~Yuro_

Yuro_
Aspirante a escritora
Nome: Caty
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Indisponivel
Aniversário: 24 de Agosto
Idade: 15
Cadastro:

Ficha Monarchy


Postado

https://spiritfanfics.com/fanfics/historia/fanfiction-a-selecao-monarchy--interativa-5820056

Joseph Morgan


Nome: Sophie Robert Clark

Idade: 20

Aparência:















Rosto:
Sua face é uma mistura de suavidade jovial, acentuada pelos seus constantes sorrisos bem humorados, misturados com um ocasional ar maduro, pelo grande conhecimento que escapa de seus lábios e o completo controle que tem sobre qualquer discussão. Seu rosto é quadrado, com o queixo triangular e aparente, mas que não desarmoniza o rosto. Esse tem uma dobrinha na ponta do queixo. Seus olhos azuis celestes são claros e límpios, sendo inconstantes. De uma hora para a outra a curiosidade se torna tédio ou a tristeza, alegria, isso é, se a sua dona permitir que algo seja visto. Eles podem ser uma poça cristalina ou um poço lamacento e pantanoso, que não se pode ver o fundo.
Seu nariz é retilíneo e não tem o arrebitamento doce das donzelas, sendo mais firme e severo, dando-a um ar mais austero e imponente quando a situação contribuí para isso.
Sua boca carnuda tem as pontas voltadas para baixo naturalmente, fazendo uma linha curva que poderia a tornar de aparência melancolia, se não fosse tão bem-humorada e se não soubesse usar tal coisa em seu proveito. Quando sua expressão se torna séria, isso à dá um ar mais maduro e inspira respeito, quando deixa-a entreaberta, torna-se sedutora, os dentes da frente levemente separados.
As bochechas são rosadas e de maçãs proeminentes, que apertam os olhos quando ela sorri.
Seus cabelos castanhos longos chegam até o meio das costas e são formados por belos cachos definidos e volumosos, que enquadram seu rosto.

Corpo:

Tem o corpo esguio coberto por uma pele alva e de poucas pintas e marcas de nascença, a maioria escondida em lugares como as costas e coxas. De pernas e braços longos, ela tem um porte elegante e imponente, não precisando erguer o nariz para impor sua presença, que é notada quase naturalmente pelos demais sem que ela sequer queira olhares sobre si. É um pouco alta e magra demais para o padrão da época, mas não é nada que algumas roupas bem escolhidas e que valorizem suas delicadas curvas femininas não resolvam.

Religião: Ateia. Mas não revela isso para ninguém é claro. Não é curiosa sobre o calor da fogueira. Com seu grande conhecimento em religião e seu grande nível de habilidade em observação, ela facilmente consegue se passar como uma fiel devota a religião comum no local em que está. Como está em Camelot, é, aparentemente, uma fiel a fé dos setes, mas poucas pessoas poderiam ser mais céticas e desprovidas de fé do que ela. É um repudio pela religião em geral, vinda de sua infância;

Coroa ou príncipe: Tecnicamente, os dois. Não era de seu interesse particular fazer parte da seleção. Estaria bem mais satisfeita deixada em paz com seus estudos e pesquisas. No entanto, sua família queria que ela participasse e como era ela que financiava suas pesquisas e a manutenção de seu laboratório, não podia negar. Como é otimista, em vez de ficar se lamentando, viu isso como uma chance de conseguir uma posição boa o suficiente para ninguém mais incomodar seu trabalho como alquimista, matemática e filosofa. Se com isso também achar o amor, ótimo, mas não é boba o suficiente para acreditar que isso certamente acontecerá. É uma das possibilidades dos cálculos que ela fez sobre esse jogo chamado seleção, apenas isso.

Gosta:
Pessoas curiosas, ousadas, gentis, amigáveis
Dias ensolarados de verão
Azul
Animais
Livros
As histórias dos bardos

Não gosta:
Pessoas ignorantes, acomodadas e manipuladoras
Que a chamem de bruxa por simplismente ter conhecimento em medicina e alquimia
Que não a deixem fazer seus experimentos
Que insinuem que ela não deveria ter tanto conhecimento por ser uma mulher

Comidas favoritas:
Carne (tanto faz se é de porco, frango ou bovina)
Mel
Amêndoas

Bebidas:

Vinho
Chá
Sucos de frutas estrangeiras
Hidromel

Personalidade:

Curiosa: Uma coisa pode descrever boa parte do que se resume a personalidade de Sophie, quase todo o resto orbita em torno desse grande Sol. Essa seria: curiosidade, sede insaciável por conhecimento. Extremamente curiosa, continuamente explora todas as possibilidades, principalmente se relacionadas a problemas complexos. Essa curiosidade é inspiradora e contagiante, que admira e encanta muitos por essa busca interminável por conhecimento dela.

