~Lestrange_pxyl

Lestrange_pxyl
—Yes—
Nome: — Lady Ōtsutsuki
Status: Usuário
Sexo: Indisponivel
Localização: Indisponivel
Aniversário: 14 de Setembro
Cadastro:

A nova era (Os vingadores)


Postado

A nova era (Os vingadores)

♦Nome♦
DaeYoon Kwon

♦Apelidos♦
TaeYeon & Yami

♦Frase♦
̶"̶B̶u̶t̶t̶e̶r̶f̶l̶i̶e̶s̶ ̶a̶r̶e̶ ̶b̶e̶a̶u̶t̶i̶f̶u̶l̶ ̶,̶ ̶b̶u̶t̶ ̶y̶o̶u̶ ̶k̶n̶o̶w̶ ̶w̶h̶a̶t̶ ̶i̶s̶ ̶b̶e̶s̶t̶ ̶a̶n̶d̶ ̶m̶o̶s̶t̶ ̶b̶e̶a̶u̶t̶i̶f̶u̶l̶ ̶?̶ ̶S̶e̶e̶ ̶y̶o̶u̶ ̶s̶c̶r̶e̶a̶m̶i̶n̶g̶ ̶i̶n̶ ̶d̶e̶s̶p̶a̶i̶r̶ ̶!̶ ̶"̶

̶(Borboletas são lindas,mas você sabe o que é melhor e mais bonito?Ver você gritando em desespero!)

♦Música que define♦
Roll Deep-HyunA

❝ ̶I̶s̶s̶o̶ ̶a̶c̶o̶n̶t̶e̶c̶e̶ ̶p̶o̶r̶q̶u̶e̶ ̶s̶o̶u̶ ̶a̶ ̶m̶e̶l̶h̶o̶r̶
̶P̶o̶r̶q̶u̶e̶ ̶s̶o̶u̶ ̶a̶ ̶m̶a̶i̶s̶ ̶b̶e̶l̶a̶
̶E̶ ̶t̶o̶d̶o̶s̶ ̶m̶e̶ ̶i̶n̶v̶e̶j̶a̶m̶
̶S̶o̶u̶ ̶p̶u̶r̶a̶ ̶m̶a̶l̶d̶a̶d̶e̶ ̶o̶ ̶d̶i̶a̶ ̶t̶o̶d̶o̶
̶P̶e̶l̶o̶ ̶s̶i̶m̶p̶l̶e̶s̶ ̶f̶a̶t̶o̶ ̶d̶e̶ ̶s̶e̶r̶ ̶a̶ ̶m̶e̶l̶h̶o̶r̶
̶P̶o̶r̶q̶u̶e̶ ̶s̶o̶u̶ ̶a̶ ̶m̶a̶i̶s̶ ̶b̶e̶l̶a̶
̶E̶ ̶t̶o̶d̶o̶s̶ ̶m̶e̶ ̶i̶n̶v̶e̶j̶a̶m̶
̶M̶e̶ ̶d̶e̶s̶c̶u̶l̶p̶e̶ ̶p̶o̶r̶ ̶s̶e̶r̶ ̶e̶s̶t̶a̶ ̶d̶e̶u̶s̶a̶ ❞

̶♦Codinome de batalha♦
Titan Dead(titã da morte)

♦Idade♦
19 anos

♦Sexo♦
Feminino

♦Família♦
Pai,Thanos,a relação com ele é bem conturbada mas no fundo bem no fundo eles se amam.


Mãe,Sandara Kwon,a relação delas tem altos e baixos,brigam por qualquer motivo mas depôs se acertam.


♦Peronalidade♦
Educada;algo que ela é desde seu nascimentos,nunca da respostas mal educadas ou pequenas.

Argumentativa;ela devido a seu QI elevado tem uma enorme facilidade em argumentar,usa isso a seu favor,seja certo ou errado.

Observadora;apesar de não parecer presta atenção em tudo a seu redor,em cada mínimo detalhe.

Sedutora;sabe que é bonita e atrai as pessoas dos dois sexos, seja menino ou menina a boa aparência faz com que ela seduza todos a seu redor

Ciumenta;não ao ponto de ser possessiva,mas se é dela é dela tira a mão, vale para objetos tanto para pessoas

Infantil;pode não parecer mas ela adora brincadeiras como pega-pega ou esconde esconde,devido a sua infantilidade pode adiquirir um pequeno transtorno de bipolaridade,nunca negue a ela algo

Tímida ;ela praticamente virá uma pimenta perto de pessoas desconhecidos,começa a gaguejar e tremer

Gentil;é muito gentil com todos a seu redor,quer sempre o melhor das pessoas

Bondosa;adora ajudar todos a seu redor,empresta tudo,lhe dá presentes sem esperar algo em troca.

Manipuladora;sabe que é bonita e "sexy" usa isso a seu favor,quando quer algo não se importa em fazer o que for necessário.

Sincera;sua sinceridade pode ser um problema,não mede as palavras e acaba machucando as pessoas a seu redor.

