~ChickenPoop

ChickenPoop
Rainha da camuflagem
Nome: Gabriela
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Indisponivel
Aniversário: 26 de Fevereiro
Idade: 12
Cadastro:

Young Gods


Postado

Young Gods

♠Ficha para semideus.♠

And I can't stop 'til the whole world knows my name
'Cause I was only born inside my dreams
Until you die for me, as long as there is a light, my shadow's over you
'Cause I am the opposite of amnesia
And you're a cherry blossom
You're about to bloom
You look so pretty, but you're gone so soon



♠Nome Completo:
Jamie Carter

♠Apelido:
Carter – Todos a chamam assim, por isso quem não a conhece pensa se tratar de um garoto.
Jay – Chamada assim por sua mãe, não gosta do apelido, mas sai muito bem quando sua mãe a chama assim.

♠Idade:
18

♠Nacionalidade:
New Orleans, Estados Unidos

♠Sexo:
Feminino

♠Orientação Sexual:
Heterossexual

♠Aparência:
• Skyler Samuels •
• Jamie tem uma beleza comum para os filhos de Apolo, mas única para ela mesma. Seus cabelos loiros cacheados balançam quando participa das corridas de carruagem junto de seus irmãos. Seus olhos azuis brilham cada vez que participa das festas dos sátiros e das criaturas da floresta, acompanha as flautas junto de seu violão.
Sua altura não ajuda quando vai às plantações de morangos auxiliar as filhas de Deméter, ela tem 1,65 de altura. Não é muito feminina. Nunca a verá com maquiagem ou com saias e vestidos, não é de seu feitio fazer esse tipo de coisa, ela não acha necessário •



♠Progenitor Divino:
Apolo

♠Família Mortal:


• Nome: Morgana Carter
• Idade: 39
• Trabalho: É pintora no tempo livre, ela diz que foi isso que chamou a atenção de Apolo, seu jeito estranho de mostrar seus sentimentos e, claro, seu olhar diferente para com tudo. Trabalha como professora de artes em uma escola pública em New Orleans.
• Relação: São, além de mãe e filha, grandes amigas. Morgana ensinou muito do que Jamie sabe, é vai levar para toda a vida. As duas tem seu próprio senso de humor estranho que só elas conseguem entender, são verdadeiras companheiras e, quando quer, Morgana não hesita em fazer a filha passar vergonha.

♠Personalidade:
Relaxada, não se importa muito com as coisas ao seu redor e leva tudo no momento. Protege todos, sem exceção. Não consegue ficar sentada, muitas vezes almoça em pé, lê em pé. O único momento em que fica sentada é na sala de aula, mas sempre com o pé batendo. Não é muito de brigar mas se precisar de verdade, não hesita em dar um soco em alguém, mas não é por qualquer coisa que ela vai brigar, tanto que ela é dona de uma paciência imensa. Nunca vai vê-la sem um sorriso no rosto.
Uma boa mentirosa, consegue fazer com que as pessoas acreditem nas mais doidas histórias. Leal, se é confiado um segredo a ela, a mesma não vai contar. Algumas garotas a acham má, mas ela só fala o que pensa, não tem medo de mostrar seu verdadeiro eu. Muito independente, tem opiniões fortes.
Tem sempre uma resposta na ponta da língua, sempre retrucando até deixar seu oponente sem fala. Como qualquer filha de Apolo, ela tem confiança em tudo que faz. Adora música, de todos os tipos e também gosta de tocar. Médica no acampamento, ela que cuida dos ferimentos das guerras ou das atividades do dia a dia no acampamento, ainda está aprendendo a invocar doenças.
Quando pode é muito má, faz seu inimigo pagar pelo que fez. Boa em todas as matérias, menos em química, odeia essa matéria. Inflexível, difícil mudar sua opinião, o que as vezes pode ser bom, mas também pode ser muito ruim. É difícil para ela aprender que se conter não é sempre a melhor opção.
Astuta, ou seja, sabe agir de maneira a angariar para si vantagens e a não se deixar enganar. Esperta, dentro e fora da aula, sempre teve notas ótimas e nunca teve dificuldades em aprender algo.

