Ficha para a fanfic: Demons of diamond Eyes


Postado




Eu simplesmente existo...ou simplesmente não existo...por que nasci nesse mundo se não para morrer e virar pó no final das contas"
(Rosell Vincent Clera)
"


[centro]

➸ Nome completo:
Rosell Vincent Clera

-Rose para os mais íntimos

➸ Melhor amiga (o) antes de ser levada:



Christian Wislly -
Christian e Rose foram criados praticamente juntos,pois a mãe dele trabalhava de mais e quem cuidava era a Tia de Rose


➸ Nome da escola

Royal Academy of London:


é um colégio interno,ela e Christian estudam lá

➸ Gosto musical:
de tudo um pouco,mas preferido mesmo é J-rock Tipo a Vamps e a The Gazette
mas ela escuta pop sim! principalmente as musicas de Aoi Shouta

➸ Parentesco com qual monstro:


➸ Qual par:
Shu Sakamaki

➸ Sua história:
Rosell teve a sorte de nascer na família do conde Vincent,tanto que ela ganhou esse maldito sobrenome,ela era extremamente rica! tinha tudo que queria na mão,tudo mesmo,porem não seus Pais,quando ela tinha 6 anos,seus pais estavam em casa,a noite era tão silenciosa,na mesa de jantar ninguém dava um pio se quer,e os pais dela se olhavam feio,seus pais brigavam muito,no meio do jantar a sua mãe mandou ela ir para cama,mas geralmente sua mãe sempre contava uma história para ela dormir,por isso na quela noite ela não dormiu,ela foi ate a sala procurando seus pais ,e ouviu gritos,ela se escondeu e ficou espiando.
Seu pai estava brigando com sua mãe,ele a agarrou pelos cabelos,e colocando o rosto dela perto do fogo,Rosell queria gritar mas tampou sua boca para que isso não acontecesse,eles brigavam pelo dinheiro,ele dizia que era uma perda de tempo gastar com Rosell,pois só um homem poderia assumir a empresa,e a mãe de Rosell tentava acalma-lo e defender a filha,mas não du certo,ela não foi queimada mais levou um forte tapa na cara,e foi jogada no chão,e depois a mãe saiu correndo,Rosell de mansinho saiu do seu esconderijo e foi atrás da mãe,que estava na cozinha,a mãe se desmanchava em lágrimas,Rosell apenas a abraçou forte,a Mãe segurou a pequena mão dela e arrastou para seu quarto,começou a fazer uma mala,com algumas roupas,e colocou um caderninho de desenho,e escondeu a mala de baixo da cama,esperaram ate o dia amanhecer,e bem cedinho elas sairão de casa com grande pressa,as ruas ainda estavam vazias,e chovia tanto que dificultou um pouco,elas estavam todas encharcadas quando chegaram a igreja,de lá ela se dirigiu ao pátio da igreja,lá onde ficava o portão das freiras,Rosell não entendeu nada.
lá no patio tinha uma freira esperando,a mãe deu a mala a freira,e chorando ela abraçou a filha e saiu correndo,sem nem dar um adeus,só falou que no futuro ela iria agradecer,Rosell correu atrás de sua mãe,porem com as pernas pequenas acabou caindo.
Rosell ficou no convento por três longos meses,em novembro,ela armou uma fugo,que era se esconder no porta-malas do carro funerário,já que estava tendo um velório,ela conseguiu sair do convento,e não levou nada se não o caderno desenho,ela foi ate sua casa,e quando chegou lá não viu nada apenas de cinzas em meio a neve,ela foi adentrando as ruínas,pisando de vagar na neve,quando pisa em cima de alguma coisa de prata,era o colar da sua mãe,na quele momento veio tudo a sua cabeça,as brigas e os momentos felizes,ela não parava de chorar,,a neve começou a cair forte ate que cobriu sua cabeça e seus ombros,ela não tinha ninguém nem nada,não sabia a quem recorrer,e passou a noite ali mesmo.
No meio dá noite,ela ouviu uma voz suave,que ela reconheceu como sendo a de sua mãe,ela acordou e viu sua mãe,mas não era de carne e osso,era apenas uma alma,que chamava por ela,a alma se movimentou indo para o norte,ela correu atrás dela,e foi seguindo e seguindo ate que parou em frente a uma casa pequena,que parecia tão quentinha,a alma sussurrou para ela bater na porta,quando ela bateu um garoto de cabelos vermelhos atendeu parecia ter a mesma idade que ela,ele chamou alguém,que veio ver quem era,a garota reconheceu sendo a melhor amiga de sua mãe,aquela que ela chamava de tia,que abrigou ela com todo amor que tinha.
A vida de Rosell se refez,mas não a mesma Rosell sentia que algo faltava nela,um pedaço dela havia sido roubado,e isso fazia com que ela tivesse os piores pesadelos,com medo disso sua tia mandou ela e seu filho adotivo para um colégio interno,mas duas semanas depois sua tia havia desaparecido,sem notícias algumas,Rosell começou a achar que era uma maldição que ela tinha,e tentou se jogar de um penhasco,mas por um tris ela não se jogou,mas todas as noites era a mesma coisa,ela escutava vozes que a fazia tentar se jogar,mas uma contra voz a chamava de volta,uma voz que ela não sabia o que era,ela se sentia apenas como uma casca que qual quer alma poderia usar,mas não era isso,a morte da sua família a assombra tanto que ela imagina ver coisas e sentir coisas,e acaba afastando algumas pessoas de perto dela.
(desculpe-me sou péssima para fazer histórias)


