~BlueLollipop

BlueLollipop
EX: Juhft / Mephixto
Nome: 青のロリポップ
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Indisponivel
Aniversário: 4 de Abril
Idade: 14
Cadastro:

ᖴIᙅᕼᗩ — ᖇOYᗩᒪ ᙎᗩᖇ


Postado






[...]Um a um a malícia realiza o encontro nos corações

Informações, fascinação, rodeados pelo status[...]

Fios desenrolam após o alinhamento contado

Vivendo, cobiçando, o peito está doendo[...]


〚 Mejibray 〛





Mostrar Spoiler: "A guerra do submundo só será possível pelo sangue da eleita"



Nσɱҽ ƈσɱρʅҽƚσ


Trinity Evans



Trinity: Significa; “trindade”. “Reunião em três”. “O Pai, o Filho e o Espírito Santo”.

É a palavra inglesa para Trindade, que tem origem no latim Trinitate e significa “reunião em três”.

É um nome utilizado em homenagem à Santíssima Trindade, crença cristã que Deus está personificado em três estados distintos, o Pai, o Filho e o Espírito Santo.

Antigamente era dado às crianças que nasciam no domingo da Santíssima Trindade.


Evans: Originado de terras inglesas, Significa; "filho de Evan". Evan é a forma Galesa do hebraico John, ou seja, "Deus tem sido gracioso", ou "Deus mostrou favor". "Deus é misericordioso" ou "juventude".


Trinity não gosta tanto do seu nome, já que o mesmo está muito conectado à Deus, e ela acha que essa divindade realmente não existe, mesmo que alguns pequenos milagres possam ter acontecido acaba dizendo que é pura besteira, foi apenas uma grande sorte algo tão impossível ter acontecido. A jovem é do tipo que só acredita em algo quando vê com os próprios olhos, do contrario dirá que é apenas um farsa, uma mera invenção.

Seus pais à deram esse nome pois eles são muito conectado a religiões, principalmente a católica. Para eles foi uma benção o primeiro bebê do casal ter nascido no dia da santa trindade do ano de 1998. Quando a menina nasceu eles já tinham o nome em mente, no qual foi Trinity, para homenagear a nascença da filha em um dia tão importante para o casal. Sua mãe sempre conta essa história, a jovem perdeu a conta de quantas vezes teve que ouvir a mesma coisa.






Nαƈισɳαʅιԃαԃҽ


Britânica / Inglesa.Bristolian.


Trinity nasceu na Inglaterra, em uma cidade chamada Bristol, na qual fica à cerca de 189 km longe da capital, Londres. Na época o local tinha mais ou menos 300 mil habitantes. Sua mãe deu-lhe a luz em casa mesmo, tudo ocorreu bem no parto. O bairro de onde vem é de uma vizinhança classe média, um povo que consegue colocar alimento na mesa, pagar contas e ainda pode utilizar o dinheiro que sobra para fazerem oque quiserem, sua família também tinha essa mesma condição financeira.








Aρҽʅιԃσʂ


Trinity não gosta quando pessoas, nas quais ainda não possuem uma certa intimidade com ela, chegam e já vão chamando-a por algum apelido, se algo assim acontecer, pode ter certeza de que a jovem irá "corrigir" a pessoa dizendo que o nome dela é "Trinity" e que se futuramente tiverem um pouco mais de intimidade, então poderá chama-la por apelidos, do contrario, jamais.



Tri: Apelido dado pelos pais, que para a jovem é um tanto "feio", já que parecem estar chamando-a de "três", ou "tri campeã de algo". Não gosta que chamem-na assim, mas nunca reclamou aos pais, já que eles se orgulhavam muito de ter uma filha com esse nome, e para não estragar essa boba alegria, a menina resolveu não contar que esse apelidinho é um tanto desengradável.



Trini / Tiny: Seus poucos amigos chamam-na assim, para Trinity são ótimos apelidos, um tanto fofinhos, mas ela não liga, gosta quando utilizam eles para conversarem com ela.



Titi / Nity: Apelidos dados pelo tio, Trinity sempre ria quando o tio chamava-na assim, são com certeza apelidos bobos, mas ela nunca ligou de ser chamada assim pelo tio, somente ele utilizava esses apelidos para ela, e desde que fosse somente o tio chamando-a assim, ela não se importaria. Mas tem extrema vergonha quando o parente começa a dizer Titi ou Nity no meio de muitas pessoas, então acaba reclamando e dizendo para ele não ficar chamando-a assim no meio de tanta gente.



Gado: Esse "apelido" foi dado por Ruki, no qual simplesmente começou à chamar Trinity assim, claro que jovem corrigiu-o e logo questionou-o de onde raios ele havia tirado aquele apelidinho idiota e sem noção; Obviamente ela não gostou de ser chamada assim, em sua opinião ninguém gostaria, reclamou muito com o moreno, mas ele não deixou de chama-la assim.






Iԃαԃҽ/ԃαƚα ԃҽ ɳαʂƈιɱҽɳƚσ/ʂιɠɳσ



Dezessete anos.

Triny nasceu no dia sete de junho de 1998, no dia exato da Santíssima Trindade do mesmo ano; Esse fato foi como um "milagre" para a família da menina, já que os mesmo são muito religiosos.


O signo da jovem é Gêmeos, oque condiz um pouco com sua personalidade, já que Trinity é comunicativa, inteligente, exigente e calculista, tudo isso é uma característica de geminianos. Ela acredita em astrologia, já que identifica-se um pouco com o seu signo.






Aραɾҽ̂ɳƈια



Yuuko Kanoe (Tasogare Otome X Amnesia) = Trinity Evans.



Trinity é dona de um longo e liso cabelo arroxeado, no qual possui um tom indigo. Quando a jovem está em um local com uma boa iluminação, os seus fios ficam em uma coloração viva e atraente, como se fosse uma uva que acabara de ser colhida do cacho, por outro lado, ao ficar em lugares escuros, o roxo vivo se transforma rapidamente em um (quase) preto; Suas madeixas tem um comprimento que chega até abaixo do bumbum da jovem, as lava todos os dias com um shampoo de aroma de cereja, fazendo com que o seu cabelo fique cheirando semelhante a fruta. Cuida muito bem de seus fios, pelo menos duas vezes no mês os hidrata; Estão sempre brilhosos e macios. Triny adora que mexam em seu cabelo, desde que não o embaracem. Os penteia duas vezes ao dia.


As íris da garota são avermelhadas, em tom fogo, são grandes e brilhantes; Chamam extrema atenção das pessoas quando elas vêem pela primeira vez. Os cilios de Nity são longos e grossos, fazendo com que a mesma não precise usar rímeis, em sua opinião isso é uma grande vantagem. Realmente ama a região de seus olhos, eles são oque ela mais gosta em todo o seu corpo, às vezes fica admirada com eles, assim passando alguns segundos à mais no espelho.


A pele de Tri é pálida, como se fosse porcelana; Dificilmente a menina sai para tomar sol, ela realmente não gosta tanto de fortes raios solares, por isso quando faz algum passeio por aí, sempre passará protetor solar, é algo crucial para ela; Além desse fato, a genética da família também ajudou a formar essa pele branquinha que possui, grande parte de seus familiares tem a pele igual a de Tiny. Em seu rosto não há uma manchinha se quer, ou uma espinha, ela cuida de tudo nos mínimos detalhes, passa alguns cremes para ficar livre desse tipo de incomodo. Seu nariz é fino e levemente arrebitado. Os lábios da roxeada são de tamanho medianos e pouco largos, estão sempre pintados com um gloss sabor menta, quase que imperceptível.


