~_Yuma

_Yuma
Semeador de feels
Nome: Leon
Status: Usuário Veterano
Sexo: Masculino
Localização: Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brasil
Aniversário: 20 de Agosto
Idade: 19
Cadastro:

Não quero ninguém reclamando por eu estar problematizando algo


Postado

Não quero ninguém reclamando por eu estar problematizando algo

Justamente quando eu resolvo voltar para o site, trazendo um projeto com um tema interessante e atual, eu me estresso e sou obrigado a ver coisas que me insultam pessoalmente, ao ponto de eu me posicionar aqui, em forma de um jornal.

Acho que todo mundo tem ciência que, a partir do momento em que você lê algo onde há um envolvimento entre dois homens, isso é considerado SIM viadagem, boiolagem, e tudo o mais que vocês puderem imaginar. Agora, se você não se importa com esse tipo de coisa, por que se importar quando uma das partes é um personagem trans*? Tudo bem ler yaoi, mas a quando um personagem foge do "padrão" já é suficiente para se discriminar dessa forma?

Hoje eu comecei uma história nova de Shingeki no Kyojin, onde o couple principal é Jean x Eren, onde o Eren é um homem transfeminino.

Transfeminina: É diferente da identidade "mulher trans" ou "MTF (Male-to-Female)". É possível e válido tanto uma pessoa designada menino ao nascimento se identificar como transfeminina como uma pessoa designada menina ao nascimento se identificar desta forma, ou seja, é uma identidade de gênero que não deve ser atribuída apenas ao “sentir uma identificação em partes com o gênero ~oposto~ ao designado ao nascimento”. Contempla pessoas que se identificam de forma nuclear/central como femininas/meninas/mulheres, mas não em sua totalidade, sendo possíveis outras identidades de gênero (ou não) que também as contemplem, mas não de forma central. [Fonte: O Transviado ]

Por que resolvi escrever uma fanfic sobre esse tema? É simples, há carência de material desse gênero no Brasil, enquanto que na gringa nós conseguimos encontrar uma grande infinidade de conteúdo trans*, sejam fanfics, livros, quadrinhos, séries e animações. E eu, como um homem transmasculino bigênero / gênero fluido / sei lá, senti que deveria começar a abordar essa temática aqui no Spirit e também no Nyah!, afinal, temos um filtro que aborda a transsexualidade que particularmente é ignorado pelos escritores. Eu pelo menos nunca li por aqui uma fanfic com esse tema (se alguém tiver publicado alguma assim, me avisem ou me enviem nos comentários, irei adorar ler!).

Eu só estou fazendo esse jornal porque eu me senti pessoalmente ofendido. Sei que a grande maioria dos leitores não são assim, mas é justamente essa minoria que fere profundamente. Então, por favor, se alguém aqui partilhar desse pensamento pequeno de distriminação Trans*, não só deles, mas de todo o mundo LGBTTQIA, podem me deletar e não leiam minhas fanfics. Vocês sabem que gosto de abordar sobre temas polêmicos e sou MUITO BEM VINDO À CRÍTICAS CONSTRUTIVAS, para aprimorar o enredo e me ajudar a crescer como pessoa também. Agora eu não sou obrigado a engolir e ficar calado uma ofensa. Se não gostou da história, por que simplesmente não deixou de lado e foi ler outra? Tinha necessidade de um comentário como aquele?

Para você, pessoa que está lendo isso e sabe que é com você, não te identificarei. Até mesmo excluí o seu comentário. Mas por favor, não faça mais isso. Pense antes de falar alguma coisa, você pode acabar ferindo uma pessoa por uma atitude impensada.

Antes que você também me fale que isso é uma tempestade num como d'água e que não há necessidade de problematizar dessa forma, lembre-se da quantidade de gente que está sendo morta por causa disso. Por causa de um comentário, que pode virar uma agressão, duas, três, uma tragédia. Pense na quantidade de pessoas que estão nas ruas por terem sido expulsas de casa apenas por serem quem realmente são, que não conseguem um emprego porque seu perfil social não condiz com "aquilo que é moralmente certo/aceito". Não estou dizendo para você aceitar tudo isso de repente, mas sim guardar para si algo que não é necessário espalhar por aí. Apenas respeite.

É só isso. Desculpe por quem foi obrigado a ler isso e não tem nada com a história, mas eu não podia ficar calado.


Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...