~Isacornio

Isacornio
Bell
Nome: Isabella Cassiano
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Sumare, São Paulo, Brasil
Aniversário: 14 de Março
Idade: 20
Cadastro:

Last of Us


Postado

Last of Us


Nome & Sobrenome

Raymond "Ray" Theodorer Lewis

Idade
60

Aparência



Raymond estava na idade para ser chamado de "vovô", mas sua aparência não cedia a ninguém chama-lo dessa maneira.
Era um senhor saudável, com incríveis músculos para a idade. Por vários pontos de sua pele clara, era possivel ver cicatrízes. Seu cabelo, apesar da idade, ainda não estava grisalho, apenas alguns fios do branco eram perceptiveis, mas a maior parte einda esbanjava de um loiro escuro e eram compridos, junto com uma barba levemente grande, essa já quase toda branca. Além de seus 1,85 de altura.


Famoso(a) que interpreta
Jeff Bridges

Personalidade
Ray é um homem de personalidade forte, era confiante em si mesmo e sabia que era capaz de fazer muita coisa, raramente dúvidava de si mesmo, isso acontecia apenas quando estava em momentos piscicológicamente instaveis.
Um ótimo estrategista e possui um pensamento rápido, onde sempre o tirou de muita enrrascada. Em momentos de desespero, sempre conseguia pensar em algo para contornar a situação.
Era corajoso, sempre encarava situações dificeis de frente. Sempre tomava a frente quando algo o incomodava, seja situações ou atitudes de outras pessoas, expressava sua opinião ou falava cara a cara com a pessoa que o incomodava.
Mas também odiava ver pessoas se lamentando, sabia que todo ser humano era capaz de algo, então ajudava essa pessoa a achar habilidades na qual poderia ser capaz de se desenvolver.
Possuia um tom de lidernaça, não era exatamente culpa dele, era um lider no exército, viveu por anos tendo que mandar nos recrutas, isso acabou se fundindo a sua personalidade. Isso acabava gerando desavenças com muitas pessoas.
Não gosta de dizer coisas que acabaria deixando outras pessoas nervosas, sempre usava a frase "Está tudo bem, o resgate chegará em breve" no exército, quando um amigo estava morrendo, mesmo sabendo que aquilo era mentira. Era uma forma de proteger outras pessoas, não era todas que possuiam alto controle. Porém, algumas pessoas se sentiam ofendidas, era como se ele estivesse mentindo.
Era um senhor que gostava de se manter em forma, sempre estava se exercitando, caminhando ou praticando lutas. Não era porque já passara dos 50 anos que era obrigado a ir em um asilo e jogar damas com outros idosos.
Podia ser sarcástico com pessoas ignorantes, estupidas e dramaticas, além de rude algumas vezes. Essas três personalidades de pessoas eram o tipo que ele realmente não suportava.
Pessoas com atitudes inconsequente era o ápice para Ray se zangar. Era como o fim da picada, Ray acha que antes de tomar alguma atitude, se você está em um meio social, deve conversar com todos e chegar em uma conclusão juntos.
Apesar de toda a pinta de durão e o tão conhecido "Ex. General Lewis", Ray gostava de contar sobre seu passado para as pessoas, conseguia ser divertido e engraçado. Suas piadas não eram das melhores, mas conseguia fazer uma conversa ficar descontraida para distrair a cabeça da pessoas e as trazer para algo mais aconchegante.

Passado
Ray é um veterano de guerra. Atualmente aposentado e morando em um bairro tranquilo do Kansas.
Dedicou 25 anos de sua vida ao Estados Unidos, se tornando um grande soldado, em sua época de atividade chegou a uma das patentes mais importantes, era um general realmente respeitado dentro do complexo.
Durante 25 anos, Ray sofreu muito, com guerras e treino pesado. Além de viver avulso do resto do mundo. Já matara muitas pessoas, todos os dias ele lembrava dos rostos e pedia perdão.
Aos 53 anos, resolveu deixar o exército para finalmente poder descansar e passar mais tempo com sua filha, Alex. Porém logo a menina já se despreendeu dos braços do pai para realizar o sonho de fzer faculdade em Miami, onde se tornaria uma cineatra de sucesso, como dizia.
Ray passou cinco anos morando sozinho, já que não era casado. Arranjou um emprego de meio período em um museu da região, apenas para distrair a cabeça.
Era um dia comum de excursão escolar no museu, quando gritos puderam ser ouvidos por Ray.


Profissão antes do Apocalipse
Guia no Museus da Aviação do Kansas.

Onde estava e com quem quando o Apc começou?
Estava trabalhando no Museu, era dia de excursões escolares, Ray estava responsável pelas crianças e professores.

