~ChickenPoop

ChickenPoop
Rainha da camuflagem
Nome: Gabriela
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Indisponivel
Aniversário: 26 de Fevereiro
Idade: 12
Cadastro:

The Children of Fairy Tales


Postado



And I was running far away
Would I run off the world someday?
Nobody knows, nobody knows
And I was dancing in the rain
I felt alive and I can't complain
But now take me home
Take me home where I belong


Nome
Maximilian Wilhelm

Apelido
Max | Miles

Significado do Nome
Maximilian – Significa "o de maior estatura da natureza do rival" ou "o maior que pertence ao que fala de modo agradável".

Idade
18

Série
3º ano (ele foi criado por ninfas, foi bem educado, e aprendeu muito com elas, mas não o suficiente para o nível do internato)

Veterano ou novato?
Novato

Sexo
Masculino

Orientação Sexual
Heterossexual

Pais


• Nome: Bjorn Wilhelm (eu inventei o nome porque no conto não diz o nome dele)
• Relação: Eram próximos, até que Miles descobriu o que seu pai fez com as crianças de Hamelin.


• Nome: Elif (ela é uma ninfa, ou seja, o espírito de uma árvore, então ela não tem sobrenome)
• Relação: Nunca a conheceu por ela ter morrido assim que sua árvore foi queimada pelos homens que caçavam seu pai, mas pelo que as outras ninfas falaram ela era uma pessoa incrível.

Aparência
• Miles tem cabelos castanhos mais do que bagunçado, sua franja sempre no rosto e mesmo que ele tente ajeita-la sempre acaba voltando para o seu rosto. Seus olhos castanhos sempre cobertos de divertimento. Tem poucas sardas a baixo dos olhos, só percebidas quando está bem próximo a ele. Tem 1,88 de altura. •







História
Tudo começou muito antes de Maximilian nascer. O pai dele ficou tão famoso quanto Robin Hood, assim que ele afogou todas aquelas crianças no Rio Weser depois de não ter ganho seu pagamento por ter tirado todos os ratos da aldeia de Hamelin. Ele fez outros serviços para outros reinos e os que não cumpriam com o prometido tinham chances de sofrer até destinos piores que o dos aldeões de Hamelin.
Muitos reinos começaram a deixar armadilhas e fazer patrulhas a noite que nunca conseguiam encontrar o homem que é conhecido, até então, apenas por “Flautista de Hamelin”.
Depois de uma pequena visita a Arendell, já fazia tempos que ele andava pelo mundo inteiro e fazia serviços, mas parece que enquanto passeava pelos feirantes uma refugiada de uma das aldeias a qual ele fez algo (a lista já era imensa, cheia de todos os tipos de punições para os que ousavam o enganar) e contou logo para os guardas. Naquele tempo o reino ainda estava em transição, Elsa tinha tomado o trono a pouco tempo e muitos ainda estavam revoltados com uma rainha que conseguia congelar qualquer um em um movimento de sua mão. Alguns guardas que eram contra a rainha resolveram caçar o Flautista que a pouco tinha saído do reino, sabendo que algo havia dado errado.
A caça começou e então ele foi perseguido por dias, até despistar os guardas e continuar o caminho de volta a Alemanha. No meio do caminho, estava na Finlândia, quase chegando a Suécia, encontrou um bosque repleto de cor, o mais bonito que o mesmo já viu. Logo descobrindo ser um bosque de ninfas, que prometeram o esconder até que os guardas rebeldes de Arendell desistissem.
Foi lá que ele conheceu Elif, uma das mais velhas, mesmo que só com trinta e cinco anos, ninfas do bosque. Foi praticamente amor a primeira vista, logo após alguns meses, Elif já estava grávida e esperando por um bebê, mais tarde chamado de Maximilian. E ele viveu no bosque pelos anos seguintes.
Max tinha dois anos quando saiu do bosque pela primeira vez ele aprendia a tocar flauta junto de seu pai, infelizmente, um dos guardas viu o que acontecia e voltou o mais rápido possível até a fronteira da Rússia com a Finlândia contando para os guardas que estavam a ponto de desistir da busca.
Eles atacaram pela manhã, atacando com fogo e armas, poucas ninfas sobreviveram, e entre elas não estava Elif, sua árvore tinha virado cinzas. Por pouco que os guardas venceram, as ninfas com o pouco que restou de seu poder expulsaram os guardas do bosque, com sorte para sempre. Com medo de atrair mais guardas o Flautista foi embora do bosque, deixando seu filho protegido pelas ninfas, voltando algumas vezes por ano para ensinar Miles a usar sua flauta mágica.
Passados alguns anos o Flautista finalmente tirou seu filho do bosque, ele já estava velho 17 anos, ele estava muito ansioso para sair do bosque por mais que uma tarde. Eles se divertiram muito pelo tempo que passaram juntos até que Maximilian descobriu tudo sobre o que ele fez e no mesmo momento desejou nunca ter saído do bosque. Assim que chegaram a uma aldeia Miles encontrou um papel antigo de procurado, e assim que viu os crimes não teve dúvida de que era o pai.
Enquanto seu pai dormia o mesmo juntou suas coisas e pegou a flauta do pai e saiu em busca de um novo lugar em que pudesse viver e tentar se esquecer do passado do pai e de todas as mortes que o mesmo causou. Então depois de dias de viagem ele chegou, finalmente, ao internato The Royals.

