~bjevanxx

bjevanxx
B.J. Evanxx
Nome: B.J. Evanxx
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: São Paulo, São Paulo, Brasil
Aniversário: 14 de Novembro
Idade: 24
Cadastro:

Drama: meu crush tem namorada


Postado

Drama: meu crush tem namorada

Olhe bem para a foto, caso você seja Hooligan e esteja roendo as unhas, se mordendo de ciúme ou com muita dor de cotovelo (como eu estou, por exemplo). Dói né? Dói muito. De zero a cem, dói pra caralho. Talvez cem, talvez menos do que a gente possa somar ou ter ciência da porcentagem exata. Só dói. Dói porque, de repente, todas as suas fantasias, aquele mundo imaginário reservado somente para você e que, talvez, um dia você possa compartilhar com o crush. Mas, como tudo na vida: nada é do jeito que queremos. Infelizmente. Ou não.
Mas, calma! Não há motivo para pânico e eu vou explicar bem o motivo disso.
Quem me dera poder namorar os meus ídolos, quem me dera ser amiga dos meus ídolos, quem me dera conhece-los ou fazê-los com que me conheçam... Quem me dera! Mas, enquanto isso, eu vou sonhando, sonhando e sonhando. É o que nós fazemos de melhor, né não? E por que sentimos tanto ódio quando o que queremos tanto, não se realiza? É culpa nossa ou do destino?
Acredito que não seja de nenhum dos dois. As coisas acontecem do jeito que têm que acontecer. E que jeito? “Ah, mas eu não acredito em Deus”. Isso, agora, não tem NADA A VER COM RELIGIÃO, OU FÉ, OU QUALQUER OUTRA COISA SEMELHANTE. Isso tem a ver com bom senso.
No jornal anterior, postei algo que se refere a dureza do amadurecimento, que requer muito, mas muito jogo de cintura. Dentre eles, a superação de um “não” alheio. E volto a falar: se mal conseguimos nos controlar, imagina controlar outra pessoa? Outro mundo? Nada nessa vida é concreto. E não adianta ir lá, fazer mapa astral, combinação de signos e que seja (eu faço isso, me julguem u.u). Quando é para acontecer, simplesmente acontece. Não vai ser você forçando uma situação, mudando o seu jeito de ser ou perseguindo tal pessoa — fazendo com que ela se sinta mal —, que vai dar certo. Não adianta. Nos encantamos, muitas vezes, pelo superficial. Nós nem conhecemos o outro mundo, por que colocamos tantas expectativas assim? Por que sofremos por algo inexplicável? Será que essa geração é dos sonhos ou da ilusão?
Já pararam para pensar? E se, de repente, todos os seus sonhos, até agora, foram sustentados por uma ilusão que a indústria inventou com o intuito de apenas “vender”? Não, não estou falando que você NUNCA vá realizar sonho algum, mas sim, estou dizendo que, antes de você pensar que há algo de errado contigo, ou com as suas condições — tanto financeiras, quanto emocionais ou físicas, whatever —, pare e pense: até onde vale a pena eu parar a minha vida, odiar alguém por ter conseguido o que eu desejei? Isso vai me levar a algum lugar?
A resposta correta é: não!
Não estou aqui para dar lição de moral a ninguém, pois, assim como vocês, também tenho MUITO o que aprender. No entanto, a quantidade de adolescentes e pré-adolescentes — e até mesmo adultos — parando suas vidas por maluquices, é constrangedor e assustador. Começando pela perseguição às namoradas dos nossos ídolos, como Jessica Caban, por exemplo. Ou a ex-namorada de Justin Bieber, Selena Gomez. Ou as trocentas de outras sortudas que conseguem namorá-los. Elas não são biscas (ou talvez sejam, mas não sabemos), vagabundas, putas, vadias, prostitutas, ou estão apenas interessadas na fama e no dinheiro. Podem até estar, mas não sabemos.
Como eu disse: não sabemos o que se passa entre eles, então, por que devemos nos desesperar? Tudo isso é medo... Medo de que mesmo? Perder aquilo que nunca foi seu? Só porque o acha espetacular, quer dizer que... É, eu ainda não entendi, assim como você também não está entendendo o motivo do seu ódio. Ou do ódio que nutriu durante esse tempo todo. É vergonhoso isso. Se você já fez parte daquele grupo que pratica bullying na escola, na tentativa de deprimir alguém para se sentir melhor: sinta-se muito envergonhado. Ou, se, por ventura, você praticou cyberbullying... Pior ainda. Na verdade, não sei dizer o que é pior. Mas ainda assim, é algo doentio e que PRECISA PARAR.
Nosso papel de fã é apoiar, independentemente do que aconteça. Apoiar, suportar, admirar. Nossas mães, avós, bisavós têm ídolos e sabem de toda essa fantasia que se passa em nossa cabeça. Assim como nossos filhos também saberão, ou nossos netos, bisnetos e, assim, sucessivamente.
Agora, voltando ao assunto principal sobre o drama do crush ter namorada... Nada é para sempre: tudo na vida tem começo, meio e fim. Custa você saber até onde é capaz de esperar ou seguir o seu caminho.
Ah, mas amanhã eu posso não gostar dele da mesma forma...” Paciência. Assim como ele e a namorada tiveram o momento de trocar experiências e somar sentimentos, você também teve o seu, porém não concedido. Nós estamos em constantes aprendizados e amadurecimento. Não sustentamos a mesma ideia para sempre, os mesmos gostos, os mesmos pensamentos, nem mesmo os mesmos amigos... Quanto mais amar uma só pessoa para sempre. E vem cá, se não for com ele, será com outro muito melhor.
Então, nada de sentar e esperar. Apenas levante-se e vá viver. Mas nunca, nunca, nunca esqueça daquela frase para a vida:
Viva e deixe viver.

Escutando: Toni Braxton - Spanish guitar
Lendo: Comentários babacas no Twitter

Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...