~BlueLollipop

BlueLollipop
EX: Juhft / Mephixto
Nome: 青のロリポップ
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Indisponivel
Aniversário: 4 de Abril
Idade: 14
Cadastro:

Ficha: Assassinas de Aluguel.


Postado

Ficha: Assassinas de Aluguel.

Te caçarei até a morte Ayato Sakamaki



FICHA




Nome: Nao Tsuki Amira.

✘Significado: Nao: Dócil ou estimado.

Tsuki: Lua ou Amor.

Amira: Busca a perfeição em tudo o que faz e lhe diz respeito. A arte é um dom natural. Prático e ponderado, sente-se responsável por tudo o que está a sua volta, ela está sempre disposta a ajudar as pessoas que ama. 'Princesa'.




Idade: Têm 17 anos de idade. Nasceu no dia quatro de Abril de 1998 (04/04/1998). É do signo Áries.




Aparência: Tsuki possui cabelos albinos, seus fios são medianos, não passando de seus ombros, seu corte é o típico repicado levemente desarrumado, sempre estão presos a um adorno com uma flor colorida por azul, rosa e amarelo, formando um degrade. Sua franja é do mesmo comprimento do restante do cabelo. Sua pele é clara, sem machas ou algum sinal de acne.
Sua íris é da cor azul oceano, que dá a jovem olhos brilhantes e chamativos, é umas das partes mais chamativas de sua face, eles têm um destaque sem igual na jovem principalmente por ser clarinha, sua pupila é pequena, nem um pouco dilatada. Cílios longos, brancos e grossos. Seu nariz é fino e levemente arrebitado, sua boca não é carnuda ou tem uma tonalidade avermelhada, é simplesmente pequena e praticamente da cor de sua pele, o formato de seu rosto é oval, ou seja, seu queixo é mais fino.

Tsu tem um peso de 50 quilos, é uma garota de uma altura baixa contendo 162 centímetros, assim tendo um peso proporcional. É dona de cintura fina e quadris largos, seios medianos e bumbum da mesma proporção, são redondos e firmes, suas coxas são torneadas e fartas, são durinhas e são sempre revestidas por uma bota ou meias. Seus sapatos são de 36 centímetros, proporcionais ao seu peso e altura. É satisfeita com o seu próprio corpo e não acha que deve mudar nada. Raramente esta com maquiagem, ou até mesmo um leve batom, para a albina os produtos escondem quem você é, sua verdadeira beleza e isso significa que a insatisfação consigo mesma é grande e sua alto-estima também. O seu adorno contém um tapa-olho, no qual sempre é usado para esconder o seu olho direito, no qual foi arrancado em uma de seus trabalhos de assassinato, já que teve uma luta e um de seus adversários furou o olho direito de Nao, consequentemente ela teve que arranca-lo.















Personalidade:


