~Hazye

Hazye
I really hate being safe
Nome: ❥ Nicole
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brasil
Aniversário: 7 de Abril
Idade: 66
Cadastro:

∆ A Escolha ∆


Postado

Nesse jornal contém spoilers muito fortes sobre A Seleção,sendo mais específica,sobre A Escolha,então se você ainda não leu essa maravilha de saga,se retire daqui.

Meu aniversário é daqui há poucos dias e minha mãe resolveu me dar um presente mais adiantado.Eu já estava insistindo pra ela comprar A Escolha faz um tempo,era o único que faltava pra eu “acabar” com a America e partir pra Eadlyn,vulgo menininha chata do caralho.
Recebi a melhor surpresa de todas hoje.Assim que cheguei da casa do meu pai ela me deu o presente,eu já sabia que ela iria me dar o livro,mas a emoção foi muito forte.
Comecei a lê-lo um pouco antes de ir pro colégio.Também levei ele pra escola,mas mal consegui dar uma folheada.
Meu psicológico já estava abalado.Seria o último com a Meri,com a nossa querida.Me prendi tanto a ela e aos outros personagens,chorei tanto por todo esse caminho até chegar em A Escolha.Pode parecer bobo,mas não é.Amo os personagens como se fizessem parte de mim.
Agora são 0:31,ainda não acabei de ler A Escolha por moro de não aguentar mais tantas emoções,a tristeza pra ser mais específica.

Talvez seja insensível da minha parte falar isso,mas a morte do pai da Meri foi o que menos me fez sofrer.Eu realmente gostava dele.Deve ter sido o fato da America ter se distraído tanto pra não ficar lembrando do pai que fez a perda ser menos dolorosa.De qualquer jeito isso já me abalou.

Teve também a morte daquele garotinho que não me lembro o nome.Ele mal tinha aparecido e morreu,não pude me apegar a ele,mas machucou.

Foi a partir daí que as coisas começaram a pesar pra mim.

Acabei recebendo um spoiler,sabia que a Celeste ia morrer,fiquei triste,nem tanto.Mas depois de ter entendido o lado dela,depois de ter visto outro lado dela...desmoronei completamente.
A morte dela foi do nada,fatal.Chorei.Os rebeldes começaram a atacar e tudo ficou uma bagunça e eu comecei a ficar com medo também.

Maxon se contorcendo de dor fez meu mundo parar por o momento,ele é tão doce apesar do jeito que estava agindo com a Meri.As palavras dele me arrebentaram,enquanto a bala estava dentro do seu corpo ele se importava mais com a America.Isso pode parecer clichê.Com certeza é,mas eu senti tanta verdade.

Uma parte que ninguém morreu (ou agonizou) que me fez chorar também foi quando Ames tentava fugir do esconderijo,foi pelo seu desespero (o mesmo motivo que eu chorei no açoitamento da Marlee e do “Woodward”).

Me aliviei bastante ao saber que Aspen estava vivo e Gavril (me surpreendi ao saber que ele era um rebelde nortista).

Logo veio outra bomba,essa que ainda estou superando: O rei Clarkson morreu,a rainha Amberly morreu.Penso na tristeza do Maxon,me lembro do jeito da rainha e por mais que o rei seja um completo babaca,consegui gostar um tiquinho dele ao ler o Felizes Para Sempre.

Parei aí.Nessa notícia que o Aspen deu a Meri.Em lágrimas,mas um pouco aliviada de saber que Max está vivo.

Estou na cozinha e o livro está lá na sala,não tenho coragem de ler…
E se algo aconteceu com as criadas ? Com as ex selecionadas (além da estrelinha que agora brilha lá no céu do mundo fictício, Celeste) ? Eu não vou aguentar.

Queria muito falar sobre isso. Meu Deus,esse livro está acabando com minhas condições emocionais.

Tenho que acabar de ler,vamos lá.

“— Não! — estremeci,com os olhos novamente marejando….”


Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...