Ficha para a fanfic: As Deusas


Postado



nome:
Sayuri Iochigo


idade:
17 anos
aparencia :



☯Sayuri seus cabelos eram curtos ate um pouco acima do ombro,fios ondulados e lisos ao mesmo tempo,fazendo que as pontas do seu cabelo se curvasse para dentro,seus cabelos tinha uma cloração variada,entre os vários tons de azul e roxo com uns leves mesclado de branco,cada fios dos seu cabelo tinha 3 cores diferentes em um único fio,parecia que seu cabelo era feito de várias constelações,sua franja fica caida em cima do olho direito por isso esta sempre repartida no meio,e a parte esquerda de sua franja fica atrás de sua orelha e a parte direita fica solta suas sombrancelhas são bem feitinhas e retinhas,os traços de seus olhos são grandes deixando seus olhos ainda mais bonitos,seus olhos era em um azul profundo e intenso e parecia ser feito de uma nebulosa,por causas dos leves pontinhos brancos que davam a impressão de ser varias estrelas presas a uma massa cosmica azul,lábios carnudos porem nada grosseiros,pálidos por natureza porem sempre seus lábios estão pintados de rosa bem clarinho,ela tem um dom para maquiagem,mas tirando os dias em que ela não sai para ir a algum lugar ,ela evita usar maquiagem,já que seus olhos são bem delineados naturalmente,parece ate que ela usa lápis ou coisa do tipo,seus cílios são volumosos e curvados,sua pele é bem alva,sua pele era tão pálida quanto a neve seu nariz tinha a pontinha vermelha,que se espalhava pela maçã do seu rosto,com umas pintinhas levemente branca,não era branca mas também não era escura,ela ,e fica bem evidente quando esta corada,sua pele é suave como porcelana,e perfumada com o mais suave e marcante dos perfumes,seu corpo é muito bonito e bem escupido,seios fartos e firmes,barriga sequinha cintura fina e quadril largo,bumbum empinado e durinho,e suas coxas são fartas e firmes,ela tem 1,59 de altura e baixinha e levinha pesando 50kg apenas,sua voz é baixinha por causa dos seus pulmões não drenarem a quantidade normal de ar,ela não consegue falar alto sem ficar cansada,mas a sua voz é fácil de se ouvir,e bem clara,seu corpo é fraco,ela não consegue andar ou correr longas distancias,que lê falta ar,ela de modo algum pode fazer o esforço extremo,mas ela não conta para ninguém.





personalidade:
☯Sayuri é uma pessoa sensivel...ate de mais,ela é da quelas que toma as dores da pessoa sabe? ela é uma pessoa muito doce,gentil e delicada,não consegue guardar rancor de ninguém,mas não é dessas de chamar atenção,ela gosta de ser abraçada,não consegue ser grossa com ninguém,mesmo que tente,quando alguém briga com ela,ela apenas abaixa a cabeça,com a educação que recebeu de sua mãe(na historia ira entender) ela é o mais delicada que consegue,na hora de falar,na maneira de agir,é uma flor,muito cuidadosa com suas coisa,tem mania de simetria,tudo tem que estar no seu devido lugar,ela é competitiva sim em bora não tente demonstrar isso a ninguém,ela não gosta de ser deixada em segundo plano,Sayuri não é de falar muito,por ser tímida,mas fala muito bem se preciso,ela uma vez ou outra acaba sedendo um pouco e gagueja mas é bem raramente,Sayuri sorri para todos a sua volta,ela não é desastrada,porem destraida isso faz com que ela acabe sendo desastrada,mas se deixar ela equilibrando um ovo de pé na cabeça e um no palido de churrrasco ela não deixa cair,consegue ser concentrada,ate de mais,Sayuri é muito educada,parece uma princesa,porem muito longe,ela quer ser a Geisha perfeita,mas não pode evitar que dentro de sua casa seja um pouco desastrada ao ponto de tropeçar em seus proprios pés,Sayuri é muito fraca,é com muito esforço que ela levanta uma xícara cheia de chá sem deixar cair,ela não gosta de ser fraca,faz o que for preciso para parecer forte,e consegue,ela não da conta de comer um pouquinho,de fato ela é igual a Magali,quanto mais come mais ta com fome,consegue ser engraçada,ela gosta de fazer as pessoas rirem,não gosta de ver ninguém triste,ela é uma pessoa meio apagada na sociedade,é raramente que consegue uma amizade por ser tímida,mas não pense que ela é ingenua,inocente ate pode ser mais ingenua não,ninguém pode brincar com a bondade dela,ela sabe direitinho quem são as boas e as má pessoas,para ela brincar com seus sentimentos é a pior coisa que tem,mas não pode evitar,de uma maneira ou outra sua bondade e inocencia acaba sendo um fardo para ela,ela realmente é uma artista,atriz,cantora dançarina,poetisa,e desenhista,ninguém gosta de uma mulher que não seja talentosa,e talento ela tem de sobra!
é fácil fazer amizade com ela,ela não consegue guardar rancor de ninguém,mas ela perdoou uma vez,e se fizer de nova ela perdoa também,mas já na terceira vez,esquece que ela existe,não vai te tratar ruim e nem ser ruim com você mas não ira confiar do mesmo jeito que antes

