Mediori - Prision Of Hades


Postado

Mediori - Prision Of Hades

Pequeno trecho de uma de minhas estórias ocultas, parte do pequeno mundo doentio na qual me perco. Nhac <3


Mediori


Jogados ali estava a escória de tudo que Mediori já poderia ter tido, nada mais que assassinos, sádicos e psicopatas, homens e mulheres que descartaram sua humanidade e por si abraçaram o véu macabro daquele seu mundo perverso. Jogados ali estavam o que poderia ter sido parte de sua vida.
Todos os dias mesma transmissão zunia por entre as vielas de apartamentos enfileirados e mais que precários de Mediori, a cidade das sombras, cujo Deus decidiu tirar o prazer do sol banhando cada cantinho daquela terra pela densa névoa que tanto tirava choros das crianças.
“Obedeça-me ou lhe colocarei no solado da porta, a névoa está ali, eles te levaram”, não existia maior ameaça para fazer o regime quase militar da cidade funcionasse, até os maiores homens temiam o que não podiam ver, temiam os segredos nas quais a prisão continha, apenas conheciam o necessário: Fique vivo enquanto estiver livre.
Não havia fórmula melhor para os habitantes, todos almas tristes e conformadas deveriam seguir suas rotinas pela sobrevivência sem chamar atenção, apenas como era para ser e nunca teriam a chance de serem levados para a prisão que gostavam de chamar de “Calabouço de *Hades”.
Portas sempre serradas, janelas com trancas e cortinas semiabertas para que ora ou outra fosse possível olhar de soslaio a rua, sem jardins ou animais perambulando, o comercio abria apenas até às sete da tarde já que não havia compradores corajosos ao cair da escuridão. O ar sempre era úmido, e entre os becos era impossível não ouvir-se pelo menos um estalar de gotas em alguma poça alheia.
Porém, mesmo com tudo, Mediori não era a pior cidade do mundo de se habitar (talvez fosse), mas todos que ali viviam já estavam tão habituados com sua vida precária que tudo tornou mais que normal conforme as eras. Ninguém desejava mais mortes com revoltas nem entes queridos sendo decapitados, por isso sua melhor arma era o silencio.
Como não havia nenhum tipo de luz entre as estradas de veias pulsantes e todos sabiam que qualquer luz posta á fora era rapidamente dizimada pelas trevas da noite, existia apenas a silenciosa lua fitando atentamente os telhados já antigos.

Todos compreendiam que tudo na cidade teria os padrões de qualquer outra se não lhe fossem a falta de visão pela névoa até o cair da noite, onde nem mesmo a mais potente das luzes lhe impediria de ser puxado para a loucura febril que a névoa noturna que diferente de tudo parecia quase um veneno aos mortais. Não por elementos químicos ou mutações, dizia os mitos que uma vez puxado pela escuridão seria impossível voltar.

Seja Bem-Vindo e boa sorte meu querido viajante


(Não espere uma viagem de volta)

Escutando: Nada, pois estou digitando agora
Lendo: O que estou digitando agora
Assistindo: A tela do computador enquanto estou digitando agora
Jogando: As mãos para cima e xingando estas perguntas

Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...