~KpopperBaixinha

KpopperBaixinha
Yaoi shipper~
Nome: <3
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: São Luis, Maranhão, Brasil
Aniversário: 23 de Março
Idade: 17
Cadastro:

Fanfic Reinhart School: O Badalar do Sino - Interativa


Postado


"Modelo da ficha:"
espero que goste!

⭐♥Nome♥⭐Daisy

⭐♥Idade♥⭐ 18

⭐♥Aparência♥⭐


Possui cabelos em uma coloração lilás, sendo que prefere ele jogado para o lado formando uma franja,mas adora inova no penteado as vezes, mas quase sempre vera ela com o penteado da aparência raramente vc a verá de cabelo solto, mas se tiver a chance de ver(se é que me entende) vera que são meio curtos, não chegam sequer na cintura, ficam um pouco abaixo dos ombros, tem as orelhas pontudas e com dois piercings nela, seus olhos são um tanto exóticos e muito raros, seus olhos possuem um misto de colorações hipnotizantes, onde se encontra o azul, roxo e lilás. Boca carnuda e lábios pequenos, uma sobrancelha sempre feita e com um piercing na direita. Mede 1,70 de altura e pesa 55kg.

⭐♥Personalidade (Bem detalhado)♥⭐
Daisy é uma pessoa um tanto assustadora a primeira vista, graças a sua aparência meio revoltada, mas para ela pouco importa o que outros acham dela, se ela gostar, que o resto do mundo se exploda! Tem uma determinação as vezes surpreendente e é muito esperançosa e otimista, da sua maneira, extremamente teimosa, não é de desistir quando tem um objetivo, seja ele amoroso ou qualquer outro, tem um orgulho muito forte e seu ego é gigante, raramente dá o braço a torcer, mas se algum dia ela der o braço a torcer com você, e deixar o orgulho de lado, ou vc é insubstituível, ou ela te ama. É bem impulsiva e faz coisas sem pensar muitas vezes, extremamente imprevisível, pois para qualquer um tudo nela emana mistério, não é fácil de se ler essa garota, ela é esperta, mas age muito pela emoção do momento, mas mesmo assim algo que a vida a ensinou é que depois de fazer, jamais se deve voltar atrás, estando certo ou errado, também é um pedaço de mal caminho essa menina, perdeu a castidade com um amigo, em uma noite que ela tava muito bêbada, o amigo até hoje pede desculpas, mas ela ja nem liga mais, devo acrescentar um pequeno detalhe, ela bebe, e bebe muito, mas não é fraca na bebida, dificilmente fica bêbada, não gosta muito de ser submissa na hora H, gosta de ter o controle, mas as vezes dá o braço a torcer e dá uma chance para o parceiro, é beeeeeem pervertida, se ela acha um garoto ''gostoso'' fala na maior cara dura e com aquele típico sorrisinho malicioso, gosta de lanças as vezes umas cantadas, só de zuera, mas também gosta de brincar com o perigo de provocar um homem, tem uma estranha paixão por adagas e armas brancas, gosta de uma boa zuera e uma treta alheia, é bem briguenta e nunca obedece as ordens de quem seja, tem um espírito livre e muito divertido, leva muito a sério aquele negocio de ''dance como se ninguém estivesse vendo'' e se sente muito bem quando está dançando, seja sozinha ou acompanhada, seja dançando como uma retardada ou profissionalmente. Ela também tem seu lado bom, é uma pessoa companheira e que sempre está lá pra te ouvir, mas é péssima pra dar conselhos, uma garota que sempre deseja o melhor pra seus amigos e que sempre está enchendo o saco deles, não se atreva a ferir qualquer que seja amigo dela, ela vira um demônio nessas horas, sério! Ela parte pra violência na hora e olha que a bichinha num é fraca não, tem umas força as vezes descomunal pra seu corpo,seus olhos da mesma maneira que podem ser doces como seu coração, podem ser assustadores e frios como a de um assassino pronta pra te matar, curte andar de skate pelo internato, não ligando para os superiores, abomina traição de todas as maneiras e jamais perdoaria alguém por ter feito isso, ela por outro lado, pode ser esse pedaço de mal caminho, mas quando se atraia com apenas um homem, não liga para os outros e é extremamente fiel, e é apenas dele e ele dela. Gosta de adrenalina a flor da pele, gosta de se sentir desafiada e gosta de ser sentir bem consigo mesma, gosta de cozinhar e lê muitos livros de sagas, é bem supersticiosa e acredita nesses caralhos aí de seres misteriosos, e os investiga e se sente muito interessada nesses seres, é bem curiosa quando se trata de mistérios, e sabe respeitar o espaço do próximo, não se metendo na vida do fulano, e entende que em momentos ruins palavras não servem de nada, as vezes apenas um abraço é a melhor opção, e ela daria esse abraço com muito gosto e sempre sorrindo, mas não um de seus sorrisos enigmáticos, mas sim um sorriso sincero e calmo, ah outra coisa... Ela jamais choraria em publico, se fosse pra chorar, iria pra um lugar isolado e lá se desmancharia em lágrimas até não poder mais. Pode não parecer, mas um sonho de infância dessa garota ainda é o mesmo “se apaixonar”. Mas uma paixão, um amor! Mas muitas vezes assusta seus pretendentes com seu jeito de ser e sua língua afiada e desbocada.

