~Yuro_

Yuro_
Aspirante a escritora
Nome: Caty
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Indisponivel
Aniversário: 24 de Agosto
Idade: 15
Cadastro:

Ficha As joias de Unknow


Postado

https://socialspirit.com.br/fanfics/historia/fanfiction-originais-as-joias-de-unknow--interativa-5741480


Nome Completo: Sahsa Urbenvick Narvi
*Apelido:
Sah (para os amigos)
Chefe (para os subordinados, assim como os abaixo)
Comandante
Srta. Narvi

Idade: 20 anos

Sexo: Feminino

Sexualidade: Bissexual

A que reino pertence? Alquimist

Aparência:




Sahsa tem uma aparência intensa e chamativa. Não apenas o tom escarlate rosado de seu longo cabelo liso é que chamam a atenção, ainda mais quando ela só tem ele na metade direita da cabeça. Mesmo que seu cabelo fosse de uma cor normal, seus traços firmes ainda chamam os olhares das pessoas. Seus olhos são dourados, e como os de um dragão, parecem ameaçadores, cheios de autoridade e extremamente intimidadores. Sobre eles há um par de sobrancelhas arqueadas, que se franzem frequentemente, numa expressão severa. Seu nariz é pequeno, anguloso e retilíneo. Sua boca é de lábios finos e rosados, normalmente numa linha firme. Atravessando seu olho esquerdo, há uma cicatriz escura, acima de outra menor, que risca a bochecha coberta por pele alva e áspera pelas lutas. As cicatrizes se estendem pelo seu corpo sem piedade, de pequenos riscos à depressões visíveis na pele. Em suas orelhas há alargadores medianos. Seu corpo de bastantes curvas é facilmente desejado, é alta, com 1,80m e tem os membros fortes e vigorosos, em especial seu braço esquerdo, que tem do ombro até metade da mão de metal. Ela substituiu a pele por metal nesse braço, conseguindo mais força e uma defesa corporal instantânea (ela é ambidestra).

Personalidade:

É uma líder nata e bem direta: Ela é um caso de "ame ou odeie", o fato é que ela raramente passa pela vida despercebida. Sahsa não é uma pessoa fraca, nem tímida. É uma líder, que acaba comandando tudo sem nem perceber. Não que ela seja mandona ou goste do poder, apenas tem uma aura de auto confiança e segurança, além de seu pensamento estrategista e prático, que faz que os outros a ponham numa posição de liderança quase instantaneamente. Há algo sobre ela que diz ao mundo que não pode ser manipulada. Sua conduta demanda respeito e em alguns casos, medo. É poderosa, indomável, uma verdadeira rainha a qual os inimigos devem temer. Não gosta de enrolação, com ela é "só faça o que precisa ser feito".

Forte e com um forte instinto maternal: Uma mulher forte e aparentemente inquebrável, ela é o modelo para muita gente. Essa força não a transforma em alguém fria, muito pelo contrário, sente uma vontade irreprimível de cuidar das necessidades dos outros, cuidando, ajudando e dando apoio de uma forma quase maternal.

Suas intrigantes faces: Com estranhos, costuma ser rude, grosseira e hostil. No entanto, é completamente manteiga derretida no fundo, não é capaz de tratar mal alguém gentil, e quando acaba fazendo isso, só de ver a cara magoada da pessoa, começa a se desculpar sem parar. Quando diante de pessoas que a agradam vira a simpatia em pessoa, mostrando-se extrovertida, falante e um tanto boba. Pela sua personalidade muitos acham que seu senso de humor é negro, ácido. Na verdade, ele é deliciosamente tolo, inocente, só com algumas piadas sujas.

Não gosta de desabafar nada com ninguém: Sua verdadeira natureza não é séria, é na verdade bem sorridente, mas é difícil manter o ânimo com o grande Complexo de Atlas que ela possui, se negando a mostrar fraqueza desabafando com alguém e permanecendo com grande pressão sobre si, tentando não cair por terra.

Seus superiores não a escolhem, ela escolhe seus superiores: Despudorada, ela é bem maliciosa e não hesita a falar a verdade. Assim como não tem muito respeito por autoridades. Só ganha seu respeito quem se prova digno, não só por que está numa posição mais elevada.

Seu desejo e o pior crime ao seu ver: Seu desejo mais forte é o de segurança, para si e para aqueles que ama. Promessas não cumpridas ou a traição dos outros são ameaças a essa segurança, portanto, sua reação a tais afrontas pessoais é amarga. Aqueles que infligem tais abusos não terão uma outra chance.

Desconfiada e independente: Como não gosta de ter que confiar cegamente nas pessoas, depende muito de si mesma, sendo totalmente independente, tanto emocionalmente quanto fisicamente. Não se importa com opiniões alheias, só faz o que quer, na hora que quer, sem nem pensar em dar satisfações à alguém.

O poder de seu olhar: Parece conseguir enxergar através das pessoas, vendo o que existe além da superfície. Isto pode ser muito intimidante para alguns e intrigante para outros. Costuma ler nas entrelinhas nas relações com os outros. Detalhes superficiais são descartados quando consegue entrar na pessoa e nas situações à sua volta.

