~ChickenPoop

ChickenPoop
Rainha da camuflagem
Nome: Gabriela
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Indisponivel
Aniversário: 26 de Fevereiro
Idade: 12
Cadastro:

Peter Walker


Postado


♖ Ficha ♖

➸ Nome completo:
Peter "Pete" Walker

➸ Idade:
18

➸ Aparência :
Peter é um rapaz alto e jovem possui madeixas curtas e castanha escuras sempre bagunçadas, olhos castanho claros, seu sorriso é o que chama mais atenção seus lábios são rosados e finos e dentes perfeitos e brancos.
Corpo pouco definido mas tem alguns músculos, alto tendo seus 1,80 de altura.








➸ Orientação Sexual:
Heterossexual

➸ Personalidade:
Pode ser considerado uma enciclopédia de assassinos, tanto reais (como Ed Gein [que na verdade inspirou Buffalo Bill de Silêncio dos inocentes] e Charles Manson), quanto fictícios (Hannibal Lecter, vocês já sabem de onde, e Michael Myers, do filme Halloween). A partir da morte de sua mãe, tentou deixar esse seu lado escondido. E mesmo que fosse uma parte grande dele ele o fez, o que no começo foi difícil, mas depois de algum tempo ele nem se lembrava mais de quem realmente era.
Ele virou alguém social, o que com certeza não era (preferia ler The Saint Of Killers, ao invés de sair para jogar bola), virou alguém que os outros não achassem louco, estranho (porque falar de assassinos que fizeram uma roupa de mulher com a pele da própria mãe não é um bom jeito de conseguir amigos, quem diria?).
Ele é engraçado e irônico, quando nervoso pode falar coisas que não deveria ou tratar alguém com frieza, o que não acontece muito, já que ele não tem com o que se preocupar. É direto, gosta de ir até o ponto da questão, sem complicar as coisas.
Inflexível, difícil mudar sua opinião, o que as vezes pode ser bom, mas também pode ser muito ruim. É difícil para ele aprender que se conter não é sempre a melhor opção.
Astuto, ou seja, sabe agir de maneira a angariar para si vantagens e a não se deixar enganar. Esperto, dentro e fora da aula, sempre teve notas ótimas e nunca teve dificuldades em aprender algo.
Pode ter dificuldade de se abrir plenamente, principalmente porque é extremamente realista e as ironias da vida são visíveis demais para ele.
Um bom observador, muitas vezes consegue notar os erros e defeitos de uma pessoa. Mas, por ser orgulhoso, acaba não notando os erros em si mesmo.
Na hora de sufoco, nos casos de vida ou morte, ele talvez se questione, mas vai trazer o seu lado estranho de volta e se lembrar de todas as coisas que se tem que fazer para não acabar morto. Valente, está sempre disposto a enfrentar alguém ou fazer coisas para o bem de alguém.

➸ História:
Terror sempre esteve presente em sua vida, seu pai é um escritor de suspenses e sua mãe era diretora de fotografia de grandes filmes de terror. Ele sempre viveu em meio a assassinos, monstros e aliens, então ele não era o garoto mais normal da sua cidade, por isso passava grande parte de seu tempo com os poucos amigos que tinha em São Francisco. Ele sempre se mudou bastante por causa das pesquisas do pai e das gravações de sua mãe, o que o fez um pouco antissocial. Quando tinha 14 anos, nessa época morava em Seattle, sua mãe fazia uma viagem para Nova York para gravar algumas cenas de um filme novo, quando o avião caiu, ele não se lembra muito bem algo a ver com uma turbina... ele não gosta de lembrar. Ele era muito próximo de sua mãe , talvez tanto quanto era de seu pai, e querendo se livrar da dor que sentia por tê-la perdido, se livrou de tudo que a lembrava. Algum tempo depois, era como se fosse outra pessoa. Ele tentava ser o menos esquisito, ou seja, sem falar de serial killers, tanto os reais quanto os fictícios (um assunto em que ele era especializado). Quando seu pai descobriu sobre o massacre que ocorreu em Overland Falls, foi correndo arrumar suas malas pensando nas ideias que já surgiam em sua cabeça com aquela história. E quando Pete se ver dentro deste massacre, mesmo que relutantemente, voltará a ser o especialista viciado em assassinos.

☞ Cidade pequena, fale para mim se você nasceu aqui ou se mudou, já sabia que um massacre tinha acontecido?
Ele só se mudou para lá porque seu pai sabia do massacre. O que ele não sabe é que seu pai fez questão de se mudar para a casa de uma das vítimas do massacre.

➸ Família:
▪ William "Will" Walker ▪
▪ 46 anos ▪
▪ Escritor de suspenses ▪
▪ Cabelos castanhos grisalhos e olhos da mesma cor dos do filho▪
▪ Ele e o filho são próximos, e depois da morte da mãe eles só tinham um ao outro. Claro que Will preferia quando seu filho o ajudava com as pesquisas para seus livros, mas mesmo assim, eles continuam bem um com o outro ▪


➸ Você dirige? Se sim coloque o nome do seu carro, moto etc.
Sim, um jipe preto e azul 1980 CJ-5.


Não que ele não possa ter um melhor, seu pai é um escritor ele tem dinheiro. Mas seu pai queria lhe ensinar uma lição, então ele teve que comprar um carro com o dinheiro que ele mesmo conseguisse.

➸ Algum animal de estimação:
Não, ele nunca teve a chance de ter um animal pelo fato de se mudar muito, mas adoraria ter um cachorro.

➸ Par romântico?
( ) Sim, eu escolho.
(•) Sim, a autora pode escolher.
( ) Sim, irei fazer uma ficha.
( ) Não, obrigado.

➸Algo mais?
Não


♖ Boa Sorte ♖


Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...