~felomenal

felomenal
Houston, we have a problem
Nome: ☕ ̶H̶B̶ ♥ △ ᕼƗᔕƗᔕ △ αłzЋєiмєr △ єlєfαитσα
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Xapuri, Acre, Brasil
Aniversário: Indisponivel
Idade: Indisponivel
Cadastro:

Scream - Fanfic


Postado





Lyɴɴ Kleιɴ



◇ ◈ ◉






➪Nome completo:
Lyliann (Lynn) Marion Klein


➪Idade:
Nasceu no dia 7 de Novembro, tendo ela 17 anos.


➪Aparência:

Lynn tem um rosto herdado de sua mãe, com belos olhos cinza esverdeados vindos de seu pai, e madeixas castanhas as quais ela platina desde os quinze anos. O corte de cabelo Pixie Cut irrita sua madrasta profundamente, preferindo que ela fosse mais feminina, mas Lynn pouco se importou e sempre garante que o corte esteja bem cuidado.

Seu cabelo seria um dos seus poucos desvios de vaidade, já que ela pouco se importa com que as pessoas dizem de suas vestimentas desde que ela esteja confortável, chegando a uma vez ir de meia e sandálias para o colégio fazendo com que fosse zoada, mas sua postura despreocupada quanto à zoação fez com que ela fosse mais respeitada entre os colegas. Não usa muita maquiagem, apenas um delineador e um leve batom são o bastante para ela.



➪Gifs de seu personagem:






➪Photoplayer:
Brittenelle Fredericks


➪Historia:

Lynn nasceu em New York. Seus pais não eram casados, e a união não durou muito por ter sido um caso apenas de uma noite. Seu pai, Robert Klein, é sócio de uma empresa de publicidade, e ganhou a guarda da filha justamente por ter mais condições de cria-la do que sua mãe, uma fotógrafa freelancer. Lynn nunca se importou muito com o divorcio dos pais, já que ela entendia o porquê de seu pai pedir o divorcio: Sua mãe não queria responsabilidades, e preferia viver sozinha á cuidar de sua filha. Por isso sempre teve mais afeto por seu pai, que embora não fique muito presente em sua vida por causa do trabalho, tem o total respeito de Lynn, mesmo que isso não impeça que ela lhe desobedeça, mas torna-se mais difícil de enfrentá-lo.

Robert Klein casou-se novamente quando Lynn tinha 15 anos. Sua esposa era uma modelo francesa chamada Marie, que sempre tratou Lynn com firmeza, fazendo as duas terem um relacionamento tolerado.

Lynn sempre teve uma vida mais agitada que o normal: fugindo de casa as sextas à noite para ir a alguma festa, fumando e bebendo as escondidas, passando tempo de mais com pessoas que não lhe eram boas. Então, seu pai, resolveu mudar para Lakewood onde acreditou que teriam uma vida mais tranquila.

A garota odiou a mudança, mas seu pai e madrasta sempre precisavam viajar deixando-a sozinha, tornando amigo o silencio da enorme casa em que Lynn vivia, e também deixando-a solitária, embora tenha feito alguns colegas na nova cidade, e tenha adquirido um hobby que sempre a manteve ocupada.



➪Personalidade:

Podemos descrevê-la como uma pessoa singular.
Lynn obtém de um bom humor sarcástico, e também malicioso, não poupando ninguém de suas verdades em formas de piadas. Mas, às vezes o calor vira frio, e Lynn em seus momentos particulares e quando tem sua privacidade invadida, virá uma pessoa séria, fria e que pode recorrer a ameaças para se defender de ataques pessoais. Ela tenta ao máximo, esconder esse seu lado gelado apenas para aqueles que merecem, e usa de seu lado quente com a maioria das pessoas, fazendo-as pensar que Lynn seria apenas aquela garota sarcástica e de bom humor. Engana-se também quem pensa que ela diz apenas verdades, embora esse seja um ponto forte da personalidade de Lynn. Para conseguir o que quer, e também para defender-se, ela envolve os outros com suas mentiras, usando verdades quebradas para torna-las mais reais.

