~egocentrismo

egocentrismo
.natural born killer
Nome: 美しい
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Nilopolis, Rio de Janeiro, Brasil
Aniversário: 22 de Julho
Cadastro:

~egocentrismo - .natural born killer


Crossfire

Postado


Why is this happening? Why only me? Why am I+l o n e l y again?
With time, everything will be forgotten and so will you
That’s what’s .r.e.a.l.l.y. sad



Dados Pessoais


Link do SS:
Aqui.

Nome no SS:
@egocentrismo.

Como podemos te chamar?
Atendo pelo apelido Jo.

Dados do Personagem


Nome Completo:
Joo Suzuki Minhee.
주민희.

Apelidos:
Não possui apelidos (não que ela saiba) e nem gosta deles, procurando sempre chamar as pessoas por seus respectivos nomes e evitando criar apelidos. Acha desnecessário, e caso alguém a chame por algum apelido, irá mandar a pessoa parar. Pelas suas costas, algumas pessoas a nomearam de "A arrogante", por conta de sua personalidade.

Data de Nascimento:
Vinte e sete (27) de Março do ano de dois mil e um (2001).
Possui dezesseis (16) anos de idade.

Signo:
Seu signo ocidental é Áries, primeiro signo do zodíaco e do elemento Fogo.
Seu signo oriental é Serpente, também do elemento Fogo.

Sexo:
Feminino.

Sexualidade:
Considera-se bissexual, embora não goste de definir algo em sua sexualidade. Algo curioso sobre sua sexualidade é que a menina sempre apaixona-se por garotas, e raramente por garotos, com eles possuindo uma relação mais carnal que emocional, mas isso não a impede de se apaixonar por ambos os sexos.

Sobre o Personagem



História:
Nasceu em Tóquio, Japão. Sua mãe, uma secretária coreana que havia ido para o Japão tentar a vida, estava grávida de gêmeas. Nasceram, então, Minhee e Soyeon, iguais na aparência, porém diferentes em suas personalidades. Sua irmã sempre foi sua maior companheira, faziam tudo juntas. Cresceram juntas, estudaram juntas e sempre tiveram aquele tipo de ligação forte. Seu pai, um professor de japonês que dava aula para universitários, sempre teve sua filha favoritada. Afinal, elas eram duas, com personalidades totalmente diferentes, e seus pais tinham uma favorita. Todo pai tem seu filho favorito. Soyeon sempre foi a favorita do pai, enquanto que Minhee era a favorita da mãe. Minhee sempre amou muito sua mãe, assim como a seu pai, mas a falta de atenção que recebia do pai a fazia, por vezes, criar um certo tipo de rixa com a gêmea. Porém, a rixa apenas existia na mente de Minhee, já que Soyeon sempre fora uma menina muito inocente, por toda sua infância. Não via isso como uma competição, mas Minhee sim. Aparentemente, ela precisava disputar a atenção de seu pai, o que começou a piorar quando a menina estava prestes a fazer dez anos. Com o aniversário se aproximando cada vez mais, Minhee já estava cansada de dividir a atenção com a irmã. Não queria, e nem iria. O aniversário era seu, era como ela pensava. Era a sua data especial, não a dela. Sabia que o pai iria, como sempre, dar mais importância para a irmã do que para ela. Lembra que havia pedido para o pai uma bicicleta, rosa e com detalhes floridos, mas não sabia que a irmã queria uma igual. Lembrando agora disso, Minhee se sente extremamente mal por ter perdido sua irmã por um motivo tão fútil, mas a mente de uma criança é algo que não pode ser facilmente entendido. No momento em que pôs os olhos em sua nova bicicleta viu que não era a rosa com enfeites de flores que queria, e sim uma roxa com desenhos de corações. Mas havia a bicicleta rosa.