Personalidade
Maximilian, com frequência, mantêm-se a distância e, assim, parece desligado e frio. Seja devido ao desinteresse pelos acontecimentos mundanos ou à preocupação com suas necessidades e desejos, podem parecer egoístas. Na realidade, não é egoísta, mas envolvido consigo mesmo, completamente absorto em seus interesses e no que deseja alcançar na vida.
Os meios que emprega para alcançar seus fins são, muitas vezes, diretos e eficazes. A maioria das pessoas que cruza seu caminho recua, mas claro, nem todas; assim, pode criar grande antagonismo. Isso não significa, entretanto, que Miles seja necessariamente sociável. Ao contrário, prefere ficar sozinho com seu trabalho e projetos na maior parte do tempo. Sua atitude é, em geral, viver e deixar viver, contanto que não se sinta invadido.
Sua necessidade de expressar gentileza encontra uma saída natural em ações altruístas, principalmente porque gosta de ser útil na maioria das situações. Miles têm enormes reservas de energia, assim como um lado combativo, raramente recua diante de um confronto. Com frequência, se vê como defensor dos fracos ou oprimidos, mas não deve exagerar esse comportamento protetor (quando não for necessário).
Pode ser muito destrutivo com os outros quando determinado e, em alguns casos, a vingança pode tomar o controle de suas motivações. Miles têm uma certa atração pelo perigo, que não se relaciona tanto com risco de vida ou ferimentos, mas com vencer grandes desvantagens. Alcançar o impossível é o que quer, rejeita uma vida sem desafios onde a segurança está garantida.
Extremamente confiável, não há nada de volúvel nele, mas têm grande capacidade de fazer as pessoas se sentirem bem. Às vezes é difícil tocar emocionalmente Maximilian. Ele raramente desiste ou admite derrota uma vez que tenha se lançado em um projeto.

Gosta
Ele não sabe classificar muito bem o que ele gosta, mas tem certeza que a natureza está entre elas, adorava ver as árvores das ninfas no outono, sua estação do ano favorita. Gosta de música, qualquer tipo, gosta tanto de ouvir quanto de tocar, mesmo que tenha pouco conhecimento quanto a isso, já que só sabe tocar flauta e um pouco de violão. Gosta de livros, na maioria aqueles antigos feitos séculos antes, ele adora o jeito como os livros são escritos, de seu jeito peculiar.

Não gosta
Ele não gosta de dias quentes de mais, pelo menos não quando não tem uma sombra onde descansar, e não gosta de dias frios de mais, não quando não tiver um cobertor e um chocolate quente para saborear (rimei... quer dizer eu acho, foda-se! Sou incrível). Não gosta de pessoas que falem de mais, mas também não gosta de ser deixado falando sozinho. Não gosta quando os outros mexem no celular ou o ignoram, mas também não gosta quando os outros reclamem quando o faz.