historia:
Sayuri nasceu com um probleminha no pulmão,nada grave,ele só não conseguia absorver todo ar que ela respirava,com isso ela é bem fraquinha,não podendo correr muito,nem andar longas distancia,e ela nunca gostou disso,ela não podia brincar como suas irmãs,não era perfeita,queria ser como as irmãs,ela passou a ser muito severa com ela mesma,ela sempre fora uma menina doce,cheia de carinho,gostava muito de ter atenção das pessoas,ela é um amorzinho,sua infância não foi das piores,na verdade foi sempre a melhor parte dela,sempre brincando porem não podia fazer esforço,ate que um dia ela resolveu testar seus limites e tentou subir em uma arvore muito grande,nem na metade ela havia chegado e já tava cansada,não agunetava o peso do seu próprio corpo,mas não ia desistir,fazendo um esforço do caramba ela chegou ao topo da arvore,se sentou em um galho grande e grosso e ficou ali,olhando tudo de cima,já estava no por do sol quando ela se levanta segurando em um outro galho,o sol se punha no horizonte,ela esticou a mão maravilhada com o sol dourado,ela estendeu sua mão direita tentando "tocar" na luz dele,ela ficou na pontinha do pé e se esticou e esticou,quando o sol se recolheu por inteiro que a lua apareceu,ela já não aguentava mais e sua mão por vontade própria soltou-se do galho e ela caiu,de baixo da luz da lua,ouve-se um grito agudo e em seguida uma gargalhada,era ela deitada na grama,nada havia quebrado os leves arranhões eram curado pela luz da lua e dos atros no céu,ela nem mesmo percebeu que estava machucada,se sentia tão bem a noite,parecia que ela não tinha problema nem um,no outro dia quando acordou,e contou pra todo mundo que ela era melhor amiga da lua,e a partir da ai,todas as noites Sayuri ia falar com alua,subia na mesma arvore todas as noites,ate que um dia a arvore foi cortada,ela ficou tão triste que ficou uma semana inteira sem sair do quarto.
quando finalmente superou,ela recebe a noticia de que não ia mais morar com sua mãe,o que a fez ficar mais triste e tentou se matar,mas foi salva pelas suas irmãs.
(desculpa sou péssima em historias)

relação com:
vampiro :
<<Shu Sakamaki>>
Não conversam muito, ele quase não levanta do sofa,mas é só ela organizar alguma coisa que ele vai e bagunça e é claro que ela chama atenção dele, e ele a chama de chata!


<<Laito Sakamaki>>
ela não gosta dele de jeito nem um,não gosta de quando ele a chama de Cadelinha do Kou,por ela sempre estar perto dele,ela fica muito vermelha e Kou fica se achando
ele ama ficar provocando vermelhidões em seu rosto,falando coisas que a deixa muito sem graça

<<Kanato Sakamaki>>
ela gosta dele,acha ele um fofo,já viu ele estérico,mas tirando isso ela fica de boas com ele,ele a trata como se fosse uma de suas bonecas,ela faz de tudo um pouco para não vê-lo irritado e esterico,mas não consegue evitar que ele fica assim,e quando isso acontece é pernas para que te quero!

<<Reiji Sakamaki>>
tenta sempre se comportar quando esta perto dele,parecer uma dama ajeitada,mas ele sempre chama a atenção dela por ser tão desajeitada,ele a acha delicada educada,mas não o bastante quer que ela seja perfeita! e isso causa medo nela,muito medo

