~ChickenPoop

ChickenPoop
Rainha da camuflagem
Nome: Gabriela
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Indisponivel
Aniversário: 26 de Fevereiro
Idade: 12
Cadastro:

Pete Waters - Summer 2016


Postado

➸ Nome & Sobrenomes:
Pete Waters

➸ Apelido:
-

➸ Idade:
18

➸ Data de nascimento:
26/2
Peixes

➸ Aparência:
• Cabelos escuros e curtos, sobrancelhas grossas, com um corte na direita, da mesma cor. Olhos verdes, que podem muito bem ser confundidos com azul ou castanho. •







➸ Photoplayer:
Matthew Daddario

➸ Personalidade:
Esconde um coração caloroso debaixo de um exterior desagradável, mas geralmente só se abre para pessoas em quem confie e estime profundamente. Mesmo assim, pode ter dificuldade de se abrir plenamente, principalmente porque é extremamente realista e as ironias da vida são visíveis demais para ele.
Pode correr risco quando sua natureza inquieta o põe em conflito com as autoridades. Têm uma maneira de pensar própria e não tolera que os outros, principalmente alguém que não o conhece, digam o que deve fazer.
Ao colocar seus argumentos, pode ser bastante irônico, astuto e extremamente engraçado. No entanto, seu humor não se destina a todos, pois é excêntrico, sarcástico e até macabro.
Geralmente é sincero em suas opiniões e raramente deixa dúvida quanto ao seu posicionamento sobre algum assunto. No entanto, geralmente impressiona os outros mais pela sua reserva e habilidade em apresentar observações concisas e precisas. Corre o risco de ser brusco e ácido demais em suas observações. Por isso, pode despertar antagonismo entre aqueles que não o conhece bem e entendem suas palavras literal ou pessoalmente demais. Muitas vezes, Pete não percebe bem como seus comentários podem ser devastadores para pessoas sensíveis ou suscetíveis. Às vezes, pode ser acusados de ser bastante cruel tanto em palavras quanto em ações.
Poucas vezes, Pete pode ter um sorriso nos lábios e um brilho nos olhos. Nada lhe agrada mais do que divertir-se e ser divertido, mesmo assim, é difícil fazer o garoto soltar uma risada. O ímpeto humorístico, muitas vezes seco e sarcástico, é evidente e é mais provável que os outros sejam o alvo de suas brincadeiras em vez de ele mesmo ser. De fato, Pete é bastante suscetível quando os outros riem dele e, em relação ao humor, demonstra ter um padrão duplo de comportamento.
A extrema sensibilidade de Pete, muitas vezes, mascarada ou protegida tanto por um exterior ameaçador. O disfarce pode esconder a sua verdadeira natureza, já que é hábil em usar a perspicácia, o distanciamento ou a agressividade para desviar a atenção do seu verdadeiro eu. Só as pessoas muito íntimas talvez possam ver sua vulnerabilidade emocional.

➸ História:
Viveu a vida inteira dentro de uma mansão, onde vivia com a sua família tão conhecida e prestigiada, mas ele sempre se sentiu deslocado no meio da família, nunca gostou dos milhares de brinquedos que ganhava, preferia sentar junto de seu avô, Caleb, e ouvir todas as suas histórias das viagens pelo mundo inteiro que fez. O mais incrível eram as imagens de todos os lugares que ele trazia, isso fez com que Pete também gostasse de fotografia, e também planejasse suas próprias viagens ao mundo. Quando seu avô não estava em casa ele tentava ficar o máximo de tempo longe de sua família, ficava muito irritado quando tinha que lidar com os pais, chegando a quebrar brinquedos e a... morder pessoas, mas ele era pequeno, quem poderia entender.
Quando Pete tinha 13 anos, seu avô contraiu a doença de Alzheimer, alguns anos depois morrendo sem se lembrar do nome do neto, e mesmo que tenha deixado seu mini museu do cinema (tem um Delorean direto dos cinemas entre a coleção), Pete preferia ter ficado com um livro cheio das histórias de seu avô. A partir desse dia Pete começou a guardar mais raiva dentro de si, ainda mais sem seu avô para segurar a onda, o que deu em muitos problemas, e vários convites para o garoto se retirar de escolas de prestígio (porque ninguém gostaria de expulsar um Waters, acredite). Mas tudo virou de cabeça pra baixo quando, no aniversário do seu avô, alguém resolveu irritar ele. Ele pode ter sido expulso e quebrado o punho, mas saber que o garoto que teve a coragem de incomodar ele nunca mais vai conseguir falar direito, o deixou bem satisfeito. Ele tinha planejado passar as férias na antiga casa no Maine do seu avô, mas seu pai o enfiou em um carro junto de sua irmã e o mandou para um verão ensolarado e cheio de praias, e falou que se ele desrespeitasse a ele ou a o nome da família novamente, era “Tchau, tchau” faculdade de jornalismo.