Hobbies
- Tocar instrumentos, mas deixa a flauta do pai bem guardada.
- Ler livros como o Inferno de Dante ou Frankenstein
- Sei lá... ele gosta de dormir, e quando pode ele dorme bastante, se isso vale como um hobbie.

Medos ou Fobias
Acabar usando a flauta do pai e fazer tanto mal quanto o mesmo fez. Tem um medo irracional de lugares altos, ou seja, acrofobia.

Segredos
Usou a flauta uma vez depois de tê-la roubado de seu pai. Ele não tinha muito o que fazer enquanto tentava procurar uma aldeia onde pudesse ficar que não percebeu que um garoto pequeno o espreitava das folhagens grossas daquela floresta.
Sem nem perceber Miles acabou encantando o garoto que começou a caminhar alguns passos atrás dele, mas assim que Maximilian chegava perto de uma cachoeira, que alimentava um rio que passava pelas cidades seguintes, e o garoto passou por ele indo em direção a cachoeira. Max parou a música na hora mas nada parecia parar o garoto que cada vez caminhava mais rápido em direção a cachoeira, e antes que Miles pudesse segurar sua mão, o garoto pulou.
Maximilian ainda tem pesadelos com os gritos do garoto que despertou do encanto assim que pulou da cachoeira.
Também tenta não falar do seu pai, muitas vezes esconde a identidade do mesmo quando os outros perguntam quem é o pai dele, Miles muda de assunto.


Manias
Quando está sentindo dor ou está com medo é muito provável que o verá mordendo o lábio inferior, quando está em lugares altos capaz dele morder com tanta força que o lábio sangre. Quando está nervoso coça a têmpora, não de forma incansável mas algumas vezes durante o evento que tanto o incomoda.

Habilidades
Aprendeu muitas coisas com as ninfas, a camuflagem é uma delas, se elas sobreviveram por tanto tempo era porque eram boas nisso. Aprendeu habilidades de caça com seu pai, mesmo que contra a vontade das ninfas. Bom com a flauta, sabe vários encantos e diferentes músicas para encantar diferentes tipos de animais (inclusive nós, os homo sapiens aqui).

Relação com o par
Ele vai fazer muitas piadas, será irônico e sarcástico e vai abraçar qualquer chance que tenha para fazer ela corar. Vai com certeza acarretar muitas brigas das mais idiotas. Não é como se fosse ciumento mas não é como se ele não fosse correndo até ela quando a visse a mais de dois metros de um cara, quando ele é considerado mais bonito que ele, claro.

Qual seria o par perfeito para o seu personagem?
Isso eu quero deixar a critério de vocês porque eu não vejo como escolher um par perfeito, para mim não importa como ela será.

Tem um animal de estimação?

Sim, um camundongo, no início era mais como algo para provar que ele estava errado ao pensar que acabaria como o pai e que ele não levaria nem um rato a morte, mas acabou gostando do roedor a quem deu o nome de Monstro.

Tem algum tipo de magia?
Ele filho de uma ninfa então errou alguns poderes da mãe, fracos já que ele não nasceu um sátiro, o que ele não sabe se agradece ou se... quer saber ele agradece.
- Em locais abundantes em natureza ele se sente mais forte.
- Sentidos aguçados
- A flauta de seu pai é um item mágico que só funciona ao ser tocado por pessoas do mesmo sangue que o Flautista de Hamelin.
- Se fazer muito esforço pode andar na terra sem deixar rastros como as ninfas. Então se algum dia for ser caçado por cães (por favor que isso não aconteça) ou por algum, sei lá, assassino profissional (não que isso precisa acontecer) ele não vai deixar nenhum rastro pra traz.

Se o seu personagem for homem, vai fazer parte do time de lacrosse?
Nope

Está ciente que o seu personagem pode ser a(o) Fairy?
Agora sim.

Algo mais?
• Quando fala em inglês, seu sotaque alemão é bem perceptivo.
• Eu coloquei que a mãe dele é uma ninfa porque vi que alguém fez uma ficha de um filho de Hades, aí pensei ‘tá liberado vou aproveitar’, mas se eu não puder só me avisarem.


Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...