⭐♥Par♥⭐
Subaru(dlç)

⭐♥Relação com o par♥⭐
Bem no inicio eles eram como cão e gato, viviam gritando um com o outro, um querendo se sobressair sobre o outro, ela queria cala-lo e ele também, então ali se iniciava uma discussão que parecia não ter fim até Reiji separar os dois, para que Subaru não cometesse o erro de ferir uma DAMA (Pfffff kkk). Depois de um tempo as brigas costumeiras continuaram sós que às vezes eles estavam mansos e conversando e rindo como dois amigos, às vezes aprontavam com os outros irmãos, sendo que depois recebiam um sermão ENORME de Reiji, mas que ao sair da sala se lavavam de rir dele, que normalmente era o alvo das travessuras de Daisy, gostavam de apostar coisas entre os dois e às vezes davam trégua dessa relação, e por mais que ela não gostasse de mostrar esse seu lado e o mante-se escondido e selado, Subaru viu. Era uma tarde de março, estava chuvosa, e ele estava passando pelo corredor quando viu uma cabeleira roxa no meio da chuva olhando para cima e sentiu cheiro de lagrimas, se misturando a chuva, na hora simplesmente largou os livros que deveria levar para Reiji, e correu até ela, ao o ver chorando não soube o que fazer, mas ao ver agarrando fortemente o relógio logo percebeu do que se tratava, ela nunca o contou mas toda vez que Subaru perguntava o que era esse relógio, ela adquiria um olhar triste e distante, que o deixava curioso e no fundo preocupado, naquele momento, a pegou no colo assustando um pouco a garota que finalmente percebeu a presença do homem, mas ela nada fez, foi levada para uma arvore que parecia ser bem antiga por causa do tamanho, e lá ele a confortou, não falaram absolutamente nada, apenas se ouviu o soluço de Daisy e a chuva, depois daquela tarde, obviamente apareceram molhados e doentes, levando novamente outro sermão de Reiji, mas pouco se importaram, outro detalhe, eles estavam de mãos dadas, ninguém percebeu, mas eles estavam, por isso ambos estavam com um sorriso doce no rosto o que assustou um pouco os amigos, depois desse dia eles ficaram mais próximos, e as vezes ele ia dormir com ela, mas ia embora logo de manha cedo, para que a acompanhante de quarto não o visse, mas ela sabia que todas as noites ele estava lá, segurando a sua mão e a acalmando.

⭐♥Relação com as outras meninas♥⭐
Uma relação cheia de altos e baixos até porque nossa amada Daisy é muito treteira, mas que a primeira vista optara por conhecê-las uma por uma, aos poucos vai conhecendo elas, mas é claro sendo ela mesma, até porque se é pra passar boa impressão, passe a sua personalidade, se não gostar cai fora! Será verdadeira e sempre será ela mesma, mas ela será aquela amiga que ao invés de falar, vai agir. Te ouvindo e te confortando com abraços e caricias, até porque aquela menina doce que vive dentro de Daisy sempre vai estar lá!

⭐♥Relação com o outros vampiros (Descreva como age com cada um)♥⭐
Shu – O acha um preguiçoso sem solução, por isso adora ele, e ele tem umas musicas maneiras, gosta de falar sobre assuntos aleatórios com ele, quando ele esta tentando dormir com os fones, ela sabe que ele poderia muito bem ignorar ela, mas Daisy é mestre na arte de irritar os outros, quando quer, ninguém supera ela, e apesar de fazer ele se irritar muito, as vezes so quer leva-lo para algum lugar para se divertir com ela ou com o crush dele.