➸ Gostos:
Ouvir música, ele também toca piano e violão, mas prefere muito mais ouvir do que tocar. Dias quentes, nunca gostou dos invernos e do frio. As vezes ele entra escondido na adega do pai e toma alguns vinhos que são mais velhos que ele, ele adora sentir o álcool descendo pela garganta. Ele se sente bem sozinho, sempre andou sozinho e nunca se sentiu verdadeiramente só. Ele tem uma pequena coleção de câmeras, incluindo uma polaroid que foi um presente de seu avô, que ele quase nunca usa por medo de a perder ou quebrar.
Gosta também de filmes e séries, a maioria de suspense e terror, algo fora disso só comédia, o resto parece muito cansativo para ele. Gosta de história, aprender sobre o passado pra ele, é melhor do que encarar sua situação presente. Adora animais, principalmente cachorros, por serem leais e não falarem como as pessoas. Fast food é algo que ele come até não aguentar mais, Mc Donald's, Pizza Hut, entre outros lugares é de onde sai a maioria das comidas que ele ingere. Café virou seu grande parceiro depois que sua insônia começou, antes ele só tomava para disfarçar a ressaca que tinha quando passava a noite na adega do pai, mas a partir do ensino médio ele começou a tomar como água.


➸ Desgostos:
Garotas das escolas em que está acostumado a frequentar, com aquelas roupas caras e de marca, sempre oprimindo os outros e se achando a rainha do mundo, sempre teve nojo. Qualquer coisa que envolva um lápis, seja escrita ou desenho, ele é horrível com palavras e o máximo que consegue desenhar são bonecos palito (talvez seja por isso que gosta de fotografia, é mais fácil que desenhar e ele é bom com a câmera). Odeia quando seu pai ou qualquer um fala mal de seu avô, o que acontece muito já que mesmo ele tendo sido bem sucedido muitos diziam que ele vivia no mundo da lua e que se não fosse a sorte todos estariam na rua agora. Ele não gosta de esportes em geral, nunca gostou de jogar lacrosse nem qualquer coisa desse tipo, mas sempre gostou de atletismo, correr na verdade, ele colocava alguma música do Bring Me The Horizon, bem alto, e se deixava levar, as vezes correndo por horas seguidas sem perceber. Ele não gosta de dormir, ele se sente vulnerável, e desde que começou o ensino médio tem passado muitas noites em claro, não fazendo trabalhos e sim com insônia, com mil pensamentos na cabeça.


➸ Qualidades:
Bom mentiroso
Sabe guardar segredos
Quando é amigo de alguém mesmo vai protege-lo e defende-lo até o fim.

•Habilidades:
Bom com a câmera
É rápido


➸ Defeitos:
Perde a paciência rapidamente.
Não consegue controlar seus punhos, quando com raiva


➸ Manias:
Colocar a mão no pescoço quando está estressado ou precisa pedir desculpas. Passar a mão no cabelo quando nervoso.


➸ Segredos:
Ele já amou alguém, depois da morte de seu avô, dois anos depois, ele conheceu Malia, a garota hippie cheia de teorias da conspiração e revistas em quadrinhos em baixo da cama. Ele amou ela, então eles tomaram um descuido. Ela ficou grávida, eles planejavam uma vida juntos, mesmo com uma gravidez que daria uma história inteira para o Teen Mom eles não conseguiam não gostar da ideia. A mãe de Malia apoiava que os dois cuidassem do bebê e que vivessem juntos, mas Pete nem chegou a dizer para seus pais, eles a obrigariam a fazer um aborto.
Faltava um mês para que o bebê, que eles descobriram ser um menino (Joe Doe, como chamavam), nascer. Então os pais de Pete descobriram, e Malia ficou estressada de mais, acabou que o bebê nasceu antes da hora e foi mandado para a adoção. Depois daquele dia Malia nunca mais falou com Pete e ele guarda esse acontecimento como um segredo, não por vergonha, mas por não querer se lembrar do que poderia ter tido.