A maldita bicicleta rosa com enfeites de flores era a que sua irmã recebia, com um enorme sorriso no rosto. Não escondeu seu desagrado por ter sido, novamente, passada para trás por seu pai. Ela havia pedido a rosa primeiro, e queria ela. Ela merecia, não sua irmã! Por que o pai sempre priorizava Soyeon? Um sentimento novo seguido de algo raramente novo adentravam Minhee, e na tarde seguinte isso foi exposto. Era dia vinte e oito de Março, a família estava na Fazenda dos pais de Jiyoon, a mãe das gêmeas. O avô de Minhee era aposentado, e ganhava muito bem para ter uma fazenda que comprou há anos. Minhee e Soyeon estavam andando de bicicleta, e quando viram estavam fora dos limites da Fazenda, logo viram-se perto de uma cachoeira. Até certo ponto, a água era rasa, porém depois passava a não ser mais. Minhee entrou na água, largando a bicicleta e vendo sua irmã a encarar desesperada. Soyeon sempre fora bobinha. "O que está fazendo, Minhee? Mamãe não vai gostar" disse ela, porém Minhee não ouviu, apenas a convidou a entrar. Convencer a irmã a entrar na água não fora difícil. Minhee a viu largar a bicicleta rosa, a colocando com todo o cuidado encostada em uma árvore, logo a viu entrar na água, tremendo. Boba. Minhee ainda estava extremamente sentida por conta de toda a exclusão que o pai fazia, e, naquele momento, com todo seu poder crescendo dentro de si, ela estava alheia ao que aconteceu. As águas, inesperadamente, começaram a se agitar, e a parte rasa começou a encher. Naquele momento, Jiyoon, a mãe, juntamente de Uehara, o pai, estavam procurando as filhas. Por insistência de Jiyoon, que estava preocupada já que as filhas estavam há minutos fora e não havia as visto pela fazenda.
Minhee apenas ouviu a irmã gritar, enquanto afogava-se nas águas doces que, antes calmas, agora eram turbulentas. Em choque, Minhee não podia se mover. A água não chegava nela e, enquanto via sua gêmea morrer afogada em sua frente, a menina apenas desmaiou, porém não sem antes ouvir o grito desesperado de sua mãe. Apagou completamente.

"Then I realized that you were not by my side.
Not anymore."


Até o momento, nada havia sido notado. Porém, no momento em que Jiyoon viu um triângulo com uma onda marcado na pele de sua filha, o horror tomou conta dela. Não falaria para o marido, que estava doente. Uehara havia adquirido uma profunda depressão, que o fazia ficar o dia inteiro trancado no quarto, vegetando. Não iria o perturbar com isso, ela mesma precisaria resolver, mas não naquele dia, que foi após o funeral de Soyeon. Ainda estavam todos muito abalados, e aquilo seria uma bomba. Resolveu conversar com Minhee depois de uma semana, explicando para a filha o que aquilo era. Que ela era especial. Aceitar foi complicado. Minhee não entendia, e achava-se uma aberração. Um monstro que matou a própria irmã. A mãe sabia que existiam lugares para gente como a filha, mas não queria mandá-la para lugar nenhum, ela não precisava ficar longe de sua companhia, ela precisava estar com ela. Mais um choque ocorreu. Uehara fora encontrado morto, na cama do casal. Causa da morte? Remédios. Suicídio. Jiyoon tomou apenas uma decisão em sua vida: voltar para seu país natal, juntamente de sua filha. Lá, para sua surpresa, Minhee foi até a ela, dizendo que sabia o que era melhor, que não queria mais causar problemas. Tendo a incerteza como sua companheira, Jiyoon fez o que a filha pediu, rezando aos céus para que aquilo a ajudasse e que ela aprendesse a como controlar o que tinha. E que não pensasse, em hipótese alguma, que era uma aberração. Voltava a repetir para a filha: você é especial.


Personalidade:
Minhee não é de muitas palavras, talvez seja pelo fato de ter sofrido perdas muito nova. Algo que aconteceu, certamente, afetou a garota, que não gosta de expor a sua vida para qualquer um. Prefere manter tudo para si. Embora de poucas palavras, quando fala, as pessoas pensam "era melhor ter ficado calada". Rude que só ela, Minhee não consegue se controlar ao falar algo. É sincera, e sua sinceridade é um pouco mais rude do que deveria ser. Quando questionada o porquê da ignorância, apenas diz que fala o que pensa, e rapidamente foge do assunto. Apesar de não aparentar, é uma jovem muito amorosa com aqueles que ama. Um exemplo é com sua mãe, e não poderia ser diferente, afinal, sua mãe é a pessoa mais preciosa em sua vida. Não pode imaginar perder a pessoa que sempre esteve ao seu lado, até quando ela mesma havia desistido de si. É muito grata por tudo que Jiyoon fez, e a ama incondicionalmente e acima de qualquer coisa. Nunca mediria esforços para defender a mãe. Não demonstra ser muito emotiva, mas chora muito quando ninguém vê. Chora ao lembrar da irmã, do pai e principalmente da mãe, que estava privada de qualquer contato. O que ela mais queria era poder a abraçar. Só de pensar que estava sozinha fazia seu coração diminuir em seu peito, ao passo que algo crescia ao lado. Algo ruim.

