~Isacornio

Isacornio
Bell
Nome: Isabella Cassiano
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Sumare, São Paulo, Brasil
Aniversário: 14 de Março
Idade: 20
Cadastro:

Projeto C.


Postado

Projeto C.


Nome
Oscar Vincent Bang

Codnome
Soulless
No Galego queria dizer "Sem sentimentos", já no Inglês "Desumano".

Idade
26 | 31 de Março de 1990 | Áries

Aparência


Oscar é um rapaz alto com 1, 80. Seu corpo era saudável, sem músculos, com ombros largos. Possuía várias tatuagens em todo o braço e outras espalhadas pelo corpo. Suas características eram orientais, Sul coreanas para ser exato. Atualmente havia raspado o cabelo, mas as mechas já davam sinal de que estavam crescendo novamente. Raramente sorria.


Personalidade

Oscar vamos se dizer que era o cara sarcástico e pouco maleável. Não se importava muito com as pessoas ao seu redor, era alguém complicado para ter amizades. Simplesmente não se importava com o que os outros pensavam ou falavam sobre ele. Rude, insensível, assistemático, despreocupado, imprudente... Eram palavras comuns que ele costumava ouvir da boca de outras pessoas.
Era aquele que ninguém queria por perto. Por também ele mesmo se manter em certa distância. A maioria das pessoas o irritava. Conversas o irritava. Falsidade o irritava. Pessoas mentirosas o irritava.
Era sempre sincero, não importava a ocasião, sempre iria dizer o que pensava. Odiava ter que mentir ou ocultar alguma verdade. Ele podia ser tudo de ruim, mas nunca um mentiroso.
Oscar era um cara complicado com seus sentimentos, guardava muitos deles para si mesmo, as vezes acumulava tanto que se sentia sufocado.
Sempre foi muito na dele, quando no mesmo ambiente que ele estava começava a se transformar em hostil, se levantava e saia do local. Porém, se fosse uma briga direta a ele, não deixaria passar. Encarava a pessoa de frente e sempre a provocava. Nesses casos ele procurava nunca entrar em uma briga corpo a corpo, se isso acontecesse, estava sempre de luvas, por causa de seu poder.
Raramente abaixava a cabeça diante as dificuldades, também esbanjava coragem quando necessário, sempre que uma questão era colocada a um grupo, ele era o primeiro a responder ou se voluntariar, gostava de novas experiências, então sempre estava envolvido nos projetos que apareciam. Além de ter uma mente estratégica e conseguir arranjar soluções para problemas mais complicados.
Algumas pessoas já disseram diretamente a ele que tinham receio de se aproximar, por todas as vezes que se olhava fixamente para seu corpo, era possível ver uma aura escura tremeluzindo ao redor, muitas outras se diziam tristes ou sonolentas perto de Oscar. Ele não tinha pedido o poder que tinha, talvez ele tenha se tornado amargo por causa da própria natureza de seu poder afastar as pessoas de si.
Apesar de sombrio era um cara que gostava da natureza, mas infelizmente não podia ficar muito tempo próxima a ela, as plantas sempre morriam. Os animais enfraqueciam. Então Oscar preferia apenas observar através de uma janela ou de algum aparelho tecnológico.
As pessoas sabiam que Oscar era complicado e possuía diversos defeitos, mas não existia pessoa melhor que ele para dar conselhos ou ajudar alguém em suas dificuldades. Se o pegassem em dias tranquilos, ele provavelmente seria um cara legal e ajudaria. No entanto, se estivesse tendo um dia ruim, não era bom nem mesmo pronunciar seu nome. Diziam que seus olhos faiscavam quando estava irritado.
Muitas vezes tinha raiva de si mesmo, por ter algo tão destruidor dentro de si, o impossibilitando de diversas coisas da vida. Como andar em um parque, nadar, abraçar alguém ou até mesmo namorar. Um simples toque e as pessoas se machucariam. Eram raras as pessoas que tinham coragem de ter contato físico com ele, Oscar mesmo só permitia quando estava devidamente vestido, para não ter problemas.
Mas quando tinha certeza que poderia usar seu poder sem se preocupar, fazia bom uso do mesmo. O pior era quando Oscar borbulhava de ódio, seus sentidos se esvaiam, ele não escutava, não via, seu poder tomava conta de seu corpo. Era perigoso as pessoas encostarem nele, mas se não o parassem era capaz de matar muitos, apenas os mutantes com poderes da mente eram capazes de controla-lo em momentos assim.

Poderes

Aura da infertilidade
AQUI.

Mutação que corresponde a uma aura capaz de desvanecer a vida e sugar a vitalidade de seres vivos ao seu redor.