➸ Vícios:
Café

➸ Família:

¤ Nome:
Caleb Waters
¤ Idade:
89 / morto
¤ Profissão:
Geólogo e arqueólogo
¤ Relação:
Os dois sempre tiveram uma relação ótima. Caleb, avô paterno de Pete, poderia ser considerado o pai. O pai de Pete nunca achou uma boa ideia da amizade de seu pai com Pete, porque sabia que o avô só estava alimentando a imaginação do garoto. Preferia que o filho fizesse administração ou direito, mas seu pai estava enchendo a cabeça do garoto de ideias. Nunca conseguiu separar os dois, de qualquer jeito.


¤ Nome:
Edward Waters
¤ Idade:
45 / vivo
¤ Profissão:
Diretor financeiro
¤ Relação:
Nunca se deu bem com o filho, que ele acreditava estar corrupto com as histórias do pai. Depois que seu pai morreu achou que seu filho iria cair na real e seguir a carreira do pai, mas ele só ficou mais recluso. O que acabou em uma relação cheia de brigas e cutucadas.


¤ Nome:
Melissa Waters
¤ Idade:
41 / vivo
¤ Profissão:
Socialite
¤ Relação:
Ela não tem orgulho do filho, sinceramente, se pudesse, voltaria no tempo e não teria criado Pete. A cada dia ele destrói mais a sua imagem e seu legado. Os problemas de raiva do garoto compulsivo, que ela é obrigada a chamar de filho, a estão dando cabelos brancos. Ela quem deu a ideia de mandar Pete para a Califórnia junto de sua irmã.


¤ Nome:
Maia Waters
¤ Idade:
15 / viva
¤ Profissão:
Estudante
¤ Relação:
Típica filha de papai, aquelas garotas que se acham incríveis por terem o próprio conversível. Ela é o irmão, por mais incrível que pareça, se dão bem. Ele é o irmão defeituoso e ela a irmã manipuladora.

➸ Grupo Social que pertence:
- queens & kings ( )
- populares ( )
- nerds ( )
- góticos ( )
- rebeldes (●)
- esportistas ( )


➸ Como agira com os amigos?
Ele não mostrará muito afeto, e também não é bom com o sentimento dos outros e pode ser bem rude. E ele também não gosta de muito contato e emoções de mais o irritam. E a falta de confiança pode destruir suas amizades.

➸ Como será com os inimigos?
Ele não é bom em segurar seus punhos, então possivelmente seu inimigo acabaria com o rosto desfigurado, mas agora ele tem que se segurar, considerando que pode perder sua chance de ir para uma universidade boa de jornalismo. Então ele só trocaria farpas.

➸ Relação com a Brooke:
Não a conhece. Ainda.

➸ Sexualidade:
Heterossexual


➸ Quer par?
Sim


➸ Relação com o par:
Ele não é muito bom em expressar seus sentimentos, é como se ele não soubesse mais como fazer isso e pode acabar fazendo muita mera por causa disso.

➸ Roupas:
- Casual:




- Piscina:


- Festas:



- Pijamas:



- Bailes:


➸ Defina seu personagem em uma música:
Can You Feel My Heart – Bring Me The Horizon

➸ Defina seu personagem em uma palavra:
Quebrado

➸ Algo mais?
Não

➸ Sabe que seu personagem me pertence agora?
Sim

➸ Está ciente que se seu personagem for aceito o rumo de sua história está nas minha mãos?
Sim, porque é isso que acontece em uma fanfic interativa

➸ Favoritou a fanfic?
Sou obrigada, né?

➸ Sabe que seu personagem pode não ser aceito?
Sei muito bem 😢

➸ Sabe que seu personagem pode morrer ao longo da história?
Achei que fosse pra ser um verão divertido. Estou triste agora... sim

➸ Se precisar mudar algo no seu personagem está de acordo?
Não gostaria de estar, mas tudo bem


Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...