DaeYoon não tem traços psicológicos do pai pois sua mãe impediu,mas no fundo é alguém sádica.É pisicologicamente frágil.

♦Aparência♦









TaeYeon tem longos cabelos loiros acastanhados levemente ondulados,pele bem branca mas ao ponto de ser quase transparente , olhos azuis com leves resquícios de cinza e verde turquesa pode atingir a coloração castanha, bochecha rosada,cintura fina,seios médios,e "bumbum" empinado,tem dedos longos,pesa 24Kg (ela tem anorexia )tem 1,70 de altura,dentes brancos e alinhados,nariz pequeno,sua pele é fria e possuí um leve cheiro de menta,lábios médios e naturalmente rosados,cílios são longos e bem grosos dando lhe a impressão de que esteja com rímel e lápis.

♦Kim TaeYeon♦

♦História♦
Quando Yami completou seu primeiro ano de vida, algo trágico aconteceu. Foi posto fogo na casa de seus pais(adotivos), ninguém sabia de onde veio o fogo. Na correria para sair da casa, sua mãe, não intencionalmente, a deixou cair. Os pequenos cobertores que estavam a cobrindo, pegaram fogo, e logo o fogo foi para Yami. Sua mãe desesperada, a pegou mesmo com o fogo, e saiu o mais rápido possível da casa. As duas foram para o hospital. Yami ganhou queimaduras graves, e ficou por meses no hospital, e por pura sorte não morreu. Mas mesmo depois de saber dessa história, Yami não se afetou. Mas isso afetou seu corpo. Ela ficou muito mais branca que o normal, e adquiriu uma saúde e um corpo completamente frágil. Mas ela nunca deixou isso a afetar realmente. Yami sempre fora muito amada por sua família, seus pais a ajudavam e a apoiavam em tudo, principalmente no seu dom artístico. Por outro lado, Yami era odiada por seus colegas de sala/escola. Ela sofria agressões constantes, tanto moral quanto física. Eles a cortavam, machucavam, ofendiam, e nos piores dias, rasgavam seus desenhos. Zombavam da cor da sua pele, e quando descobriram dos seus problemas de saúde, eles a machucaram cada vez mais. Ela nunca saia da escola sem um único hematoma sequer, sempre tinha um ou vários. Seus pais nunca suspeitaram de nada, pois a filha escondia os hematomas com maquiagem ou tinta. Ela nunca teve um amigo de verdade, somente interesseiros, pelo fato de seus pais serem ricos. Mas mesmo com o abuso constante na escola, Yami sonhava com um mundo melhor, criava tantas expectativas do mundo lá fora, tinha (E ainda têm) tantos sonhos a serem seguidos, tantos que não se podia contar nos dedos. Sendo sincera, ela não ligava para seus abusos na escola. Toda vez que ela via seus pais, o mundo se alegrava, e nada mais importava. Mas tudo acabou quando seus pais morreram. Eles foram assassinados por causa de seu dinheiro. Ela ainda lembra como foi aquele dia.

"Chegou da escola, totalmente acabada, hoje eles tinham pego pesado. Yami chamou por seus pais, mas ninguém lhe atendia. Subiu as escadas, indo em direção ao quarto de seus pais, com um pressentimento ruim. Chegando lá, abriu a porta devagar, chamando por eles. A cena que foi vista nunca ira sair de sua mente. O corpo de sua mãe jogado no chão sem vida, com várias marcas de facadas na região do abdomen. O mesmo era com seu pai, só que ele tinha marcas de tiro além dos cortes. Sangue por todos os lados, as coisas reviradas e jogadas, nada mais podia ser feito. Yami chorou, berrou e gritou por ajuda. Não tinha forças para sair daquele quarto, seu corpo não permitia. Até que ouviu a porta da frente sendo aberta, e logo sua vizinha veio ao quarto de seus pais, vendo a mesma cena horrível. Ela pegou Yami e levou para sua casa, ligou para a polícia, enquanto acalmava a garota que estáva aos prantos."