Há dias em que está pacífica como as águas calmas de um rio doce, porém há dias em que está como as águas de um mar raivoso. Não mexe com ninguém, nunca foi disso. Na verdade, não gosta de se misturar, mas se mexerem com ela, certamente irão ver seu lado que não queriam. Pode explodir de uma hora para a outra, e as consequências não são muito boas. Não faz o tipo medrosa, nem que recua de uma briga. Sempre foi corajosa, e não hesita ao fazer algo, seja o que for. Costumam dizer que ela tem a língua grande demais, e que embora ela não a use muito, quando usa é impossível colocá-la dentro da boca novamente. De fato, a menina mudou muito desde tudo que aconteceu em sua vida. A partir dali, algo cresceu dentro dela, além de seu poder, um sentimento ruim tomava conta de seu coração, de seu ser. O sentimento era escuro, e a cada dia mais afetava a mente da jovem, e continua a afetar. As suas crises são escondidas de todos, porque ela jamais deixaria alguém saber o que se passa em sua cabeça. As vozes, tudo. A achariam louca, porém ela queria continuar a acreditar fielmente que estava sã. Não precisa da ajuda de ninguém. Já foi muito ajudada em sua vida, já sentiram muita pena de si, tanta pena fora depositada em cima de si que Minhee passou a ter nojo desse sentimento. Não queria sentir pena, não queria que tivessem pena dela. Ela simplesmente não precisava daquilo.


Aparência:
Possui traços considerados fofos e extremamente angelicais, tal como seu rosto feminino e jovial. Todo seu corpo é pequeno, sua altura beira os um metro e cinquenta e tanto centímetros, não sendo alta. As mãos e os pés são pequenos e delicados, o que não faz muito jus a personalidade da garota. O cabelo é comprido e castanho, meio ondulado, porém liso, e sempre está solto ou em um rabo de cavalo bem alto. São os dois tipos que você sempre encontrará o cabelo de Minhee. Seu corpo é pequeno e magro, sendo considerado normal seguindo a sua idade. Minhee não há reclamações sobre sua aparência, afinal ela mal liga para isso. Tem mais com o que se preocupar.
Gifs e Fotos:


Gostos:
Minhee não costuma discutir sobre seus gostos, mas possui diversos. Quando se fala de comida, a garota sempre gostou de comer frutas, alimentos saudáveis, tendo frutos do mar como seus favoritos. Seu prato favorito sashimi, que são peixes e frutos do mar muito frescos, fatiados em pequenos pedaços e servidos apenas com algum tipo de molho. Gosta muito de sorvete, mas apenas de sabores de frutas, sendo o de cereja seu favorito. Dias chuvosos são os seus favoritos, talvez por estar habituada com a água. Gosta também de grandes tempestades, e não entende porque as pessoas tem medo de raios. Acha lindo vê-los cortando o céu. Não gosta de bebidas alcoólicas, tampouco de refrigerante. Prefere sucos de frutas e água. Em tempos frios, chocolate-quente é a sua bebida favorita, assim como é viciada em chocolate, menos no branco, pois ela o odeia. Seus filmes favoritos são os de terror, suspense e ação. Pessoas invasivas e que tentam o tempo inteiro arrancar alguma informação sobre sua vida são consideradas desnecessárias. Gosta de frio, porém não exageradamente. Embora não cuide muito do cabelo, a menina gosta de usar maquiagem, e sempre gosta de estar de rímel, lápis preto bem forte e batom, de preferência vermelho.

