros, aliás, não se importa com o que as pessoas pensam dele, simplesmente faz o que o seu coração manda, sem ter que prejudicar ou passar por cima de alguém para isso.
Imperativo e agitado, gosta de estar sempre ocupado com algo, mesmo que isso lhe leve muitas fezes à exaustão. Ter o que fazer lhe tranquiliza, gosta de ser útil, e quanto fica de bobeira põe-se num estada inquieto e ansioso, sentindo-se profundamente incomodado por estar parado no lugar sem fazer nada de produtivo.
Está sempre saltitante por aí, distribuindo sorrisos, procurando-se manter otimista quanto ao mundo ao seu redor, por mais que o caos e a violência o rodeiem, ele mantém a esperança, pois às vezes é a única coisa que lhe resta.
Carinhoso com os amigos ao ponto de ser meloso às vezes. Vive proferindo palavras fofas e macias, que expressam todo o amor que ele tem por eles. Valoriza muito suas amizades, e procura mantê-las como pode, pois acredita que sem os amigos, sua vida seria um caos; eles são fatores essenciais para que sua vida seja feliz. Faz o que for preciso por eles, não importa do que se trate, pode ser desde algo quase insignificante, até mesmo morrer no lugar deles. Apoia os amigos no que for, até mesmo em atitudes idiotas. Está sempre disponível para escutar um desabafo e aconselhar da melhor maneira possível. Nunca julga ninguém ou ofende.
Toda a manhã abraça todos ao seu redor, não importa em qual circunstância estejam. Seus abraços são os mais gostosos do mundo, confortam tanto quanto os braços de uma mãe, e fazem até o ser mais frio e ríspido se sentir mais acolhido e feliz.
Não é fácil tirá-lo do sério - por possuir sua quase indestrutível paciência e tolerância -, mas nas raras vezes em que isso ocorre, ele não se vinga, não agrede, não xinga. Porém, é frio com a pessoa. Lhe lança olhares duros e ríspidos, evita falar com ela ao máximo, chegando até mesmo ao ponto de ignorar a sua existência.
Quando fica triste, torna-se manhoso, necessitando sempre de alguém que ampare seu choro. Fica frágil e sedento por alguém que lhe ofereça apoio, sentindo-se vulnerável e podendo facilmente entrar numa depressão se a devida ajuda não lhe for concedida.
Não é provido de muita coragem, é bem fácil assustá-lo ou intimidá-lo. Mas mesmo assim, procura não recuar diante do medo. Mesmo tremendo, mesmo em pânico, ele prossegue, permanece firme e forte, não se afasta, segue em frente mesmo assim. Se a pessoa o humilha ou o maltrata, ele se mantém de cabeça erguida, mesmo que por dentro esteja desmoronando.
Dedicado em tudo que faz, sempre dá o seu melhor e consegue excelentes resultados. Quanto aos estudos, não é de passar horas estudando, mas faz os deveres e trabalhos com afinco e presta atenção nas aulas. Isso já lhe é suficiente para tirar ótimas notas, pois também é dotado com um bom nível intelectual, o que lhe dispõe a facilidade de entendimento e assimilação quase instantânea.
Alegre e brincalhão, gosta de tirar boas gargalhadas dos outros. Sorri sempre, até nos piores momentos, sorrisos esses que dão esperança às pessoas ao seu redor. Mesmo nos momentos difíceis, ele sorri. Mesmo com a violência assombrando o mundo e acabando com a felicidade e esperança de muitos, ele ainda quer que as mesmas façam-se presentes, e para si, sorrir resolve a maioria dos problemas.


