~Yuro_

Yuro_
Aspirante a escritora
Nome: Caty
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Indisponivel
Aniversário: 24 de Agosto
Idade: 15
Cadastro:

Ficha City of Angels


Postado

https://socialspirit.com.br/fanfics/historia/fanfiction-originais-city-of-angels--interativa-5648139

•Nome: Yolanda Mabel Fenris

•Idade: 18

•Aparência:

Nastya Kumarova

(sorry pela quantidade de imagens, é que eu não conseguia me decidir entre as melhores, sou indecisa mesmo ;-;)





































É uma albina, isso se vê claramente. Sua aparência é singular, com um quê de sincera inocência e uma certa provocação exótica. Depois de conhecer sua personalidade, não é um exagero dizer que ela é o retrato da pureza virginal, curiosidade infantil, ingenuidade e é a forma física da gentileza, do perdão e da ética. Isso é o que está impregnado de maneira geral em sua aparência, agora vamos detalhá-la. Primeiramente, o formato de seu rosto é triangular. Seus traços, suaves e delicados, longe de qualquer malícia, a fazem parecer mais nova do que realmente é. Deles, podemos falar de seus olhos, algo que fascina muitos por viverem em constante mudança. Como é albina, seus olhos não tem cor definida, refletem a cor predominante no ambiente. A cor que mais frequentemente está em seus olhos é um azul celeste, que parece refletir o céu numa manhã chuvosa. Esses mesmos olhos são levemente puxados e sempre doces, são incapazes de olhar para algo com ódio. Possuem também encantadores ou bizarros, isso depende da visão de cada um, cílios longos e volumosos, do mais puro branco. Suas sobrancelhas também o são, quase desaparecendo em meio a pele alva e leitosa. Seu nariz é retilíneo, altivo e bem alinhado. Sua boca, uma parte voluptuosa em meio a inocência do resto. Carnuda, pálida e rosada apenas na parte em que os lábios se juntam. A vermelhidão dessa parte é chamativa, e até charmosa. Seu cabelo é liso, totalmente branco e de comprimento médio. Ela o usa com uma franga bem cortada que esconde suas sobrancelhas, num corte arrendondado, às vezes a jogando para o lado. Seu corpo, pequeno, frágil e magro, é coberto por sua pele alva, que fica levemente vermelha ao mais suave toque e que não pode ficar exposta ao sol. Seu corpo fino e pouco largo, tem como maior criada de curvas sua delicada cintura. Ela não faz questão de mostrar seu corpo ou beleza.. Sua beleza está centrada em seu rosto e em sua personalidade.


•Personalidade:

