~Hiatus-- - Clan Fantasy

Hiatus--
Oppai Dragon
Nome: Dīva
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Indisponivel
Aniversário: 28 de Abril
Idade: 18
Cadastro:

Fichas para Fanfics Interativas II


Postado

Fanfic - Renegados


✗ Nome Completo
Killian “Kill” Alone Zoldyck
Um nome perfeito para ele. Embora seja coreano, Kill foi criado por pessoas de antecedência britânica então tem o nome de mesma origem. O Kill de seu nome vem da palavra em inglês que significa “Assassino”. Alone que também é uma palavra inglesa e o seu segundo nome significa “Sozinho”. O Que dá ao significado de seu nome como “Assassino Solitário”, um nome que combina perfeitamente com ele e os seus criadores tiveram total certeza que ele se igualaria quando crescesse.

✗ Idade
Kill possui dezesseis anos de idades feitos há alguns meses. Nasceu no dia Vinte de Janeiro de 2029, portanto seu signo zodiacal é Aquário ♒

✗ Opção sexual
Bissexual

✗ Personalidade
Inicialmente Kill aparenta ser alguém normal. Calmo, educado, elegante e nobre. Mas não se engane... ele é um assassino. Ele tende a pensar mais rápido e muitas vezes analisa uma situação com grande facilidade e precisão. Killian é retratado como inteiramente autossuficiente, egocêntrico, egoísta e; ele faz o que quiser, desde que lhe agrade de alguma forma e seus desejos aparentemente sadomasoquistas. Killian é um indivíduo equilibrado e inteligente, possuindo um vasto conhecimento. Ele é reticente; não se abre para as pessoas facilmente e é bastante crítico. Sua distância de outras pessoas, inicialmente, o mantém moralista e equilibrado, mas seu coração foi envenenado com tristeza e ódio. Procura manter-se introvertido para manter o foco em seu objetivo. Fala pouco e é bastante disciplinado mas chega a ser assustador as vezes e sombrio, seu vocabulário e caligrafia gótica e sua solidão demonstram isso.

No entanto, sua crueldade e aptidão na matança mostra o seu outro lado: mortal, violento e sanguinário. Com a sua natureza manipuladora e egocêntrica, é essencialmente um sociopata. Na realidade de inocente Killian não tem nada, ele é extremamente sádico e além disso, masoquista. Definitivamente é doente, sua sanidade já se foi faz tempo, agora ele é apenas uma máquina de matar. A natureza de Kill tende a ser malévola, ele não é um assassino indiscriminado. Ele não tem problemas em matar qualquer pessoa, independentemente da idade ou sexo; no entanto, ele só mata as pessoas que lhe são ordenadas a matar geralmente em troca de boas quantias em dinheiro. Sua fúria lhe permite comprometer a sua moralidade pessoal e aprofundar o lado sórdido da sociedade. Sua raiva o leva a cometer atos vis de ira para tentar aliviar sua dor. A Atitude reservada de Kill faz dele muito cruel e irracional, mas seus amigos são os únicos capazes de resolver ligeiramente sua agitação para ele voltar a pensar racionalmente. Mesmo assim, ele considera suas amizades uma fraqueza impedindo-o de ter sucesso em seus objetivos.


✗ História
Com o fim da Terceira Guerra Mundial a raça oriental foi sendo extinta. Killian, ainda quando bebê, foi arrancado dos braços de sua mãe para ser escravo por conta de sua rara aparência, então ele nunca conheceu os seus pais. Ele foi “adotado” pelo clã Zoldyck, um clã assassino

Mas para que explicar o porquê de Killian ser adotado por eles. Um ato de caridade? Não. Killian foi adotado para ser o Renegado futuro da família, pois a senhora Zoldyck não queria que um de seus preciosos gêmeos fossem tomados. Então desde seus três anos de idade ele trilha essa caminhada, sendo submetido a humilhações e torturas para ter resistências tanto físicas como psicológicas. As torturas eram muitas, os cabelos de Kill que antes eram negros ficaram brancos por conta da perca de sangue. Devido a tortura e stress psicológico, teoricamente se alguém for submetido a extrema tortura em um período curto de tempo, o corpo movimenta a melanina para transforma-la e, vitamina C e D e auxiliar na regeneração ,oque faria ele perder a melanina do cabelo deixando-o branco. Ele foi transformado num assassino perfeito, tanto nas habilidades como em seu comportamento e ele está preparado para ser um renegado.