História:
A história de Neko é, de fato, curiosa. O menino foi abandonado na soleira da porta de Phillip e Josh. O casal, ao ver o pequeno bebê envolto apenas por uma fina manta, não perderam tempo e logo colocaram-no para dentro de sua casa.
Os dois bruxos estavam assustados e curiosos, afinal, do nada apareceu uma criança na porta dele e, para piorar a situação, não havia qualquer carta, bilhete, documento ou outra coisa qualquer que lhes dessem informações sobre os pais do pequeno ou o porquê de eles o terem abandonado. Sensibilizados, acabaram por decidir que iriam cuidar do menino, pois aparentemente ele não tinha ninguém que se dispusesse a criá-lo.
Com o tempo eles foram se acostumando à ideia de terem um filho - pois assim o consideravam. Tyler os encantava cada dia mais e o amor deles pela criança somente crescia, fazendo-os se esforçarem para darem o melhor a ele e serem os pais mais maravilhosos que podiam. Só havia um único problema...
O casal - apesar de bruxos - moravam num bairro inteiramente trouxa, o que os fazia questionarem-se se Tyler era bruxo ou não. Isso os assustava. E se não houvesse sangue mágico em suas veias? Obviamente eles não esconderiam do filho a existência do mundo mágico, afinal, ambos pertenciam a ele, mas ao descobrir tal realidade, como o pobre menino se sentiria por não ter poderes? Qual seria a a sensação de não poder realizar feitiços, estudar com outros bruxos e integrar-se nesse universo?
Phillip e Josh passaram anos sendo atormentados por tal questão. Conforme Tyler crescia, mais ansiosos eles ficavam, pois o único jeito de descobrir se ele era ou não bruxo, seria esperar até que algum indício de magia viesse dele.
Tamanha foi a alegria do casal quando, aos sete anos de idade, Neko involuntariamente fez com que todos os móveis a sala flutuasse e grudassem-se ao teto. Os bruxos mais velhos vibraram naquele dia. Estavam felizes por saber que seu filho também era um bruxinho, e tinham certeza que ele seria uma bruxo esplêndido!


Família:
Pai: Phillip Bjorgman - 35 anos - Bruxo sangue- puro - Homossexual - Casado - Trabalha no Ministério da Magia no "Departamento de Execução das Leis da Magia".



Apesar da aparência um tanto intimidadora, Phill (Como prefere ser chamado) é um homem gentil e amável com todos. Culto e muito inteligente, utiliza-se da norma culta durante as suas conversas, muitas vezes adotando palavras e expressões pouco utilizadas, o que pode dificultar um pouco um diálogo com ele. Mas ser inteligente não lhe faz esnobe. Trata todos com igualdade e está sempre disposto a ajudar e ensinar o que puder para as pessoas. Apesar de seu amor por Artes ele sabe um pouquinho de tudo, por isso é fácil debater sobre qualquer coisa com ele. Não é uma pessoa rancorosa, mas mesmo perdoando alguém, age diferente com a pessoa, fica com o pé atrás e não lhe dá mais tanta intimidade quanto antes.
Relação:
Ama imensamente o filho e o marido. Ambos são a razão do seu viver. Faz de tudo para vê-los felizes, e quando alguém está com problemas trata logo de perguntar se pode ajudar em algo. É uma verdadeira "mãezona", pois gosta de cozinhar e mimar aqueles que vivem consigo, além de muitas vezes super protegê-los, não de maneira exagerada, mas não deixa de ser super proteção.
Tyler ama a segurança que sente com relação a Phill e sabe que pode contar tudo à ele, seja o que for. Compartilham muitas coisas juntos, são como melhores amigos. Neko às vezes gosta de cozinhar com ele, mas no final mais bagunçam do que cozinham.

Pai: Josh Carter - 36 anos - Bruxo mestiço - Homossexual - Casado - Trabalha como medibruxo no "Hospital St. Mungus para Doenças e Acidentes Mágicos".