Ayato – Gosta de seu jeito divertido e o acha engraçado as vezes, e gosta de aprontar com ele, e roubar comida a qualquer hora, eles se consideram parceiros na hora de roubar comida, na maioria das vezes fazem isso a noite, o que atrai olhares maliciosos e ciumentos pra eles, que apenas sorriem e se lavam de rir com a mentes poluídas desse povo(¬¬ vcs não são exemplo). Enfim são amigos, bons amigos, aquele amigo no qual se um dos dois estivesse no aperto ou precisando de ajuda, recorreriam um ao outro.


Kanato – A primeira vista achou que ele erá masoquista, mas acha o ursinho dele maneiro, ela acha aquele urso assustadoramente interessante e de certa forma fofo, não importa quantas vezes o baixinho fale, ela sempre vai ver ele como “o carinha da minha idade ,mas que é menor que eu, que tem pinta de masoquista”, apenas acha ele fofo. Mas gosta de conversar com ele, o acha interessante, e muito engraçado o fato de que ele fala sozinho com um urso de pelúcia, a lembra quando criança, falando com seus bichinhos de pelúcia em seu quarto sozinha.


Laito – Certamente não gosta muito dos apelidos “carinhosos” dele, mas retribui com a mesma moeda, chamando ele de “gay-chan” ou “Litlle doll” ou “bonequinha”, deixando ele com uma ponta de raiva, mas ela pouco se importa, sabe que o garoto não é flor que se cheire, mas a mesma é fiel ao seu par e não se deixa levar por ele, mas as vezes os dois gostam de sentar e conversar sobre mulheres, e ela as vezes quebra um galho com ele com a crush, ou com as peguetes (peguetes... EU TO FICANDO VELHA!). As vezes dá uns conselhos sobre mulheres e tal, mas as vezes eles gostam de se sentar em um banco do pátio e ficar avaliando as meninas de um a dez, só pra se divertir.

Reiji- Acha ele sério demais, muito chato e entediante. Adora quebrar suas regras e fazer travessuras com ele, o irrita de proposito e adora chegar aos momentos mais incômodos possíveis (quando ele esta lendo ou estudando) e perguntar varias e varias vezes “ o que está fazendo?”, mas mesmo tendo essa relação um tanto conturbada, as vezes são flagrados conversando sobre algum livro que ambos leram e gostaram, ou sobre os diversificados gostos musicais, apesar dela ser essa caminhoneiro, tem um pouco de etiqueta e se interessa por certos assuntos que possuí em comum com o moreno.

⭐♥Gostos ♥⭐
Conversar
Andar de skate
Dançar
Cozinhar
Beber
Zuar
Seus amigos
Seu relógio
Se sentir livre
Adrenalina
Doces
Tocar piano(sim ela toca)
Cantar sozinha


⭐♥Desgostos ♥⭐
Traição
pessoas intrometidas demais
falsidade
coxinha
lugares silenciosos demais
comida amarga
escândalos desnecessários
coisas românticas


⭐♥Hobbies ♥⭐
Desenhar
Cozinhar
Lutar
Ler
Dançar


⭐♥Roupas♥⭐

🌟Casual -




🌟Baile -



🌟Pijama -




🌟Formal -



🌟Simples (Para ir ao parque, a praça é etc) -
(os dois)



