~BlueLollipop

BlueLollipop
EX: Juhft / Mephixto
Nome: 青のロリポップ
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Indisponivel
Aniversário: 4 de Abril
Idade: 14
Cadastro:

Ficha: Noivas de Sangue


Postado

•○•○•○•○•○•○•Ficha •○•○•○•○•○•○•


(A morte sempre é culpa do assassino... Shuu).



♠Nome completo: Nao Tsuki Nishijima.


Nao: dócil ou estimado.


Tsuki: Lua ou Amor.


♦•♦


♠Apelidos: “Tsu” – foi dado por suas irmãs e pessoas próximas a Nao. Ela gosta desse apelido, apesar de não demonstrar.


“Choco” – É chamada assim pelo seu melhor amigo, devido o grande amor e vício que Tsuki tem por chocolate. Normalmente ficava um pouco fora de si quando Akira á chamava assim.


♦•♦


♠Idade: 19 anos. Nasceu no dia quatro de outubro de 1996, sendo assim do signo Libra.


♦•♦


♠Personalidade: Tsuki é uma garota desligada do mundo ao seu redor, por achar tudo sem graça e tediante, prefere ficar no seu canto fazendo suas atividades preferidas ao enturmar-se com os outros. Muitas vezes reclamam do quanto ela é silenciosa ou até mesmo por conta dela nunca se envolver com algo, oque as pessoas não sabem é que ela sempre está atenta aos acontecimentos, mas sempre fica neutra aos fatos. Tsu é do tipo preguiçoso, é vista geralmente lendo mangás de Yaoi, os quadrinhos japoneses são uma das únicas coisas que fazem com que ela saia pelo menos do seu tédio diário e que sejam de seu interesse pessoal.
Quando é dirigida a palavra ou percebe que é o momento para se pronunciar, suas palavras saem em um tom calmo e distante, em alguns momentos das frases pode dar leves pausas, geralmente para repensar em sua fala, respirar, pela sua preguiça ou até mesmo por gostar de causar ansiedade nas pessoas. Ao tocarem em algum assunto que seja de seu interesse, a jovem irá expor um pouco mais sua atenção, algo que pode ser mínimo, como um breve olhar ou uma leve mordida no lábio inferior, mas dentro de si ela estará ansiosa para saber mais.
Um de seus outros gostos é a música, principalmente clássica, adora o som suave do violino e de como ele combina com a melodia do piano, às vezes vai até a sala de música para ouvir essa “divindade”, ela mesma toca os instrumentos e fica atenta a cada nota, devido a seu gosto e aos possíveis erros que podem ocorrer caso haja alguma desconcentração. O conteúdo de música clássica a faz se sentir em harmonia consigo mesma, assim como o mar, chuva, a brisa e os jardins, para ela a maneira de como as flores, folhas e frutos se desenvolvem e depois morrem é bela, esse ciclo tem um grande significado, é a história de vida dos seres vivos.
Nao é pervertida, oque pode estar estampado nas capas e histórias de seus mangás, ou até no seu pequeno sorriso quando tratam do assunto sexual. Esse fato não é difícil de ser descoberto, já que quase sempre está com seus Yaoi’s em mãos, quando ela os lê é fácil perceber o quanto ela fica vidrada, sorrisos maliciosos escapam de seus lábios e não consegue evitar as mordidas no lábio inferior.
É uma garota segura de si e de seus atos, ou seja, é autoconfiante, decidida e independente da opinião dos outros, porém, sempre pensa muito antes de tomar alguma decisão, sendo calculista. Não gosta de se meter na vida dos outros e nem que eles se metam na sua. Para ela, tirar conclusões precipitadas das pessoas é errado, se não sabemos o suficiente de alguém, o melhor é descobrir primeiro e depois tirar uma conclusão concreta. Sua memória é boa, mesmo sem nenhum treino em jogos ou atividades de raciocínio. É chocólatra, oque pode ser um problema no futuro, já que ingere ao menos uma barra por dia e isso pode exceder açúcar excessivo ao sangue, oque vai causar um pequeno desgosto para Shu, já que o mesmo não é muito chegado á sabores doces, até mesmo sangue. Apesar do grande excesso de chocolate e a falta de exercícios físicos, Tsuki não tem nenhum tipo de problema de saúde, oque para qualquer um é considerado um grande milagre. A preguiça á faz ter movimentos calmos e um pouco lerdos, mas ao olhar de alguns são completamente graciosos. Se sente um pouco desconfortável quando alguém á observa, mas para tentar espantar esse sentimento, passa a fazer o mesmo com o seu observador. Dificilmente perde a calma, isso pode acontecer quando é interrompida em sua leitura ou é cortada em alguma frase, somente lança um olhar para a pessoa que á interrompeu e segura sua raiva para si, assim como seus problemas. Quando “explode” devido à raiva excessiva ou aos pequenos problemas que foram se acumulando, Tsu, fica agressiva e toda a sua serenidade desaparece, pode ficar grossa e falar grandes verdades para os que estão ao seu redor.
Muitos acham que Nao é uma garota metida, pelos fatos de ser filha de um Lorde e de não interagir com os outros, mas os que dizem isso estão errados, ela nunca foi aquelas filinhas de papai, que tem tudo oque querem na hora que pedem, pelo contrário, nunca esbanjou esse poder. É culta, mesmo lendo somente mangás, ela aprende muito, principalmente novas línguas, já que compra as edições em inglês e japonês, além de já saber coreano, russo e árabe. Ela realmente tem uma facilidade incomparável para aprender novas línguas, por isso, mesmo matando algumas aulas e lendo seus mangás durante as mesmas, anda sempre tirando notas na média e máxima apenas em línguas. Ela nunca repetiu um ano no colégio, somente entrou atrasada para o mesmo, devido a sua infância um pouco turbulenta. Tende a esconder seus sentimentos, ninguém sabe oque ela pensa ou está sentindo, por isso é difícil saber sobre a garota. Não liga para sons altos, somente se afasta e se vierem a atormentar com esse assunto, pode ter certeza de que ela vai ser gentil com você, com um sorriso falso e um pedido delicado no rosto ela vai lhe perguntar se pode fazer menos barulho.