Tsuki é uma garota desligada do mundo ao seu redor, por achar tudo sem graça e tediante, prefere ficar no seu canto fazendo suas atividades preferidas ao enturmar-se com os outros. Muitas vezes reclamam do quanto ela é silenciosa ou até mesmo por conta dela nunca se envolver com algo, oque as pessoas não sabem é que ela sempre está atenta aos acontecimentos, mas sempre fica neutra aos fatos. Tsu é do tipo preguiçoso, é vista geralmente lendo mangás de Yaoi, os quadrinhos japoneses são uma das únicas coisas que fazem com que ela saia pelo menos do seu tédio diário e que sejam de seu interesse pessoal.
Quando é dirigida a palavra ou percebe que é o momento para se pronunciar, suas palavras saem em um tom calmo e distante, em alguns momentos das frases pode dar leves pausas, geralmente para repensar em sua fala, respirar, pela sua preguiça ou até mesmo por gostar de causar ansiedade nas pessoas. Ao tocarem em algum assunto que seja de seu interesse, a jovem irá expor um pouco mais sua atenção, algo que pode ser mínimo, como um breve olhar ou uma leve mordida no lábio inferior, mas dentro de si ela estará ansiosa para saber mais.
Um de seus outros gostos é a música, principalmente clássica, adora o som suave do violino e de como ele combina com a melodia do piano, às vezes vai até a sala de música para ouvir essa “divindade”, ela mesma toca os instrumentos e fica atenta a cada nota, devido a seu gosto e aos possíveis erros que podem ocorrer caso haja alguma desconcentração. O conteúdo de música clássica a faz se sentir em harmonia consigo mesma, assim como o mar, chuva, a brisa e os jardins, para ela a maneira de como as flores, folhas e frutos se desenvolvem e depois morrem é bela, esse ciclo tem um grande significado, é a história de vida dos seres vivos.
Nao é pervertida, oque pode estar estampado nas capas e histórias de seus mangás, ou até no seu pequeno sorriso quando tratam do assunto sexual. Esse fato não é difícil de ser descoberto, já que quase sempre está com seus Yaoi’s em mãos, quando ela os lê é fácil perceber o quanto ela fica vidrada, sorrisos maliciosos escapam de seus lábios e não consegue evitar as mordidas no lábio inferior.
É uma garota segura de si e de seus atos, ou seja, é autoconfiante, decidida e independente da opinião dos outros, porém, sempre pensa muito antes de tomar alguma decisão, sendo calculista. Não gosta de se meter na vida dos outros e nem que eles se metam na sua. Para ela, tirar conclusões precipitadas das pessoas é errado, se não sabemos o suficiente de alguém, o melhor é descobrir primeiro e depois tirar uma conclusão concreta. Sua memória é boa, mesmo sem nenhum treino em jogos ou atividades de raciocínio. É chocólatra, oque pode ser um problema no futuro, já que ingere ao menos uma barra por dia e isso pode exceder açúcar excessivo ao sangue. Apesar do grande excesso de chocolate e a falta de exercícios físicos, Tsuki não tem nenhum tipo de problema de saúde, oque para qualquer um é considerado um grande milagre. A preguiça á faz ter movimentos calmos e um pouco lerdos, mas ao olhar de alguns são completamente graciosos. Se sente um pouco desconfortável quando alguém á observa, mas para tentar espantar esse sentimento, passa a fazer o mesmo com o seu observador. Dificilmente perde a calma, isso pode acontecer quando é interrompida em sua leitura ou é cortada em alguma frase, somente lança um olhar para a pessoa que á interrompeu e segura sua raiva para si, assim como seus problemas. Quando “explode” devido à raiva excessiva ou aos pequenos problemas que foram se acumulando, Tsu, fica agressiva e toda a sua serenidade desaparece, pode ficar grossa e falar grandes verdades para os que estão ao seu redor.
Muitos acham que Nao é uma garota metida, pelos fatos de ser filha de uma família que possui riquezas e também por não interagir com os outros, mas os que dizem isso estão errados, ela nunca foi aquela filinha de papai, que tem tudo oque quer na hora que pede, pelo contrário, nunca esbanjou esse poder. É culta, mesmo lendo somente mangás, ela aprende muito, principalmente novas línguas, já que compra as edições em inglês e japonês, além de já saber coreano, russo e árabe. Ela realmente tem uma facilidade incomparável para aprender novas línguas, por isso, mesmo matando algumas aulas e lendo seus mangás durante as mesmas, anda sempre tirando notas na média e máxima apenas em línguas. Ela nunca repetiu um ano no colégio, somente entrou atrasada para o mesmo, devido a sua infância um pouco turbulenta. Tende a esconder seus sentimentos, ninguém sabe oque ela pensa ou está sentindo, por isso é difícil saber sobre a garota. Não liga para sons altos, somente se afasta e se vierem a atormentar com esse assunto, pode ter certeza de que ela vai ser gentil com você, com um sorriso falso e um pedido delicado no rosto ela vai lhe perguntar se pode fazer menos barulho. É uma pessoa vingativa, pode ter certeza de que ela tem ótimos planos para fazer alguém sofrer.




