“I wish I could freeze this moment, right here, right now and live in it forever.”


Postado

“I wish I could freeze this moment, right here, right now and live in it forever.”

Meu deus, o ano praticamente acabou. Eu preciso dizer que foi um ano de várias mudanças (radicais, por sinal). Foi e ainda é um ano diferente de todos os outros. Daqui a algumas semanas eu vou estar me formando e eu ainda não consigo acreditar. Eu não consigo acreditar que ano que vem a minha vida será totalmente diferente. Às vezes, eu fico muito irritada com a vida por passar tão rápido. Você pisca e, de repente, você já tem 90 anos. Acho muito injusto.
Enfim, ainda não caiu minha ficha. Desde o começo do ano eu me lembrei que este seria um ano que nunca mais iria se repetir na minha vida. Ok, nem um ano se repete mas eu sei que você entendeu o que eu quis dizer. É como se eu estivesse saindo de dentro de uma bolha que eu fiquei presa durante 4 anos. Eu vivo em um mundo totalmente alheio, bem longe dos padrões da sociedade e uma dor me rasga de fora a fora quando eu lembro que ano que vem não será mais assim. Não digo que me arrependo porque, apesar dos obstáculos, foram os melhores anos da minha vida, mas às vezes me culpo por ter me situado tão bem em um mundo tão pequeno.
Hoje eu senti um pouco dessa dor ao me despedir de uma pessoa que eu não irei ver mais todos os dias como eu vejo hoje.
Esta última semana de Novembro me vejo fazendo várias promessas.Muitas delas porque irei me separar de pessoas que eu realmente amo e me importo. Algumas que eu sei que nunca serão cumpridas por vários fatores. Afinal, não seremos ano que vem o que somos hoje. Talvez eu esteja sendo muito dramática, mas no fundo eu sei que muita coisa não vai ser como antes. Ainda assim, espero conseguir cumprir a maioria das promessas.
À medida que o ano vai acabando, um medo vai me consumindo. Um medo de não conseguir em um estado de equilíbrio. Pode ser baboseira pra você, pra mim não é. Durante muito tempo a minha mente esteve em um conflito enorme. Este ano eu, finalmente, consegui erguer a bandeira branca. Eu me sentia pra baixo a maioria dos dias antigamente, e por incrível que pareça eu consegui reverter a situação. Uma parte de mim teve que se isolar do mundo por um tempo para conseguir, porém os meus amigos me ajudaram muito. Na verdade, ajudaram indiretamente porque muitos deles não sabiam o que eu estava passando. Eu só espero que ano que vem eu consiga manter o equilíbrio entre as coisas. Ainda será uma luta, mas é uma que eu estou disposta a lutar.
E, como sempre, quando eu chego ao final do texto eu vejo que falei várias coisas mas não disse nada. Apenas quero deixar a seguinte mensagem: não pense no futuro (olha quem está dizendo), viva o agora. E, principalmente, viva ao lado daqueles que você ama e se importa. A vida passa muito rápido, então aproveite. Eu sei, parece clichê mas um dia você irá olhar pra trás e dizer "poxa vida, eu deveria ter seguido o conselho daquela menina maluca com os seus textos malucos" hahahaha.


Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...