♦•♦


♠Aparência escrita: Tsuki possui cabelos platinados em um tom levemente cinzento, seus fios são longos, chegando até a polpa de sua bunda, sempre estão soltos, sua franja fica milímetros á cima de seus olhos, assim como o restante do cabelo são cortadas retas, sem nenhum repicado ou camada. Ao seu lado direito, sempre faz uma trança, na qual é presa por uma fita preta. Sua pele é clara, sem machas ou algum sinal de acne.
Sua íris é da cor rosa-violeta, uma mistura leve do rosa com o violeta, que dá a jovem olhos brilhantes e chamativos, sua pupila é pequena, ou seja, nem um pouco dilatada. Cílios longos, pretos e grossos, são a parte mais chamativa de sua face, eles tem um destaque sem igual na jovem. Seu nariz é fino e levemente arrebitado, sua boca não é grossa ou tem uma tonalidade avermelhada, é simplesmente pequena e praticamente da cor de sua pele, o formato de seu rosto é oval, ou seja, seu queixo é mais fino.
Tsu tem um peso de 50 quilos, é uma garota de uma altura média para alta, contendo 167 centímetros, assim tendo um peso proporcional. É dona de cintura fina e quadris largos, seios medianos e bumbum da mesma proporção, são redondos e firmes, suas coxas são torneadas e fartas, são durinhas e raramente não estão á mostra, já que a jovem preferi não usar calças compridas. Seus sapatos são de 37 centímetros, proporcionais ao seu peso e altura. Sempre está usando luvas pretas que contém pequenos Spikes prateados. A seu ver, fica melhor com um par de botas pretas e longas, chegando quase ao joelho e é por isso que sempre está com elas, Não têm mais de dois pares de botas.
Muitas vezes, as pessoas olham para os seus olhos, já que os mesmos contêm cores diferentes e raramente vistas, uma vez disseram á garota que seus olhos pareciam com a cor de um gás tóxico, pois as pessoas sempre se perdiam neles e ficavam tão fascinadas que mal respiravam. Para Nao, a cor deles é fria e sem vida, apesar disso gosta dos mesmos e acha que combinam com ela. É satisfeita com o seu próprio corpo e não acha que deve mudar nada. É raro estar com maquiagem, ou até mesmo um leve batom, para a platinada os produtos escondem quem você é, sua verdadeira beleza e isso significa que a insatisfação consigo mesma é grande.