✗ Aparência
Kai White Hair - Exo




Killian possui um rosto fino e bem traçado. Sua pele é pálida com bochechas um pouco coradas assim como seus lábios carnudos e bem redondos. Ele carrega uma expressão geralmente séria, sem muitas emoções, mas quando está fazendo o ato de assassinar essa expressão muda para algo bem sádico, psicopata e assustador.

Seus cabelos são lisos e geralmente se encontram arrepiados, a explicação da cor de seu cabelo encontra-se em sua biografia. Ele não possui cílios e por isso os marca com um lápis de olho para que tenha um rosto mais “normal”.

Ele possui olhos acinzentados e grandes, um olhar sedutor e geralmente inocente estampado. A Falta de seus cílios deixa suas expressão ainda mais subestimadas a suas habilidades.

Assim como seus fios de cabelo, algumas partes de seu corpo também tem pouca melanina. Aparentemente ele é sem nenhum pelo sequer no corpo a não ser nos cabelos e sobrancelhas. Ele tem um corpo magro e esguio mas com músculos em todo o seu corpo, obviamente ele não é muito forte mas é bem ágil. Ele mede cerca de 1.75 d altura e pesa 67, 5 kg

✗ Relação que tinha com a família
A “Família” de Killian não se tem uma boa relação. Embora seja muito humilhado por aqueles quem o criou, Kill sempre os defende e respeita-os.

Silver Zoldyck -
“Pai” de Kill. Senhor da família Zoldyck e responsável por arrancar Kill dos braços de sua verdadeira mãe, a qual ele nunca conheceu. Silver foi responsável por todo o seu treinamento e por isso Kill não guarda tanto rancor, pode até dizer que sente até um certo orgulho mas não há nenhum afeto de carinho entre os dois. Killian se refere a ele como “Senhor Zoldyck”.

Annelise Zoldyck -
A “Mãe” de Kill. Annelise é uma mulher super-protetora de seus gêmeos e foi a responsável pelo motivo da desgraça da vida de Kill. Ela o odeia. Inclusive quando o mesmo ainda era um bebê recusou-se a amamentá-lo. Sempre com comentários preconceituosos a respeito de sua aparência e constantemente o chama de Bastardo. Já Killian a ignora e é extremamente obediente a suas ordens. Ele se refere a ela como “Madame”, já que a mesma não permitiu que ele a chamasse de Senhora Zoldyck por na sua visão ele ser um escravo.

Amélia Zoldyck -
“Irmã” de Kill. Ambos tem a mesma idade já que o motivo de Kill ter sido capturado foi a sua segurança. Amélia é muito apegada a sua mãe e não tem nenhum laço com Kill, trata o mesmo como um fantasma e nunca trocaram alguma palavra sequer em suas vidas.

Amélie Zoldyck -
Tem a mesma relação que a irmã tem com o adotado. Mas ela já fala mais com Killian, um fato interessante é que ela foi responsável por Killian receber o apelido de “Kill” já que a mesma não sabia pronunciar seu nome corretamente.

✗ Função no Outside
Caçador

✗ Grupo que participa
Glost

✗ Gostos
Ele adora neve;

Bebidas quentes

Jogos difíceis como por exemplo Xadrez, Baralho, Quebra-Cabeça e Cubo.

Ser desafiado

Viver confortavelmente no luxo. Pode achar uma atitude egoísta, mas ele realmente gosta disso.

✗ Desgostos
Ser subestimado

Pessoas pessimistas ou muito reclamonas da vida que não conhecem nem metade de sua dor.

Indisciplina

Jogos de Aposta


✗ Como reagiu ao descobrir que era um Renegado
Não teve muitas reações, ele cresceu sendo treinado para isso então tudo que pode fazer no momento é calar a boca e aceitar as coisas do jeito que elas são.