Originalidade, gosto pela quebra de padrões e alta auto-confiança: Não gosta de fazer as coisas de uma maneira pré-estabelecida simplesmente por que foi daquela maneira que as coisas sempre foram feitas. Gosta de quebrar padrões com sua originalidade, inventividade e geniosidade, improvisando e criando soluções até para as mais complexas situações e problemas, seja eles sociais, matemáticos ou econômicos. Confia enormemente no valor de sua opinião e apresenta uma encantadora capacidade de ignorar o padrão, o tradicional e o autoritário.

Desejo por sempre melhorar e busca por novidades: Exibe um grande talento para conseguir atender as exigências até nas situações mais impossíveis. Uma característica sua é sempre estar atenta a melhorias, em busca de novos projetos, novas atividades e novos procedimentos. Obstáculos para ela é igual a desafios e oportunidades. Sempre trás coisas novas à sua vida e às dos outros ao seu redor.

Analítica e teimosa: Excelente em analisar tudo, desde a sociedade a um problema de matemática. Sua mente analítica e cientifica possui a capacidade de refletir bastante sobre algo até chegar a uma conclusão precisa. Embora tenha uma boa concentração e memória, tem horas que está completamente distraída. É teimosa e determinada e sempre que alguém lhe diz algo como "Isso é impossível de ser feito", ela tem uma reação instintiva de "Eu consigo fazer isso". Como a boa teimosa que é, tem certa resistência a aceitar ideias que não gosta ou que não concorda completamente. É uma idealista, defendendo seus ideais ferozmente. Por não aceitar ter esses ideais questionados ou confrontados, pode virar um pouco rebelde.

Impulsiva e desleixada: Não costuma fazer um plano meticuloso, só "se vira" com o que- ou quem - estiver a sua mão, contando com sua capacidade de resolver problemas conforme eles surgem. Por esse excesso de confiança em sua intuição e inventividade, pode acabar fracassando por não ter uma preparação mais completa.

Simpática, falante e mente aberta: É uma pessoa fácil de se lidar, raramente crítica, não que não forme uma opinião, só tem o hábito de mantê-la para si ao invés de compartilhar com todos, nem é ranzinza. Assim como sua curiosidade, seu bom humor é contagiante e se espalha entre seu circulo de amigos. Gosta de viver cercada de pessoas, sorri fácil e com frequência, tem a mente totalmente aberta, embora muitos a considerem uma excêntrica. Tende a tratar da mesma forma qualquer pessoa em qualquer posição hierárquica. A amizade é sua grande força matriz, a impulsionada sempre a seguir em frente.

Boa em argumentar: É uma conversadora fascinante, capaz de articular suas próprias ideias complexas com clareza, assim como entender as dos outros. Não o faz com frequência, mas é capaz de manipular pessoas, usando táticas no meio do debate para por seu adversário em desvantagem. Versátil e de mente ágil, reage com rapidez a modificações nos argumentos das outras pessoas. Geralmente, está vários passos a frente.

Suas atitudes e gestos: É um tanto ansiosa e hiperativa. Busca partilhar seu conhecimento com as pessoas, sentindo que ajuda a si mesma quando as ajuda. Quer usar seu conhecimento e ideias para melhorar a vida de todos. Costuma ficar mais preocupada com a proteção do bem comum a proteção de um individuo especifico. Não gosta de brigas e discussões, ao menos que seja para defender uma pessoa com quem se importa, um ideal ou um princípio. Já que é muito mente aberta, é impaciente e grossa com os de mente fechada.