Todos que a conhecem de forma superficial, ou seja, quase todo mundo, a vê apenas como uma garota calma, gentil, um tanto estranha e que não dá um pio, e quando dá, fala coisas estranhas, mas que logo são perdoadas por ela ter um belo sorriso. De fato, ela é tudo isso. Mas há muito mais embaixo dessa simples visão.
De fato, não costuma falar muito. Mas não por ser simplesmente tímida. Ela acha a comunicação verbal algo desnecessário e em que ela não é muito boa. Demonstra o que sente e pensa por meio de ações sutis e pouco extravagantes, mostrando seu afeto ajudando, com carinhos e conforto físico. Por isso, seus sentimentos verdadeiros são um mistério para muitos, já que não irão sair por palavras de sua boca. Não é alguém misteriosa, pelo contrário, suas intenções e pensamentos estão sempre presentes, em gestos sutis, que poucos percebem ou dão qualquer significado.
Por não ser tão boa em conversas verbais, costuma dizer coisas um tanto inapropriadas, sendo sincera demais ou falando algo que não tem muito a ver com o assunto. Quando isso acontece, fica envergonhada e ainda mais tímida, calando-se e desistindo desse tipo de conversa que ela não consegue compreender ou ser compreendida. Seu caráter ético e extremamente gentil é aparente apenas em seu olhar, em suas sutis ações.
Embora pareça ser responsável e ponderar muito sobre seus atos por ser alguém extremamente calmo, é na realidade, impulsiva. Ela gosta de viver as coisas intensamente à sua própria maneira,de modo gracioso, sem qualquer planejamento.
É teimosa, e quando deseja realmente fazer algo, "cansaço" não parece existir para ela. Mesmo que a tarefa envolva sentir dor, tenha muita dificuldades, ela irá fazer de qualquer modo. Simplesmente, quando está animada e entusiasmada para fazer algo, não nota as dificuldades e se elas aparecem, ela as destrói antes que se dê conta que elas sequer existiram.
É a pessoa mais gentil do mundo. Uma gentileza extrema mesmo, que até assusta as pessoas em muitas situações pelo o que ela é disposta a sacrificar pelas pessoas com quem se importa. Especialmente sensível a dor e ao sofrimento alheio, e com uma impulsividade solidária ela doa-se livremente à aquele que sofre.
É observadora, não em meios sociais, mas é sim de um jeito mais abstrato, nota os detalhes belos nas coisas a sua volta, em coisas simples que ninguém dá muito valor.
Tem uma auto-estima média, mas que tende a ficar baixa em certos momentos. Esses seriam; quando sabe que alguém fez algo errado, mas não consegue odiar a pessoa, pelo simples fato que o ódio não parece ter lugar em seu coração e a compreensão e o perdão lhe vêm facilmente. O segundo momento é quando não consegue ajudar alguém, ela imediatamente se auto-flagela, imaginando que poderia ter feito mais por essa pessoa, ter sido mais prestativa.
Seus defeitos se resumem a ela ser muito submissa, não conseguindo impor sua opinião sobre as outras. É incapaz de elevar a voz, mesmo quando está morrendo de raiva. Isso também é uma das coisas que a irrita nela mesma, a calma que usa como mascará, o tom sempre educado de sua voz, contido, submisso.
Sobre sua visão de mundo, talvez alguns a critiquem duramente dizendo "é boba, tola". Ela não é nada disso. Ela vê o mal, e como o vê, e sabe o reconhecer muito bem. Não é ingênua, é otimista. Não é boba, tem esperança. Acredita no bem que existe nas pessoas, e torce para que ele prevaleça sobre o mal, mas sabe que nem sempre é assim. Prefere acreditar que o mundo vai ser melhor do que vai ser pior. Os pessimistas a chamam de "idiota", os realistas de "uma simples sonhadora", ela os chama de "infelizes". É muito humilde e discreta, nunca ostentando nada.
Ela tem outra faceta, que ás vezes aparece em meio a sua serenidade. Há nela uma vivacidade, uma animação, uma alegria contida pelo viver. Em outras palavras, há nela uma alma extasiada, inquieta, intensa, exaltada, que mostra-se por meio de seus olhos curiosos sobre tudo no mundo, seja grande ou pequeno. E essa alma secreta é alimentada pelo seu gosto pela fotografia, pela sua busca de grandes coisas nas mais simples, humildes e pequenas.
Seus ideais são éticos e elas os segue a risca, sem preconceitos e de mente aberta, ela sempre está disposta a ouvir novas opiniões e novos pontos de vista sobre qualquer coisa, contanto que eles sejam respeitosos e estejam dispostos a ouvir sua opinião também.
Costuma andar reta, as mãos juntas em frente ao colo e cabeça ou baixa ou olhando para a cima, distraída.
Uma citação que se encaixa bem em Yolanda é "Por que é um homem tão valente em pensamento é tão tímido na vida?", de Virgínia Woolf.

•História:
Yolanda é uma descente de russos que foram morar nos EUA e isso o máximo que sabe de seu passado. Embora tenha sido criada em meio a elite, não foi corrompida por eles. Talvez por ser um verdadeiro anjo, não só no sentido nojento e repulsivo que a elite coloca. Ela desde sempre soube que havia algo errado com eles. Por isso, nunca foi fiel, por mais que todos que a olhem a achem fraca e incapaz de dizer uma palavra contra alguém. Mesmo calada ela reprova as ações da elite, silenciosamente se rebelando contra ela.
As pessoas da elite tem o costume de pegar seu cabelo branco e dizer "desses todos, você é nosso verdadeiro anjo, Yolanda". Isso a assusta. O olhar que a lançam quando dizem isso a faz tremer. É como se fossem usar sua pureza para seus próprios interesses sujos.
Para seus companheiros Yolanda é um verdadeiro anjo da guarda, no sentido mais literal da palavra. Cuida de cada um que se importa, sem nunca pedir nada em troca e sempre com tímido no rosto que é capaz de cessar a fúria de qualquer um.
Nos arquivos de Yolanda, que ela e nem nenhum outro companheiro tem acesso, somente a elite, consta que sua mãe morreu no seu parto, e seu pai, não conseguindo olhar e viver a presença da filha, aceitou a proposta da elite, dando sua filha sem hesitar. Eles esperam falar isso para Yolanda um dia, para testar sua força mental, que subestimam.