História:


Tsu nasceu Japão, porem nunca conheceu seus pais de sangue, ela não se lembra de muita coisa de sua infância antes do cinco anos, as únicas lembranças dela são de uma hora estar em um lugar enorme com muitas crianças e que lá assim como ela, todas as crianças eram tratadas extremamente mal, faziam uma grande quantidade de trabalho escravo, para no final do dia mal terem oque comer e beber, o lugar apesar de ser grande era horrível, sujo e completamente acabado e por lá ela viveu apenas alguns poucos meses até um homem e uma mulher á tirarem de lá.

Com certeza qualquer criança com menos de cinco anos não saberia oque estava acontecendo e foi o mesmo com a pequenina, mas para ela, nenhum lugar era pior que o de antes e felizmente o casal que á levou era muito bom, a menina agora tinha um pai (Louis) e uma mãe (Jin) e o melhor um irmão mais velho, apenas cinco anos. A família que á adotou era nobre e importante, ela nunca ligou para esses títulos, para ela não importa o sobrenome e sim como as pessoas o usam.

Os novos pais da menina viajavam muito para trabalhar em outros países, principalmente nos Estados Unidos, onde eles conseguiam mais lucro, era cuidada pelos empregados mas a companhia que ela mais gostava era o "irmão" mais velho, eles tinham e até hoje tem uma conexão muito forte. Nao e Akira sempre eram vistos juntos, brincando, estudando, tudo juntos. Akira queria fazer a irmã mais nova esquecer da ausência dos pais e também o fato de ser adotada, por isso além de gostar de estar com a irmã, ele a fazia esquecer das coisas ruins que já passaram e de só estarem os dois ali naquele momento juntos.

Com o passar dos anos os irmãos foram crescendo e quando a menina tinha 12 anos e Akira 15, os pais deles, começaram a ficar muito rigorosos, na questão de estudos principalmente, já que em alguns anos a empresa seria guiada pelos dois e principalmente por Akira, então ele era oque mais sofria nos estudos. Nesse tempo, incrivelmente os pais dos jovens conseguiram um dia de folga, tudo estava as mil maravilhas, mas nem tudo é um mar de rosa, de alguma maneira a casa foi invadida, por assassinos de aluguel, que mataram o pai da garota, apenas talvez por uma miséria de dinheiro, a mãe dela conseguiu fugir com os filhos, ela deu a Akira um papel com um endereço escrito e falou que lá eles estariam seguros, claro que os dois não queriam deixa-la ali, mas o desespero e as lagrimas em seus olhos não deixou escolhas para eles, a mãe deles ficou para distrair os assassinos enquanto os dois fugiam, com certeza ela não sobreviveu, aqueles assassinos estavam ali para matar e ganhar o seu misero dinheiro e nada mais.

Akira naquela noite puxava a irmã e ficava atento á cada movimento suspeito de alguém ou algo por todo o trajeto, a albina estava chocada e sem saber oque fazer, lagrimas estavam escorrendo de seus olhos, mas e seu irmão? Em nenhum momento ele foi fraco... A pequena não entendia o porque, a situação tinha que ser contrária, eles eram os pais de sangue dele e ela apenas a garotinha adotada. "Porquê Aki? porquê está sendo assim?" Era oque ela pensava, a resposta era simples, Akira agora não tinha mais ninguém a não ser a irmã e ele se sentia com a obrigação de protege-la e naquele momento a melhor coisa era leva-la para um lugar seguro e não de perder á cabeça, chorar e na pior das hipóteses perder a irmã, ele sabia os assassinos ainda podiam estar á procura deles, finalmente depois de correrem durante algumas horas e com um pouco de dificuldade, já que Akira tinha asma e o tempo estava muito seco e com toda a correria ficava difícil, eles chegaram ao lugar passado pela mãe, agora falecida.