✗ Como trata os líderes
Ele é um caçador bastante disciplinado, trata geralmente com uma educação e perfeccionismo casual sendo os mais leais mesmo que sair que o líder pode estar fazendo algo errado.

✗ Como trata as pessoas do seu grupo
Ele não tem muita comunicação com as pessoas de seus grupos. Ele é bastante observador e gosta de apenas olhar as pessoas.

✗ Como trata as pessoas do outro grupo
Nunca teve contatos com os mesmos

✗ Como seria se fosse um líder de uma categoria
Talento e disciplina é seu lema. Ele seria alguém com um espírito inato e com uma responsabilidade única porém não brotaria muita confiança em seus colegas.

✗ Como seria se fosse o líder de um grupo
A Mesma coisa. Talento e disciplina é seu lema. Ele seria alguém com um espírito inato e com uma responsabilidade única porém não brotaria muita confiança em seus colegas.

✗ Quer par: [ ] Sim [ ] Não [x] Não faço questão.

✗ Como trata o par
O Relacionamento dele com uma pessoa seria bastante raro. Ele com certeza seria bastante ciumento, mas não de maneira fofa, de maneira assustadora. Seria capaz de matar quem fosse para proteger quem ama.

✗ Como se sente em relação a Newerland
Kill não apresenta nenhuma reação de revolta. Como já dito ele só cala a boca e aceita as coisas do jeito que elas são.

✗ Password
“Ser abandonado é apenas o começo.”

✗ Compreende que agora o seu personagem está em minhas mãos e na minha história? Que eu poderei fazer mudanças [nada drástico] nele caso precise? Que ele pode não ser um líder ou até mesmo não ter um par?
Sim

✗ Leia as regras novamente caso não tenha encontrado a chave, tire suas dúvidas comigo caso precise e, principalmente, reserve suas aparências! ✗

Caso o personagem não tenha lhe agradado eu posso lhe pedir humildemente para pedir o que devo mudar? Eu gostei muito da história da fanfic e desejo muito participar.



Fanfic - Estranhamente única
https://spiritfanfics.com/fanfics/historia/fanfiction-originais-estranhamente-unica-interativa-5873775


I'm a psycopath bitch

Nome
Alois Theodore Lioncourt
Seu nome é de origem Francesa e adaptado como masculino. O significado de seu nome é “Cauteloso”, tendo um sentido forte sobre sua personalidade. Theodore, tem o significado “O Divino”, formando por si como como “Divinamente cauteloso”, um nome que na opinião de todos que o conhecem se encaixa perfeitamente para ele

Sobrenome
Lioncourt

Apelido/como quer ser chamada
Alois nunca teve apelidos, mas ele gosta de ser chamado de “Lorde” por puro luxo. Entretanto ele recebe a alcunha de “Alois do olhar divino” por sempre ter um olhar enigmático e sínico.

Idade
Alois possui exatos Quatrocentos e Cinquenta anos de idade (450), mas aparenta ter Dezoito a Vinte e cinco anos, quando se entrosa com seres humanos, ele diz ter Vinte e Dois (22).

Aniversário
Alois nasceu no dia Dezoito de Novembro, então falta apenas algum meses para ele completar Quatrocentos e Cinquenta e Um. Seu signo é Escorpião ♏

Aparência






Alois tem uma pele pálida, extremamente branca chegando até a ter um tom rosado nas bochechas. O Rosto bem fino e traçado no formato de “V” com as outras características finas da mesma. Seu nariz é fino e alto, chegando até ser um pouco afeminado, tem uma distância de cinco centímetros de sua boca. Lábios rosados e finos e num tanto largos e os mesmos guardam uma boca com dentes branquíssimos e afiados perfeitamente alinhados ao formato de seu rosto. Geralmente Aloisestá com uma faixa na testa, a explicação é simples; Alois é um vampiro muito poderoso e não sabe controlar sua Sede de Sangue, quando seu clã percebeu isso, fizeram uma tatuagem na testa do vampiro para aniquilar a sua suposta insanidade. Ele retira a faixa apenas para lutar, pois ele fica muito mais poderoso; não queira ver o rapaz sem a faixa, ele se transforma num verdadeiro monstro. Como desculpa para o seu convívio com os seres humanos ele diz que sofre de enxaqueca e que a faixa regula a dor que não pode ser tratada com simples analgésicos.