Trinity aparenta ser um pouco mais velha do que sua própria idade condiz, já que se as pessoas forem olha-la pelo corpo, perceberão logo que o mesmo é avantajado e com belas curvas, um belo exemplo "violão", com fartos e arredondados seios, esses são completamente firmes e arrebitados, um grande orgulho para a jovem; Cintura fina e larga, algo que ela admira; Bumbum durinho e nadica caído; Coxas torneadas e grossas, enfim, um corpo que pode ser invejado por muitos. Além disso, quando observam-na pela primeira vez, a maioria logo dirá que a garota é alguém responsável, séria e madura, igual à uma adulta, por isso, aparentemente é mais velha.


Triny é magra, pesa por volta de 60 quilos, e sua altura é de 170 centímetros, isso é perceptivel, já que a menina não tem nem uma minima barriga ou gordura localizada. O numero que calça é 38, um ótimo numero, segundo a roxeada. Seus braços são finos, assim como os seus dedos. Simplesmente adora manter as unhas compridas, por isso está sempre as lixando, ao menos uma vez na semana, porém é extremamente difícil vê-la usando algum esmalte, o máximo que ela passa é uma base, apenas para fortalecer e deixar um leve brilho nas unhas.













Mostrar Spoiler: Mais Imagens
















História


Trinity nasceu em um bairro de classe média, na primavera de Bristol, era um dia fresco e havia algumas nuvens no céu. Após a menina vir ao mundo, a comemoração começou, e aquele dia foi em dobro; A família muito religiosa estava muito feliz e orgulhosa, pois a pequenina havia nascido em um dia especial, o dia das Santíssima Trindade, naquele ano essa data caíra no dia sete de junho, justamente quando Triny nasceu. Para a família aquilo era um sinal, um sinal de que a roxeadinha traria paz e grande amor, era praticamente um ser enviado diretamente da Divindade extrema, Deus. Os pais da garota mal precisaram pensar em um nome, já colocaram um que se encaixaria perfeitamente, "Trinity".

Nascer em uma família tão religiosa pode ser complicado, estudos e estudos sobre a sua religião, ler a bíblia era uma tarefa que Tri tinha de fazer, era obrigada pelos pais à ler o imenso livro duas vezes no ano, quando era menor, eles liam para ela, e ensinaram-na tudo oque é certo e oque é errado na lei de Deus, eram extremamente rigorosos, se a menina sai-se da linha, mesmo sendo uma criança ingenua, o casal batiam nela e a deixavam de castigo, aumentando em dobro os afazeres religiosos dela. Por volta de seus cinco anos, Trinity já havia lido a bíblia cerca de dez vezes. Ia para uma escola de freiras, e lá aprendeu uma parte do que sabe, o sonho dos pais era que a filha estudasse muito e se tornasse um freira e futuramente pudesse ensinar as outras crianças sobre Deus e suas palavras.

Apesar de todo os estudos, Triny ainda se divertia um pouco, quando estava sozinha no quarto estudando, consciente de que os pais não iriam entrar ali, a roxeada saia pela janela e ia para a rua brincar com um amigo, Ralph. Os dois passavam o máximo de tempo que podiam brincando e se divertindo, na maioria das vezes nem era tanto tempo, já que a garota tinha que voltar rapidamente para a casa, porém esse pouco tempo fez com que eles se tornassem grandes amigos. Nity adorava brincar e não ter que ficar ouvindo toda a faladeira de seus pais sobre um único assunto, um assunto que estava incomodando-a. Ela sonhava que um dia poderia ser livre de tudo aquilo, e poderia viver acreditando no que quisesse; Mas nem tudo é um mar de rosas, sonhar alto é sempre o pior quem tem a se fazer; Um dia, os pais de Trinity tiveram que ir até a casa de uma conhecida, que morava do outro lado da cidade, e decidiram mais um vez deixar a filha estudando, porém logo assim que a mesma ouviu o som do carro se distanciando da casa, correu para a janela e foi direto brincar, sem se importar com nada, mas ninguém esperava que essa conhecida não estaria em casa, e oque era para serem longas duas horas de conversa e viajem, se tornou apenas trinta minutos, e assim que os pais da roxeada estavam chegando até a própria residencia, eles pegaram Triny brincando na rua, para eles aquilo foi um dos maiores pecados.


"Oque você está fazendo aqui fora garota?! Você deveria estar estudando Deus e não se voltando contra ele e mentindo sobre os estudos!" — Gritou a mãe, enquanto pegava fortemente no braço da menina assustada. Ela encarou mortalmente Ralph. — Foi você! Você é o culpado disso! Oque foi?! Os seus pais não sabem lhe educar ensinando coisas boas?!... Trinity, você está proibida de sair de casa e ver essa gentalha pecadora!!!"


Assim, a mãe de Ralph e de Tri, os proibiram de ver um ao outro, oque realmente aconteceu. Agora, a menina tinha todos os seus estudos na própria casa, e ela nunca se esqueceu desse dia, levou uma grande surra e os estudos triplicaram durante um mês. A garota ainda sentia que todo aquele estudo a enjoava, não queria aquilo, mas ficou um longo tempo sem acreditar no que pensava sobre.



O tempo foi passando, e aos nove anos a roxeada começou a perceber que todos aqueles estudos religiosos realmente não eram para ela, a garotinha mais nova era obrigada a ler e estudar aquilo, mas agora ela queria seguir o próprio caminho, estudar em uma escola normal, foi aí que ela começou a perceber que não era uma pessoa religiosa e precisava tomar coragem e encarar os pais dizendo isso. No mesmo dia que pensou nisso, decidiu contar para os pais oque achava, estavam os três no jantar, quando a menina começou a falar sobre.


"Papai e mamãe, eu preciso lhes contar uma coisa..." — Disse a menina um pouco receosa com um sorrisinho nos lábios. O casal a olhou a deu permissão para ela prosseguir — "Eu acho que, não... Eu tenho certeza de que... Não gosto tanto de Deus e de seus ensinamentos... Isso tudo que vocês ensinam não faz sentido para mim" — Foi nesse momento em que sua mãe e seu pai começaram a discutir com ela, pegaram-na pelo braço bruscamente e a levaram pro quarto, bateram de chicote na menina, dando vários tapas seguidos.


"Você é apenas uma criança, não pode achar nada e muito menos ter certeza, tem que apenas seguir oque falarmos! Tem que apenas seguir a nossa divindade!" — Sua mãe gritou enquanto a batia.


Trinity ficou cheia de marcas pelo corpo, principalmente pelas costas, suas feridas demoraram para parar de sangrar, e durante o resto de vida teria que estudar tudo sobre sua religião, tudo em dobro, seus pais depois começaram a trata-la mal e mais rigorosamente, era da escola direto para casa, estudar e estudar, com pausas apenas para as refeições e para dormir. Triny não tinha escolha, ela não podia opinar em nada, não queria passar por tudo de novo e ter que estudar ainda mais, parecia que o seu futuro estava selado; Teria que se tornar aquilo que seus pais queriam...