Josh é um cara despojado e despreocupado. Dono de um humor sempre constante, ama fazer piadinhas e brincadeiras (Nunca providas de maldade ou segundas intenções). Sociável e extrovertido, consegue fazer amizade com qualquer pessoa. Um tanto quanto intimidador ao sair de seu estado normal... Não é de se irritar com facilidade, mas quando isso ocorre torna-se levemente agressivo, sem chegar ao ponto de realmente agredir alguém, mas de vez em quando acaba tacando objetos na parede e quebrando os mesmo, ou até mesmo socando móveis. Corajoso e com espírito de herói, ama ajudar e socorrer a quem precisa. Comete sacrifícios sem nem pensar, não importa do que se trate, nem que seja a coisa mais banal do mundo. Faz tudo por alguém que gosta.
Relação:
Sempre cativante, sua maior prioridade é manter o sorriso no rosto do marido e do filho. Ama muito os dois e quer sempre o melhor pra eles. Quando alguém mexe com um dos seus dois Príncipes (Como ele carinhosamente chama a cada um deles) essa pessoa pode contar com uma boa puxada de orelha da sua parte e, se duvidar, até mesmo alguma ameaças.
Neko ri muito com Josh e isso o faz se sentir bem. Um calor cálido invade o seu peito sempre que o pai lhe defende ou briga com alguém que lhe fez mal, pois sabe que realmente tem importância pra ele.

Muitos dizem que os pais homossexuais foram os responsáveis por fazê-lo gay, mas isso não é verdade. Tyler nasceu assim e sempre foi assim, além disso, Josh e Phillip sempre foram muito mente aberta e receptivos a tudo. Amam o moreno incondicionalmente e nada nem ninguém nunca mudaria isso. Continuariam amando-o e respeitando-o independentemente das suas escolhas.


Patrono:
Lobo.


Varinha:
Trinta centímetros, parcialmente flexível, feita de Videira e com núcleo de pelo de unicórnio.


Animal de estimação:
Gato cinzento macho chamado Grey.




Segredos:
- Uma vez apanhou de uma pequena gangue de garotos moradores de seu bairro que são homofóbicos. Aquela não foi a única vez, sem falar que até hoje eles o perturbam, zoam sempre que podem e até agredem às vezes quando não há muita gente por perto. Neko nunca falou deles para os seus pais para não preocupá-los, prefere sofrer em silêncio.
- Quando tinha dez anos era apaixonado pelo seu vizinho Gabe. Ele só o via da janela do seu quarto - pois a janela do garoto era defronte a sua. Não tinha coragem de se declarar, por isso apenas o observava. Pouco depois que entrou para Hogwarts ficou sabendo que Gabe se mudara para a cidade vizinha... Essa foi sua primeira desilusão amorosa.


Opinião sobre Nascidos Trouxas:
Não tem absolutamente nada contra. Foi criado desde sempre com ideias não preconceituosos e aceita qualquer pessoa, seja lá a aparência ou as origens que tenha. Acha que Nascidos Trouxa merecem ser respeitados como qualquer outro bruxo, aliás, ele até os venera, pois acha fantástico que alguém nascido trouxa seja capaz de fazer magia, portanto considera tais pessoas como especias e únicas.


Opinião sobre o Novo Lorde:
Obviamente não tem uma boa impressão dele já que o mesmo faz tantas coisas ruins e tem pretensões tão ambiciosas. Mas ele não sabe o que se passa na cabeça do vilão ou o que o levou a fazer o mal - embora não haja justificativa para isso. Ele apenas quer que a paz reine para todos e que a justiça seja feita, mas principalmente deseja que esse tal Lorde se dê conta de seus erros e se torne alguém melhor.


Qualidades:
- Atencioso;
- Companheiro;
- Inteligente;
- Paciente;
- Caridoso;
- Encorajador;
- Persistente;
- Leal;
- Justo;
- Sensível;
- Bondoso;
- Ótimo escritor;
- Perfeito contador de histórias;
- Honesto;
- Respeitador;
- Esforçado;
- Responsável;
- Otimista;
- Prestativo.


Defeitos:
- Meloso;
- Manhoso;
- Ansioso;
- Insistente;
- Sentimental ao extremo;
- Tagarela;
- Inconsequente quando se trata de ajudar alguém;
- Age muito por impulso.


Gosta:
Ler;
Escrever;
Contar histórias;
Suas orelhinhas de gato;
Gatos;
Sorrisos;
Risadas;
Pessoas alegres;
Extroversão;
Noite;
Frio;
Bebidas quentes;
Comidas doces (De todo tipo);
Solidariedade.