Apesar de ter origem de nome Britânico, Alois e sua família eram mestiços de uma mistura de Europeus com Asiáticos, a qual ele puxou mais. Seus olhos são esguios e puxados de forma que sua pálpebra da uma impressão de estar “rasgada” e a cor acinzentada de seus olhos destacam isso. Sua expressão é de alguém elegante e misterioso e ao mesmo tempo muito hipnotizante e atraente, tal característica que nunca deixou de ser reparada e por isso o de sua alcunha.

Seus cabelos são bastante pretos e lisos, sendo que as pontas acabam por ser arrepiadas e direcionadas para todas as direções. Seus cabelo é dividido para os dois lados e são bem curtos; o corte do cabelo de Alois é num tanto misterioso já que ninguém sabe como ele fez aquele corte.

Alois tem um corpo fino e magro, sendo uma pessoa esguia. Possui braços e mãos longas com alguns músculos, sendo que ele tem curvas atraentes. Pesar cerca de 68 kg e tem 1.70 de altura, sendo alguém que está na média mundial em questão de altura.

Personalidade
O Vampiro possui um comportamento nobre e elegante, casualmente ele é uma pessoa muito educada e simpática e claramente encantadora; agradando a qualquer um. Sempre com seus perfeccionismo fazendo cada coisa por mais mínima que seja com muita responsabilidade e cuidado. É uma pessoa extremamente inteligente e dedicada e com uma pontualidade sem igual. É um estrategista, pensa sempre duas vezes antes de falar e de sua bica só sairá palavras inteligentes, ele é alguém que se preocupa com a sua elegância e faz de tudo para não perdê-la, um exemplo disso é o seu vocabulário maravilhoso com palavras desconhecidas... Mas ele também tem seus defeitos.

Alois é alguém bastante ambicioso e gosta de viver confortavelmente no luxo e tendo, ás vezes, algumas atitudes egoístas e inesperadas, está sempre buscando o melhor apenas para si mesmo e não é de ajudar muito com compromissos de outras pessoas, pois em sua cabeça isso não é problema dele e pode-se dizer que ele está realmente certo. É uma pessoa bastante manipuladora, trabalhada na arte de enganar inocentes e etc... sempre com arrogância indireta sendo que seus dois pecados capitais são sua ganância e orgulho.

Quando retirada sua faixa Alois tende a perder parte de sua calma, quando ele é obrigado a fazer isso ele procura conta de Zero à Cem para se conter, sempre bebendo bastante água e se afastando ao máximo das pessoas. Enquanto ele não estiver batalhando ou se alimentando do sangue de alguma mulher, pode-se considerar o local 50% seguro mas não se aproxime ou use palavras de baixo calão com Alois. Alois nunca precisou tirar sua faixa para batalhar, pois ele evita isso até porque nenhum dos seus oponentes desde o selo da tatuagem nunca foram tão fortes a ponto dele ter essa necessidade. Mas ao seu comportamento ele conclui se descrevendo como alguém que cometeria até mesmo canibalismo e que nem um exorcismo poderia pará-lo.

Relação com a família
Alois não tem mais “família”, ele a perdeu antes de se tornar vampiro. Mas lembra-se que era o filho mais velho tendo uma irmã ainda recém-nascida. Lembra que seus pais o mimavam muito e sempre tiveram muito amor pelo filho. Depois de tudo o que aconteceu com Alois, ele encontrou pessoas que o ajudaram a viver na sociedade humana.


Vicent (Sobrenome desconhecido)

Vicent é um vampiro de sangue puro e provavelmente um dos últimos. Sendo de sangue puro ele é bem mais poderoso que muitos outros vampiros e foi o responsável pelo treinamento de Alois. Quando Alois foi batalhar com o mesmo deu ao ocorrido da tatuagem em sua testa, Alois foi o mais próximo de matar Vicent. Os dois se dão muito bem e se tratam como irmãos, mas já não se vem já faz algum tempo mas na troca de cartas sempre contam como estão.