O lugar era nem mais, nem menos que a casa do tio de Akira e também de Tsuki, finalmente quando eles passaram pela porta de entrada da casa do parente no qual recepcionou os sobrinhos muito bem, puderam manter a respiração, tudo foi explicado ao tio(Ryan) rapidamente, que claro não ficou parado, contratou os melhores detetives para investigar quem eram os assassinos daquela noite e depois de um tempo, finalmente os homens tiveram sua punição, mas o grande comandante de tudo aquilo não havia sido encontrado.

Cerca de dois anos depois do assassinato, Tsuki não parava de pensar em quem poderia ter feito tal ato. Um dia voltando do colégio mais cedo sem nenhum aviso prévio ao seu tio, entrou na casa e ao passar pelo quarto do irmão de seu pai, ela ouviu coisas que jamais imaginara. —"Você acha que eles não desconfiam de que você matou os pais deles?" — Naquele momento tudo desabou, era óbvio que ele tinha os matado, claro que ninguém havia descoberto o grande mandante do crime, ele havia comprado os detetives! Naquele momento ela podia sentir uma sede de sangue vindo de dentro de si, ela ansiava a morte de Ryan, queria que ele paga-se por tudo oque havia cometido e Nao faria isso. Foi para a cozinha e de lá retirou uma faca, que cerca de alguns poucos segundos depois estava cravada no peito de Ryan, o sangue se espalhava rapidamente pelo tapete marrom e foi ali que ela decidiu, o seu trabalho seria eliminar todas as sujeiras do mundo. Abandonou o irmão, ue não sabia de nada e seguiu sozinha.




Porque decidiu virar uma Assassina?: Após descobrir que Ryan, seu próprio tio e irmão de seu pai havia bruscamente matado seus familiares, um desejo enorme de vingança e de sangue tomou conta de Tsuki, que na mesma hora não hesitou em matar o tio. Dali em diante, ela estava decidida que eliminaria todos que merecessem a morte, ela assim fez, sem dó ou arrependimento continuou com o seu novo trabalho, se tornando assim quem é hoje. Uma assassina de aluguel que anseia por sangue e por mortes, que sempre sorri e solta inúmeras gargalhadas ao ver o sofrimento de suas vítimas.




Gosta: Doces, chocolate, mar, músicas clássicas. Pessoas verdadeiras; gentis; educadas; que não á atormentam; sorridentes; simpáticas e que tenham gostos semelhantes aos seus. Desenhar; dormir; decorar coisas, tais como músicas ou coisas bobas como o devido lugar de um objeto. À noite; observar as estrelas e a lua; chuva e caminhar sobre ela. Lugares calmos, silenciosos e pouco movimentados. Comidas apimentadas, falar sobre assuntos do interesse da mesma, escrever, histórias assustadoras, objetos cortantes e afiados, morder o lábio inferior, cerejas, morangos, pêssegos, cores escuras, tocar piano e violino. Brisa da manhã, dias frescos e nublado. Moda Gothic Lolita e Visual Kei. Yaoi, ler e das palavras pervertidas do Ayato. Felinos, sorrisos, água, pizza, árvore de Sakura, suas irmãs, seus pais, pensar, sentar na janela, sacadas, seu nome, Mana-sama, comer, parques de diversões, lugares bonitos, cachoeiras, floresta. Mitologia grega; egípcia e nórdica. Lendas. Que mexam em seu cabelo. Halloween, fantasias, vampiros. Fontes termais. Roedores. Pelúcias. Bonecas de cera e porcelana. Massagem. Sangue. Ver o sofrimento de suas vítimas. Organização e determinação.



