~_Yuma

_Yuma
Semeador de feels
Nome: Leon
Status: Usuário Veterano
Sexo: Masculino
Localização: Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brasil
Aniversário: 20 de Agosto
Cadastro:

Identidade de gênero x Orientação sexual


Postado

Ultimamente ando sendo abordado por muitas pessoas "ignorantes" e que usam argumentos preconceituosos contra mim em relação à minha sexualidade e identidade de gênero, sendo que não sabem ao menos discernir entre uma e outra. Isso está me cansando profundamente e apenas me irrito tentando explicar como me sinto. A realidade é que eu não gosto de ficar me rotulando, eu sou aquilo que sou e isso basta para mim, mas as pessoas insistem em criar rótulos para mim. Por isso, irei deixar aqui bem explicadinho o que eu "sou" para vocês tentarem entender um pouco.

Primeiro vamos entender o que é a identidade de gênero, que é minha característica mais forte na realidade. Isso nada mais é que a maneira como uma pessoa se sente e se apresenta para si e para as outras pessoas, podendo variar entre masculino e feminino, ou até mesmo ser uma mescla dos dois, como um meio termo, independente de sua orientação sexual. É a forma como nós mesmos nos reconhecemos.

Já a orientação sexual se refere à inclinação e desejo afetivo de cada indivíduo. Ou seja, a pessoa pode se sentir atraída pelo sexo oposto [heterossexuais], pelo mesmo sexo [homossexuais], pelos dois [bissexuais], por todos os sexos e gêneros [pansexuais] ou até mesmo por nenhum dos dois [assexuais], independente de sua identidade de gênero.

Existem milhares de "rótulos" criados para explicar cada inclinação em sexo e gênero, mas não vou falar disso aqui. Mas irei reforçar a confusão que as pessoas aqui no Brasil fazem entre identidade de gênero e sexualidade.

Quando você vê um homem na rua com trejeitos um pouco femininos, ou com algum acessório ou vestimenta feminina, você logo o caracterizaria como homossexual, certo? Na verdade, ele pode não ser homossexual, mas sim se identificar como uma mulher ou um misto entre homem e mulher, o que explicaria a dualidade. O mesmo se aplica à mulher que se veste como um homem ou use roupas unissex, ela não pode ser considerada homossexual apenas pela vestimenta e forma de agir. A não ser que eles falem isso para você, aí a situação muda completamente.

Foi cientificamente comprovado que as pessoas não são divididas em apenas dois gêneros e duas sexualidades. Entre o totalmente feminino e o totalmente masculino, existem cerca de mais cinco "ramificações", por assim dizer, que geralmente se desenvolvem entre a pré-adolescência e a adolescência.

Dando o meu exemplo, mas não me aprofundando na minha história de vida, sempre fui uma pessoa mais masculina que feminina desde a minha infância, mesmo que meus pais não concordem. Sempre gostei mais de brincadeiras masculinas (brincar com carrinhos, bolinha de gude, soltar pipa, correr) do que das femininas (brincar de boneca, casinha). Além disso, desde sempre que eu não consigo me relacionar muito bem com garotas e suas ideias de diversão, sempre fiquei com garotos, seja para brincar, para conversar, fazer trabalhos... Eu me relaciono muito melhor no universo dos garotos.

Muitas pessoas dizem que essa minha familiaridade se deve ao fato de ter ficado mais com os garotos por um longo período de tempo, mas eu sei que não é verdade, já que eu sempre fui assim até mesmo antes de começar a estudar. Hoje em dia tenho atitudes masculinas, minha forma de andar, de falar e meus assuntos são mais voltados para o universo dos homens que para os das mulheres. Claro, tem algumas coisas femininas que eu gosto, não é como se eu repudiasse meu lado feminino, mas eu fico mais à vontade me vestindo como um homem e agindo como um do que como mulher.

Por isso, se eu fosse me encaixar em algum rótulo, diria que sou um andrógino ou um bigênero. O andrógino é a pessoa que se identifica como dos dois gêneros e se veste e se porta como os dois gêneros em uma mistura dos dois. Já o bigênero é bem parecido com o andrógino, ele também se identifica como sendo dos dois gêneros, mas ele geralmente se identifica mais com um dos gêneros. No caso, seu seria mais um bigênero que um andrógino, mas eu me consideraria também um andrógino por conta do meu dia a dia. Enfim.

Em relação à minha sexualidade, considero-me um assexual heterossexual arromântico. Desde sempre que não gosto muito de relacionamentos [já vivi alguns, mas não é algo de extrema necessidade para mim como na maioria das pessoas] e, muito menos, de demonstrações públicas de afeto. Heterossexual porque, mesmo me identificando mais como um homem, continuo me sentindo atraído por eles de certa forma. Claro, se eu me identificasse totalmente como um homem, poderia me considerar um homossexual.

A identidade de gênero e a sexualidade são coisas delicadas demais para se comentar sem o mínimo de conhecimento necessário para tal. Cada um tem o seu e depende de cada um explicar para os outros ou não.

Enfim, apenas fiz esse jornal porque estava com muita raiva. Mas espero ter esclarecido algumas coisas. Eu não gosto de me rotular, mas se fosse para fazer, seria isso o que escrevi aqui.

Obrigado à quem leu até aqui. Yuma-kun.

Escutando: Modern Love - David Bowie | Malchik Gay - t.A.T.u

Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...