.fandoms


Postado

Olá, olá! Hoje vim falar de um assunto bem polêmico, uns odeiam e outros amam, mas na realidade, todos fazem parte. Acertou quem disse fandoms! Ou no caso, todos acertaram depois de lerem o título, mas vamos direto ao ponto.

De acordo com o Urban Dictionary, “fandom is the community that surrounds a tv show/movie/book etc. Fanfiction writers, artists, poets, and cosplayers are all members of that fandom. Fandoms often consist of message boards, livejournal communities”. Ou, em outras palavras, é a comunidade de fãs de um certo programa de TV, cantor, banda, filme, livro, etc. Uma outra definição peculiar que achei foi “a cult that will destroy your life” e “a emotional drug”.

Eu mesma já fui de outros fandoms, mas hoje estou só no fandom dos selenators. Fiz minhas pesquisas, e os Beatles parecem ter sido uns dos primeiros – se não forem realmente os primeiros – a construir uma fanbase grande como as que temos hoje em dia.

Bem, hoje eu tinha acabado de ver o clipe de Night Changes, e logo após abrir a timeline me dei de cara com várias pessoas com icons com o tema do vídeo e abusando do Caps Lock para expressar suas emoções para quem quisesse ler. Já era de se esperar, claro, dia de lançamento de clipe é dia de festa. Meu ponto é: essa é uma das coisas mais bonitas que podemos presenciar nos dias de hoje, mesmo que as conversas tenham caído relevantemente devido à tecnologia atual, podemos ver que a mesma tecnologia junta as pessoas novamente. É admirável sim, chega a ser irrelevante o fato de tal conteúdo ser realmente bom ou não.

A coisa toda é a prova que o ser humano precisa de um líder, um exemplo a ser seguido, um partido a ser apoiado, resumindo, uma razão para fazer o que faz. Foi assim desde as civilizações antigas com suas religiões primárias, é assim até hoje, e sempre será desse jeito, vocês podem não concordar, e não, não estou chamando nenhum fandom de seita religiosa, só chamando a vossa atenção para esse fato. A verdade é que o homem em si precisa de uma marca a ser aderida, algo a ser referenciado pela sociedade, isso tem agrupado centenas e milhares de facções durante milênios.

Um dos pontos negativos é que muitas vezes, esses grupos têm fechado a mente de muitas pessoas, que acabam tendo que concordar com algo que não se sentem muito confortável em aderir ou conformar-se com coisas que não querem. Eu vejo tanta gente por aí parando de tomar parte de coisas para ser aceito por certo fandom, ou começando a mudar seu próprio gosto para agradar os outros membros. E depois a pessoa se acostuma tanto com isso, que acaba realmente concordando, e se forma assim um exército de pessoas exatamente iguais, com diferenças quase indistinguíveis. Claro que isso tudo fica nas preliminares, e ninguém pensa muito no assunto até ele vir à tona. Mas pensem bem: será que por nem um segundo você não se sentiu acolhido no seu fandom? Sentiu que aquele é o lugar que você quer ficar para sempre? Minha teoria é que é isso que faz todos continuarem no fandom assim, por anos e anos.

É claro que assuntos são o de menos, sempre tem um ship, uma cena, um clipe, uma época, principalmente um ship muito discutido por todos. Para falar a verdade, aprendi a diferenciar uns fãs de outros por quem shippa o quê, já que estamos no assunto, vou falar a verdade: esse é uma das questões mais relevantes para se analisar antes de entrar em um fandom. Alguns consideram tanto esse aspecto que tem que recorrer para as famosas tretas, um dos maiores causadores de alvoroço e afastamento dos fandoms, lembram de quando eu falei que tem sido assim desde as religiões primárias? Bem, mais um fato para confirmar essa teoria: Alguns seguidores sentem a obrigação de eliminar e desmentir a crença dos outros. Ninguém pode negar isto, vemos diariamente pessoas que sentem um intrigante prazer de humilhar os outros e ter o apoio do resto da comunidade. O pior é que isso acontece dentro e fora do fandom, não basta impor a opinião a fandoms que tal pessoa julga “inferiores”, sente a necessidade de engajar conflitos com quem está do seu lado, ou como alguns dizem, irmãos.

Essa atitude – de considerar outro fã um irmão – é linda, devo dizer, nada mais inspirador do que ver uma amizade tão forte surgindo dessa maneira. É uma pena que nem todos saibam apreciar esse fenômeno de maneira correta. E, para esclarecer, não me referi a todos os fãs com o parágrafo interior, naturalmente nem todos são assim, e fico feliz quando vejo pessoas que só participam de um fandom por realmente admirar o conteúdo que é lhes posto e simplesmente dispensam o tumulto, respeitando as opiniões contrárias sem se preocupar, é nesse tipo de pessoa que todos deveriam se espelhar.

Agradeço muitíssimo se você leu até aqui, e postei esse texto para que vocês possam refletir, fandoms são conceitos maravilhosos se procedidos pacificamente e com democracia, espero que todos tenham entendido o que quis dizer, e estou aberta a outras opiniões nos comentários. Tenha um bom dia! :)

Escutando: City Lights - Bridgit Mendler

Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...