Thalia -

Thalia também é uma das últimas vampiras puras. Ela é irmã de Vicent e foi responsável por morder Alois e transforma-lo num vampiro. Aparentemente Thalia gosta de Alois mas o mesmo, sabendo disso, nunca lhe correspondeu. Os dois se dão bem e nas cartas escrevem as saudades que sentem um do outro. Apesar de pura Thalia não é uma vampira muito forte mas tem habilidades de cura impecáveis sendo responsável por “selar” a insanidade de seu amado.

Gosta
Livros de todos os gêneros.

Comidas avermelhadas, frutas em geral como maçã e morango já que são as frutas que não desagradam o paladar vampiro.

Viver em Luxo.

Ser elogiado.

Medicina

Odeia
Pessoas muito ignorantes ou grosseiras

Sangue de animais (Ele geralmente bebe quando está com necessidade)

Que lhe peçam para tirar a faixa

De questionamentos idiotas

Do Sol.

Costumes
Uma das manias de Alois é entrelaçar os dedos apoiando o seu queixo sobre ele quando está pensando.

Armas
Correntes


História
Alois nasceu em um dia muito chuvoso do dia Dezoito de Novembro de 1565. Sua família é Euro-Asiática, sendo que sua avó era uma duquesa Japonesa e seu avô um Rei Europeu dando descendência sua família. Sua mãe, assim como ele, nasceu mestiça e casou-se com o seu pai que também era um mestiço dando a ele sua aparência. Seus pais chamavam-se Ayane e Nivy Lioncourt, seu pai era um príncipe já que seu irmão mais velho – Tio de Alois – era o Rei. Então ele casou-se com Ayane e investiu seus negócios em comércios tendo várias fazendas espalhadas pelo mundo e muito dinheiro. Após Dois anos Ayane engravidou de Nyvi dando origem a Alois, o futuro Lorde da família.

Alois cresceu sendo bem criado, sempre com responsabilidade sem deixar de lado a sua felicidade que os pais proporcionavam com muito carinho e mimos. Quando o rapaz tinha mais de dezoito anos – Ele não se recorda da idade que tinha quando era humano, mas lembra que tinha um pouco mais que isso – teve mais uma irmã chamada Annia, que ainda era um bebê de seis meses. Como era muito rico sua família davam várias festas para satisfazer seus prazeres, numa dessas festas ele conheceu Thalia. Thalia era uma garota muito simpática e bonita que estava na festa, ela e Alois se gostaram muito e obviamente a loira propôs uma noite na cama. Entretanto, Alois amanheceu morto em sua cama com dois furos em seus pescoço.

“Acordou” e estava dentro de um caixão aonde ele começou a bater desesperadamente para que alguém o salva-se. Uma senhora que cuidava dos caixões do cemitério rapidamente abriu a cova de Alois aterrorizada. “Porque alguém enterraria vivo um rapaz tão bonito como você?” dizia ela enquanto limpava o rosto sujo do garoto. Quando tentou abrir a cova, ela fez um corte em sua mão e ao reparar nisso Alois avançou na senhora que o salvou e sugou o seu sangue. E seus pais estavam ali, haviam ido levar flores para o filho falecido e viram que ele era um monstro. Como amavam muito seu filho o levaram para a sua Casa e o esconderam no Armazém casa onde todos os dias uma empregada diferente levava o seu alimento; os seus próprios corpos.

Depois de uma década naquele armazém escuro e abafado ele resolveu sair, percebeu que havia outras pessoas morando e sua casa; seus pais haviam se mudado. Passou a procurar a seus pais por um longo tempo, quase um século, percebendo que ele não envelhecia, era inimigo da luz do sol e se alimentava apenas de sangue. O Tempo que procurou por seus pais foi longo, tanto que na metade desse caminho sua irmã que ainda era recém nascida poderia já estar morta de velhice. Mas ele não desistiu e continuou uma busca sem rumo pela família, só para poder saber onde eles estavam enterrados, aonde pudesse visitar todos os dias. Até que ele encontrou a última pessoa que ele esperava encontrar, Thalia.