Desgosta: Pessoas metidas; do tipo grudento; que falam que suas vidas não valem nada; que se fazem de vitima; orgulhosas; falsas; chatas; sínicas, barulhentas e que tentam ser Extremamente fofas para chamar a atenção. Coisas nojentas, tempestades, raios, trovões, sol muito forte, injustiça, se apaixonar, infantilidade. Quando a interrompem nas suas falas. Que falem mal de seus gostos e estilo. Bagunça. Otimismo; narcisismo e desigualdade. Besouros e cachorros grades. Que á julguem. Lembrar do passado.




Medos/ Traumas / Fobias:

Tsuki tem muito medo de tempestades, mesmo se estiver no lugar mais seguro do mundo, ela fica com completamente desesperada, sai do seu próprio controle e para ninguém ver o seu estado, fica trancada no quarto. Seus medos de animais/insetos são os cachorros, mas apenas os grandes e besouros.

✘Cinofobia: Medo de cachorros, mas no caso de Nao, é apenas de cachorros grandes, ela tem muito medo, mas não tem uma causa concreta do por que. Ela sente incômodo perto de cachorros, começa a suar frio e quando eles se aproximam, mesmo querendo brincar, ela agarra a primeira pessoa que estiver próximo para assim se defender, claro que ela nunca levantou um dedo para machucar um animal.

✘Entomofobia: É a fobia de insetos, mas a jovem apenas tem medo de besouros, oque foi causado pelo seu irmão, quando brincado ele contou a ela uma falsa história sobre um besouro que entrou em seu ouvido e o quão agoniante era a sensação, isso a traumatizou. Quando vê um besouro fica imaginando o inseto andando em seu corpo, como no caso do cachorro, sempre vai usar alguém para se defender.




Doença?: A albina não possui alguma doença, mesmo comendo muitos doces, em seus trabalhos ela perde muitas colorias, já que é alguém ativa nesses momentos. Também tem o fato de seu olho ser arrancado, porém isso não é algo que afete na sua saúde e que possa causar alguma doença. É uma jovem saudável, sem nenhum tipo de preocupação com problemas medicinais.




Habilidades: É boa em manusear qualquer tipo de arma ou objetos que possam ser cortantes. Tem uma boa flexibilidade, podendo se esguiar em qualquer canto. Mesmo não tendo seu olho direito, possui uma mira impecável. Tem um QI muito elevado, assim seus pensamentos são rápidos. Sabe montar planos excelentes. É ótima em jogos de raciocínio. Sua visão e audição são invejáveis. Seu equilíbrio é fantástico. É paciente.




Qualidades:
É muito calculista e inteligente, tem um bom raciocínio. Além de aprender as coisas facilmente. Ela sempre fica do lado da lógica, assim não sendo injusta. Tem grandes habilidades com desenhos e pinturas. Decora tudo rapidamente. Manuseio de armas e objetos cortantes. Sabe falar sete linguás fluentemente (japonês, coreano, chines, inglês, russo, árabe e espanhol). Sabe ignorar as pessoas irritantes de uma maneira inacreditável. Responde todos á altura. Dificilmente seus sentimentos são abalados.



Defeitos: Nao sempre está em seu mundo, então fica meio difícil ter uma maior interação com ela. Sempre está em seu canto, fazendo aquilo que há interessa sem se preocupar com oque os outros pensem. Por ficar do lado da lógica, alguns podem achar que ela é muito realista e sem coração. Não sabe cozinhar absolutamente nada.




Arma: Uma espingarda cinza com tons pretos. É maior que as normais, por isso é mais potente no tiro. É um dos objetos que Nao mais gosta e cuida. Odeia que toquem nela e guarda como se fosse um tesouro, simplesmente é a sua parceira de todos os momentos.






Dirige?: — Sim, porém é mais habilidosa com motos.



Bebe bebidas com álcool?: Podemos considerar Nao uma pessoa que é invulnerável á álcool, já que mesmo bebendo muito, dificilmente vai ficar bêbada. Só bebe em ocasiões especiais ou quando oferecem.