[ -- Se eu me tornasse o que você queria que eu fosse, eu iria até mesmo ter asas e voar, não é? -- ]


Sua vida foi assim durante três anos, porém, em um dia de tempestade, estava faltando comida na casa da família, então os pais de Nity resolveram sair até o supermercado, mesmo com grandes raios e trovões lá fora e com todas as ruas molhadas, eles foram e deixaram a menina sozinha, claro, estudando. A roxeada ficou sozinha durante duas horas, eles estavam demorando muito para voltar, então a menina decidiu ir dormir, e foi oque fez. No outro dia acordou bem cedinho, e não viu nem uma sinal dos pais, nesse momento ela sentiu um grande aperto no peito, como se algo de ruim tivesse acontecido, a garota decidiu esperar, após algumas horas algumas batidas na porta foram ouvidas, um pouco receosa Triny atendeu a porta e viu dois guardas mais um homem, que não conhecia, os guardas fizeram-na algumas perguntas, como "Qual é o seu nome", ela respondeu todas e então eles deram uma notícia para a jovem:


"Ontem os seus pais estavam voltando do mercado, a pista estava encharcada e um motorista de caminhão perdeu o controle enquanto tentava frear no sinal vermelho, um carro passava pela rua, e esse caminhão bateu com tudo no carro..." — Ela sabia oque viria depois, lagrimas começaram a brotar dos olhos da menina, ela não queria ouvir mais — "Esse carro... Era o dos seus pais... Infelizmente eles vieram a falecer por conta da batida" — Trinity começou a chorar, ela não compreendia o porque de seus pais quererem que ela passasse por todos aqueles estudos, ela não gostava nem um pouco disso, mas ainda sim, eles eram os seus pais. Nesse momento, sentiu uma mão acariciar os seus cabelos, ela olhou para cima e encarou o homem desconhecido, ele sorriu, de alguma maneira aquele sorriso reconfortou-a.


"Esse é o primo de seu pai, ele ficará com você a partir de hoje" — um dos guardas explicou e logo eles saíram, deixando-a com o homem, ele a abraçou e reconfortou-a, Tri sentia que ele era bom,suas lagrimas logo cessaram.


A partir desse dia, a roxeada foi morar com o tio em outro país, o Japão, teve que se acostumar com a língua e a cultura, mas ela conseguiu rapidamente se adaptar. Achava que o parente também iria exigir tudo oque os seus pais pediam, mas não, quando o azulado viu a menina estudando tudo aquilo, ele soltou:


"Você não precisa fazer oque não quer aqui, você pode traçar o seu caminho, não há necessidade de continuar fazendo isso" — Depois disso, Triny largou a escola de freiras e decidiu não estudar mais sobre religião, entrou em uma escola normal. Seu, agora "tio", tratava a jovem muito bem, sempre que tinha tempo passava-o com a "sobrinha", ensinou-a várias coisas, como fazer origamis e tocar piano, ambos tinham uma ótima relação ,tanto é que o homem deu alguns apelidinhos bobinhos para Triny.

A única coisa que intrigava Tity, era o fato de não saber em que o tio trabalhava, ela decidiu não perguntar e assim os anos passaram e finalmente a roxeada havia completado os seus dezessete anos, logo ela descobriria em que o tio, que tanto gostava, estava envolvido.






Pҽɾʂσɳαʅιԃαԃҽ


A primeira vista, as pessoas julgariam que Trinity é uma garota mais fechada, já que a mesma não puxa assunto com ninguém, ficando apenas no seu canto, completamente calada e com uma expressão séria; porém isso é apenas porque ela não gosta de começar um assunto com desconhecidos, prefere que eles iniciem uma conversa, faz isso para ver como os outros reagiriam à ela de início. Assim que começam um dialogo com a roxeada, é possível perceber que a jovem não é nada fechada ou séria, é uma completa extrovertida, aquela que conversa sobre todos os assuntos abertamente, dando sempre uma opinião à cada coisa falada. Realmente, é faladora, às vezes fala até mais do que deveria, mas quando percebe que atingiu o limite, se cala na hora.

É ótima em fazer novas amizades, já que é uma garota amigável e animada. Pode falar de qualquer coisa, ela sempre saberá do que se trata, é muito atualizada, procura saber sobre tudo, e sempre que tem a oportunidade de falar sobre, ela falará. Quando se interessa por algo ou alguém, a certeza é que Triny descobrirá exatamente tudo oque está envolvido ali, sendo como uma stalker, que não sabe o momento certo de parar. A roxeada é uma pessimista de primeira, nunca acha que algo vai dar certo, oque acaba com essa personalidade alegre e animadora que possui, além de ser uma realista, sempre joga na cara das pessoas que elas precisam ter o 'pé no chão', se não futuramente 'quebrarão a cara', claro, segundo a menina, "Sonhar é muito bom, mas precisamos encarar a realidade, nem tudo vai sair do jeito que esperamos, então, mantenha sempre os seus pés no chão. Subir achando que tudo vai acabar bem... Você estará apenas caindo de volta para o chão, e quando atingi-lo, seus pedaços voaram longe."

Tri é manhosa, está quase sempre fazendo chantagens emocionais com as pessoas, apenas para conseguir oque quer, parecendo até mesmo uma criança, e não a responsável que aparenta ser por fora; Imita vozes de crianças e faz biquinhos fingindo estar triste e emburrada, as vezes isso pode ser muito irritadiço. É uma garota nada calma, pode perder todo esse jeitinho que tem, em apenas um estalo de dedo; odeia que fiquem zombando ou brincando com ela, por exemplo: Dar apelidinhos idiotas; Isso a irritada, além de alguns tipos de pessoas e suas ações; Quando está irritada, Nity vira praticamente outra pessoa, ninguém conseguiria ter a língua mais afiada do que a dela, teria uma ótima resposta na ponta da língua, ela não partiria para a briga física, somente na verbal, se conhece a pessoa já a algum tempo, e sabe sobre algo, tenha a certeza de que se essa irrita-la, poderá passar por uma chantagem absurda. A roxeada sabe muito bem como se defender com palavras, e só usa a força quando é extremamente necessário, o impressionante é que ela sabe como lutar, pelo menos minimamente.

Tem uma memória sem igual, aprende as coisas com facilidade e rapidez. Tem um raciocínio rápido e certeiro, o desenvolveu jogando alguns jogos de tabuleiro, como o xadrez, é boa em desvendar mistérios, antes mesmo de serem apresentados no livro ou em algum filme, descobre tudo antes de todos. Tity, é muito organizada, não gosta de ver nada fora do lugar, porém não chega a ser algo como uma mania, às vezes por preguiça deixa tudo desorganizado por um tempinho, raramente isso acontece, já que a menina é sempre tão viva e animada, quase nunca está com preguiça, somente nos dias mais chuvosos, quando está com aquela imensa vontade de fazer algo mas não tem nada, o tédio lhe trás preguiça.

Se torna amiga das pessoas facilmente, porém dificilmente essas podem conseguir a confiança extrema da roxeada, a mesma não é de sair por aí entregando sua confiança para qualquer um, por isso leva um longo tempo, é preciso paciência nessa questão com Trinity. Apesar de parecer inocente, a garota passa longe do apelido "Anjo", já que sabe muito bem dos assuntos sexuais, sendo uma verdeira pervertida, mas nunca precisou utilizar o corpo para conseguir algo, e deseja nunca precisar. É generosa com as pessoas, podendo as ajuda-las nas questões mais fáceis, porém nas difíceis elas que se virem, não pode negar que as vezes acha divertido ver o sofrimento de alguém, ela pode até rir descontroladamente quando vê algo assim, é raro isso acontecer.