•Deseja par? Sim <3

•Habilidades:
Fala 15 línguas fluentemente
Tem o conhecimento médico de uma profissional
Contrariando sua aparente fragilidade, ela é bem ágil, usando essa agilidade para correr, desviar e/ou, combate corpo a corpo, em que faz a força do oponente se virar contra ele.

•Esquema de Treino:
Lê livros de medicina e outros assuntos em várias línguas, cria remédios e oferece consultas aos seus companheiros. Treina com os outros combate corpo a corpo, principalmente com aqueles com mais força bruta. Também está tentando ser mais estratégica lendo alguns livros sobre o assunto e falando com pessoas que tem essa qualidade, mas esse não é bem o seu talento. Também costuma fazer longas caminhadas, correndo ou caminhando lentamente, no amanhecer e no final da tarde.

•Hobbies:
Fotografar pessoas (estejam elas olhando ou não, ou tendo ou não consciência de estarem sendo fotografadas) e a natureza
Ver documentários
Passear ao sol (embora tenha sempre que andar com uma sombrinha para não ter nenhum sério problema de pele, ela ama o efeito que a luz dá a tudo)
Ficar olhando as nuvens e pensando em seus formatos
Fazer as pessoas sorrirem e rirem
Ajudar as pessoas
Ler qualquer coisa que tenha mistério
Sentar-se a sombra de uma árvore

•Único parente Biológico que tem conhecimento:
Só sabe que vêm de uma família que imigrantes russos.

•Musica Tema:



• Entre os personagens já mencionados: Ruby e Gabriel, com qual mais se identifica e explique o motivo.
Gabriel. Bem... ele... como posso explicar com palavras... ele é esforçado, e eu realmente admiro isso em alguém... Além do mais, ele está sempre sorrindo, e faz os outros felizes por causa disso. E eu gosto de ver todos felizes. Hmmm... Isso foi meio bobo, não é? Enfim, ele um bom líder, só temo pelo poder que a elite tem sobre ele...

• Como lidou em relação a sua participação no projeto desde sua iniciação, na infância até o atual contexto?
Obedeci, mas há uma rebeldia dentro de mim que ninguém percebe... Uma centelha bem disfarçada que vai se transformar em fogo assim que eu vir a oportunidade. O projeto machuca pessoas. Magoa. Mata. Deve acabar. De qualquer forma. Mesmo alguém como eu não posso ficar parada.

• Força ou Inteligência?
Inteligência... Por mais que eu ache que têm que se procurar um equilíbrio entre as duas coisas.

• Seria capaz de se aliar ao lado inimigo?
Para isso eu precisaria ver alguém como um inimigo não? Para mim, eles são apenas... pessoas como nós... usadas, enganadas... Eu iria tentar juntar-nos, de alguma maneira e ficaria no "lado" (acho que tal coisa não existe), que me apoiasse nisso.

• Iria até onde em busca de sua liberdade?
Iria bem longe. Ainda mais se for pela dos outros também.

Como se sente em relação a manipulação da elite sobre os dois lados do projeto?
Impotente. Todos a minha volta sendo usados descaradamente... Pessoas com objetivos iguais sendo jogadas uma contra as outras. E as pessoas ignoram isso. Vêm as coisas como dois lados. Não são. Somos todos vítimas. Simples assim. Todos nós. Por que é tão difícil para todos verem isso...?

• Já sofreu alguma overdose em relação a droga de controle, ou possui sintomas de vício quando permanece muito tempo sem ela?
No começo, já me colocaram demais, então soube que fiquei em coma por uma semana. E acho que não tenho nenhum sintoma de vício.

• Seu maior sonho nesse momento?
Unir os dois lados e... tentar fazer alguma coisa para mudar essa situação. Depois disso eu posso tentar virar uma fotografa profissional.


Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...