Segredo: Ter se tornado uma assassina de aluguel, só esconde isso do irmão que não vê á tempos. Não seria bem um segredo, mas poucos sabem sobre o seu olho arrancado, apenas os que realmente conhecem ela á algum tempo sabem da história. Dificilmente conta o seu sobrenome para não manchar o nome da sua família adotiva, ultilizando assim "Speeddraw".



Relação com:



O Par:


✘Apesar de achar Ayato irritante, Tsu gosta do jeito persistente que o mesmo adquiri quando quer falar com ela. Mesmo xingando, tentando morde-la ou até fazer coisas piores. Ele nunca desiste e chega a ser uma dor de cabeça para a albina, que ás vezes pensa até em mata-lo naquele momento, porem tenta aguentar até o fim. Como gosta da persistência do vampiro, pode responde-lo ou dirigir algumas palavras ao ruivo, sendo curtas e retas.

✘Como está ali para matar o ruivo, vai tentar estuda-lo para adquirir conhecimento sobre sua presa.

✘Acha divertidas algumas brincadeiras feitas pelo jovem vampiro, mas não gosta quando ele passa dos limites. Ao concordar com as pequenas travessuras, Tsu pode demonstrar um sorriso ou uma pequena risada, dependendo do quão boa foi a atitude do ruivo. Claro que Ayato vai se sentir o “maioral” por ter conseguido alguma reação da garota, pois é difícil vê-la se envolver com algo.

✘O extremo interesse de Ayato para com objetos de tortura, vai despertar um grande interesse na jovem para com o vampiro. Isso pode ser muito estranho para a grande maioria, mas Tsuki realmente acha diferente o gosto do ruivo e por outro até ‘divertido’.

✘O fato dele não ligar para a opinião dos outros realmente agrada a albina, já que isso é um ponto em comum entre os dois.

✘Os olhos do ruivo chamam muita a atenção de Não, que acha a cor deles viva e extremamente bonita, por isso às vezes gosta de olhar para Ayato, desejando profundamente em ter aqueles olhos para si. Isso não vai ser passado em branco pelo dono dos olhos verde-esmeralda.

✘ Acha engraçado quando Ayato fica irritado ao pegam sua comida. Por isso, Tsu vai roubar alguns de seus takoyakis. Consequentemente o ruivo vai ficar alterado, podendo tirar algumas gargalhadas da albina.

✘Tsu acha que o ‘rei’ tem um corpo em forma. Com certeza vai ser uma das primeiras coisas que ela observará.

✘Nao gostava de ver o seu ‘noivo’ jogar basquete e fica impressionada pelo ruivo gostar tanto do esporte, ela vai querer aprender as regras e tentar jogar, oque vai ser um desastre. Perde completamente a concentração quando vê Ayato jogando.

✘O fato do vampiro ser direto em seus atos e também palavras, fazem Tsu achar que ele é confiante em si mesmo. Isso vai ser um bom ponto na opinião da albina.

✘O ruivo sempre tenta irritar Nao, a provoca chamando de baixinha, a mesma tenta manter o controle de sua raiva e ‘educadamente’ vai pedir para ele parar, oque obviamente não vai acontecer.

✘ Ayato sempre falar para a albina que ela é somente sua presa e de mais ninguém, por isso reclama quando Nao chega perto dos outros meninos.

✘Quando Tsuki descobrir toda a história de Ayato, não vai culpa-lo, apenas vai dizer que está tudo bem. O vampiro com certeza não queria que a menina descobri-se, pois achava que ela iria se afastar e também não havia necessidade de alguém saber sobre aquilo.



Os Sakamakis:


✯Shuu Sakamaki — É um pouco mais difícil ter contato com o loiro, já que ambos são fechados e preferem ficar quietos em seus cantos. Podem ter alguns encontros por um acaso na sala de música, oque foi a única coisa que Nao descobriu sobre o loiro, o seu gosto sobre a música clássica.