Um fato curioso sobre Triny, é que com as pessoas mais próximas à si, ou aquelas que ela admira ou gosta, estão sempre sendo alvo de uma jovem que gosta de chamar a atenção desse público, odeia quando essas pessoas a ignoram, e por isso tenta ao máximo chamar a atenção delas, porém quando está em algum lugar com gente desconhecida, a roxeada vai tentar ser o mais discreta possível, acha um grande incomodo ser observada por alguém que não conhece. Quase sempre tem uma novidade para contar, ficando assim afobada na horar de espalhar essa noticia, pode comer algumas palavras e falar muito rápido, fazendo com que os outros não entendam nada. É uma garota segura de si e de seus atos, ou seja, é autoconfiante e decidida, nunca volta atrás em alguma decisão tomada, segue até o fim nessa. Independente da opinião dos outros e da ajuda dos mesmos; sempre pensa muito antes de tomar alguma decisão, sendo uma garota extremamente calculista.

Determinação é uma de suas maiores características, quando coloca algo na cabeça, não tira por nada e faz de tudo para alcançar o seu objetivo, raramente desistirá, sendo muitíssimo persistente. Para ela, tirar conclusões precipitadas das pessoas é errado, se não sabemos o suficiente de alguém, o melhor é descobrir primeiro e depois tirar uma conclusão concreta. Quando se trata de tirar conclusões precipitadas sobre alguma coisa, ela é a primeira a fazer, não dando a minima chance de alguém se explicar, uma completa explosiva. Sempre quer ser a primeira em tudo, é extremamente competitiva, odeia perder, e pode ficar emburrada por conta disso, pedirá sempre uma revanche, se perder. Quando está ansiosa, retira um pirulito do bolso para se acalmar, ela sempre carrega alguns consigo, por isso gosta de estar utilizando roupas com bolsos.

É observadora, nota tudo ao seu redor, coisas até mesmo minimas. É intimidadora quando quer ou precisa, consegue sempre arrancar algo de alguém, por isso é ótima em pressionar pessoas, principalmente com o olhar e com aquelas palavrinhas que usa para se defender e atacar pessoas quando está irritada. Odeia sons altos, isso é um completo incomodo para ela, então pode ter certeza de que ela vai tentar não grossa na hora de pedir para parar com barulho. É uma pessoa vingativa, ela tem ótimos planos para fazer alguém sofrer e implorar por perdão, isso se a pessoa a tratasse mal ou algo assim. Seu sono é leve e por isso ela precisa de um completo silêncio para dormir, se alguém á acorda a garota fica zangada e depois dificilmente pega no sono novamente.

Odeia quando ficam "grudando" nela por um longo tempo, como se fosse um carrapato ou sanguessuga, pessoas melosas são muito chatas para ela. Não confia no sexo oposto, pensa que homens só estão ali para estragar as vidas das mulheres, em sua mente todos são machistas e um tanto babacas, não vale a pena correr atrás de um, os encara sempre de frente com um olhar frio e tedioso. É feminista e sempre defende os direitos do sexo feminino, sempre fazendo um pouco mais para mostrar como as mulheres são fortes e independentes. Pode ser um pouco masoquista, mas é algo bem pouco mesmo. Tem uma imaginação fértil, pode ter ideias brilhantes em um passe de mágica. Em sua época de ciclo menstrual, Nity pode ficar muito sentimental, vindo a chorar por qualquer coisinha, oque não é normal, já que a roxeada não é de ficar chorando por coisas banais, raramente se sente ferida por alguém; Tem também alterações de humor repentinos, passa a querer ficar sozinha, sem ter alguém para perturba-la.

Às vezes pode ser uma pestinha, fazendo pequenas brincadeirinhas com as pessoas, quando simplesmente da na telha de querer se divertir à custa dos outros, a roxeada começa a fazer planinhos para achar uma brincadeira “interessante”, anota tudo em um pequeno bloquinho que possui, ele fica sempre bem escondido. É raro encontrar a jovem triste, Trinity simplesmente odeia a tristeza, para ela é um sentimento vazio e doloroso, por isso está sempre sorrindo animada e nunca deixa se abalar; tem um truque para quando começa a se sentir triste, começa a lembrar de todos os momentos felizes que já passou, é uma forma de se animar novamente e o melhor; Se você fizer isso não vai esquecer desses momentos. As pessoas podem se surpreenderem com algumas atitudes estranhas de Tity, uma delas é que a garota sente uma vontade imensa de rir, e do nada começa gargalhar, sem motivo algum.

Se Nity fez uma promessa, ela fará com que essa se cumpra, nunca quebra suas palavras; "Se é uma promessa, temos que cumpri-la!". É daquele tipo de pessoa que literalmente deixa a vida levar, não se preocupa com o amanhã, só pensa em se divertir no hoje, e aproveitar cada segundo do presente. Não se importa em ter inimigos ou fazer, ela nunca ligou para a opinião das pessoas, principalmente daquelas que não gostam dela, apenas as ignora, porém se fizerem algo contra alguém que gosta ou até ela mesma, a certeza é só uma: Terá volta. A roxeada tem um senso extremo de proteção para com os amigos e familiares, pode ameaçar alguém como se fosse a coisa mais natural do mundo e não se preocupa com oque pode acontecer consigo mesma. Podem chama-la de justiceira, já que sempre está tentando fazer justiça com as próprias mãos, na maioria do tempo se metendo em confusões. Nunca se gabou de nada, e deseja continuar assim, já que odeia as pessoas que fazem isso. Para ela, a classe social não importa, somos todos seres humanos,não é justo ficarmos separados pelo dinheiro ou status, simplesmente não suporta aqueles que pensam que são melhores do que os outros.
Triny sabe ser elegante como ninguém, quando é necessário se torna uma dama de primeira, suas palavras se tornam finas e complexas, as pessoas que conhecem-na ficam de queixo caído ao vê-la assim. Sempre achou uma bobagem se apaixonar por alguém, já que para ela todos os homens são machistas e uns porcos, então ela não vê necessidade alguma de ter algum por perto. É realmente exigente em algumas questões como tarefas de casa, gosta de ter tudo limpinho e organizado. Se adapta muito bem a novos ambientes e a novas pessoas, sendo algo impressionante. Tity gosta de um bom desafio, adora fazer várias coisas ao mesmo tempo, para ela nunca é demais encaixar coisas em seus afazeres. É convincente, sempre dando algum jeitinho especial para que as pessoas façam oque ela quer e também para ela alcançar algum objetivo. Ser a líder é uma das coisas que mais gosta, pois sempre tem um espirito responsável, animador e gentil, o seu único defeito nesse caso seria a falta de otimismo.






Qυαʅιԃαԃҽʂ ҽ ԃҽϝҽιƚσʂ


Qualidades


A dificuldade de confiança nas pessoas é sim uma qualidade, já que no mundo de hoje em dia as pessoas estão com pensamentos e atitudes ruins.


Triny tem um alto e rápido raciocínio, oque é uma grande qualidades, os seus pensamentos estão quase sempre 100% corretos
.