♠História:
Sempre viveu cercada pelo amor da mãe, que mesmo sozinha, conseguiu ser melhor do que os dois juntos. Ela pensava as vezes em como seria ter um pai, como a maioria de seus colegas, mas percebeu que o pai dela era um idiota por tê-la deixado, e dos burros. Ele não merecia os sorrisos e nem suas lágrimas. Já dá para se imaginar que tiveram muitos trovões naquela noite, por causa do ego ferido de Apolo.
Aos treze anos viu sua mãe falando de forma estranha, nervosa, com alguém ao telefone, quando viu que a mãe iria desligar, saiu correndo de volta para a cama tentando entender porque sua mãe falou ‘Não traga nenhum sátiro’. Logo depois sua mãe foi até seu quarto e a acordou, logo depois abriu o armário da mesma e começou a guardar alguns casacos e camisetas em sua mochila. Disse que iriam fazer um passeio.
No meio do caminho, já estava amanhecendo, quando algo estranho parou na frente de seu carro, uma mulher, bem só na parte de cima, porque em baixo ela era parte cobra. Ela tinha certeza que iria desmaiar ali, mas ficou só mais assustada ao ver sua mãe saindo do carro. ‘Eu ainda mato Quiron’ ouviu sua mãe falar enquanto transformava seu anel em uma espada, ela não matou a górgona não tinha coragem, mas conseguiu atrasa-la, logo entrando no carro.
No caminho explicou tudo para ela, sua mãe sempre enxergou tudo que os semideuses enxergavam, mesmo sem ser uma semideusa. Logo falou sobre o acampamento, mas parou em certo momento, sabendo que poderia chamar a atenção de outros monstros.
Quando chegou ao acampamento se apaixonou completamente por tudo, sem exceção. Depois de um verão ela já era amiga de todos, e já tinha se adaptado a tudo lá e sentia falta quando passava o resto do ano em New Orleans. Já tinha participado de muitas missões e ganhado vários jogos da bandeira. Mas sabia que seu tempo estava acabando ali, já pensava em um futuro fora do acampamento, e não tinha medo.
Aos dezessete sabia que já tinha feito tudo que podia lá e já se inscrevia em universidades perto do acampamento, mas não tão perto. Mas sabia que não poderia ir embora sem conhecer seu pai. No ano seguinte, já com 18 anos viu a oportunidade de terminar seu último ano com uma boa missão é talvez conhecer seu pai.

♠A quanto tempo está no acampamento:
5 anos

♠Par:
Sim

♠Relação com o Par:
Ela não é nem um pouco ciumenta, o que pode deixar o seu par irritado, achando-se não tão importante para ela, mesmo que seja. Se ele a trair ela vai ficar mal, com certeza, e vai acabar com tudo. E o cara vai ter que tomar cuidado para não levar uma flecha no meio da bunda, não só dela mas de seus irmãos também, depois disso. No geral, ela vai ser brincalhona, carinhosa e com toda a certeza vai fazer muitas pegadinhas e deixar seu par com muita raiva.

♠Relação com os Amigos:
Os protege a todo custo, mesmo que perca sua vida, o que é surpreendente para uma filha de Apolo. Pode confiar seus segredos a ela, ela não irá contar. Quando sabe que eles fizeram merda, vai deixar eles resolverem sozinhos.

♠Relação com os Irmãos:
São irritantes e muitas vezes mais egocêntricos do que as filhas de Afrodite mas não tem como não gostar deles. Todos têm os mesmos gostos e sempre trabalham em equipe nos jogos de caça a bandeira.