Thalia contou ao confuso e perdido Alois sobre o que ele era, a mesma coisa que ela, um vampiro. Contou que sua família havia morrido em um assassinato de ladrões em sua casa cinco anos depois que ele estava trancado no armazém, mas que seu Tio deu a ordem que todos os dias uma mulher deveria levar um prato de comida ao armazém da casa mesmo que ela estivesse ocupada por outras pessoas. O Fato de Alois ter conseguido sobreviver todo aquele tempo é porque ela era uma vampira pura e após ingerir veneno nele deu-lhe habilidade superiores mas muito perigosas. Ela e seu irmão Vicent observaram cada passo de Alois em sua vida, sempre o protegendo mas nunca tendo necessidade já que o mesmo sabia se cuidar mesmo nem ao menos sabendo o que era; pois ele nunca parou para pensar no porque não aguentava a luz do sol ou devorava humanos, apenas procurar sua família era seu ato. Thalia insistiu para que ele treinasse com ela e o irmão e o mesmo, sem opções, aceitou.

Cinquenta anos convivendo com os irmãos, Alois buscou sua independência. Ele foi para o Reino Unido enquanto Thalia e Vicent foram para a Transylvânia. Uma vez por ano os três se encontram na França para relatar suas vidas e matar a saudade em um final de semana. Alois se formou em uma faculdade de medicina e trabalha como médico, ele escolheu essa profissão por ter mais acesso a sangue, não que seja um ato de bondade, apenas para preservar a identidade dos vampiros.
Medos
Lugares muito abafados ou escuros.


Fanfic -School Mystical

♤ Nome completo
Kay Theodore Lioncourt
O Seu nome não possui nenhum significado sequer. O Clã Lioncourt é muito famosa por “inventar” nomes para seus filhos e criar a sua própria cultura. Na cultura Lioncourt “Kay” significa “O Glorioso”, nome que foi dado a Kay por ser o primeira primogênito da família. Theodore, que é um nome mais comum, tem o significado “O Divino”, mas não foi colocado com algum sentido para Kay.

♤*Apelido
Kay nunca teve apelidos, mas ele gosta de ser chamado de “Lorde” por puro luxo. Entretanto ele recebe a alcunha de “Kay do olhar divino” por sempre ter um olhar enigmático e sínico.

♤ Idade
Kay possui exatos Quatrocentos e Cinquenta anos de idade (450), mas aparenta ter Dezoito a Vinte e cinco anos, quando se entrosa com seres humanos, ele diz ter Dezoito (18).

♤Raça/ Clã
Vampiro.
Kay não possui um clã, sim, seu sobrenome vem de um clã, mas um clã de humanos. Quando se tornou vampiro ele continuou com o sobrenome mas isso não tem nenhum significado.

♤ Aparência





Kay tem uma pele pálida, extremamente branca chegando até a ter um tom rosado nas bochechas. O Rosto bem fino e traçado no formato de “V” com as outras características finas da mesma. Seu nariz é fino e alto, chegando até ser um pouco afeminado, tem uma distância de cinco centímetros de sua boca. Lábios rosados e finos e num tanto largos e os mesmos guardam uma boca com dentes branquíssimos e afiados perfeitamente alinhados ao formato de seu rosto. Geralmente Kay está com uma faixa na testa, a explicação é simples; Kay é um vampiro muito poderoso e não sabe controlar sua Sede de Sangue, quando seu clã percebeu isso, fizeram uma tatuagem na testa do vampiro para aniquilar a sua suposta insanidade. Ele retira a faixa apenas para lutar, pois ele fica muito mais poderoso; não queira ver o rapaz sem a faixa, ele se transforma num verdadeiro monstro. Como desculpa para o seu convívio com os seres humanos ele diz que sofre de enxaqueca e que a faixa regula a dor que não pode ser tratada com simples analgésicos.

Apesar de ter origem de nome Britânico, Kay e sua família eram mestiços de uma mistura de Europeus com Asiáticos, a qual ele puxou mais. Seus olhos são esguios e puxados de forma que sua pálpebra da uma impressão de estar “rasgada” e a cor acinzentada de seus olhos destacam isso. Sua expressão é de alguém elegante e misterioso e ao mesmo tempo muito hipnotizante e atraente, tal característica que nunca deixou de ser reparada e por isso o de sua alcunha.