Ser realista acaba sendo uma qualidade, é como a roxeada diz, se formos realistas o suficiente para não acharmos que o mundo e a vida será sempre um mar de rosas, onde conseguiremos tudo oque quisermos, então estaremos bem em não se preocupar em se machucar futuramente.


Nity é completamente extrovertida, assim facilmente consegue expressar-se e comunicar-se com os outros, fazendo algumas amizades.


Determinação é uma palavra que jamais sairá do dicionario de Tity, dificilmente desiste de algo, é muito persistente e segue com suas ideias e objetivos até o fim.


É observadora, nota tudo ao seu redor, coisas até mesmo minimas.


Se Tri fez uma promessa, ela fará com que essa se cumpra, nunca quebra suas palavras.



Defeitos


Com certeza, um dos maiores, e talvez o maior defeito de Trinity, seja a falta de otimismo. Ela é realmente uma pessimista, está sempre achando que algo irá dar errado, está sempre vendo as coisas pelo lado negativo.


A sua falta de confiança nas pessoas também pode ser um defeito, já que a jovem não se abre tanto e nem confia rapidamente nas pessoas, oque pode ter consequências, como a perda de uma boa amizade.


Está sendo sempre realista, e as vezes sonhar também faz bem. Algumas vezes acaba dizendo coisas um pouco rudes para as pessoas, tudo por conta desse realismo.


Ser manhosa é um defeito da garota, ficar fazendo chantagens emocionais, fingindo estar sendo alguém que não é, ela mesma sabe que não é legal fazer isso, mas não consegue parar.


O seu leve sadismo entra nessa categoria, pode ser muito bondosa, mas não nega que as vezes é divertido ver os outros sofrerem.


Tira muitas conclusões precipitadas sobre assuntos que vê ou ouve, menos na questão de pessoas, prefere conhecer alguém melhor para saber, fora isso diz tudo sem os outros se explicarem.






Gσʂƚσʂ ҽ ԃҽʂɠσʂƚσʂ



Gosta


• Doces; Talvez seja familiar, já que sua mãe também amava. O doce preferido da jovem é o famoso Pirulito.





• Mar; Trinity só foi apenas uma vez até a praia, porém simplesmente adorou o mar, achou muito bonito e o maior fato dela ter gostado foram os barulhos que as ondas fazem, isso à deixou muito relaxada. Quer muito visitar a praia novamente.





• Pessoas verdadeiras; gentis; educadas; que não á atormentam; sorridentes; simpáticas e que tenham gostos semelhantes aos seus. Ela sabe que essas são as pessoas mais "apropriadas" para se falar, por isso gosta.



• Fazer novas amizades; Como é comunicativa e extrovertida, Nity ama conversar e falar com novas pessoas, assim também gostando de fazer amizades.





• A noite; gosta pois pode observar as estrelas e a lua, um de seus hobbies favoritos.





Estrelas e a Lua; Ama ficar observando esses astros, as vezes queria ter asas somente para ver toda essa beleza de pertinho.





• Lugares calmos, silenciosos, desertos e pouco movimentados, esses são os seus lugares preferidos, são ótimos para raciocinar e se acalmar.





• Histórias assustadoras; Ela sempre teve curiosidade em ler sobre, mas sua família dizia que era algo errado, após a morte deles, passou a morar com o tio e lá teve livre acesso a esse gênero; histórias do tipo são as suas favoritas. Também gosta de fantasias e do Halloween, que inclusive é sua data favorita do ano.





• Tocar piano; essa é uma lembrança da mãe.





• Brisa da manhã; ama sentir o vento de cedo em seu rosto, a faz perceber que mais um dia começou e que ela irá vive-lo.





• Árvores de Sakura; sempre fica na expectativa da primavera apenas para poder ver as árvores brotarem e caírem, não perde esse evento por nada.





• Natureza; Estar em contato com a natureza á faz sentir viva, por isso adora.





• Origamis; O seu tio ensinou-a, e incrivelmente ela consegue fazer dobraduras de vários tipos.





• Assistir filmes; Ela vê como algo que passa a hora, por isso gosta. Seus gêneros favoritos são animação e terror.





• Pizza; Simplesmente ama, não tem um porque. O seu sabor favorito é a pizza portuguesa.





• Gatos; Para Tiny, gatos são os animais mais fofos e apertáveis, sempre quis ter um.





• Livros; Triny adora ler, começou a entrar nesse mundo log após se mudar para a casa do tio, ele ficava a maior parte do tempo fora, então a roxeada passava o tempo lendo.






• Vôlei; Com certeza esse é o seu esporte favorito, começou a jogar na escola e desde então se apaixonou, vive treinando e é realmente boa, é a capitã do time em que joga e a atacante de ponta.







Desgosta



• Pessoas metidas; do tipo grudento; que falam que suas vidas não valem nada; que se fazem de vitima; orgulhosas; chatas; sínicas, barulhentas e que tentam ser extremamente fofas para chamar a atenção.



Injustiça; A jovem gosta de ser justa com todos, odiaria ver alguém sendo injustiçado sem provas, ou algo assim.



• Besouros e cachorros; A roxeada tem muito medo, por isso não gosta, porém nunca machucou um bichinho se quer.



• Tempestades, raios, trovões; O mesmo caso de besouros e cachorros, tem imenso pavor.





• Quando á interrompem; Para ela interromper alguém no meio de uma fala é falta de respeito, não faz isso com os outros e não gosta que façam isso com ela. Se algo assim acontecer, Trinity fecharia a cara e logo diria para a pessoa se calar.





• Sons altos; Segundo Tri, sons altos fazem-na perder a calma, e isso não é bom.



Lugares muito movimentados; Odeia ficar no meio de tantas pessoas, acha que todos estão olhando apenas para ela, assim começa a sentir-se desconfortável.





• Ser a segunda; É extremamente competitiva, então fica emburrada quando acaba perdendo o primeiro lugar em jogos e competições. Pode perder em apenas uma corrida que já ficaria com uma cara nada boa.






Mαɳιαʂ



• Apertar os seios das outras meninas. Com certeza essa é uma mania estranha, porém após ganhar uma certa intimidade com alguém, Triny aperta os peitos dessa, dando assim uma nota de 0 - 10.





• Tricotilomania. Essa é a mania de puxar pelos e cabelos do corpo, a arroxeada gosta de puxar pelos do braço para se sentir sonolenta e dormir, é como se fosse um calmante para ela.



• Morder o lábio inferior. Em momentos de raciocínio, Tri começa a mordiscar o seu lábio.





• Estrelar os dedos; Começa a estra-los quando fica nervosa ou irritada.








Vίƈισʂ



Pirulitos são o maior vício de Trinity. Sempre está carregando alguns no bolso.








Hσιҽʂ ҽ ραʂʂαƚҽɱρσʂ


• Vôlei é com certeza um hobbie que Triny gosta muito, ela treina todo o dia em um ginásio, é um lugar pequeno, mas às vezes há seleções para treinamento em em outros lugares. A roxeada é ótima no esporte e sonha em ser profissional.




• Origami; Foi o tio quem ensinou-a a fazer alguns, e desde então adorou, faz para passar o tempo. Tem uma prática muito grande nas dobraduras.




• Piano; Adora tocar, a mãe quem ensinou-a. Está em um nível intermediário. Somente tocou duas vezes desde que os pais faleceram.