♦•♦


♠Aparência:





























♦•♦


♠Roupas:



••Casual:











•••Festa/Balada -












••Baile:





••Saída:









••Quimono-









••Colegial-





••Pijama:

••Normalmente:


[centro]••Par:



♦•♦


♠Par:Shuu Sakamaki.


♦•♦


♠Relação com o par: Como ambos são desligados do mundo e das pessoas que ficam ao redor deles, não interagem muito. Quando ficam juntos nos mesmos cômodos sozinhos o silêncio é tremendo, para alguns é desconfortante mas para Shu e Tsuki é um silêncio agradável, sem palavras ou grandes ações entre um e outro, essa é a relação de base deles. O mais velho ao tomar o sangue da platinada, não fica extremamente satisfeito, o liquido escarlate é doce, oque para o loiro não é um bom sabor.
O gosto para música clássica pode os unir de uma forma inevitável, encontros inesperados ocorrem na sala de música. Nao gosta muito de tocar piano e violino, os instrumentos são uma das poucas coisas que a diverte, ao toca-los se sente em paz e esquece do mundo ao seu redor, a melodia é maravilhosa, claro, isso não passou despercebido pelos ouvidos do vampiro, que logo começou a ouvir a bela música que saia dos instrumentos e que eram proporcionadas pelos dedos da garota. Tsuki, logo percebeu que Shu tinha interesses pela fascinante música clássica, segundo si mesma, isso é a melhor qualidade que um ser vivo pode ter.
O piano é como se fosse o instrumento que os une, uma vez que Tsu ouvir o vampiro tocar, vai ficar encantada e isso estará estampado em sua face, oque é um grande milagre, a emoção das belas letras que saiam das cordas do piano, fez com que a platinada fosse guiada automaticamente ao lado do loiro e tocasse a melodia que ela tanto gostava e sabia juntamente á ele, o mesmo não se incomodou com o ato apenas prosseguiu tocando, mas no seu rosto agora aparecia um sorriso. Depois desse dia nada mudou muito. Tsuki e Shu apenas tem contato quando o jovem necessita de sangue e nos dias em que Nao toca algum instrumento, já que o vampiro adora ficar ouvindo.
A garota começa a ficar interessada nos gostos do loiro, fica com um pequeno desejo de descobrir mais sobre tal rapaz, talvez porque ela sentia que eles tinham mais coisas em comum, mas como é difícil ambos não terem grande interação com a sociedade, ela fica sem saber como iniciar uma conversa e fazer suas descobertas sobre o pacifico vampiro. Mesmo sendo uma pessoa determinada, Nao desiste de se aproximar e de até mesmo ir para a sala de música, já que aquilo poderia lhe causar mais curiosidade e sem saber como tirar conclusões seria ruim encontrar o Shu no mesmo ambiente. Durante um tempo eles seguirão com simples olhares, que serão trocados na hora de Tsuki ser a presa, a mesma nunca ligou para as marcas ou as dores que os afiados caninos do loiro deixavam em seu corpo, ela sabia que um dia ou outro elas sumiriam e ficariam apenas meras lembranças, então nunca sentiu medo ou parou o vampiro em seu ao de alimentação.
Como o loiro não é tolo, percebe rapidamente que sua presa está se afastando e até mesmo parando com as belas melodias que sempre variavam do piano ao violino, com sede de sangue, a primeira coisa que Shu faz é ir procurar Tsuki, dessa vez, em seu quarto, que em todos os cantos haviam prateleiras lotadas de mangás, um tanto eróticos, diríamos, aquilo com certeza fez com que o vampiro abrisse um sorriso, nesse momento, ele passou a fazer comentários um pouco pervertidos para Nao, como sobre suas lingeries, ela realmente não sabia como o loiro vira as suas roupas intimas, mas não ligava, finalmente havia descobrido algo sobre o garoto de olhos azuis, ele com certeza era um grande pervertido, às vezes ainda mais que o próprio Laito. Isso fez com que eles tivessem uma aproximação, agora Tsu revidava os comentários pervertidos do rapaz, que soltava alguns sorrisos.
O motivo ao descobrirem o passado um do outro foi causado por Reiji, que realmente não suporta a felicidade do irmão, o moreno “acidentalmente” encontra o colar de Nao, e o “esquece” no quarto de Shu, logo Tsuki entra em pânico, o seu objeto mais precioso havia sumido, ela o procurou e podemos dizer que esse foi um dos dias mais desesperadores da vida dela. O alivio somente veio depois que um certo loiro o encontrou e o trouxe nas mão de Nao, ela com certeza não tinha motivos para desconfiar que o vampiro havia pego o seu colar, ele nunca prestou atenção em quase nenhum de seus atos, nesse dia a jovem “explodiu” e contou tudo oque a afobava desde que seu melhor amigo havia se mudado, mas fez Shu prometer contar sobre ele mesmo depois, oque claro não foi comprido, Tsuki pensou que o vampiro não tinha confiança suficiente nela, oque não era verdade e que logo mudou, já que o próprio Reiji contou para ela sobre o passado do irmão. Seus passados os aproximaram ainda mais, agora, mesmo sendo frases pervertidas ou o simples e agradável silencio, eles estavam juntos.


