~Oitudobom

Oitudobom
Heart of universe
Nome: Oi
Status: Usuário
Sexo: Indisponivel
Localização: Tobias Barreto, Sergipe, Brasil
Aniversário: Indisponivel
Idade: Indisponivel
Cadastro:

Beautiful Liars - Ficha


Postado


Apolo


Nome Completo:
Apolo Marin Rivers.

O primeiro nome surgiu porque seu pai gostava da mitologia grega e Apolo era descrito como o deus da divina distância, que ameaçava ou protegia desde o alto dos céus, sendo identificado como o sol e a luz da verdade.

Apelido:
Polo.

Idade, Data de Nascimento e Signo:
Dezesseis anos, nascido em Quinze de Dezembro, pertencente ao signo de Sagitário.

Personalidade:
Se o lugar que alguém habita está em caos, não significa que esta pessoa precisa ser caótica. Este é o caso dele que incrivelmente tem um bom senso de humor, soltando piadas até em momentos inoportunos, mas isso não quer dizer que é feliz o tempo todo... Muito longe disso! Tem seus conflitos internos que nunca revelou a ninguém, não acha necessário preocupar seus amigos por "Bobagens", é humorado porque sabe que se as pessoas fossem apenas olharem o lado negativo, viveriam melancolicamente, seriam cinzas e vazias, elas precisam de alguém que possa colorir este mundo sem cor e ele está disposto a se tornar o pintor desta "obra". Tenta não ver as coisas com malícia, tenta encará-las de uma forma "pura" (mesmo não sendo, sabe que nunca será puro ou inocente como já foi um dia, o que aconteceu não pode ser desfeito), todavia não o confunda com tolo e tampouco tente enganá-lo, sabe quando tentam persuadi-lo, aprendeu distinguir a verdade da mentira e de alguma maneira consegue ver através dos mentirosos, apenas finge que não vê o óbvio...
Deixa com que as pessoas o subestimem, para abaixarem a guarda e ele finalmente poder atacar! Irradia uma grande quantidade de energia, não gosta de ficar parado por muito tempo, está sempre buscando coisas para fazer. É intelectual e está sempre buscando coisas novas para aprender, tende a se cansar facilmente de um assunto e pular para outro quando já está sabendo do primeiro, alguns acham isso uma mania irritante, já outros gostam por ficarem sempre entretidos com o jovem.
Tem o dom da comunicabilidade e por causa do fato anterior, pode se tornar muito tagarela ás vezes. É sincero com tudo, não gosta de ter que mentir para alguém ou para si mesmo, é como se estivesse forçando ser algo que ele não é. Apolo não é tão difícil de se conviver no final das contas, é só se acostumar com sua tagarelice sem fim, suas paranoias e suas manias irritantes, como ficar batucando em mesas ou ficar estalando repetidamente.
Acredite, ele consegue ser bastante impertinente sem nem perceber, porém é um bom garoto e está sempre disposto a ajudar, mesmo se esta pessoa lhe fizer mal... Alguns o chamam de trouxa por fazer isso, mas o próprio sabe que não é, acha que não se deve fazer com as pessoas o que não querem que façam com você. Compreensivo, tenta entender o lado de ambos sem sair julgando, busca uma solução sem que nenhum dos lados saiam prejudicados. Se você quer buscar conforto em seus abraços calorosos, pode ir, o garoto vai lhe estender a mão e tentar te entender, mas não venha inventar mentiras e ser dramático para o lado dele, odeia quando as pessoas se fazem de "coitadinhas" quando não são.

Aparência:
Sua aparência é semelhante a de seu pai Caleb quando jovem. Apolo possui cabelos longos e lisos, indo até abaixo de seu pescoço, tem olhos castanhos escuros e expressivos, o que sua boca não diz, os seus olhos respondem por ele. É pardo, sobrancelhas longas, nariz pequeno e arrebitado e lábios rosados.
Tem 1,76 de altura, um tamanho normal para sua idade, não tem um corpo muito musculoso, mas não é totalmente “magrelo”, devido as atividades físicas praticadas.
Tem uma barba rala, que está deixando crescer.










PhotoPlayer:
Thomas McDonell

História:
Sua gravidez não fora desejada. Hanna não planejava estar grávida, pelo menos não naquele momento, havia brigado com o Caleb e estava passando por uma situação um tanto complicada. Mas após descobrirem que teriam um filho, deixaram o orgulho de lado e aos poucos foram se reconciliando, como um casal de adolescentes que se amavam tanto ao ponto de não se deixarem por um motivo tão bobo.
Apolo cresceu em um ambiente onde era querido por todos, era uma criança que fascinava todos que conversassem com o menino. Era inteligente demais para o seu próprio bem, além de ser fascinado em livros fictícios e em música, sempre tinha um assunto para comentar com sua família e amigos, nada escapava da curiosidade daquele pequeno.
Descobriu seu gosto pela literatura e passou a escrever histórias só para si mesmo, tempos depois descobrira também que havia um dom para música, onde começou a criar letras de sua própria autoria e a tocar em locais de pouca visitação, era isso que o fazia feliz.
Conhecia tudo e todos, tornou-se o típico palhaço da turma que era querido por todos, mas não se engane pelo jeito todo desengonçado e bem-humorado do jovem, tem uma inteligência invejável para muitos, todavia não é de exibir seus conhecimentos, só quando necessário.