Não Gosta:
Introversão;
Desrespeito;
Preconceito;
Homofobia;
Trovões;
Pessoas arrogantes;
Calor;
Egoísmo;
Violência.


Habilidades:
- Escrever;
- Contar histórias;
- Quadribol (Goleiro);
- Poções (Um dos melhores de sua casa).


Hobbies:
- Escrever;
- Ler;
- Contar histórias.


Medos/Fobias:
- Astrofobia;
- Medo de sapos.


Traumas:
- Homofobia;
- Lagos fundos (Já se afogou aos seis anos e foi um milagre ter sobrevivido).


Manias:
- Mexer em suas orelhinhas;
- Morder o lábios inferior;
- Umedecer os lábios;
- Brincar com os próprios cabelos enquanto escreve.


Relação com os membros da casa:
Neko é extremamente carinhoso e atencioso com os amigos. Está sempre fazendo-os rir e se mostra disposto a ajudá-los no que quer que seja, até mesmo nas ideias mais loucas e absurdas; por mais que ele não concorde ou ache errado, nunca se nega a ajudar.
Conta histórias para os amigos sempre que pode e isso os ajuda a relaxar e entreter. Quando estão tristes ele fica triste junto. Oferece seus maravilhosos abraços e se colo para que repousem e chorem o quanto acharem necessário, é paciente com eles e dá sempre os melhores conselhos, estando bem ali ao lado oferecendo apoio e estabilidade.
Otimista e esperançoso, anima e incentiva os amigos, não os deixa desistirem por mais que as coisas estejam difíceis. Acompanha-os em momentos decisivos e torce para que tudo dê certo pra eles.
Os mantém longe de brigas e confusões, por mais que ele mesmo queira participar delas, sabe que não é o melhor a se fazer, portanto aparta as brigas e tenta acalmá-los e os ajuda a encontrar um meio melhor de resolver as coisas.
Quando alguém é alvo de preconceito (em qualquer uma de suas formas), trata de agir o mais rápido possível para livrá-los desse mal.
É o melhor confidente, sempre guardando segredo quando lhe é solicitado, sendo que não os revela nem sob a pior das torturas.


Relação com os membros das outras casas:
Grifinória:
Neko admira muito os Grifinórios, pois os ideias da casa são sempre bem visíveis neles. Ele valoriza a coragem também e o espírito heroico é algo que preza muito, portanto tem um grande respeito por eles.
Não age diferente com eles por serem a "casa preferida". Trata-os da mesma forma como trata qualquer um, sempre alegre, respeitoso e fazendo de tudo para ser agradável. Ajuda quando vê que a pessoa necessita de uma mãozinha, mesmo que ele não a conheça bem ou nunca tenha conversado com ela na vida.

Sonserina:
Não julga os Senserinos como a maioria das pessoas fazem. Para ele, pessoas boas e más existem em qualquer lugar, não é porque alguém é da Sonserina que essa pessoa faz atrocidades e sai por aí espalhando o caos. Gosta de ser gentil com os Sonserinos e mostrar que não pensa igual a todo mundo. Quer ter amizade com as pessoas dessa casa, quer conhecê-las melhor e provar que nem todas são ruins e que merecem uma chance de interagirem com outras casas.

Corvinal:
Assim como não julga os Sonserinos como maus, também não julga todos os Corvinos como exibidos. Para ele a inteligência é uma virtude importante, e as mentes brilhantes dos membros da Corvinal são dignas de admiração.


Par:
Pode escolher como achar melhor.


Relação com o Par:
É tão carinhoso e atenciosos quanto é com os amigos. Gosta de demonstrar os seus sentimentos sempre que pode e da melhor maneira possível. Não é ciumento ou possessivo, assim como não gosta que seu par aja dessa maneira consigo, afinal, é muito fiel e ama somente a ele, por isso não dá motivos para desconfiança o ciúmes.


Algo mais:
Não.


Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...