അ•അ•അ•അ•അ•അ•അ•അ•അ•അ•അ•അ•അ•അ•അ•അ•അ•അ•


♠Relação com as irmãs: Nao é um pouco distante das irmãs, mas nunca deixou de apoia-las em algo ou ser agradável. Somente conversa com elas quando vê necessidade ou é chamada na conversa. Ela tem um carinho por todas, mesmo que dificilmente seja demonstrado. Não deixa de gostar de nenhuma, até das que falam muito e a atormentam de vez em quando. Mas se sente mais próxima da noiva de Subaru, já que elas têm personalidades um pouco semelhantes, calmas e não falam muito.


♦•♦


♠Relação com os Sakamaki’s:



••Reiji – Ela simplesmente não gosta dele, pelo fato de achar que ele esconde algo e Nao sente que ele possui uma grande inveja do irmão. Apesar de achar ele tem um respeito maior com as pessoas que os outros irmãos, não se aproxima ou conversa com Reiji. O acha muito correto, e na opinião dela é um exagero todas as regras que ele empunhe.


♦അ•


••Ayato – Tenta o ignorar, já que odeia o jeito de ele se referir como um ‘rei’ e de ser possessivo de mais em alguns assuntos. Mesmo o evitando, o tormento causado pelo ruivo pode ser constante, oque faz Nao ficar em seu limite e obviamente isso faz Ayato feliz. Com pouco tempo, a jovem vai se acostumar com todos os apelidos e irritações causadas pelo vampiro, para ela é como se ali estive-se um completo silencio mesmo com tudo oque o ruivo pode estar falando no momento, o fato é que ela aprendeu á como misturar a voz do Ayato com o silêncio, então agora ele é um mudo para Tsuki.


♦അ•


••Kanato – Na primeira vez que ela o vir com o Teddy nos braços, simplesmente vai achar que ele é um garoto infantil, com essa idade não deveriam ficar carregando, e muito menos tratando um urso de pelúcia como se fosse uma pessoa de carne e osso, por esse motivo e por acha-lo um completo estranho não vai dirigir a palavra á ele.


♦അ•


••Laito – O jeito pervertido com que o ruivo de chapéu se dirige á ela é algo que no fundo Tsu até gosta, mas dificilmente demonstra, quando ocorre raros momentos ela pode trocar olhares ou mínimos sorrisos, já que é uma pervertida também.