• Natureza; Quando estava sozinha sem a companhia do tio, Nity cuidava do jardim da casa e sempre esperava ansiosa a volta do homem, um dos motivos era para ele ver como o jardim estava bonito.








Tαʅҽɳƚσʂ


A jovem tem dois grandes talentos; um deles é o piano, porém ela não gosta de ficar tocando, já que isso é um ensinamento de sua mãe e ela se culpa muito pela morte dos pais, então com o longo tempo sem treino, Tity ficou um pouco enferrujada. O sei real talento, aquele que ela está sempre cultivando e treinando, é o vôlei. Essa paixão pelo esporte começou quando estava sozinha em casa, já morava com tio, passava os canais da TV completamente desinteressada, mas parou assim que viu um jogo de vôlei passando, ela se lembra bem dos times que estavam jogando, era Brasil X Estados Unidos, pelo vôlei masculino, dois países gigantes no esporte; Triny ficou admirada com a força e velocidade da bola, simplesmente se surpreendeu, ela já conhecia o jogo mas não imaginava que era tão fantástico ver profissionais jogando, ficou extremamente interessada e logo foi tentar saber mais sobre, começando a treinar em seguida.






Sҽɠɾҽԃσʂ


Trinity está sempre se culpando pela morte dos pais, eles não iriam sair de casa, a menina pediu algumas vezes para o casal ficar, já que estava realmente horrível aquela tempestade, estavam quase desistindo de ir para o mercado e comer o pouquíssimo que havia, porém resolveram ir, a roxeada se culpa por não ter insistido mais para os pais ficarem, ela pensa que se tivesse pedido um pouco mais nada disso teria acontecido. Às vezes tem alguns pesadelos, no começo são belos sonhos familiares, todos felizes e juntos, mas derrepente algum simples ato que a roxeada comete no sonho, o mesmo se torna um pesadelo, de um segundo pro outro acontece uma tragédia, e todos dali ficam a culpando, chamando-a de assassina.








Mҽԃσʂ ҽ ƚɾαυɱαʂ


Medos


• 𝒞𝑜𝓊𝓁𝓇𝑜𝒻𝑜𝒷𝒾𝒶, é o termo psiquiátrico que é usado para aqueles que tem medo de palhaços. Tri não sabe o porque tem medo de outras pessoas que estão vestidas de algo que é para ser divertido, mas para ela, os palhaços são seres maléficos que estão disfarçados para ganharem a confiança dos outros, para depois matar um por um.




• 𝐵𝓇𝑜𝓃𝓉𝑜𝒻𝑜𝒷𝒾𝒶: Isso se refere ao medo de tempestades. Simplesmente possui grande medo desses fatores naturais, tem medo desde pequena, até mesmo antes do acidente.




• 𝒞𝒾𝓃𝑜𝒻𝑜𝒷𝒾𝒶: Medo de cachorros. Mesmo caso dos palhaços, acha que os cachorros vieram para controlar os humanos e depois mata-los.





Trauma


• Trinity possui um grande trauma de besouros, pois uma vez sua mãe à contou que um desses bichos havia entrado dentro em um de seus ouvidos e por isso ela tinha ficado quase surda. Descreveu como era agonizante sentir o animalzinho andar por dentro de seu ouvido, sentir cada passo que ele dava e cada zumbido.






Pαɾ


Yuma Mukami.








Rҽʅαçσ̃ҽʂ



Relacionamentos com todos


• Shuu Sakamaki




Com o loiro, Trinity nem se quer falaria, porém tem uma certa admiração por ele, já que o vampiro irrita facilmente Reiji, apenas pela simples e mera existência, isso para a roxeada é pura diversão, simplesmente adora ver os outros irritados por tão pouco, mas ela com certeza não saberia que esse 'tão pouco', tinha um passado. Dificilmente falará com Shuu, mesmo sendo uma tagarela. O garoto gosta de tocar piano, Nity também gosta, mas não toca, porém em alguns raros momentos a menina gosta de ir até um piano e apenas observar o imenso objeto musical, nessas raras vezes, o loiro pode estar lá, mas a roxeada estaria tão focada no piano que nem prestaria muita atenção no vampiro. Algumas pessoas não conseguem notar quando Shuu chega à algum lugar, por conta do teletransporte e dele ser calado, mas como Triny é observadora, sempre o vê chegando, mas não liga.



• Reiji Sakamaki




Desde o começo, Tity percebeu que é Reiji quem cuida de tudo na mansão, mesmo não sendo o mais velho, isso sempre surpreendeu-a, não deve ser fácil cuidar de tudo ali sozinho. Logo viu também que responsabilidade e modos são o ponto que o moreno é mais 'forte', e que ele sempre cobra isso de todos. Seguir regras para o vampiro é crucial, algumas são realmente exigentes e na opinião da roxeada, desnecessárias. Ela não tenta, e nem tentará ser alguém que agrade Reiji, pelo contrário, adora importuna-lo sempre que da, sabe dos riscos, mas sempre decide corre-los, está sempre falando muito à mesa, pois sabe que isso causa uma certa irritação ao moreno. Nunca soube o porque dele implicar e odiar tanto Shuu, ela não é próxima e nem nunca será de algum deles, mas isso sempre foi uma curiosidade que queria muito descobrir.



• Ayato Sakamaki




Simplesmente ama enche-lo, e ele ama enche-la, são como cão e gato, se dão mal em alguns aspectos, mas em outros podem ser grandes aliados. Tri, odeia todo o egocentrismo e orgulho que Ayato possui, e sempre deixou isso muito claro à todos, implica muito com ele nesse ponto. Ambos gostam de ficar fazendo suas 'brincadeirinhas' por aí, então são ótimos cúmplices nessa parte. Um dos pontos que Triny mais gosta de irritar o ruivo, é certamente quando ele está comendo takoyaki's, ela sempre rouba algum, e com certeza o vampiro odeia isso, logo ele dá o troco, roubando os preciosos pirulitos da roxeada, e é aí que as brigas começam. Por um lado são parceiros e por outro, não conseguem ficar sem brigar.



• Kanato Sakamaki




Trinity gosta muito da personalidade psicopata de Kanato, e admite isso, para ela é divertido ter várias personalidades juntas em um só lugar, e em sua opinião o roxeado tem um ótimo jeito, mesmo sendo todo estranho e estar sempre falando com um ursinho esquisito. Trinity às vezes pode dar ao vampiro pirulitos, já que o mesmo gosta de doces; Pode trata-lo como uma criança em alguns momentos, mesmo sabendo que ele não é uma; para Tity, a altura, personalidade e gostos de Kanato, fazem-no parecer uma criancinha, isso com certeza irrita o roxeado e diverte a garota. Em alguns momentos de tédio, Triny pode tentar pegar Teddy para apenas se divertir, sabe dos riscos, mas prossegue fazendo isso, devolve rapidamente, é só até o vampiro perceber a falta do ursinho, oque não demora tanto. É como se fosse uma grande operação pegar Teddy, já que Kanato está quase sempre com ele em mãos.



• Laito Sakamaki




A relação entre os dois pode ser bem estranho aos olhos dos outros, ambos são pervertidos e gostam de falar sobre isso, por isso quando se encontram eles começam a falar certas coisas um para o outro, não são nada demais essas 'coisas'. Tanto Laito quanto Trinity são um pouco manhosos, isso tudo faz com que eles se entendam, conversam um tanto, em comparação aos outros vampiros com que Triny fala. É um dos únicos que a roxeada não gosta de ficar importunando, para ela não tem graça enche-lo, por isso não faz. Possuem uma boa relação.