Desgostos:
Poderíamos começar dizendo que Minhee não gosta de nada, ou de quase nada. Inverno não é a sua estação favorita do ano, e prefere dispensar o frio em excesso, mas também não gosta de calor demais. É pedir demais por um clima ameno? Chocolate? Sim! Ela ama, menos o branco. Eca! Para ela o gosto é puramente artificial, um nojo de se comer, já que não há o que se degustar. Não é fã de filmes românticos, nem dos de comédia, principalmente quando é aquela comédia forçada ou aquele romance clichê açucarado que a faz querer vomitar sangue juntamente de suas tripas. Odeia (sim, odeia) pessoas invasivas, afinal não é como se seres humanos fossem algo de seu gosto, a maioria era facilmente dispensável, e se pudesse ela mesma iria descartá-los do mundo. Não gosta que a façam perguntas demais, tampouco que tentem invadir seu espaço pessoal e sua escolha de permanecer calada. Detesta bebidas alcoólicas e não é muito fã de quem se embebeda, ainda mais daqueles adolescentes que acham irado beber até vomitar ou passar algum tipo de vexame. Nojo. Não come carne suína, e também não é muito fã de frango, mas ainda come o alimento. Não gosta de fazer penteados no cabelo, exagerados, digo. Assim como também não gosta de passar chapinha, como muitas meninas fazem, prefere deixá-lo naturalmente sol ou preso em um rabo de cavalo. Não gosta muito de animais, mas quando era criança tinha um cachorro de estimação, e pode dizer que prefere cachorros do que gatos, que, em sua opinião, são animais insuportáveis.

Manias:
Que Minhee é sincera, já sabemos, mas a sinceridade não é nada comparada a péssima mania que tem de mentir. A mitomania é um distúrbio ou desequilíbrio psíquico, ela ocorre em pessoas que têm a mania de mentir, e que tem certo tipo de caráter que permitem que mintam sem sentir qualquer remorso. É a famosa pessoa que "mente que nem sente", por isso pode facilmente enrolar alguém com suas mentiras. Não se deve acreditar em tudo que sai de sua boca.

Fobias:
Não possui nenhuma fobia, não atualmente. Na época do incidente com sua irmã gêmea, Minhee desenvolveu uma fobia de água, porém a mesma fora tratada depois de entrar no internato, afinal água é a sua especialidade e ela deve a controlar, não a temer.

Traumas:
Os traumas de sua vida são a morte de sua irmã e de seu pai. Minhee chegou a pensar que estava louca, pois toda noite dorme com as vozes deles em sua cabeça, a questionando, gritando, a perguntando por que os matou. É perturbador, sua mente está constantemente com as vozes dos falecidos entes, a atormentando. Principalmente de sua irmã, que não merecia o que ela fez. Minhee, no fundo, ainda se culpa pelo o que aconteceu, mas infelizmente ela não é mais a criança inocente que não sabia o que estava fazendo. Tudo mudou.

Família:

Joo Jiyoon engravidou cedo, e aos vinte anos de idade colocou no mundo suas duas únicas filhas. Trabalha desde muito nova, e na primeira vez que teve um relacionamento sério, engravidou. Já fez estágio como secretária em muitas empresas, mas atualmente, aos trinta e seis anos e com um ótimo currículo, trabalha em um empresa sul-coreana importante, e recebe o suficientemente bem. A sua relação com Minhee sempre fora linda, como não seria? A filha preferida, a sua princesinha. Sempre fez de tudo por ela, mataria e morreria por sua filha. Por seu anjo precioso. O amor que tem pela filha é imenso, e é recíproco. Minhee ama muito sua mãe, e é extremamente grata a ela por tudo que fez, por nunca a ter deixado, mesmo no momento mais difícil. Enfrentaram tudo juntas e a ligação que elas tem vai muito além de sangue. Além de mãe e filha são amigas, sabendo que sempre irão poder contar com a outra para tudo o que precisarem. Assim como Jiyoon faria tudo pela filha, Minhee faria tudo pela mãe.


Suzuki Uehara nunca foi um homem ruim, porém sua preferência por uma filha acabou no que ele não esperava. Na morte de uma delas e no desequilíbrio mental de outra. Faleceu aos trinta e quatro anos, deixando esposa e filha para trás e uma carreira de professor em uma universidade. A relação com Minhee, sua filha não preferida, era estável ao seu ver. Nunca reparou demais, sempre voltando toda a sua atenção para a filha favorita, o que afastou-o ainda mais de Minhee. Morreu culpando a filha, que até hoje carrega uma culpa que não deveria carregar. Minhee sempre tentou chamar a atenção do pai, e não ter sua atenção foi algo que afetou demais a jovem que, na época, só queria um pouco do amor do pai.