Família



Nome: Alex Leonor Lewis
Idade: 25
Parentesco: Filha
Relação: Eram muito apegados um ao outro. Como Ray vivia no exército, sempre que tinha folga ou férias ia visitar a filha. O pai fazia de tudo pela menina, que cresceu sobre a criação dos avós paternos. Quando tinha esse tempo queria ser o pai que ela merecia ter, por ser tão "horrível" por deixa-la tanto tempo a sós.
Melhor e pior lembrança: A melhor lembrança ocorreu no aniversário de 15 anos de Alex, a festa estava cheia, todos se divertiam. Menos a menina. Mais cedo, Ray havia ligado dizendo que seria impossivel ele chegar a tempo para a valsa. Alex se sentiu traida, até o pai chegar segundos depois, como uma surpresa.
A piorocorreu quando os avós de Alex e pais de Ray faleceram. A menina teve que ir morar com a mãe, na qual não havia afinidade. Alex implorou para o pai durante muito tempo para ele voltar do exército e ficar com ela, mas infelizmente Ray não pode atender as súplicas da filha.
Vivo, morto ou desaparecido?: Desaparecida.

Vícios, Medos, Fobias, Traumas, Manias
Seus vicios são cigarros, chocolate e praticar esportes.
Possui um terrivel medo de não conseguir encontrar Alex.
Fonofobia, medo de barulho altos, como sirenes, bombas, trovões (Desenvolveu por razão das bombas durante guerras).
Sofre de transtorno de estresse pós-traumatico, após passar tanto tempo no exército e vivenciar experiências terriveis, desenvolveu o trauma. eus sonos são sempre agonizantes, com pesadelos que sempre remetem a essa época de sua vida. Por essa razão, não gosta de dormir, mas quando dorme, são ao máximo 5 horas.
Sua maior mania é passar a mão pelas cicatrizes do braço, mexer no cabelo e fumar quando entediado.

Qual a possibilidade em trair o grupo?
Praticamente nula, ele viveu anos para proteger seu país e não seria em um apocalipse que desistiria de seus príncipios.

Qual a possibilidade em deixar quem ama para trás?
Na guerra existia uma regra, se houvesse um soldado ferido próximo de você e o tempo de fuga fosse grande, leve o soldado. Porém, se não houver esse tempo, preze sua vida.
Ele só deixaria a pessoa se ela estivesse machucada e não houvesse alternativas se não deixa-la. Ou seriam dois mortos. Mas deixar alguém que ama para trás sem motivos, nunca seria sua escolha (Isso não se aplica a Alex).

Qual a possibilidade em matar quem mais ama para se proteger?
Apenas se essa pessoa estiver infectada. Em qualquer outra ocasião, não seria capaz.

Qual a primeira coisa que fará quando descobrir que o Apocalipse Zumbi começou?
Tentar ligar para Alex ao mesmo tempo que tenta proteger as crianças no Museu. Alex não atende nenhuma das chamadas.

Liste, APENAS, 5 coisas que colocaria na sua mochila de fuga
1 - Comida enlatada
2 - Garrafa d'água
3 - Medicamentos
4 - Duas machadinhas
5 - Mapa

Liste as 3 principais habilidades do seu personagem
1 - Técnicas em sobrevivência primitivas
2 - Sabe manejar um bom número de armas
3 - Um ótimo estrategista

Qual os melhores lugares para se esconder?
De preferência locais altos, como torres de rádio. Ou um local mais afastado, como casas de fazenda.

Dá preferência para armas de fogo ou brancas?
Sabe usar os dois tipo de arma, mas sua preferência são pelas brancas, onde não possui barulho, são mais práticas e duradouras, sem ter que se preocupar com balas.

Gostaria de par romântico?
Não

Prefere andar em grupo ou sozinho(a)? Por quê?
Tem preferência em andar sozinho. Acha que locomove mais rápido, sem ter que se preocupar com ninguém. Porém, não consegue ver pessoas precisando de ajuda e não ficar junto delas caso algo aconteça.

Até que ponto iria para salvar o seu grupo?
Se usaria como distração para os outros fugirem, mas faria de tudo para mão morrer, pois tinha que encontrar Alex.

Você concordaria em escrever seus sentimentos num diário?
Sim, Ray precisava "desabafar" sobre seus sentimentos e traumas exprimidos dentro de seu inconsciente.

O que faria se visse alguém que ama morrer na sua frente por causa de um infectado?
Teria um choque repentino, estava casado de ver seus amigos morrerem. Então seu cérebro voltaria para época de guerra e flashes passariam diante de seus olhos. Após o torpor, seu sangue ferveria e ele mataria o infectado com todo o ódio que tinha. Depois, ficaria abalado com o acontecido, mas isso seria um motivo para querer sobreviver ainda mais, por essas pessoas que morreram dessa forma.

Algo mais?
- Ray possui um arco e flecha, onde sabe manejar muito bem. Essa seria a arma usada durante o apocalipse.
- Sua maior gana é encontrar Alex.
- Tem alergia a nozes e amendoins.

Está ciente de que seu personagem pode vir a morrer, mas, você poderá fazer um novo, caso seja um leitor ativo?
Claro, estou ciente disso.


Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...