• Subaru Sakamaki




Logo de início, Tri percebeu que Subaru tem um gênio forte, que se irrita muito fácil com as coisas, para ela é realmente engraçado toda essa irritação tão desnecessária do albino, sempre ri disso e claro que o vampiro percebe e acaba ficando mais irritado, mas el anão para. Sabe que toda essa personalidade forte que ele demonstra por fora, é apenas um armadura para esconder o lado mais dócil que possui, a roxeada vê isso claramente. O único momento que ela realmente importuna Subaru, e no qual é tecnicamente sem querer, é quando ela ri dele por estar ficando irritado sem um grande motivo.



• Ruki Mukami




Trinity também não importunava-o, mas um dia Ruki simplesmente a chamou de gado, e foi ai que ela começou a tentar irrita-lo, a roxeada sabia o porque dele chamar os outros assim, o moreno pensa que as outras raças são inferiores as dos vampiros, por isso chama os outros de gado, Nity odeia isso. Sempre quis descobrir o passado de Ruki, e também sobre aquele livro que ele sempre está lendo, realmente tentou, mas nunca conseguiu nada, nunca desistiu de descobrir algo. Apesar de as vezes tentar importunar o vampiro, a roxeada entende que ele é muito respeitado pelos outros irmãos e percebe que também há um certo carinho entre os quatro. Sendo Ruki o mais velho, ele está sempre protegendo os outros, e Triny percebe que ele gosta de te-los como uma família, e acha isso super fofo.



• Kou Mukami




Tri sempre viu esse lado amigável de Kou, mas sempre desconfiou disso, para ela isso sempre foi uma máscara, então nunca caiu nos papinhos do loiro. Percebe que ele é extremamente egoísta, oque ela odeia em alguém, deixa muito claro à ele isso. Kou está sempre usando sua aparência ao seu favor, para conquistar tudo oque quer, Triny não faz isso com o seu corpo, mas com sua manha, oque os torna um pouco parecidos. Às vezes quando a roxeada diz que o vampiro e duas caras, é fácil perceber que ele começa a ficar com raiva e é possível perceber que o loiro começa a mostrar a sua outra face, aquela personalidade superficial e cruel, como se fosse um monstro; A garota nunca teve medo disso, e continua a falar dessa máscara que Kou possui.



• Azusa Mukami




Trinity tem toda a paciência do mundo quando vai iniciar uma conversa com Azusa, pois o mesmo fala muito lentamente, a roxeada tenta falar da mesma maneira do vampiro, para fazer com que ele se sinta menos tímido, ela percebe que o moreno possui uma certa timidez. Para Nity, Azusa é o mais 'adorável' de todos os outros vampiros, ele segue tudo segundo o próprio coração. Azusa sempre se desculpa quando acha que está enganado alguém, ou está fazendo algo de errado para essa pessoa, Triny acha isso muito bonito da parte dele, e realmente admira isso. Gosta muito da personalidade do vampiro, mas se sente incomodada quando ele começa a se machucar propositalmente, ela entende que ele é masoquista, e Tri admite ser um pouco, mas se sente um pouco triste nesse aspecto.



• Nathaniel


É basicamente a mesma relação com Reiji, ela o vê como um ser responsável e que faz de tudo para seguir as regras, gostando que os outros também façam isso. O importuna quando quer, não obedecendo qualquer coisa vinda dele.



• Castiel


Está sempre tentando fazer algum tipo de brincadeira com o ruivo, gosta de personalidade forte que ele possui, mas nem sempre está falando com Castiel.



• Lysandre


Acha Lysandre um verdadeira 'gentleman' por conta da personalidade calma e educada que o platinado possui, admira muito isso nele, e também o fato dele nunca julgar as pessoas apenas pela aparência. Acha muito interessante o estilo de roupas que ele usa, e sempre comenta isso.



• Kentin


Percebe que às vezes Kentin se faz de durão, mas que no fundo é medroso e uma manteiga derretida, ri sempre disso e principalmente da reação dele quando falam de Castiel.



• Armin


Gosta muito da personalidade amigável e divertida do moreno, algumas vezes se da a liberdade de pegar o console e jogar, claro que isso pode causar uma certa irritação no gamer, mas depois tudo passa.




Relacionamento com as outras noivas

Seria óbvio que na primeira vez que as meninas vissem Trinity, achariam que a mesma é uma garota reservada e bem mais fria, já que a roxeada ficaria quieta e com uma cara nada amigável nos primeiros momentos, porém assim que alguém começa a falar com ela, nem que seja mesmo um 'oi', Nity abrirá um sorriso e começará a ser quem realmente é, uma garota divertida e super amigável, chega a ser surpreendente como ela muda rápido.

A jovem jamais irá deixar de ser ela mesma enquanto está com as outras, sempre estará falando mais do que deve, como uma maritaca. Nunca se cansará de dizer oque pensa sobre certos assuntos. Será amigável, divertida e extrovertida, mas não se abrirá e contara sobre a própria vida para as garotas, nessa parte ela será mais calada, esperará ter bem mais confiança e intimidade com as meninas. Quando pegar um certo carinho por elas, e as considerar amigas, pode ter certeza de que se algo ruim acontecer com elas, Tity sairá "rodando a baina" por aí.



Tem alguma melhor amiga?


Melhor amiga da noiva do Azusa.



Relacionamento com o par


Quando Trinity colocou os olhos pela primeira vez em Yuma o descreveu em apenas uma palavra; Forte. Ficou muitíssimo impressionada com a atura do loiro, ele aparentava ser muito forte, alguém que realmente havia se desenvolvido, ele é o maior entre todos ali. O segundo ponto que ela notou foram os cabelos presos em um coque, com fios soltos e naturalmente bagunçados, Nity achou tudo aquilo extremamente bonito, para ela, Yuma era diferente dos outros, algo prendia a atenção dela nele. Ficaria olhando-o durante um longo tempo, apenas admirando o vampiro. Todo esse olhar que a roxeada lançaria para o loiro, não poderia ser passado pelo mesmo.

Nity não pode negar que Yuma tem uma personalidade forte, ele é um grande sádico, suas atitudes rebeldes e sua voz da mesma maneira são coisas que impressionaram imensamente a roxeada na primeira vez que eles conversaram, o loiro aparentava ser forte por fora e sua maneira de ser era a mesma. Triny nunca ligaria para a maneira grossa que o vampiro à trataria, ela simplesmente faria o mesmo, sempre o deixando um tanto irritado, e nessas vezes ele sempre acabava por dormir, assim fazendo com que a roxeada percebesse que uma das manias do vampiro é que, quando ele fica aborrecido, acaba indo dormir.

Ruidosamente Yuma mastiga os seus cubos de açúcar, para Tri, o vampiro realmente gosta de açúcar, é como ela com os seus pirulitos. O loiro é muito pervertido, oque não deixará de ser notado pela roxeada. A cada dia ela se surpreenderá mais com o garoto de temperamento quente. Trinity sempre chamou Yuma com algum sufixo, o mais utilizado seria o 'san', para apenas momentos em que a conversa deles não é algo como uma briga, já quando a jovem quer irrita-lo o chama de Gigante, já que para ela, Yuma parece muito com um, é forte e grande, igual. Após um curto tempo, a garota descobriria que o loiro cuida de uma pequena plantação, ali mesmo na mansão; isso a deixaria muito feliz, e pediria logo para ajudar a cuidar das coisas dali, colher, plantar e regar.