Armamento

Uma Chain Whip



História

Oscar nasceu em Bristol, Inglaterra. Sua família não era rica, mas estava entre os mais bem de vida da cidade na época. Sua mãe, ShinHye, uma coreana que ganhava a vida a anos na Inglaterra, como professora de Matemática em uma escola da cidade. Era uma mulher doce que estava disposta a ajudar qualquer pessoa necessitada. Era capaz até mesmo de colocar um desabrigado dentro de sua casa.
Já seu pai, Harry, era banqueiro. Um homem rude, rígido e autoritário. Um homem complicado aos olhos da família. Pouco amoroso.
Oscar era um garoto sorridente, feliz e amigável. Amava brincar com seu irmão e com as outras crianças da vizinhança. Sempre ajudava a mãe em tudo que precisasse e não reclamava. Era um amor de criança.
Até o momento que tudo começou a sair dos trilhos.
Quando o menino estava com seus 5 anos, Harry decidiu ensinar seus filhos seu hobbie preferido, jardinagem. Para ele não havia coisa melhor do que passar seus gostos para os filhos. Por uma semana, os dois meninos ficaram dentro da estufa aprendendo tudo que o pai tinha a explicar. Essa semana foi tempo suficiente para o poder de Oscar se manifestar, todas as plantas de Harry estavam murchas ou secas. Sem vida.
Harry nunca se sentiu tão furioso em sua vida, colocou toda a culpa nos filhos, a partir daquele dia, o pai nunca mais foi o mesmo. Se tornara agressivo, sempre dizia que odiava seus filhos e que eles não serviam para nada. Além de sempre bater nas criança por qualquer coisa. Isso enfraqueceu ainda mais a relação de pai e filhos.
Aos 7 anos, Oscar ganhou o primeiro cachorro, um poddle pequeno, Bobby. Em três meses, o cachorro veio a falecer.
Ganhou um segundo cachorro, um beaggle, Suzy. Ela morreu depois de seis meses.
O terceiro veio em seguida, já que as crianças estavam tristes e essa foi a única solução. Que no fim também acabou morrendo.
Dentro de 2 anos, foram nove cachorros que passaram na família, mas nenhum deles sobreviveu. Já haviam desistido.
Conforme os anos iam passando, Harry se tornava ainda mais agressivo. Além de bater nos filhos, batia na própria esposa. Isaac e Oscar sempre socorriam a mãe e imploravam para ela se separar do pai abusivo. Mas a mulher sentia tanto medo que nunca o fazia.
Então Oscar foi mudando sua personalidade, se tornando em alguém amargo e se afastando das pessoas. As brigas de seus pais o assustavam, seu pai lhe causava calafrios. Então começou a se esconder em seu próprio mundo.
Foi na adolescência, com 16 anos que teve certeza que não era apenas uma pessoa comum. Era mais um dia de brigas na casa, ouvia os pais gritarem no andar de cima, algumas coisas se quebrando. Foi quando Oscar se irritou e subiu até onde o barulho se tornava insuportável, se colocou diante de sua mãe e encarou o pai de modo frio. Harry não gostou nada da atitude do filho, ameaçando bater em seu rosto, o menino apenas segurou o pulso do pai, no mesmo instante causando uma queimadura no local. Harry gritou e caiu no chão, fraco.
Quando acordou, Harry não se lembrava direito do ocorrido, Oscar e ShinHye não contaram a ele. A mãe escondeu o poder do filho a sete chaves, apenas os dois sabiam e assim ficaria.
ShinHye conhecia outros mutantes na cidade, ela sempre guardou segredo.
Houve o dia em que o Governo declarou guerra contra todos os diferentes. Todos morreriam ou seriam capturados. A primeira atitude de ShinHye foi abrigar todos os mutantes em sua casa, como era a casa mais afastada da cidade, supos que era um bom lugar para todos se esconderem. Não era verdade. Um dia o governo chegou. Matou todos. Todos os refugiados. ShinHye e Harry por abrigar aquela gente. Os únicos que sobraram foram os irmãos. Dois normais e Oscar que conseguiu fugir. Passou ao menos um ano perambulando, comendo restos, dormindo na chuva. Nesse tempo, desenvolveu muito de seu poder, sabia que ainda havia muito o que aprender, mas o que já dominava era o suficiente.
Um dia estava distraído, achando que sabendo um pouco de seu poder, já estaria completamente protegido. Mas o governo era esperto, usaram uma espécie de plástico para captura-lo, onde não precisariam ter contato com sua pele.
Após isso, acordou desorientado e descobriu que estava em um lugar completamente diferente.


Família

Bang ShinHye, 48 anos, Mãe.
Uma mulher muito amável, protetora e amiga. Estava sempre com os filhos, os amava profundamente. Assim sempre tivera uma relação muito forte com os três. Ajudava todos ao redor da melhor forma que podia, o que lhe custou a vida.

Harry Foster, 52 anos, Pai.
Simplesmente o maior medo da familia. Todos tinham medo de Harry, era agressivo e rude. Além de sempre arranjar desculpas para bater nos filhos e mais tarde na esposa. No final, mesmo não concordando em abrigar os mutantes em sua casa, também foi morto após o Governo invadir a casa.

