~LiaHyuuga

LiaHyuuga
Little Fickle Girl
Nome: ...
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Indisponivel
Aniversário: 6 de Setembro
Idade: 16
Cadastro:

Memórias Inacessíveis


Postado

Memórias Inacessíveis

Por que durou tão pouco tempo?

Por que eu nunca tenho chances de dizer adeus às pessoas que amo?

Por que elas são arrancadas de mim desse jeito?

Tenho poucas lembranças de você. Pouquíssimas. Porque você se foi tão de repente, e às vezes fico pensando, se eu deveria ter feito algo por você. Algo que te fizesse saber o quanto eu te amava.

Mas eu era jovem demais para entender a morte, quanto mais o amor!

Eu gostaria de ter feito coisas para você assim como você fez para mim.

Gostaria de ter tido mais tempo.

Por que me deu aquela gaita de boca? Ela era sua, e você era o único que sabia tocá-la. Deveria ter me ensinado.

Por que não me repreendia quando eu mexia nas suas gravatas ou quando eu andava por aí com seus sapatos?

Por que sua paciência sempre se esgotava com o futebol na televisão e nunca quando eu lhe pedia que me balançasse naquela rede?

Por que não me acordava quando eu acabava por dormir enquanto era embalada? Assim eu poderia ouvir as músicas do seu rádio por mais tempo, poderia me lembrar delas para depois cantá-las.

Poderia lembrar do seu rosto para sempre.

Qual era a cor dos seus olhos? Azuis ou castanhos?

Lembro-os como azuis. Mas acho que eram castanhos.

Por que aquilo de pedir que eu te trouxesse um chocolate na volta era só brincadeira? Não sabe como eu ficava insistindo para que minha mãe comprasse um para você!

Gostaria de realmente ter te dado um chocolate como você me pedia...

Gostaria de ter feito mais do que tapar seus pés com o cobertor à noite.

Por que você me deixava logo cedo da manhã? Por que dizia que voltava logo quando, na verdade, voltava bem mais tarde?

Ao acordar e não te ver, eu não precisava adivinhar que você havia saído novamente.

Era frustrante!

Você deveria ter sido mais severo comigo, não deveria ter me mimado tanto. Assim não teria deixado tanta saudade.

Poucas coisas me lembram você.

O som daquela gaita.

O chá de maçã com canela.

A música que você ouvia no rádio.

Gostaria de ter sido tão boa com você, assim como você havia sido comigo.

E é isso.

Obrigada.


Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...