~FireboltViolet4 - Clan Dragon

FireboltViolet4
Aayrine I Scalie
Nome: Bianca Bispo I Marida e mãe I Animatronica I Romioner I Sra. Dreemurr I Esposa do Spring
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: São Paulo, São Paulo, Brasil
Aniversário: 7 de Fevereiro
Idade: 22
Cadastro:

SÍNDROME DE ASPERGER


Postado

SÍNDROME DE ASPERGER

Bem, vamos responder a primeira pergunta que vem a sua cabeça lendo esse título do jornal. O que diabos é isso?

Em resumo, é um tipo de autismo raro e brando, quase não perceptível em certos casos. Pessoas com Asperger – popularmente denominadas Aspies – tem dificuldades de socializar e comunicar-se efetivamente, e demonstram interesses obsessivos em certos assuntos, assim como outras manias. Normalmente, a doença é diagnosticada em longo prazo por médicos, e, pelo menos até hoje, todos os casos são crônicos: dura a vida inteira.

Alguns sintomas normalmente são comportamento antissocial, comportamento compulsivo, hiperatividade, impulsividade, inquietação, isolamento social, movimentos repetitivos, repetição de palavras ou ações, incapacidade de combinar movimentos musculares, má coordenação, tique ou falta de jeito, ansiedade, apreensão, raiva ou solidão, comportamento restrito, depressão, dificuldade de aprendizagem, e gagueira.

Bem, quem leu ate aqui agora está fazendo outra pergunta: por que estou falando sobre isso?

Simples. Por que quase ninguém conhece a doença.

Eu mesmo não a conhecia, antes de descobrir que a tinha.

Isso mesmo. Sou Aspie.

Descobri á dois anos, quando procurei, por conta própria, um motivo pra meu terrível desenvolvimento de amizades e meu nervosismo imperante.

Escrever sempre fez com que tudo que eu não conseguia dizer finalmente fluísse. E, obviamente, não dá para perceber alguém Aspie na vida virtual. Quantos dos que estão lendo isso sabiam que eu tinha, apenas por meu modo de escrever? Nem eu teria notado.

O que mais complica é a surpreendente porcentagem de Aspies no mundo: mais de três por cento das pessoas tem a doença, e nem sequer notam, até que um de seus sintomas finalmente as façam buscar por um diagnóstico médico.

Eu decidi fazer essa pequena coluna para conscientizar as pessoas. Tanto na vida virtual quanto na nossa vida cotidiana, muitas vezes, julgamos algumas pessoas sem saber de sua história. Aquela mulher que um dia foi grossa com você, ou aquela menina engraçada que ficava chacoalhando o corpo na cadeira da escola, ou o menino gago do fundo da sala... talvez aquele senhor mal-humorado que parece escandaloso. Quantas vezes vemos esse tipo de coisa e pensamos errado sobre estas pessoas, quando, ás vezes, não eram manias, e sim sintomas, um pedido de ajuda gritando em sua mente? Não só talvez Asperger, mas outras doenças ou dificuldades, que nós não temos conhecimento?

Perguntei-me exatamente a mesma coisa, quando fui diagnosticada.

Bem, é, na verdade, um pequeno desabafo. Sou Aspie, e conheço pessoas Aspies. E, ao menos em minha opinião, somos tão humanos quanto qualquer um.

Somos gente como toda a gente.

Ah, sim. Leonardo da Vinci. Ele era.

Acho que está decidido, afinal de contas :D


Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...