Complicada de se julgar: Possui muitos defeitos e qualidades, e eles acabam se misturando uns aos outros várias vezes, a tornando uma pessoa confusa para aqueles que acham que só existem o bem total e o mau total no mundo. Exibe defeitos-meio-qualidades e qualidades-meio-defeitos, seus atos e palavra muitas vezes são censuradas pelas pessoas muito moralistas ou sensíveis. Seus defeitos mais visíveis são sua teimosia, orgulho, ar intimidador com estranhos, sua falta de limites para proteger aqueles que ama, sua falta de hesitação em usar o medo como forma de respeito se for necessário e seu jeito ciumento e possessivo.

História:
Filha de operários, as vidas de Sahsa e sua irmã, Emma, nunca foram fáceis. Mesmo quando eram elas trabalhavam nos cargos mais baixos e insalubres da fábrica bélica do governo de Alquimist. Numa das constantes epidemias que varriam as fábricas a mãe morreu, unido-se ao pai delas, que já tinha cedido a uma infecção anos antes. Ambas continuaram trabalhando nas fabricas até Emma ter 14 anos e Sahsa, 18. Emma acabou por ser contratada para ser uma das várias faxineiras da mansão do ditador Zamura. Sahsa, por sua vez, entrou no mundo da luta de rua, ganhando alguns trocados. O trabalho árduo da fábrica já tinha feito seus membros fortes, e sua resistência a dor, alta.
Não uma vida luxuosa e Emma não aprovava o jeito de Sahsa ganhava dinheiro, mas as duas vivam felizes. Até que Emma voltou chorando em casa, e quando Sahsa perguntou o que houve, sua irmã respondeu que Zamura a tinha estuprado e agora receava estar grávida. Ela tinha apenas 15 anos.
Foram meses difíceis, para as duas. Cada vez que via a face triste e o nojo da irmã ao se olhar no espelho, Sahsa era tomada por mais ódio por aquele ser, que tinha a ousadia se si auto-intitular humano. Como a irmã era muito nova e não completamente desenvolvida para uma gravidez, acabou morrendo no parto. Sahsa não duvidava que, cheia de ódio e tristeza como estava, fosse capaz de afogar o recém nascido sem pena, mas ele acabou morrendo por si mesmo alguns dias depois do nascimento.
Daquele dia em diante, Sahsa dedicou sua vida, única e exclusivamente, para criar um movimento secreto de rebelião contra Zamura. Na verdade, não só contra ele, mas contra todos os ditadores. O nome do grupo se chama Chamas Escarlates da Liberdade, ou apenas CEL, como seus membros chamam. Tamanho é seu empenho que em pouco mais de quatro anos, já tinha quase um exercito em sua mão. Cada vez mais pessoas influentes e ricas apoiavam o movimento por baixo dos panos, cada vez mais pessoas da camada popular se juntavam. Não é exagero dizer que Sahsa tem quase toda a camada popular, boa parte da média e pessoas muito importantes da alta ao seu dispor.
Não é apenas por vingança, ela quer impedir que Zamura faça mais qualquer mau. A parte da vingança vêm quando ela tiver eles nas mãos, quando puder torturá-lo o quanto quiser.
Para chegar ao seus objetivos, Sahsa não hesita em se envolver nas coisas mais hediondas. Ela precisa de dinheiro para abastecer seu exercito, para a grande Revolução que ela tanta almeja aconteça. Se precisar se envolver com o mercado negro, que se envolva, se precisar vender drogas e armas, que assim seja. Ela também controla as lutas de rua ilegais, ganhando um enorme dinheiro com as apostas em seus lutadores. Assassinato de aluguel? Também não é problema para os CEL. Eles não se importam em virar mercenários se significar o avanço de sua líder e de suas vontades. Eles estão dispostos a eliminar qualquer um que estejam em seu caminho para a mudança.
Ela tem planos de sequestrar (e talvez tentar transformá-los em aliados... mas é um sequestro de qualquer forma), os filhos e protegidos dos ditadores. Não acha que uma chantagem irá funcionar, mas não custa tentar. Pelo menos informações ela conseguiria.
Recentemente, enquanto interrogava gentilmente um espião que achou em suas fileiras, Sahsa recebeu uma proposta curiosa. O traidor a mostrou uma corrente com uma pedra prata e disse que certamente valioso, em troca dela, pediu sua vida. Sahsa aceitou a corrente, mas executou o traidor sem hesitação. Ele sabia demais, afinal. E ela odeia traidores. Foi nesse momento que ganhou a pedra que a deixaria ainda forte do que já era.
Depois de descobrir sobre as pedras, como elas eram ganhas por outras pessoas, ela bola um plano de juntar todas essas pessoas para lutar contra os ditadores. Ela sente que a hora da Revolução que ela aguardava finalmente chegou.

Qual sua pedra? Prata

Objeto onde fica sua pedra: Numa corrente de metal



Habilidades de luta: Tem uma mira incrível e impecável. É bem mais forte que a média, e tem uma grande resistência. Embora seu corpo desprotegido não aguente magia, aguenta vários ataques físicos. É consideravelmente ágil, tendo reflexos e ataques rápidos. Seus movimentos também são velozes. Ela adquiri e aumenta habilidades dependendo da arma e armadura que está usando.