Seus cabelos são bastante pretos e lisos, sendo que as pontas acabam por ser arrepiadas e direcionadas para todas as direções. Seus cabelo é dividido para os dois lados e são bem curtos; o corte do cabelo de Kay é num tanto misterioso já que ninguém sabe como ele fez aquele corte.

♤ História
Kay nasceu em um dia muito chuvoso do dia Dezoito de Novembro de 1565. Sua família é Euro-Asiática, sendo que sua avó era uma duquesa Japonesa e seu avô um Rei Europeu dando descendência sua família. Sua mãe, assim como ele, nasceu mestiça e casou-se com o seu pai que também era um mestiço dando a ele sua aparência. Seus pais chamavam-se Ayane e Nivy Lioncourt, seu pai era um príncipe já que seu irmão mais velho – Tio de Kay – era o Rei. Então ele casou-se com Ayane e investiu seus negócios em comércios tendo várias fazendas espalhadas pelo mundo e muito dinheiro. Após Dois anos Ayane engravidou de Nyvi dando origem a Kay, o futuro Lorde da família.

Kay cresceu sendo bem criado, sempre com responsabilidade sem deixar de lado a sua felicidade que os pais proporcionavam com muito carinho e mimos. Quando o rapaz tinha mais de dezoito anos – Ele não se recorda da idade que tinha quando era humano – teve mais uma irmã chamada Annia, que ainda era um bebê de seis meses. Como era muito rico sua família davam várias festas para satisfazer seus prazeres, numa dessas festas ele conheceu Thalia. Thalia era uma garota muito simpática e bonita que estava na festa, ela e Kay se gostaram muito e obviamente a loira propôs uma noite na cama. Entretando, Kay amanheceu morto em sua cama com dois furos em seus pescoço.

“Acordou” e estava dentro de um caixão aonde ele começou a bater desesperadamente para que alguém o salva-se. Uma senhora que cuidava dos caixões do cemitério rapidamente abriu a cova de Kay aterrorizada. “Porque alguém enterraria vivo um rapaz tão bonito como você?” dizia ela enquanto limpava o rosto sujo do garoto. Quando tentou abrir a cova, ela fez um corte em sua mão e ao reparar nisso Kay avançou na senhora que o salvou e sugou o seu sangue. E seus pais estavam ali, haviam ido levar flores para o filho falecido e viram que ele era um monstro. Como amavam muito seu filho o levaram para a sua Casa e o esconderam no Armazém casa onde todos os dias uma empregada diferente levava o seu alimento; os seus próprios corpos.

Depois de uma década naquele armazém escuro e abafado ele resolveu sair, percebeu que havia outras pessoas morando e sua casa; seus pais haviam se mudado. Passou a procurar a seus pais por um longo tempo, quase um século, percebendo que ele não envelhecia, era inimigo da luz do sol e se alimentava apenas de sangue. O Tempo que procurou por seus pais foi longo, tanto que na metade desse caminho sua irmã que ainda era recém nascida poderia já estar morta de velhice. Mas ele não desistiu e continuou uma busca sem rumo pela família, só para poder saber onde eles estavam enterrados, aonde pudesse visitar todos os dias. Até que ele encontrou a última pessoa que ele esperava encontrar, Thalia.

Thalia contou ao confuso e perdido Kay sobre o que ele era, a mesma coisa que ela, um vampiro. Contou que sua família havia morrido em um assassinato de ladrões em sua casa cinco anos depois que ele estava trancado no armazém, mas que seu Tio deu a ordem que todos os dias uma mulher deveria levar um prato de comida ao armazém da casa mesmo que ela estivesse ocupada por outras pessoas. O Fato de Kay ter conseguido sobreviver todo aquele tempo é porque ela era uma vampira pura e após ingerir veneno nele deu-lhe habilidade superiores mas muito perigosas. Ela e seu irmão Vicent observaram cada passo de Kay em sua vida, sempre o protegendo mas nunca tendo necessidade já que o mesmo sabia se cuidar mesmo nem ao menos sabendo o que era; pois ele nunca parou para pensar no porque não aguentava a luz do sol ou devorava humanos, apenas procurar sua família era seu ato. Thalia insistiu para que ele treinasse com ela e o irmão e o mesmo, sem opções, aceitou.