Esse dia foi amaldiçoado. Todo ano, quando esse dia chega (OBS: O dia é 27/04/), ela passa o dia todo no seu quarto, chorando até adormecer. Depois daquilo, a polícia investigou, mas não achou nada que pudesse lhes dar uma pista de quem cometeu aquele crime terrível. O funeral de seus pais fora cinco dias depois. Então, tudo pareceu que iria melhorar quando Yami recebeu a notícia que ia morar com seu tio, mas estava enganada. Seu tio era um alcoólatra, viciado em jogos de cassino, se duvidar, ele apostaria sua vida. Ele a tratava como um lixo, a obrigando a fazer tudo o que lhe pedia, desde tarefas domésticas à apostar seus bens para a alegria do tio. E quando ela não o obedecia, era trancada em um porão frio e velho, e ficava lá por dias, sem comer nem beber nada. Se a sua desobediência fosse de um "nível" mais alto, ele lhe batia, ao ponto dela desmaiar. Yami ainda continuava na mesma escola, e seus colegas, depois que souberam da morte de seus pais, a trataram pior ainda. Suas ofensas, que antes não lhe subiam a cabeça, ficaram piores, fazendo-à chorar e pedir clemência. Eles lhe batiam cada vez mais, fazendo ela quase não conseguir mais levantar. Ela acabou entrando em depressão.adquiriu transtornos de ansiedade. Ela aliviava sua dor por meio de cortes, ela não passava um dia sem fazer um corte em seu braço. Não queria mais viver daquele jeito, queria se jogar de um abismo e se afundar nos seus problemas até sufocar. Mas ao mesmo tempo, não queria morrer, queria persistir e mostrar que ela era mais do que uma garotinha fraca e assustada. Ela começou a tomar anti-depressivos já cedo, e uma vez, sofreu uma overdose. Não foi para o hospital, ela simplesmente ficou jogada em seu quarto, inconsciente, até acordar milagrosamente. Mas em seu aniversário de dezessete anos, algo aconteceu.

"Eu estava chegando na casa de meu tio. Já estou preparada para mais um dia de tarefas domésticas e a bebedeira de meu tio. Hoje é quinta-feira, noite de jogos, ótimo. Meu tio não vai perder a chance de me humilhar já que hoje é meu aniversário. Cheguei em casa e vi meu tio me esperando, ele disse para eu ir até uma sala. Eu estranhei, mas não o questionei ou desobedeci, não quero levar mais do que uma humilhação de presente. Eu entrei na sala e fechei a porta, quando me virei vi um homem alto de longos cabelos brancos. Ele me notou e se pronunciou:

- Oh, olá. Você deve ser a senhorita Kwon, certo? - Eu balancei a cabeça indicando que sim. - Pode se sentar então. - Eu o fiz. - Bem, vou direto ao assunto. Senhorita Kwon, você merece mais. Eu sei o quanto sofre, coitadinha, deve ser horrivel ficar aqui, não é? - Eu balancei a cabeça indicando que sim. Estou espantada, ele sabe de algo? E como se pudesse ler meus pensamentos, ele disse: - Ah sim, eu sei. Deve estar cansada de ser agredida e odiada por todos, e seu tio também não ajuda muito. Mas eu não estou aqui para conversar. Venho aqui para lhe propor um acordo. - Neste momento eu parei de dividir a atenção entre meus pensamentos e as suas falas, e prestei atenção somente nas suas palavras. Vendo que ele conseguiu minha total atenção, esboçou um sorriso vitorioso. - Eu vou lhe tirar desta casa e de sua escola, . Aceita? - É mais do que óbvio que eu vou aceitar. Não importa a condição ou consequência, tudo o que eu mais quero é sair desse lugar e daquela escola.

- Eu aceito. - Ele abriu outro sorriso, este era mais largo que o anterior. Ele se levantou.

- Ótimo, venho lhe buscar semana que vem. - Falou indo até a porta, então ele parou, e virou sua cabeça para trás para poder me ver. - Eu já ia me esquecer, eu não me responsabilizo por quaisquer danos feitos a você. Passar bem, senhorita Kwon. - Ele sorriu e se virou, abriu a porta e saiu. Danos? Ainda me pergunto o que ele quis dizer com isso..."Aquele homem era um servo de Thanos que queria a menina para que ele desse continuidade a seu legado,isso trouxe problemas porém por outro lado conheceu sua mãe.
♦Será♦
Vilão

♦Poderes♦
Super força
Intelecto superior
Telecinese
Telepatia
Campos de força
Rajadas de energia
Teletransporte

♦Outras habilidades♦
|Memória fotográfica
|QI elevado
|Canto
|Desenha bem
|Cozinheira de mão cheia
|Sabe diversas línguas

♦Arma♦
Um cetro



♦Medos|Fobias♦
Cinofobia
Monofobia
Insetos

♦Esporte♦
Basquete

♦Gosta♦
Creepypastas
Anime
K-pop
J-rock
Desenhar
Borboletas
Línguas
Fotografia
Livros
Química
Inverno
Horóscopo

♦Desgosta♦
Homofobia
Animais
Cachorros
Insetos
Verão
Flores
Tomar banho
Água
Coca-cola

♦Sexualidade♦
Heterossexual

♦ Par? Se sim, quem seria?Caso queira que eu escolha, descreva como seria seu par ideal :
Sim,alguém diferente,gentil,amável e responsável,seja herói ou anti

♦Roupa de combate♦


♦Roupas normais♦




♦ Esta ciente de que se não comentar, seu personagem pode morrer/sumir ?♦
Sim

♦ Relação com a Laura:♦
Não sabe o que pensar dela,talvez ódio?
♦Relação com o August:♦
Tem uma pequena admiração por ele mas mantém isso a sete chaves,e gentil.

♦Algo a mais♦
Fala francês,inglês,grego,espanhol,japonês e mandarim
Mora na Coreia do Sul em Seoul
Está na Yonsei University


Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...