~cheetaxh

cheetaxh
Nome: .♥♥♥ 謝謝
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Indisponivel
Aniversário: 17 de Março
Idade: 17
Cadastro:

Privity - DL


Postado

♫ ♬ This one's for you - David Guetta, Zara Larsson ♫ ♬

Nome Completo: Lydia Diaz Mukami

Apelidos: Lili

Idade: 18 anos. (5/06/1998)

Aparência:
Lydia é dona de longos cabelos rosa. Sua franja tem dois lados soltos que se enrolam e fazem dois lados numa espécie de ondulados. Seus olhos são laranja e lembram uns de um felino, seu olhar é traiçoeiro e bastante misterioso. Sua pele é pálida e extremamente lisa. Suas feições são delicadas e sua cabeça está sempre para cima demonstrando uma postura de superioridade. Seu corpo é avantajado e possui algumas curvas, é alvo de muitos olhares e atenção por causa da roupa que usa (a roupa da foto é a roupa dela).





Personalidade: Uma garota determinada e consciente da realidade. Sabe o que quer e se esforça para alcançar os seus objetivos. É independente e não precisa da ajuda de ninguém para se cuidar. É confiante de si e anda sempre de cabeça erguida mostrando sua postura e que não é alvo fácil. Gosta de chamar a atenção por anda passa e gosta de sentir que domina a situação, quer ser a rainha e a diva. Sua maneira de ser social a faz uma pessoa muito fácil de conviver daí ela ter muitas amizades. Apesar de passar uma imagem de garota convencida e metida Lydia é uma boa ouvinte, um ombro companheiro e uma conselheira, estas são umas de suas qualidades que fazem com que as pessoas se apeguem a ela muito rapidamente. É brincalhona e carinhosa com os amigos mas com desconhecidos fica sempre com um pé atrás até decidir ser amigável. Gosta de ajudar o próximo mas Lydia é um pouco egoísta por isso sempre fica esperando algo em troca de suas boas ações. Ela não é má garota nem uma pessoa maldosa, muito pelo contrário, ela tem um coração de ouro mas seu ego e seu egoísmo muitas vezes falam mais alto, mesmo ela não querendo. Pode ser bondosa e meiga mas nunca leva desaforo ou faz de tapete de ninguém, sabe se defender e não tem medo de desafiar as pessoas, fala o que pensa e está sempre pronta para encarar as consequências. Quando se chateia é raro ficar agressiva, tem muita paciência mas também tem um limite e quando alguém o passa, Lydia vira uma fera.

Gostos:
-Ouvir música
-Dormir tarde
-Comer
-Ajudar as pessoas
-Socializar
-Intimidar
-Se sentir superior


Desgostos:
-Violência
-Maus tratos
-Ser rebaixada
-Seguir regras e ordens
-Coisas doces
-Dias de chuva
-Lugares pequenos e estreitos

Fobias/Medos/Traumas?
- Claustrofobia.

Hobbies?
-Ouvir música.
-Dançar. Lydia tem estado ultimamente numa onda de dança artística, pratica só por diversão e a dança lhe ajuda a descontar o stress.

Passado: Lydia sempre viveu com sua mãe (a verdadeira) depois que seu suposto pai lhe abandonou. Seu pai sempre foi uma simples incógnita toda a sua infância, afinal quem era ele?. Muitas vezes a falta de um pai na sua vida foi evidente, Lydia se perguntava quase todos os dias a razão por este a ter abandonado e se culpava a si mesma. Também perguntava a sua mãe mas esta nunca lhe deu uma resposta concreta, simplesmente dizia que "aquele homem" não era necessário em sua vida.
Em pequena, Lydia ficou bastante perturbada com a falta do pai. Aquele homem trouxe muita desgraça para sua vida e mexeu bastante com Lydia numa pequena idade. Afetava seu comportamento na escola e suas notas, seu humor e sua maneira de estar. Mas mais tarde tudo mudou. À medida que foi crescendo a falta de um pai na sua vida foi normal e insignificante, sua mentalidade já era mais formada e adulta e Lydia hoje vê que se seu pai nunca teve presente na sua vida é porque realmente não valia a pena e a garota até se sente feliz porque gosta das coisas como são. Ela ama sua mãe com todas as suas forças e gosta da sua vida atual. É desejada por vários garotos, tem muitas amizades e a sua querida mãe está a seu lado. Sua vida não podia estar melhor. Não quer voltar ao passado, odeia lembrar dos momentos em que sofreu por um homem que lhe abandonou e que ela nem sabe quem é.