Tri é uma pessoa muito curiosa, e com o tempo irá querer saber tudo sobre as pessoas ao seu redor, principalmente sobre Yuma, ela iria ficar o enchendo para ele contar sobre o passado, mas aparentemente ele não se lembra de muita coisa. Após horas e dias o enchendo e fazendo manha, o loiro se irritaria e acabaria contando de uma vez, porém os seus pais não seriam citados, pelo oque contaria, ele sempre viveu em uma favela e tinha que dar tudo de si para sobreviver lá, contou também sobre o apelido que tinha lá, que era Urso, contou sobre a guerra, tudo, menos sobre os pais, ela o perguntou sobre, mas ele disse que não sabia deles, então a roxeada resolveu não insistir nesse assunto, ela percebeu que ele realmente não sabia sobre nada.

Pouco a pouco eles foram se conhecendo, e pouco a pouco Trinity foi gostando de Yuma, ela parou de implicar com ele, oque foi muito estranho, mas ela jamais perceberia que estaria gostando muito do loiro, então nem ligaria para os seus sentimentos, tentaria ao menos continuar sendo quem sempre foi, mas com Yuma ela começaria a perder os sentidos. Toda aquela aparência natural e relaxada que ela sempre admirou, agora estava mais claro do que nunca que ela amava tudo aquilo.






Mύʂιƈαʂ



Dela


Lucid Dream Dadaroma






Tradução:


Lucid Dream (Sonho Lúcido)


Noite branca, desenhe-me com sua dança.

Aperte meu pescoço, o pretérito e as palavras.

O sonho infantil para o qual não posso voltar.

O sonho infantil para o qual não posso voltar.



Queimando meus olhos, meu corpo e meus sonhos.

Silenciosamente, silenciosamente, silenciosamente, mate-me.

Permita-me terminar com isto.

Em meus braços ainda não se extingue o desejo.

Estou caindo.



Em minha mão direita, a razão.

Naquela noite, os nossos olhos tristes se reuniram.



Uma manhã, quando abri os olhos, vi um céu cinzento.

A sala familiar e o sofá vermelho, tudo era cinza,

Então, quando eu me dei conta de que o sonho havia chegado ao fim.

Me vejo segurando um maço de dinheiro na mão esquerda.



Silenciosamente, silenciosamente, silenciosamente, mate-me,

Antes do amanhecer.

Ah, caindo nos braços daqueles dias tranquilos.

Quero dormir aqui.



O sonho infantil para o qual não posso voltar.

O sonho infantil para o qual não posso voltar.



Sonho lúcido



E talvez este seja o sonho que te persegue?

Agora o amor, até mesmo a voz,

Todos desaparecem.



Ah, sob este céu estrelado, lembro-me daquele dia,

Daquela canção e daquela promessa.



Com o par



Last Heaven the GazettE





̶﹙̶S̶ᴇ̶ ̶ϙ̶ᴜ̶ɪ̶s̶ᴇ̶ʀ̶ᴇ̶ᴍ̶ ̶ᴠ̶ᴇ̶ʀ̶ ̶ᴏ̶ ̶ᴏ̶ғ̶ɪ̶ᴄ̶ɪ̶ᴀ̶ʟ̶﹐̶ ̶s̶ᴜ̶ɢ̶ɪ̶ʀ̶ᴏ̶ ̶ϙ̶ᴜ̶ᴇ̶ ̶ʙ̶ᴀ̶ɪ̶x̶ᴇ̶ᴍ̶﹐̶ ̶ᴘ̶ᴏ̶ʀ̶ϙ̶ᴜ̶ᴇ̶ ̶ᴀ̶ ̶S̶ᴏ̶ɴ̶ʏ̶ ̶ᴛ̶ɪ̶ʀ̶ᴏ̶ᴜ̶ ̶ᴏ̶ ̶M̶V̶ ̶ᴅ̶ᴏ̶ ̶ʏ̶ᴏ̶ᴜ̶ᴛ̶ᴜ̶ʙ̶ᴇ̶﹚̶.



Tradução:


Last Heaven (Último céu)


Sempre será assim;

Eu estarei aqui;

Esperando para te dizer;

Sobre o céu



O meu desejo sobre as estrelas que estão neste céu infinitamente tão azul.

Nunca haverá limites para a alegria de te ver;

Quero que você me diga quanto tempo devo esperar.



O amor está mudando devagar;

O tempo não irá parar.

Estou sempre a olhar, um sonho que não vou alcançar.

Essa tristeza irá ficar,

Mas não vou deixar ela se aproximar.

Boa noite, minha amada.

Meu último céu.



O mar que está refletindo a imagem das estrelas nesse infinito céu azul.

Nunca haverá limites para a alegria de te ver.

Eu quero que você me diga se será sempre assim.



O amor está mudando devagar;

O tempo não irá parar.

Estou sempre a olhar, um sonho que não vou alcançar.

Essa tristeza irá ficar;

Mas não vou deixar ela se aproximar.

Boa noite, minha amada.

Meu último céu.



A memória.

(Tudo deve acabar)

Não precisa ficar assim;

Eu irei te ver mais uma vez



O amor está mudando devagar.

Não deixaremos abalar,

Iremos nos tornar,

Uma estrela que ilumina.



Então nós vamos caminhar

Para um lugar que irá nos acalmar

Uma estrela que ilumina



O amor está mudando devagar.

O tempo não irá parar.

Estou sempre a olhar, um sonho que não vou alcançar.

Essa tristeza irá ficar,

Mas não vou deixar ela se aproximar.

Boa noite, minha amada.

Meu último céu.



Meu último céu.



Sempre será assim

Eu estarei aqui

Esperando para te dizer...







υɿz


• Comportamento na escola, se tira notas altas:


Trinity é aquele tipo de aluna que tira sim notas boas, nem sempre é um dez, mas suas notas ficam entre oito e dez. A pontuação máxima vem nas aulas de história, artes, educação física e música. A roxeada presta devida atenção ao professor quando é necessário, mas também não é muda, conversa muito com os colegas, mas sabe exatamente a hora de parar. É como qualquer outro, às vezes tem uma vontade imensa de apenas jugar tudo para o alto e sair da escola, em situações que está realmente querendo fugir dali, pode tentar matar aula, mas isso acontece poucas vezes no ano.



• Um objeto especial para ela:


Um colar da estrela de Davi, era de sua mãe, e mesmo a menina não gostando de toda essa história sobre religiões, decidiu pegar o colar e usa-lo, por mais que queira esquecer tudo, ela ainda sim fica olhando para o passado.





• É virgem? Por que? E o que pensa sobre perder a virgindade.


Triny ainda é virgem, não se preocupa tanto em perder a virgindade, porém quer que esse dia seja especial, não quer simplesmente achar alguém só por uma noite. Acha que quando acontecer, tudo vai sair naturalmente, por isso raramente pensa nesse assunto.






Rσυραʂ



• Casual:













• Para encontros:









• Para bailes e ocasiões formais:


]






• Banho:







• Dormir:







• Lingerie que usa:
















Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...