<<Subaru Sakamaki>>
os dois não se odeia,mas ele odeia ela falar tão baixo,odeia o jeitinho delicado e gentil dela,acha ela fraca de mais,de todos na casa ela não tem medo de Subaru,apenas tenta não falar na frente dele,quando ele pergunta ela responde só mente sim e não,com a cabeça,e de vez em quando ela arrisca falar,mas sabe que Subaru detesta sua voz baixa
<<Ayato Sakamaki>>
tem medo nele,e ele se acha por isso,sempre que ela dorme de luz acesa,ele vai e desliga e fica fazendo barulhos na parede só para assuta-la,acha engraçado o jeito que ela se encole na cama e fica rezando
Ruki-
ela o acha muito misterioso e fechado,mas não nega ama a voz dele,a voz dele trasmite calma para ela,ela gosta de quando ele lê para ela,porem ele sempre fala um curto e grosso não! mas ele insiste tanto que ele acaba lendo,mas isso não quer dizer que ele seja gentil com ela,ele rude curto e grosso mas de um jeito sutil
" ta frio ai em cima" ela sempre fala isso,e deixa ele irritado,Yuma é tipo uma muralha para ela,ele assim como todos,acha que ela é boba,mas não é,os dois compartilha o mesmo gosto por jardinagens,chegam ate discutir no jeito que cada um cuida das plantas,brigam por causa disso mas é uma briga suave
Azusa-
não fica muito perto dele,com esse papo de dor,tem tanto medo de que ele acabe se matando da quele jeito,mas acaba lembrando que ele não morre,mas fica preocupada,ainda mais quando ele faz sua par corta-lo,ela fica muito preocupada

irmãs :
sabe aquelas irmãs super carente de atenção? então é Sayuri,ela vive querendo "colo" das irmãs,ama quando elas dão carinho para ela,ama cada segundo que passa com as irmãs,e sempre as admira como se fossem super-heroinas !!!

par:
Mukami Kou

relação com par:
Quando o viu pela primeira vez, tentou ser gentil e se mostrar corajosa,porem ele não passava de um garoto mimado e egocêntrico,que só Sabe se importar com sigo mesmo,sendo insensível,ela começou a odiá-lo por isso ,Kou por sua vez a achava um brinquedo,um cachorrinho em suas mãos,viu nela uma criança,colocava medo nela e com isso conseguia fazer dela sua escrava pessoal,é claro que Christina tentou resistir,mostrou relutância,e mais ainda quando descobriu o ser vampiro que ele é,mas ele sempre colocava medo nela,”você não passa de uma humanazinha,comparado a mim você é poeira de baixo dos meus sapatos” empregada seria a palavra certa,para definir o jeito com que Kou a tratava,por outro lado,ele gostava do sangue dela,em borá ela resista tanto,ele é capaz de esperar que ela implore de joelhos compaixão por sua vida,mas ela não vai se curvar tão cedo,ela o acha bonito elegante,porem como diz o velho ditado “por fora bela viola,por dentro pão bolorento”,ela sempre diz a ele “você pode ser lindo elegante,mas nem uma mulher é capaz de amar alguém como você” ele sempre responde,”eu não preciso do amor de ninguém,tenho seu sangue e isso já me basta,e logo terei sua devoção também” ele insiste que ela um dia ira adorá-lo como um Deus,a relação deles é muito hostil,ele a maltrata tanto fisicamente quanto mentalmente,ela não o suporta e faz de tudo para ficar longe dele,esses sentimentos não muda,ela acha que ele não é capaz de mudar,a guerra entre eles parece nunca ter fim,ela vive um verdadeiro inferno junto dele,mas começa a se acostumar com o jeito dele,mas ainda sim é difícil os dois se entender.
Ate que um dia ele a encontra chorando em um canto qualquer,ele se incomodou ao ver os olhos azuis profundos dela derramar lagrimas,ele acostumou a ver os olhos dela,sempre com raiva e com medo,ou quando estava com suas amigas,seus olhos sorriam,mas chorar ele nunca a viu chorar,foi isso que fez o coração do Kou bater(modo de dizer) ele não entendeu o que sentiu na quela hora,mas parecia querer protege-la acima de tudo,aqueles olhos para ele se tornou a coisa mais importante na sua vida,em quanto aqueles olhos sorrissem por ela,ele estaria satisfeito

gosta :
- doces acima de tudo

- dançar,ela dança qualquer coisa

- gosta de cuidar das flores

- de ler livros de romances

- de filmes de romance e aventura

- de cantar

- de escrever musicas e melodias

- de tocar violino

- de passear abeira mar durante a noite (P.S: a coisa que ela mais ama nesse mundo é o mar e a lua)

não gosta :
que briguem com ela

- quando pisam no seu pé

- quando tem algo bagunçado

- de acordar com o cabelo parecendo uma juba

- de ter que desembaraçar seu cabelo quando ele ta uma juba

roupas

escola:

sem o casaco:


casual :






baile:






noiva



sair:







restaurante :







algo mais?

sim ela tem um colar de concha que ela nunca nunca nunca tira do pescoço,ela achou em uma noite em que passeava a beira mar,e tava boiando na água


que deusa vai ser ? da lua se tiver vago,se não da luz pode ser?


Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...