Par: Azusa Mukami

Relação com o par: Nunca na sua vida Lydia iria imaginar que se iria apaixonar por um masoquista. Que era um vampiro, e que para piorar ainda mais as coisas, era seu irmão.
Sempre teve em mente um belo príncipe mas cadê?
O destino é cruel mesmo.
A primeira vez que posou os olhos em Azusa, o achou muito estranho. Cicatrizes na cara, seu olho tinha duas cores e o garoto era super pálido. Não houve nenhuma atração física nem mesmo um simples desejo mas com o tempo as coisas foram mudando. Lydia vai conhecendo Azusa melhor e estes vão trocando alguns diálogos, ela se sente cada vez mais atraída e o vampiro começa a dominar a sua mente e seus pensamentos 24 horas por dia. Não sabe explicar mas tem alguma coisa naquele garoto que a chama... Os dois têm uma relação muito estranha, entre provocações e momentos românticos, outros nem tanto, um romance vai crescendo mas Lydia não sabe se é correspondida. Azusa é um rapaz muito difícil de conversar e parece que não tem emoções, Lydia não consegue perceber o que ele sente e isto lhe vai levar à loucura. Ela quando tem a certeza dos sentimentos que sente em relação a Azusa, entra em pânico. Aquele desejo sexual e necessidade não devia existir pois Azusa era seu irmão, aquilo era errado e Lydia sabia. Mas o amor fala mais alto que tudo e talvez o proibido fosse o certo. Ela só tinha a certeza de uma coisa, estava completamente apaixonada pelo seu irmão vampiro, Azusa.

Relação com as outras oc's: Ela sempre está disposta a proteger qualquer uma de um dos vampiros. Considera elas como amigas chegadas mas demorou para confiar. Gosta de saber que se ela precisar as outras estarão prontas para lhe ajudar.

Relação com os irmãos...
Sakamaki's:
Shu Sakamaki: Indiferente, trocam alguns diálogos mas nada demais.

Reiji Sakamaki: Lydia e Reiji não de dão muito bem pois Lydia é alérgica a regras. Os dois têm pensamentos e maneiras de resolver as coisas de forma totalmente oposta, por isso muitas vezes chocam.

Ayato Sakamaki: Se dão muito bem. Os dois são convencidos e gostam de ser superiores, os egos se juntaram e acabaram por criar uma boa amizade. Lydia gosta de Ayato como um quase melhor amigo.

Kanato Sakamaki: Também se deram bem. Com Kanato foi a fofura e a sua mudança de humor que Lydia acha engraçada. Ela teve alguma conexão com o vampiro que não sabe explicar, ela simplesmente foi com a cara de Kanato e ele com a sua, e os dois viraram amigos. Ela também gosta de o provocar em relação ao Teddy, diz não achar normal um garoto da idade dele falar com um ursinho de pelúcia.

Laito Sakamaki: Tal como Shu, Lydia não tem muita afinidade com Laito, trocam também alguns diálogos e fica somente nisso.

Subaru Sakamaki: Não gosta de Subaru. Acha ele muito agressivo e super explosivo, não foi com a cara dele e não pretende querer lhe conhecer. Se ele lhe irritar ou desafiar, Lydia não hesitará em lhe mostrar que não tem medo de um vampiro.

Mukami's:
Tem uma boa amizade com todos eles. Gosta de os ter por perto e se sente segura com eles. Tem mais afinidade com Yuma mas Ruki e Kou também são importantes para ela. Partilha momentos engraçados e memoráveis com os 4 irmãos que nunca trocaria por nada.

Relação com KarlHeinz: Não sente a necessidade de dar respeito ou ao menos reconhecimento a este homem. Para ela, ele nem é alguém familiar. Se mantém profissional e com classe, nunca será rebaixada por este homem e não pretende criar laços nenhuns com ele. Só fala com ele quando este tem a iniciativa e se for realmente necessário. Para ela já nem lhe afeta, é como se fosse um completo desconhecido, o ódio já nem existe porque a verdade é essa, aquele homem realmente se tinha tornado um nada na vida de Lydia.

Reação ao:

Saber que é filha de KarlHeinz: Não deu a mínima importância. Para ela tudo que fosse sobre seu pai era insignificante, não era agora com 18 anos que Lydia iria queria saber de quem era filha.

Saber que Vampiros existem: Um choque. Começou a questionar tudo o que existe nesse mundo e fica na negação. Se recusa a acreditar que vampiros são reais até ser provada o contrário. Quando vê que esta assustadora realidade está mesmo na sua frente, tenta aceitar mas o choque está sempre presente.

Saber que é metade vampira: Uma piada né? Claro que não acreditou mas depois de ter a certeza que vampiros existiam pensou duas vezes. Como ela nunca deu conta? Lydia se encontrava numa confusão e sua cabeça chegava até a doer. Era demais para processar. Ela tem vivido este tempo todo ser saber quem é realmente.

Saber que é irmã mais nova da pessoa que você ama: Destroçada e fica com raiva. Não quer acreditar, que depois do que já veio a descobrir sobre si e seu pai ainda tem essa bomba que por quem está apaixonada é seu irmão. Fica com raiva porque acha que não é justo, as pessoas poderem amar livremente e ela não porque ele é seu irmão e tal coisa é proibida. Ela se sente suja e com nojo de si própria, seu coração está desfeito e não sabe como aceitar esta situação.

Está disposto a me entregar seu personagem?
Sim.


Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...