Cinquenta anos convivendo com os irmãos, Kay buscou sua independência. Ele foi para o Reino Unido enquanto Thalia e Vicent foram para a Transylvânia. Uma vez por ano os três se encontram na França para relatar suas vidas e matar a saudade em um final de semana. Kay se formou em uma faculdade de medicina e trabalha como médico, ele escolheu essa profissão por ter mais acesso a sangue, não que seja um ato de bondade, apenas para preservar a identidade dos vampiros. Num dos encontros que teve com Thalia e Vicent, ambos comentaram sobre a escola e o vampiro puro recomendou ao rapaz para que entrasse na escola, pois ele havia ensinado a Kay apenas o necessário de um vampiro antigo, e que agora ele precisava aprender como se comportar na atualidade ou poderia se arriscar.

♤ Gostos
Livros de todos os gêneros.

Comidas avermelhadas, frutas em geral como maçã e morango já que são as frutas que não desagradam o paladar vampiro.

Viver em Luxo.

Ser elogiado.

Medicina

♤ Desgostos
Pessoas muito ignorantes ou grosseiras

Sangue de animais (Ele geralmente bebe quando está com necessidade)

Que lhe peçam para tirar a faixa

De questionamentos idiotas

Do Sol.

♤ Sexualidade
Bissexual. Sua atração é geralmente por mulheres jovens e bonitas, ou seja, suas presas. Mas já teve algumas vezes em que Kay se atraiu por jovens garotos de bela aparência.

♤Curiosidades do personagem
Sua maior curiosidade é claramente a tatuagem na testa. Já está explicado em sua descrição de aparência, então não irei repeti-la novamente.

♤Música que o define
Strut - Adam Lambert


♤Medo/fobias
Lugares muito abafados ou escuros.

♤ Par
(x) Autor escolhe
( ) Leitor Escolhe

♤ Algo a mais ?
♤ Personalidade
O Vampiro possui um comportamento nobre e elegante, casualmente ele é uma pessoa muito educada e simpática e claramente encantadora; agradando a qualquer um. Sempre com seus perfeccionismo fazendo cada coisa por mais mínima que seja com muita responsabilidade e cuidado. É uma pessoa extremamente inteligente e dedicada e com uma pontualidade sem igual. É um estrategista, pensa sempre duas vezes antes de falar e de sua bica só sairá palavras inteligentes, ele é alguém que se preocupa com a sua elegância e faz de tudo para não perdê-la, um exemplo disso é o seu vocabulário maravilhoso com palavras desconhecidas... Mas ele também tem seus defeitos.

Kay é alguém bastante ambicioso e gosta de viver confortavelmente no luxo e tendo, ás vezes, algumas atitudes egoístas e inesperadas, está sempre buscando o melhor apenas para si mesmo e não é de ajudar muito com compromissos de outras pessoas, pois em sua cabeça isso não é problema dele e pode-se dizer que ele está realmente certo. É uma pessoa bastante manipuladora, trabalhada na arte de enganar inocentes e etc... sempre com arrogância indireta sendo que seus dois pecados capitais são sua ganância e orgulho.

Quando retirada sua faixa Kay tende a perder parte de sua calma, quando ele é obrigado a fazer isso ele procura conta de Zero à Cem para se conter, sempre bebendo bastante água e se afastando ao máximo das pessoas. Enquanto ele não estiver batalhando ou se alimentando do sangue de alguma mulher, pode-se considerar o local 50% seguro mas não se aproxime ou use palavras de baixo calão com Kay. Kay nunca precisou tirar sua faixa para batalhar, pois ele evita isso até porque nenhum dos seus oponentes desde o selo da tatuagem nunca foram tão fortes a ponto dele ter essa necessidade. Mas ao seu comportamento ele conclui se descrevendo como alguém que cometeria até mesmo canibalismo e que nem um exorcismo poderia pará-lo.


Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...