♦അ•


••Subaru – ”Um falso garoto rude”, é assim que ela o chama, já que desde o começo percebeu um vampiro tsundere que ele é. Quando o vê estressado com os outros se lembra do quão gentil Subaru pode ser e acha realmente fofo esse ato dele. É o único dos irmãos que Tsuki tem uma interação maior. A conversa começou devido ao albino ter se zangado e quebrado uma das paredes da mansão, Nao viu o ato, assim como os outros moradores. A platinada deu um mínimo sorriso, já que lembrara como ele é realmente, nesse momento o garoto de olhos avermelhados á perguntou o motivo do sorriso e ela apenas respondeu com o apelido que lhe dera daquele dia em diante. Foi isso que levou a interação dos dois.


♦•♦


♠Gosta: Doces, chocolate, mar, músicas clássicas. Pessoas verdadeiras; gentis; educadas; que não á atormentam; sorridentes; simpáticas e que tenham gostos semelhantes aos seus. Desenhar; dormir; decorar coisas, tais como músicas ou coisas bobas como o devido lugar de um objeto. À noite; observar as estrelas e a lua; chuva e caminhar sobre ela. Lugares calmos, silenciosos e pouco movimentados. Comidas apimentadas, falar sobre assuntos do interesse da mesma, escrever, histórias assustadoras, objetos cortantes e afiados, morder o lábio inferior, cerejas, morangos, pêssegos, cores escuras, tocar piano e violino. Brisa da manhã, dias frescos e nublado. Moda Gothic Lolita e Visual Kei. Yaoi, ler e das palavras pervertidas do Shu. Felinos, sorrisos, água, pizza, árvore de Sakura, suas irmãs, seus pais, pensar, sentar na janela, sacadas, seu nome, Mana-sama, comer, parques de diversões, lugares bonitos, cachoeiras, floresta. Mitologia grega; egípcia e nórdica. Lendas. Que mexam em seu cabelo. Halloween, fantasias, vampiros. Fontes termais. Roedores. Pelúcias. Bonecas de cera e porcelana. Massagem. Organização e determinação.


♦•♦


♠Desgosta: Pessoas metidas; do tipo grudento; que falam que suas vidas não valem nada; que se fazem de vitima; orgulhosas; falsas; chatas; sínicas, barulhentas e que tentam ser extremamente fofas para chamar a atenção. Coisas nojentas, tempestades, raios, trovões, sol muito forte, injustiça, se apaixonar, infantilidade. Quando a interrompem nas suas falas. Que falem mal de seus gostos, estilo e do seu ídolo o Mana-sama. Bagunça. Otimismo; narcisismo e desigualdade. Besouros e cachorros grades.


♦•♦


♠Medos/traumas/fobias: Tsuki tem muito medo de tempestades, mesmo se estiver no lugar mais seguro do mundo, ela fica com completamente desesperada, sai do seu próprio controle e para ninguém ver o seu estado, fica trancada no quarto. Seus medos de animais/insetos são os cachorros, mas apenas os grandes e besouros.


Cinofobia: Medo de cachorros, mas no caso de Nao, é apenas de cachorros grandes, ela tem muito medo, mas não tem uma causa concreta do por que. Ela sente incômodo perto de cachorros, começa a suar frio e quando eles se aproximam, mesmo querendo brincar, ela agarra a primeira pessoa/objeto que estiver próximo para assim se defender, claro que ela nunca levantou um dedo para machucar um animal.


Entomofobia: É a fobia de insetos, mas a jovem apenas tem medo de besouros, oque foi causado pelo seu pai, quando brincado ele contou a ela uma falsa história sobre um besouro que entrou em seu ouvido e o quanto agoniante era a sensação, isso a traumatizou. Quando vê um besouro fica imaginando o inseto andando em seu corpo, como no caso do cachorro, sempre vai usar algo para se defender.