Armas:

Suas armas de fogo aumentam sua velocidade e agilidade, assim como aumentam seus reflexos. Se não estiver usando uma armadura que dê resistência a mais, sua resistência caí. As balas de suas armas são interessantes, algumas tem veneno, outras explodem quando entram em contato com o alvo, ainda há aquelas que atravessam obstáculos, as capazes de quebrar barreiras mágicas e as que parecem ter vida própria, deixando de ficar em linha reta para terem uma rota de curvas, subidas e descidas impossíveis de se prever.
Suas armas, tanto brancas quanto de fogo, não precisam necessariamente que ela as esteja carregando para atacarem. Sahsa pode estar com seu espadão em mãos enquanto uma de suas metralhadores atiram por trás do inimigo, flutuando no ar sem atirador aparente.







Suas armas brancas aumentam sua resistência, força, mas tira velocidade e agilidade (as maiores e mais pesadas, principalmente) e quando são adagas, arcos ou espadas menores, velocidade, melhoria de reflexos, agilidade, e tira resistência e força.



(+agilidade, reflexos e velocidade -força e resistência)




(-agilidade e velocidade +força e resistência)



(+agilidade, reflexos e velocidade -força e resistência)



(+agilidade, reflexos e velocidade -força e resistência)



(+agilidade, reflexos, mira e velocidade -força e resistência)

P.S: As flechas são infinitas e podem atravessar obstáculos

Outras armas



(+ força, resistência, alcance -velocidade e agilidade)

*Traje de combate:

Com as armaduras, ela tenta balancear os prós e contras de cada arma e aumentar uma determinada habilidade quando ela é necessária.

Casual







Combate:

Leve-



Essa armadura permite que Sahsa corra muito rápido, chegando aos 100k/h.

(+ velocidade, agilidade - força e resistência)




Essa armadura diminui os barulhos que sua dona pode fazer ao se movimentar, sua cor muda, se camuflando e pode se tornar invisível por alguns minutos, mas isso acaba com toda sua resistência.

(+ camuflagem, discrição - barulho ao se movimentar, força e resistência)

Pesada-



(+ força e resistência -velocidade e agilidade)



É um grande tanque em que ela entra quando recebe muito dano, onde há remédios e injeções que aliviam a dor. O metal que reveste o tanque é quase indestrutível. Cabem no máximo quatro pessoas espremidas dentro dele. Pode usar para se locomover no campo de batalha com segurança também, embora sua velocidade não seja tanta, assim como seu poder de ataque, já que só tem um canhão que demora de recarregar, embora um tiro dele seja poderoso.

(+cura e defesa -ataque e velocidade)

Habilidades convencionais:
Sabe dançar um pouco de tango e valsa
Toca um pouco de piano
Tem a incrível capacidade de ver cenas de batalha em nuvens, ao mesmo tempo que vê coelhos fofinhos

Medos/ Fobias: Têm medo de palhaços, de se afogar (não sabe nadar) e de macacos

Gostos:
Ser respeitada
Conseguir novas informações
Ter avanço
Ver suas tropas crescendo
Frutos do mar
Intimidar os outros
Filmes de ação
Documentários sobre guerra
Ganhar em uma luta
Praticar boxe
Pessoas ousadas, animadas, misteriosas lógicas e inteligentes

Desgostos:
Estupidez
Lerdeza
Ingenuidade
Espiões/traidores
Retroceder em seu avanço
Filmes de romance melosos
Perder em uma luta
Pessoas ignorantes, mente fechada e muito moralistas.

Sonhos:
Acabar com os ditadores e ter a cabeça de Zamura empalhada em seu quarto para apagar seus cigarros nela (sádica, eu sei)
*Segredos: Nenhum além do fato dela ser líder de um movimento rebelde fora da lei

Quer Par? Se sim quem? Caso queira que eu escolha descreva como seria seu par ideal: Sim, deixo para você escolher, mas se alguém quiser ela como par, ela está disponível ^^ Alguém ousado, inteligente, sarcástico, misterioso e de língua afiada.

Algo mais?



Esse pequeno aparelho que ela utiliza no pulso direito é um grande centro de informação sobre tudo. Nele, ela consegue usar a internet para procurar nóticias, vídeos, e etc, assim como fazer ligações. Nele também, há um acesso direto a todos os bancos de dados governamentais, militares, estudantis, o que permite que ela tire a foto de alguém e logo apareça as informações dessa pessoa. Se for alguém longe da sociedade moderna, vai aparecer menos informações, só não ira aparecer nenhuma se a pessoa não faz parte da sociedade mesmo.



Esse outro aparelho permite que ela veja através de paredes e outros obstáculos (é assim que ela mira com suas armas com balas especiais e arco). Também pode mudar para uma visão infravermelho e noturna. Também é capaz de dar zoom, fazendo-a ver melhor coisas distantes.



Essa moto é chamada por Sahsa de "sua única e melhor amiga".


Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...