➸ Personalidade:
Rosell é uma menina que sempre parece estar no além,sua cabeça sempre esta longe,pensando em alguma coisa nada ver,acaba sendo deprimente quando ela fala em forma filosófica o que ela pensa,ela já se perguntou se ela realmente existia,ela se faz essa pergunta todo dia quando acorda,Rose não é capaz de esboçar um sorriso atoa,na verdade apenas uma pessoa que consegue isso que é o seu irmão de criação,ela é muito melancólica,triste,isso dá pra ver na sua face,ela é uma garota muito assombrada,tem medo ate da sua propria sombra,ela é muito solitária,gosta de ficar onde ninguém esta,quando perguntam onde ela esteve,ela não responde e se a pessoa falar que ela não esteve em lugar algum ela responde "eu já estou lá" tecnicamente ela não existe,ela é invisivel na sociedade sempre quieta,não fala um a se quer,é raro ouvir sua voz,ela passa despercebido por todo mundo,ela é meio sombria,tanto no seu tom de voz,quanto as palavras que ela usa,ela parece sempre ser tão tranquila,mas dentro de seu ser ela grita,ela trava uma batalha com ela mesmo,para impedir que algo ruim saia de dentro dela,ela tem medo de machucar alguém de se machucar com o que tem dentro dela,ela é chorona chora por qual quer coisa,Muito desconfiada,sempre na defensiva,ela é muito sistemática,mas se for falar com ela,ela vai procurar tentar sorrir sem parecer triste,e falar sem parecer melancólica,as pessoas a acha esquisita por ela falar sozinha,mas ela tá falando com sua mãe(no falar dela)
no fundo no fundo,ela que amizade que tentar esquecer tudo,mas ela se sente culpada por tudo! auto confiança ela não tem nem uma,porem tem grandes talentos,para escrever musicas e desenhar,e fazer qualquer coisa com as mãos,e ela gostaria de mostrar isso ao mundo,mas tem medo de ser rejeitada,é difícil vê-la expressar sua raiva,ela guarda tudo para si mesma,tudo que ela faz é guardar pra si mesma,ela não fica se confessando com ninguém,ela guarda tudo e qual quer sentimento dentro de si mesma! ela não gosta de ser ajudada,e nem de que sintam pena dela,ai ela relamente sente raiva,e responde afiada
ela parece fria de primeira,mas pra saber de verdade você tem que tomar a iniciativa e bater um bom papo,pois ela é tímida e não vai falar com você.
Rosell tenta ser mais forte que aparenta ser,ela tenta se manter firme,é muito supersticiosa
Rosell,é uma rosa,delicada educada,seria,muito inteligente e culta,seu único problema é ser dramática e melancólica só isso