♠Gostos:
Ela gosta de ler, principalmente antes de dormir, adora livros de aventura e de terror. Uma fanática por filmes, de todos os tipos, menos romance e tudo que envolva ele, acha tão irreal. Adora ir ao cinema, se sente bem quando está coberta pelo escuro das salas do cinema. Ouvir música enquanto faz algo, ela é o tipo de pessoa que insiste em dividir o fone de ouvido, mas logo eles já soltam o fone por causa do gosto peculiar dela (The Neighbourhood, Grouplove, Last Call, Radical Faces e Dresses). Ficar com os pés para cima. Sentar no chão já é um hábito para ela. Sorvete de uva cai bem a qualquer hora, pelo menos para ela. Adora usar o arco e a flecha, mas não o usa no acampamento com medo de machucar alguém, mesmo que nunca tenham visto ela errar nenhum alvo em suas missões, ela gosta de treinar e sempre faz isso antes que todos acordem. Adora ser uma das médicas no acampamento, isso sempre chamou muita atenção, medicina com certeza é o seu sonho.

♠Desgostos:
Não gosta que a façam esperar, ela só tem paciência para certas coisas. Não gosta quando não a levam com seriedade por causa de sua altura. Não gosta de falar no telefone. Não gosta de se arrumar, prefere muito mais se enrolar em seu onesie de stormtrooper a sair arrumada. Neve, frio e inverno são as três palavras que ela mais odeia no mundo inteiro. Qualquer coisa que envolva um lápis, seja escrita ou desenho, ela é horrível com palavras e o máximo que consegue desenhar são bonecos palito.

♠Qualidades:
Uma boa mentirosa
Leal
É ela mesma em tudo que faz

♠Defeitos:
Leal demais, o que pode ser um problema em certos casos.
Curiosa demais, já levou muitos castigos por escutar conversas atrás da porta.
Não gosta de dar segundas chances para as pessoas, ela fica mal ao saber que se enganou com alguém.

♠Habilidades Físicas/Mentais:
Boa com o arco e flecha, mesmo que em locomoção.
Astuta, difícil deixar-se enganar por qualquer coisa.
Boa estrategista, quando quer botar seu cérebro para funcionar.
Corre rápido comparado a alguns de seus colegas de acampamento.

♠Poderes:
Consegue invocar doenças, como alguns filhos de Apolo. Mas, ao contrário de alguns, sua voz não tem poder para encantar outras pessoas.
Quando com raiva, consegue amaldiçoar certa pessoa a falar só em rimas, mas não dura muito já que não usa o poder frequentemente.

♠Medos:
Tudo que fez em todos esses anos serem em vão

♠Por que se candidatou para cuidar de um dos jovens deuses:
Porque talvez ela pudesse conhecer seu pai ao fazer esse ato. É o seu último ano no acampamento, depois disso pretende fazer medicina na Columbia (faculdade em Nova York). E agora que já recebeu a carta sabendo que foi aceita não tem dúvidas de que não poderá vir lá por alguns verões.

♠Seu jovem deus:
Dimitrius

♠Relação com o mesmo:
Tem uma ideia de como eles são, mas prefere não acreditar no que os outros falam. Ela ainda vai reclamar muito do jeito deles e do nojo que eles tem pelos humanos, porque não é como se os humanos se parecessem com uma privada de banheiro químico. Ainda vai rir muito da cara deles, segurar a risada na verdade, considerando que voltarão a ser deuses e podem muito bem jogar um raio em sua cabeça ou a levarem a loucura, literalmente.
Vai ter uma hora que sua paciência vai se esgotar e vai acabar jogando tudo na cara dele e abaixando seu ego do tamanho do Olimpo, mas não vai deixar de se desculpar depois.

♠Algo mais:
Não


Do You Feel Like A Young God?


Escutando: Muita merda
Lendo: Algo longe de crepúsculo mas com presas
Assistindo: Algo que envolva lobisomens e que tenha um certo jeep azul
Jogando: Não jogo, a não ser paciência no computador
Comendo: Tudo
Bebendo: Água. Refri sucks

Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...