✯Kanato Sakamaki — Na primeira vez que ela o vir com o Teddy nos braços, simplesmente vai achar que Kanato é um garoto infantil, com essa idade não deveria ficar carregando, e muito menos tratando um urso de pelúcia como se fosse uma pessoa de carne e osso, por esse motivo e por acha-lo um completo estranho não vai dirigir a palavra á ele. Em alguns raros momentos pode observa-lo para descobrir algo á mais sobre o vampiro de cabelos roxos.

✯Laito Sakamaki — O jeito pervertido com que o ruivo de chapéu se dirige á ela é algo que no fundo Tsu até gosta, mas dificilmente demonstra, quando ocorre raros momentos ela pode trocar olhares ou mínimos sorrisos, já que é uma grande pervertida também. Apesar disso, deixa todo o trabalho para a sua parceira que cuidará do ruivo de chapéu.


✯Subaru Sakamaki — ”Um falso garoto rude”, é assim que ela o chama por dentro, já que desde o começo percebeu o vampiro tsundere que ele é. Acha um pouco fofo esse lado gentil do albino. Algumas ezes pode observa-lo, ou algo do tipo. A 'aproximação' da parte de Nao foi apenas por intenção de estudar os atos do vampiro.


✯Reiji Sakamaki — Ela simplesmente não gosta dele, pelo fato de achar que ele esconde algo e Nao sente que ele possui uma grande inveja do irmão. Apesar de achar que ele tem um respeito maior com as pessoas que os outros irmãos, não se aproxima ou conversa com Reiji. O acha muito correto, e na opinião dela é um exagero todas as regras que ele empunhe.



Com Ayka: As duas preferem ficar longe dos outros e ficarem em seus mundos e pensamentos, por isso elas não terão contato, mas ao precisarem juntar informações sobre os seus atuais alvos, vão trocar ideias e táticas para conseguirem terminar de uma vez o trabalho.



Com as outras parceiras: Nao pode não interagir muito com as outras meninas, mas sabe que todas ali possuem grandes capacidades para concluírem os seus trabalhos com o assassinato dos irmãos. Troca informações sobre os vampiros com elas. Não gosta de se intrometer nos assuntos das meninas, somente quando se trata do trabalho ou quando é chamada.



Com Tougo/ Karl Heinz: Tsu não vai com a cara de Karl, muito menos com o seu teatrinho de pessoa gentil e considerável, ela percebe logo quem ele é e quais são suas intenções, não fala com ele e o ignora, não dando nem se quer o minimo de respeito para o vampiro.




Como reagiria se:



Matasse alguém?: Assassinar é uma das coisas que mais trás prazer para a albina, ela não se arrepende de cometer tal ato, muito menos sente piedade de sua vítima, pelo contrário, anseia em ver seus alvos gritarem e sentirem na própria pele como é a dor da morte, ri com cada ação miserável que fazem.



Se apaixonasse por sua caça?: Pensaria que estava ficando louca, tinha perdido o próprio controle, como seus sentimentos por Ayato haviam crescido assim? Não era verdade, era apenas sua imaginação que estava fora de si, ficou tentando pensar nisso e passou á ignorar o ruivo, bem agora que eles estavam próximos um do outro. Não! Ela não podia desviar da missão, tinha que assassiná-lo, mas seus sentimentos não deixavam. 'Como isso foi acabar assim?' — Ela se perguntava á todo o momento. É difícil parar de pensar em alguém que se gosta, por isso ela não conseguirá.



Ser capturada?: Primeiro ela pensaria no porque de quererem ela, porque estavam sequestrando justamente ela? Pensou em várias possibilidades, principalmente no fato de terem descoberto sua identidade e agora estavam á levando para o seu julgamento seguido de morte, mas ela não deixaria. Porem sabia que isso era impossível, vai ficar um pouco confusa, mas irá manter a calma, sempre tentando pensar em uma maneira de escapar.




Aceita que sua personagem estará em minhas mãos podendo ser torturada, assediada tanto física quanto sexualmente?: — Sim.



Algo a mais?: — Não.


Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...