➸ Aparência:











>>>> Rosell tem os cabelos longos,ate um pouco abaixo da cintura,sendo fios delicados e macios,na coloração branca meio platinada,sua franja geralmente é deixada cair dos dois lados de seu rosto,sempre perfumados com cheiro de frutas vermelhas,ela tem um cuidado especial com seu cabelo,sendo a parte que ela mais gosta no seu corpo,Rose tem os olhos azuis marinho,porem quando estão refletidos na luz eles se tornam mais claros,dependendo da intensidade da luz,chega a aparecer branco,seus olhos parecem sem vidas e tristes,são bem contornados parecendo que ela usa lápis,mas é natural,sua pele é branca como a neve,delicada e suave,suas bochechas naturalmente rosadas,bem clarinho,mas fica bem aparente quando ela esta corada,seus lábios são grossos mas nada grosseiro,são levemente rosados parecendo que ela passou batom,seus c[ílios são volumosos e curvados.
ela tem um corpo esbelto,pois quase não come nada!
tem seios fartos e firmes,barriga sequinha,cintura fina e quadril largo,bumbum empinado,coxas fartas e durinhas,canelas levemente torneadas,pesa 50 kg e tem 1,70 de altura,ela é mais ou menos alta


>>>


➸ Por que ele sequestraria seu char:
por nada,simplesmente porque ele não queria fazer esforço,e ela tava ali tão fácil,tão indefesa que era só pegar e elevar pra casa,mas é claro que ela gritou e fez um escanda-lo mas que a ouviria com ele tampando sua boca? exato ninguém!,ela ficou ainda mais traumatizada,mas tentou se manter firme,mas é claro que estava igual a uma vara verde

➸ Músicas favoritas ou que descrevam o personagem:

1- Replay-Vamps
https://www.youtube.com/watch?v=379sKNqnkZo

2- Diaura-November
https://www.youtube.com/watch?v=hmlQFHceBmI

3- Diaura- Shitsu Tsubasa no Seiiki
https://www.youtube.com/watch?v=9gESS7Cm1KU

( eu coloquei as basicas dela,se precisar de mais avisa)

com o par

quando eles não estão de amores
1- The Gazette-

https://www.youtube.com/watch?v=cZpmj1assiQ

2- The Gazette

https://www.youtube.com/watch?v=_xxmkj7JRcs

3 - https://www.youtube.com/watch?v=QAxxhZXCxEc

quando estão de amores:

1- Futatsu no Kodou Akai Tsumi
https://www.youtube.com/watch?v=609S3Uj9Ja8

2- Vamps- Vampire's Love

https://i.ytimg.com/vi/8ZtO_px24go/mqdefault.jpg


➸ Manias:
- roer lápis

- bater o pé

- ficar mexendo no cabelo quando esta encomodada com algo

➸ Maiores medos:
- Novembro ! ela não sai do quarto quando é Novembro

- escuro

- banheiros pequenos

➸ Acredita em vampiros e todo mundo das sombras:

sim,ela praticamente vive nisso

➸ Habilidade herdada do monstro qual é descendente:
é muito boa em escupir,cortar cabelos e cuidar dos mesmo,entre outras habilidades como desenhar também

➸ Arte favorita :
- atuar

- musica(cantar)

-desenho/pintura

➸ Idade:
18 anos

➸Citação pessoal:
" Somente os Loucos sabem a verdade"

P.S :

o colar que ela tem é um relicário(aqueles que abre e fecha) era de sua mãe e ficou pra ela,virou um amuleto de sorte pra ela,se ela o perder,ela pensa que vivera no azar pra sempre!



Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...