~_criticamaniaca

_criticamaniaca
Nome: Jessy
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Indisponivel
Aniversário: Indisponivel
Idade: Indisponivel
Cadastro:

Livro De Desabafos : Sou Ninguém Para Ti


Postado

Livro De Desabafos : Sou Ninguém Para Ti

Sabes o que eu precisava agora? Do teu abraço apertado para que o meu corpo não caísse naquele buraco que se abriu abaixo dos meus pés. Aquele buraco que me quer sugar com toda a força. Aquele buraco que foi criado por ti.

Um mês. Pode parecer pouco, mas um mês sem sentir o teu toque é como uma eternidade de anos. Parece que passaram anos desde esse dia em que eu estava sentada no chão e tu estendeste a tua mão e me levantaste. Envolveste-me num abraço e eu não tinha como não corresponder. A música começou a embalar-nos, eu pousei a cabeça no teu ombro e fechei os olhos aproveitando aquele momento quase inacreditável. Tu perguntaste-me o que se passava comigo e pensaste que eu estava bêbeda, mas não. Eu não estava bêbeda. Apenas estava morrendo de saudades tuas. E como estava cansada de esconder isso, eu respondi-te num sussurro: “Tenho saudades tuas”. Eu senti os teus braços a apertarem-me com mais força e pensei que também ia ouvir algo do gênero vindo de ti. Mas não. Tu respondeste: “Estás mesmo bêbeda”. Foi nesse momento que saí dos teus braços e olhei para ti, demonstrando o quanto aquelas palavras me magoavam. Eu fui sincera na esperança de ouvir algo semelhante da tua parte, contudo isso não aconteceu. Fui só uma idiota que se humilhou perante um homem que não está nem aí para mim, porque diz a verdade… tu não me amas do jeito que eu te amo. E foi por isso que te mandei embora, de volta para junto das tuas “amigas”. Tu olhaste-me confuso e ficaste parado na minha frente como quem esperasse por alguma coisa. Soltaste aquele riso irritante e disseste: “Isso são ciúmes?”. Nem tive forças para mais nada a não ser para responder: “Não, simplesmente acho que deves voltar para o lugar onde pertences, que com certeza não é aqui”. Nesse momento o meu coração apertou tão forte que eu achei que morreria, contudo mantive-me forte por aqueles que ainda me amam e precisam de mim. Porque tu não mereces, senão naquele dia tinhas ficado comigo e não tinhas dito: “Eu vou mas volto”. E naquele dia não voltaste mais. Tal como no outro dia, que me viste e soubeste que não estava bem. Olhavas para mim como quem perguntasse o que se passava, mas não foste lá para o perguntar. Não o fizeste pessoalmente e esperas-te quase uma semana para me perguntar por mensagem.

Eu estou magoada e aparentemente não consegues perceber isso. Ou talvez saibas tão bem isso, que também sabes que és o culpado por eu estar assim. Por isso fazes de cego e armas-te em ignorante. Preferes deixar-me sozinha, desamparada, quebrada, perdidamente apaixonada e sofrendo de amores por ti, tudo isso em troca do teu egoísmo ou falta de sensibilidade.

Fica com as tuas paixões idiotas, os teus infelizes “affairs” e continua lançando na minha cara que eu nunca serei como elas, porque essa é a verdade. Eu nunca serei uma das tuas cabr*s vulgares e ignorantes que te trocam por qualquer um. Eu nunca serei uma cabr* vulgar e ignorante porque eu sou uma mulher com dignidade e valores que infelizmente ama um miúdo como tu. Porque sim, não passas de um miúdo que sempre está a sorrir e a fazer de conta que é feliz quando na verdade é só mais um infeliz que anda nesta vida. Um miúdo que tenta a todo o custo esconder aquilo que é com vergonha do que vão dizer. Um miúdo que tem medo do amor porque a vida lhe ensinou desde criança que o amor é uma merda. E ele é de facto uma merda, contudo são pessoas como tu e eu que podem fazer a diferença, porque no fundo nós somos iguais. A única diferença é que eu me mantenho fiel a quem sou e tu preferes fugir como um covarde que és.

Quem sou eu para trazer o teu verdadeiro eu? Ninguém, visto que para ti eu sou exatamente isso. Ninguém suficientemente bom para te fazer companhia em cada momento da tua vida.



Escutando: Jason Walker - Echo

Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...