⭐♥História ¹ (Onde nasceu, com quem vivia e familiares)♥⭐
A menina nasceu gêmea porem o medica que era um criminoso havia dito que apenas um deles havia sobrevivido, e que apenas o menino estava vivo, a família se sentiu arrasada e antes da enfermeira levar a criança embora o pai e a mãe deram a filha(''morta'') o relógio que a mesma carrega no pescoço hoje, porem a enfermeira(que era uma pessoa boa) ao invés de dar para o medico(bandido) ela guardou aquele relógio e o escondeu dentro da roupinha da criança, preso em seu pescoço, depois disso a menina foi vendida para um orfanato clandestino, onde os pais que não queriam passar por toda a burocracia iam, e lá foi vendida para a dona do orfanato, ficou lá alguns meses, e durante esses meses um homem se interessou pela jovem garota de cabelos roxos e de sangue atraente, seu nome era Tougo Sakamaki, mais conhecido como Karl-Heinz, mas não pode adota-la pois tinha seus trabalhos na hora, mas prometeu que voltaria para pegar a menina, porem no dia seguinte a garota foi adotada por um casal de Russos, e quando Karl foi busca-la, já não havia nada. A garota por outro lado, até os 6 anos foi ensinada a ser uma garota de etiqueta e uma criança doce, e ela seria! Mas os pais a deixaram sem liberdade, presa e acorrentada pelas regras que seus pais criaram, não tinha liberdade e tinha medo de desobedecer, foi assim até completar seus 14 anos onde na escola mesmo, conheceu um pedaço de mau caminho, seu nome era Hiro, era o típico jovem bad boy que não obedecia às regras, eles de colegas de classe se tornaram amigos, ele ao sabe das correntes que aprisionavam a amiga, resolveu a livrar dessas correntes e a mostrou tudo, a ensinou a andar de skate, Daisy teve medo de seus pais no inicio e deu pra trás varias vezes, mas aí chegou a um ponto que não aguentou mais essas regras absurdas de seus pais e TACOU O FODA-SE e caiu de cabeça nessas novas sensações que seu amigo estava lhe mostrando, e mudou! Claro continuou sendo aquela menina doce, mas agora um pouco mais livre, foi muito feliz dos 14 aos 16, mas foi quando soube da verdade por trás de seu passado e daquele seu amado relógio. Foi um choque pra ela, havia se tornado muito impulsiva então começou varias investigação invadia delegacias, cartórios e hackeou vários registros em busca de uma pista de sua família, mas nada! Se revoltou e só se tornou mais desobediente,conheceu um carinhas aí que eram famosinhos e se tornaram amigos, eles era conhecidos como os Mukamis(sim eles são amigos,mas é segredo) todos eles eram irmãos e depois de um tempo descobriu que eles eram vampiros mas a mesma jurou nunca contar pra ninguém isso, em troca de que eles não tocassem no sangue dela, eles não tiveram escolha, mas enfim eles se tornaram amigos e ela já não mais parava em casa e os pais, já estavam cansados de pagar fianças pra ela, e a escola já não suportava mais ela e Hiro, então a escola ofereceu a chance dos pais mandarem a filha para um internato, a mãe hesitou um pouco, mas mesmo assim a mandou, e uma noite antes dela ir, bebeu. Bebeu muito pois finalmente iria pra longe daqueles que tanto a aprisionaram, mas também daquele que a libertou, então naquela noite, digamos que tiveram uma noite de despedida, pois ambos sabiam que se desejavam. E essa foi a despedida dela, com seus amigos vampiros e aquele a libertou.

⭐♥História² ♥⭐
Pois seus pais e o seu atual colégio já não aguentavam mais ela sendo presa, arrumando confusão e tal, então, mandou ela pra esse internato como uma chance de se livrar dela e de finalmente talvez bota-la na linha (pobres almas).

⭐♥Aceita Ecchi?♥⭐
Sim =D

⭐♥Aceita Hentai?♥⭐
SIM! =D

⭐♥Sabe que sua personagem está em minhas mãos?♥⭐
SEI!! =D

✳Reações✳

⭐Como reagiu após descobrir que o par e seus irmão eram vampiros?
Um pedaço da mente dela gritou ''EU SAABIIAA!!!'' O outro sentiu uma pontada de medo, mas não demonstrou, pois a curiosidade era maior, então deu um sorrisinho e falou... Mas ela apenas falou na maior cara de PAU e EM UMA CALMARIA ASSUSTADORA!
Legal! Já desconfiava! Eles são vampiros! SHOW! Mas e agora?''

⭐Como reagiu após a primeira mordida do par?
Não se sentiu muito confortável com a situação, mas não reagiu, e de certa forma se amaldiçoou mentalmente por não reagir, mas suas pernas não a obedeciam, só conseguiu fazer caretas de dor e fazer caricias no cabelo dele. (ela gosta de fazer caricias no cabelo de homens, mas principalmente no dele)

⭐Como reagiu ao saber que teria uma colega de quarto?
Bem.... Não muito bem, pois sempre foi acostumada com seu próprio espaço, mas tentou levar isso numa boa e se acalmou, mas não prometeu ser uma santinha com a colega de quarto. Seriam amigas? Seriam! Mas ela não prometeu que não brigaria coma fulana! Mas prometeu que tentaria!

BÔNUS PARA O HENTAI!! (caso por aceita)
Não se sinta ofendida nem nada, mas se fosse pra ter aquela noite com o Subaru(dlç) essa aqui seria uma opção especial, seria A OPÇÃO que faria ele pirar(claro com a lingerie por baixo)


Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...