~RedLips

RedLips
Paula
Nome: Paula Sofia
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Indisponivel
Aniversário: 5 de Maio
Idade: 16
Cadastro:

Ainda


Postado

Ainda

Eu ainda lembro de como nos conhecemos. Não lembro exatamente como começamos a conversar, mas sei que te vi e pensei "esse cara parece ser legal". Também não lembro quem puxou assunto primeiro, só sei que fiquei bem ansiosa.
Foi algo que, juro, não consegui pensar que poderia levar em algo a mais. Mas levou.
Quando começamos a ficar mais próximos, das pequenas vezes em que você fez com que eu ficasse triste, mesmo que por coisas supérfluas, mas que faziam a diferença pra mim... Todas essas lembranças ainda estão guardadas comigo, e eu nunca contei tudo sobre nós para ninguém. Gosto de só eu ter a minha visão sobre o que tivemos.
Mesmo assim eu não consegui me afastar de você, você é maravilhoso demais para que alguém simplesmente se afaste. Bem, eu deveria ter me afastado, porque você se afastou.
Você tentava me poupar de algo? Não precisava, eu gostava de você, eu te amei, eu tentaria te ajudar mesmo com todos os empecilhos.
Tenho medo de falar que te amei. Você foi o primeiro que fez eu dizer essas palavras com tanta convicção e isso me assusta, todas as circunstâncias da nossa relação me assustam quando eu digo isso.
Quando eu falo de você, ou apenas penso em você, só me vêm elogios na cabeça. E isso porque nem nos conhecemos tanto assim.
Você foi um caos, um pequeno furacão que passou por aqui e deixou tudo bagunçado. Só que eu gosto de bagunça. Você se deixou levar por toda aquela cor cinza que circundava e eu fiquei tentando não deixar que isso ocorresse, e você me fez acreditar por alguns segundos que eu estava conseguindo.
Você também foi azul, os seus momentos alegres e quando você tentava me conhecer melhor, ah, eles também me marcaram e fizeram tudo valer a pena.
Talvez seu problema tenha sido fugir, se afastar, e eu não te culpo. Eu só não queria que você tivesse fugido de mim.
Tudo na minha cabeça é uma grande confusão, e eu me sinto tão impotente por não conseguir tirar você da minha cabeça.
Você me mudou, mesmo que pouco, mas mudou. Deixou uma marcar que não quer sair, que ainda dói, mas que eu também, no fundo, não quero me livrar.
Todos os dias, todos mesmo, eu penso que você pode aparecer de alguma forma, ou que algum dos seus amigos possam vir e me falar de você. Mas isso não acontece, e eu fico aqui me remoendo e lutando contra tudo o que eu senti e venho sentindo, contra toda essa confusão que está acontecendo aqui dentro de mim.
Espero que você esteja bem, que esteja feliz, que tenha encontrado a felicidade, alguém que possa te abraçar e te fazer sentir que nenhum problema é grande o bastante para ser passado sozinho.
Eu vou ficar bem, um dia toda essa confusão irá se acalmar e eu irei apenas aprender com tudo o que passamos. Não ficarei mais aqui esperando qualquer notícia sua, qualquer sinal seu. Eu apenas seguirei em frente.

Escutando: Tenerife Sea
Assistindo: Minhas lagrimas querendo cair
Jogando: Contra essas lágrimas para que elas não caiam

Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...