♦•♦


♠História: Nao nasceu na Arábia, é descendente de japoneses, porem nunca conheceu seus pais de sangue, ela não se lembra de muita coisa de sua infância antes dos cinco anos, Nao só se lembra(é oque todos acreditam – algo mais) de uma hora estar em um lugar enorme com muitas crianças e que lá assim como ela, todas as crianças eram tratadas extremamente mal, faziam uma grande quantidade de trabalho escravo, para no final do dia mal terem oque comer e beber, o lugar apesar de ser grande era horrível, sujo e completamente acabado e por lá ela viveu apenas alguns poucos meses até um homem á tirar de lá. Agora ele era o seu novo pai, que chegou a dar o seu sobrenome á Tsuki. Mesmo sendo rico, o homem é gentil e tem um grande carinho por Mia e as suas outras irmãs. A menina s respeita muitíssimo e sente que deve á ele, por ter a tirado do orfanato, ter recebido ela em casa, dado carinho e uma família.
Nishijima, um sobrenome horado e muito bem visto por todos, não somente no país, mas também no mundo. Apesar desse fato, Tsu nunca se sentiu especial por agora fazer parte da família, para ela não importa o seu sobrenome e sim como o usa. Sempre dava um jeitinho de escapar das tarefas menos importantes ou que ela julgava serem entediantes, nessas ‘fugas’, a garotinha ia tocar se divertir com o seu melhor amigo, Akira Amira. O mais velho é filho de empregados da casa, mas a menininha nunca ligou para isso, adorava passar horas com ele. Porém um dia Aki se mudou com a família e até hoje Nao não sabe o motivo. Depois disso, começou a ficar mais fechada com o mundo e as pessoas ao seu redor, isso continua até nos dias atuais, prefere ficar á só com seus mangás Yaoi’s. Ao descobrir sobre a repentina mudança para uma nova moradia, acha meio estranho a pressa e desconfia do que pode realmente existir e acontecer naquele lugar, porém guarda isso para si.


♦•♦


♠Animal: Nao tem um gato de ‘duas caras’, devido seus pelos na região da face ser metade preta e a outra um rajado amarelado. Seus olhos são hetercromos, o esquerdo é verde e o direto azul. Ele se chama Daichi, é fofo e manhoso, geralmente está dormindo no colo da dona, fazendo manha, observando a paisagem pela janela ou caçando pequenos insetos voadores.





♦•♦


♠Objeto especial: Um colar em formato de coração, ele é revestido em um lado por pequenos metais, nos quais dão a sensação do coração ser preso á algo. PE um pingente azulado e foi dado por Akira. Nao o guarda em uma pequena caixinha e sempre é o primeiro objeto que ela gosta de ver no dia e no fim do mesmo.




♦•♦


♠Favoritou a fanfic? – Sim.


♦•♦


♠Sabe que sua personagem está em minhas mãos e eu posso fazer o que quiser com ela? – Sim! Como desejar.


♦•♦


Quer Hentai? – YES! Óbvio!


♦•♦


♠Alguma coisa mais?



••O motivo por ela não gostar de se apaixonar é por ter se apaixonado por Akira, que logo depois se mudou.


••Seu tipo sanguíneo é B+.


♦അ•


••Akira Amira foi o seu amigo de infância e a primeira e única paixão de Mia. Ele é dois anos mais velho.


Antigamente: “Aki” era um garoto fofo, divertido e carinhoso, um amigo para todas as horas, sempre estava do lado de Mia e adorava, até demais a garota. Um dia, teve que se mudar com a família, deixou apenas lembranças.




Atualmente: Akira sempre foi um garoto de classe baixa e por achar que não podia dar objetos valiosos e um bom conforto para Mia, ele nunca se declarou. Mas agora que conseguiu um bom emprego em uma banda de Jrock, vai tentar mudar isso e reencontrar Mia. Sua personalidade e gostos não mudaram.




♦അ•


••Sua coleção de objetos cortantes e pontiagudos:



---Adaga de ouro:





---Uma Shuriken:





---Uma Katana negra (seu xodó)




Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...