Família:

[Haleb]


[Hanna]
É óbvio saber a quem Apolo puxou o seu senso de humor. Hanna sempre participou de sua vida, seja lhe dando conselhos como descrever as roupas de seus “personagens” ou batendo boca com os professores, que reclamam da dificuldade do menino em se concentrar nas aulas.
Ela foi uma das primeiras pessoas a incentivar seu lado criativo, mesmo com todas suas inseguranças e dúvidas, nunca deixara de acreditar que seu filho tinha potencial para tais habilidades. Para ele, sua mãe é a mulher mais bela que já conhecera, seus conselhos marcaram muito sua evolução, sua força e sua fé o guiaram pela vida, lhe deram asas e curaram suas feridas. Se o jovem estava feliz, celebrava com a mulher e se estava triste, recebia abrigo. O amor que recebia sempre fora seu combustível, fazia-o acreditar e fazer coisas impossíveis... O magoa saber que um dia já a fizera chorar, mesmo que não intencionalmente.


[Caleb]
Ele sempre respeitara a intuição de seu pai, se o homem afirmava que havia algo de errado, era porque estava. Seu pai é capaz de fazer tudo pelo garoto, sem receber nada em troca e para cada problema desabafado ou obtido, é uma piada.
Até hoje é protegido dos perigos do mundo, um simples gesto ou olhar, Caleb já consegue o entender, o Rivers mais velho compreende até o que o mais novo não diz. Em geral, eles se dão muito bem, ele é seu parceiro de crime. Polo se sente bem na presença do pai, que sempre o faz rir em momentos inoportunos e acaba ajudando o garoto quando o mesmo se mete em encrenca. Seus irmãos dizem que não sabe quem é mais sem noção, O Rivers mais novo ou o mais velho. Talvez os dois.

Gostos:
Chuva
Dias nublados
Cantar
Dançar
Ouvir música e tocá-las também
Doces
Ler e escrever
Crianças e animais
Observar os mínimos detalhes, como a luz reluzente da Lua ou uma pétala de flor, diferente das outras
Viajar
Nadar
Sorvete
Um bom filme, com uma boa companhia
Café
Sentir-se livre

Desgostos:
Filmes românticos
Ser interrompido ou ignorado
Preconceito
Se sentir impotente em relação a algo
Comidas apimentadas
Que duvidem da sua capacidade
Não gosta quando mexem com alguém que ele gosta
Pessoas grudentas demais
Brigas
Injustiças
Pessoas mal educadas
Que o pressionem para fazer algo

Manias:
Morder o lábio inferior
Passar a mão em seus cabelos, os bagunçando
Arquear as sobrancelhas, principalmente quando está confuso
Balançar as pernas quando está impaciente
Revirar os olhos
Rir sem motivo

Medos/Fobias/Traumas:
Tem medo de hospitais, odeia o clima tenso que há lá e também acha os médicos mal-humorados, pelo menos a maioria deles.
Tem medo de se prender ao passado, ficar focado em algo que já passou. Medo de acabar perdendo sua sanidade, de se perder, de não ter objetivos.

Habilidades/Talentos:
Sabe cantar e tocar instrumentos, como violão, teclado... Também tem o talento de escrever histórias e compor músicas.
É um ótimo nadador também, além de conseguir correr a distâncias inacreditáveis. Também é bastante flexível, bom em escaladas e também para... Outras coisas.

Hobbies:
Correr
Nadar
Escrever
Cantar

Par?
Está disponível.

Relação com Elizabeth Hastings:
A relação deles é um pouco... Estranha, pode-se assim dizer.
Pelo fato da Elizabeth ter aquela muralha invisível ao seu redor – Pelo menos é o que o jovem pensa –, Apolo sempre tenta uma maneira de ultrapassá-la ou derrubá-la, o que às vezes deixa a menina irritada e/ou surpresa. Com suas piadinhas e seu jeito petulante de falar, foi se aproximando aos poucos da garota, e quando se deu conta, ambos já eram amigos e estavam implicando com o outro, mas de uma maneira saudável.
O Rivers se importa de verdade com ela, nunca deixa a Hastings na mão, é amigo dela até debaixo d’água e estará ao seu lado tanto nas ocasiões mais tranquilas como nas maiores tempestades da vida da jovem. É muito comum vê-lo sendo chamado de “Impertinente” por ela, então não se assuste! Eles não estão brigando, ou pelo menos não é sério, é apenas a maneira deles de demonstrar o carinho que sentem pelo outro.

Relação com Annabelle Marin-Rivers:
Por ter crescido com Annabelle, Apolo consegue enxergar atrás daquela máscara de garota poderosa que sua irmã tem sobre si. Ele oferece uma amizade descontraída, animada e se mostra um grande parceiro para festas ou apenas para filmes na sala de estar.
Eles se dão bem, o rapaz é o tipo de cara que tenta animá-la quando está triste.
Como não gosta de mentiras, é bastante sincero com Lair e expõe sua opinião, mas sempre terminando com um “Isso é apenas uma sugestão, você faz o que bem entender”, por trás de toda a camada de indiferença, ele se preocupa com a menina de verdade, por isso não teria medo de lhe jogar um ”balde de água fria” e fazê-la acordar para a realidade.
“Por que está gritando comigo?”
“Porque me importo, é isso que gente normal faz quando gosta de alguém e esse alguém está agindo como um idiota”


Reação ao receber a primeira mensagem de A:
De início, achou que era algum tipo de brincadeira de mal gosto e resolveu ignorar. Mas quando percebeu que era realmente sério, ficou muito nervoso e até assustado, eu diria. Desconfiando das pessoas a sua volta e estando sempre atento a tudo, nem um chiado passava por despercebido, teve muitas noites de sono perdidas por causa daquela mensagem.

Seus pais lhe contaram sobre A?
Não, optaram por esconder toda história, por isso Apolo ficou surpreso ao receber a mensagem.

Roupas:

Casual:





Festas/Baladas:





Formatura/Gala:



Pijama:


Banho:



Fantasia:



Funeral:



Algo a mais?
Não, apenas me desculpe pela demora.


Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...