Ela poderia ser considerada egoísta vendo por alguns pontos, mas é tudo muito singular, e quando se trata de amizade, ela as “faz” apenas com aqueles que lhe são interessantes, mas quando se mostram atacando-a de alguma forma imbecil o bastante, Lynn os deixa sem ao menos hesitar e a própria Lynn fica confusa no momento em que começa a preocupar-se de mais com outras pessoas (o que não é impossível), mas obtêm da angustia que sua mãe lhe causou, ao abandona-la, pensando que outros também vão lhe abandonar. O romance em sua vida também é afetado, fazendo com que Lynn se relacione apenas com aqueles os quais ela não nutre um grande sentimento, usando-os apenas para seu próprio prazer e diversão. Ela nunca se apaixonou, e nem acredita que um dia isso vá acontecer, mas mesmo assim em seu coração, um medo irracional ainda reside.

A garota é cínica, e é mais racional do que sentimentalista, adorando pessoas politicamente incorretas, assim como ela mesma. Não tem paciência para aqueles que demonstram ser fracos em momentos de ação, mas sempre prefere deixar sua mente aberta em relação a pessoas que lhe interessam, preferindo conhecer seus segredos, não querendo que nada seja imprevisível e que a deixe insegura.



➪Defina seu personagem:

"Sou como você me vê.
Posso ser leve como uma brisa ou forte como uma ventania,
Depende de quando e como você me vê passar."
- Clarice Lispector


___

"Não fique achando que sabe o que se passa pela minha cabeça,
quando você nem entende a sua."
- Lynn Klein




➪Gostos/Desgostos:

Lynn tem um lado perturbado quanto a fazer apostas; é quase como um vício que ela leva bem a sério.
Seu único e verdadeiro amor é pela fotografia, tendo que trabalhar como garçonete para ter sua primeira câmera, já que seu pai não queria lhe dar algo que lembrasse sua mãe.

Obtêm de varias redes sociais, sendo popular na maioria delas por causa das fotografias paisagistas.
Odeia completamente e absolutamente cozinhar; por ela pizza e hambúrguer seriam produzidos apenas apertando um único botão. Ama café, sendo seu único companheiro nas noites em que resolve madrugar organizando suas fotos.
Por ela, o cheiro da chuva viraria perfume, e o frio seria amigo para todas as horas. A música faz parte dela, preferindo o gênero Indie, mesmo que não saiba tocar nenhum instrumento.

Detesta pessoas que querem ter razão o tempo todo, e gosta daquelas que são convencidas, por conhecerem seu próprio valor.



➪Medos:

Há o medo de que ninguém nunca mais se importe com ela, que Lynn seja completamente isolada, e que todos a ignorem como se não existisse. Lynn pode até suportar tortura psicológica, mas a tortura física é um de seus maiores medos. As vezes, a mesma sonha que está se afogando ou perdendo todo o ar, fazendo com que ela nunca queira morrer deste jeito. Ela sempre fica nervosa internamente, quando acha que está sendo seguida, mas por fora tenta aparentar naturalidade.


➪Sua opinião em relação ao assassino:

Ela sempre se interessou pelas mentes de assassinos, quais seus motivos, o que teriam passado... Será que a vítima tinha alguma culpa? Sua curiosidade fica para ela mesma, na maioria das vezes.


➪Segredo:
Enviado.

➪Você permite ele ser candidatado á ser o assassino?
Sim, claro.

➪Você tem consciência que agora seu personagem me pertence?
Sim, sim, sim.

➪Palavra chave:
Lefael.

➪Favoritou a fanfic?
Não.
(brincadeira, é claro que sim, haha)


➪Algo a mais?

Ela possui um cachorro chamado Depp, que é possivelmente o único ser vivo para quem ela conta todos os seus segredos e planos.



Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...