Isaac Gabriel Foster, 22 anos na época | Era para estar com 30 agora, irmão.
Era o irmão responsável, desde criança fora assim. Ajudava a mãe nas tarefas de casa e sempre olhava os irmãos. Era engraçado, um dos poucos que Oscar tinha grande consideração.
Atualmente Oscar não sabia do paradeiro do irmão, não tinha noticias. Não sabia se estava vivo ou morto.

Mellany, 13 anos na época | Era para estar com 20 agora, irmã.
Oscar gostava de irritar a irmã, ela era do tipo que se irritava facilmente, assim fazia as provocações ficarem ainda mais divertidas para o menino.Apesar de ser menina, gostava de estar no meio dos garotos e brincar das brincadeiras deles. Ela era uma boa irmã, apesar de não serem tão próximo quanto Oscar e Isaac.
Atualmente Oscar não sabia do paradeiro da irmã, não tinha noticias. Não sabia se estava viva ou morta.

Gosta

Natureza | Sarcasmo | Música alta | Comidas apimentadas | Sol | Verão | Livros de terror | Carne de Peixe | Cinza e preto | Céu noturno | Comidas azedas | Vento | Confiança | Sorvete | Pessoas compreensivas | Perfume | Frutas

Não Gosta

Pessoas abusivas | Neve | Inverno | Sopa | Pessoas muito extrovertidas | Cobras | Pesadelos | Café | Ter que seguir regras | Falar sobre seu pai | Mentiras | Tempestades | Frituras | Comemorar seu aniversário | Se sentir ameaçado

Relação com o Governo

Odeia o governo e demonstra isso sempre. Não ia dar um de pacifico, mesmo sendo mais difícil. Fora o governo que dera inicio a essa caça descontrolada aos mutantes, matando milhares e ainda forçando outros a viverem presos e isolados. Como animais. Oscar não via humanidade em ninguém do governo, eles eram os verdadeiros monstros. Os incontroláveis.

Onde estava durante a Guerra?

Em sua casa em Bistrol, junto a sua família e todos os mutantes que sua mãe fez questão de proteger.

Opinião sobre a atualidade

Atualmente só sente pena do que o mundo se tornou, repleto do mais puro ódio e preconceito. Tentara entender diversas vezes a cabeça dos "normais", porém nunca chegou a algo sólido. Eles faziam guerras para o próprio ego. Oscar não entendia isso de "Para haver paz de um lado, precisamos devastar o outro". Sempre um dos lados iria ruir, a corda arrebentaria do lado mais fraco e menos aceitado na sociedade, no caso foi o lado dos mutantes. Oscar tinha o pensamento de quando a população finalmente iria aceitar os mutantes.

Medo
Fogo | Lugares altos
Fobias
Ombrofobia - Medo de tempestades com raios e trovões
Trauma
Harry - Sempre que se lembrava de Harry seu corpo começava a tremer e suar frio

Irá querer par?

Não

Sexualidade

Bissexual

Relação com

Companheiros do Projeto C.

Era fechado. Raramente procurava se envolver com o grupo. A única vez que o viam interagir era quando se voluntariava a algo.
Era um tanto desinteressado as pessoas ao seu redor. Ainda mais com sua personalidade complicada as pessoas não procuravam chegar muito perto de Oscar também.
Os raros amigos que ele possuía sabiam como conversar consigo, no fundo ele era um cara legal. Era um ótimo conselheiro para todos ali dentro.

Inimigos
Ignorar é sempre o primeiro passo. Caso o comecem a provocar, se torna frio e usa palavras ácidas e sarcásticas contra o inimigo, prefere terminar um mal entendido na hora, apenas com palavras. Uma briga corpo a corpo é sempre sua ultima opção, evita o máximo chegar tão longe.

Midia
Oscar realmente não liga para o que terceiros dizem ou pensam sobre ele, a midia estava incluída nisso. Poderiam at´mesmo fazer perguntas ofensivas e pessoais, ele apenas ignorava ou respondia com frases curtas e com pouco interesse.

Estilo de Roupa

Gostava de se sentir estiloso, aplicando o preto em praticamente todos os looks e usando casacos para tampar sua pele

X | X | X | X | X

Uniforme

X

Obedece Ordens sem discutir?

Oscar odiava ter que ser "submisso" a alguém, então sempre fazia alvoroço e se recusava a fazer muita coisa.
Tinha um senso crítico muito aguçado o que sempre lhe proporcionava bons julgamentos e argumentos, deixando até mesmo os superiores pensativos. Não aceitava uma imposição de qualquer lado sem antes questionar e ter suas perguntas respondidas.

Requisitos para alguém ganhar sua confiança

Cumprir suas promessas | Admitir erros | Falar a verdade | Sinceridade

Requisitos para alguém perder a sua confiança

Mentir | Usar outras pessoas para se beneficiar | Seja agressivo sem motivos aparentes | Egoísmo | Traição


Eu declaro meu personagem como propriedade de AngusBlack (X)


Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...