Casa: Clark

História:
Nasceu na época de colheita, num dia ensolarado. Diferentemente da maioria das garotas da seleção, sua infância não foi nem perto de ser rígida. Como a terceira filha, tendo uma irmã e um irmão mais velho acima de si para receberem todo o peso de herdeiros da família, poucas são as garotas da seleção que podem se gabar de ter tido a infância livre e desimpedida dela. Mas, nesse outro ponto, ela se diferenciou dos caçulas usuais; Ao invés de se tornar ociosa, ela pegava os livros quisesse, entrando as escondidas na biblioteca. Acabou que ela tomou conhecimento desde jovem de coisas consideradas impróprias para sua idade, coisas como guerras, politica, a utilização de armas na teoria, arquitetura, matemática e muito mais. Para coisas mais obscuras, temas polêmicos demais para se encontrar numa biblioteca de família, Sophie conseguia comprar livros secretamente de mercadores que passavam na vila que ficava nas terras de sua família. Assim que aprendeu coisas como sexo, filosofia grega, a verdade sobre grandes figuras históricas, alquimia e medicina.
A jovem se mostrou uma verdadeira gênia, aprendendo rápido e logo fazendo seu próprios estudos sobre a natureza, a matemáticas e os humanos. Deleita-se com Sócrates, Demócrito, Aristóteles, Platão, lamentando profundamente que eles tenham sido esquecidos e tentando mostrar as pessoa suas sabedorias.
Quando tinha cerca de 8 anos, foi sequestrada por fanáticos religiosos, que até hoje ela não sabe de que religião eram, que queriam sacrificá-la. A muito custo ela conseguiu fugir, conseguindo cicatrizes nisso. Por causa desse acontecimento, Sophie criou dentro de si uma aversão a fé religiosa, desprezando-a totalmente.
Até os 17, viveu assim. Seu irmão casou-se, enquanto sua irmã, frágil como uma folha no outono, sucumbiu a um inverno especialmente severo. Naquele momento, ela se viu como a herdeira da família, reinando ao lado do irmão. Não que ela não seja perfeita para liderar, seu carisma e grande conhecimento a tornam uma grande mulher e isso que assustava muitos. Amada e admirada por alguns, odiada e detestada por outros, foi assim que sua vida continuou. Alguns querem colocar uma coroa sobre sua cabeça, ou pelo menos vê-la como conselheira real e venerá-la, outros querem-na ardendo no fogo, na forca ou com a cabeça servida numa bandeja de prata. Ame-a ou a odeia, sua simpatia e inteligência extraordinária não pode ser negada.
Alguns a chamam de impertinente, ousada e uma mulher horrível por fazer tantos homens se sentirem inferiores a conversar sobre politica e estratégia de guerra com ela. Sophie, por sua vez, ri de tai comentários, não deixando de ostentar seu leque de conhecimento que só se torna maior e que não tem medo de jogar sua descobertas aos quatro cantos do mundo, idealizando uma sociedade culta e justa. Odeia o jeito de viver da sociedade, e talvez tenha sido uma das primeiras a intitular tais tempos de "Era das Trevas", embora, é claro, não tivesse nem ideia que tal período seria conhecido de tal forma no futuro.
Atualmente, é uma mulher com grande influência na nobreza, respeitada em sua maioria, chegando a ser temida mesmo sem nunca ter oferecido nada além de simpáticos sorrisos para todos. Poucos são tolos o suficiente para desmerecer sua palavra e sua mente abertamente, mas em compensação, são muitos os que falam mal por sua costa e conspiram contra ela por debaixo dos panos.

Melhores amigas? Qualquer uma que tiver um bom temperamento e um bom coração, ganhara imediatamente sua simpatia. Mas, para tornar-se uma de suas melhores amigas, tem que haver uma conexão mais profunda, feita por momentos difíceis passados e demonstrações de amizade e lealdade.

Odeia:
Mais do que tudo, odeia a ignorância, e não tem pena com aqueles que a possuem, pisando neles sem dó, afogando-os com sua mente culta.

Hobbies:
Observar a natureza e as pessoas, anotando o que ela desdobre e percebe
Fazer experimentos de alquimia
Cuidar das pessoas com seu conhecimento de medicina
Fazer caminhadas, conversando com as pessoas, não importando suas posições
Fazer cálculos matemáticos complexos, em busca de novas regras e padrões entre os números

Roupas:

Baile





Encontro









Casamento




Casual









Vestimenta dia-dia

















Perguntas:

Sabe que pode ser estrupada?
Sim

Faria o que for necessário para se salvar?
Ela já finge ter fé, o que não a incomoda. Mataria para se defender, se necessário, mas depende muito de quem. Não tem escrúpulos para manipular as pessoas se as circunstâncias pedirem também, mas não tem nenhum apreço particular pela manipulação.

Capaz de trair?
Em nível de aliados, só se nunca tivesse sido aliada, apenas fosse fingimento desde sempre. Ela não é do tipo que pode ser comprada. Romanticamente falando, não traí, mas isso apenas se houver realmente amor envolvido. Casamentos arranjados que mais parecem acordos comerciais não necessitam de fidelidade, ao seu ver, de qualquer uma das partes, se não houver qualquer amor.

Sabe que pode ser queimada viva?
Já foi ameaçada disso hehe

Tem coragem de lutar em batalhas?
Tentaria ficar por trás, comandando a batalha, fazendo as estratégias que vão levar seu lado a vitória, mas permaneceria com uma arma no quadril, pronta para lutar a qualquer hora.


Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...