Joo Suzuki Soyeon era uma menina simpática e cheia de vida, uma criança feliz e que estava alheia ao que acontecia ao seu redor quando sua vida fora tirada aos dez anos de idade.Sua melhor amigava era sua irmã Minhee, com quem compartilhava todos os momentos de sua vida, mas que também fora a causadora do fim da mesma. Minhee não tem dúvidas de que amava sua irmã e ainda ama, e todos os dias de sua vida pensando nela são como mil anos no inferno. E bem que ela merecia o inferno, chegava a pensar consigo. Não merecia ir para o céu, onde sua querida Soyeon estava. Se arrepende amargamente todos os dias, e crê que será assim até o dia de sua morte. Mágoa e arrependimento, mas acima de tudo saudade.


Habilidades:
É muito boa com idiomas, tendo fluência sobre outros idiomas além do de nascença, que é o japonês. A menina é capaz de falar coreano e inglês, além de estar no caminho de aprender chinês. Ela mesma aprendeu inglês sozinha, estudando e se dedicando. Sendo assim é incrivelmente habilidosa com a fala e a escrita, tanto de seu idioma quanto de outros. Sabe tocar violino, embora poucas pessoas saibam disso. Aprendeu com sua mãe, que desde pequena fez aulas. Acha o instrumento incrivelmente lindo e a sintonia apaixonante. Apesar de não ser muito amigável, caso queira se enturmar, pode facilmente torna-se amiga de alguém - por interesse ou não. É uma boa nadadora. É capaz de mentir com facilidade, sem apresentar sinais que está enrolando alguém em suas palavras mentirosas. Querendo ou não, é uma habilidade, apenas não é uma das mais apreciadas. Possui um rápido raciocínio, aprendendo as coisas facilmente.

Inabilidades:
Certamente não nasceu para dançar, sendo péssima nisso, já tentou aprender, mas logo largou pois viu que não daria certo. É horrível em matemática, e abomina matérias de exatas e embora tenha um rápido raciocínio, na hora de contas ela trava completamente, por isso prefere manter seu foco na linguagem. Não sabe desenhar muito bem, e seus desenhos sairiam engraçados, isso se ela tentasse desenhar. Não é fã de esportes, não é péssima neles, mas também não é das melhores. Não gosta de seguir ordens, e também é péssima em desabafar com outras pessoas, não expondo sua vida e seus sentimentos para ninguém. É super fechada.


Hobbie:
Seus hobbies são ler e aprender. Adora livros, e sempre que está aprendendo um novo idioma procura ler livros no dito cujo.

Tipos de pessoa que gosta:
Para pelo menos ser colega de Minhee você não pode ser alguém invasivo. Minhee gosta de pessoas como ela, mas não tão fechadas quanto si. Alguém com quem ela possa conversar, até rir, mas que não invada seu espaço pessoal. O ideal é alguém que seja meio a meio, nem tão extrovertido e nem tão introvertido, porque de introvertida já basta ela, sim? Ao todo se dá bem com quem tem paciência para permanecer e descobrir mais sobre ela, porque aí ela verá que a pessoa realmente tem algum interesse, porém isso não quer dizer que ela irá ceder.

Tipos de pessoa que não gosta:
Não suporta pessoas de nariz empinado, e faz questão de levar os narizes dessas ao chão, seja com palavras ou com um soco bem dado. Pessoas invasivas também não são as suas favoritas, e prefere manter distância de gente assim. Caso alguém invada seu espaço e tente arrancar alguma informação que ela não queira dar, irá levar um fora bem dado, e quem sabe uma surra bem dada? Não tem muito problema com isso, pois todos que a conhecem já sabem o aviso e entenderam o recado: distância. Mas, para os novatos, ah, muito cuidado.

Informações Sobre a Gema


Marca, cor e local:
Sua marca é localizada no pulso (foto aqui), o triângulo é preto e algumas ondas são levemente azuis, um pouco realistas demais, parecendo que a onda está saindo de sua pele.

Gema:
É capaz gerar e controlar o elemento água. É possível fazer a água escoar pelo ar, criar esferas de água cheias de pressão, cortar objetos com a água como se ela fosse uma lâmina afiada e derivados.

Como descobriu a sua gema:
Foi da pior forma possível, mas não foi ela que descobriu, e sim a mãe. Apesar de tudo que aconteceu com sua irmã na água, Minhee ainda estava atordoada e não ciente da situação, porém sua mãe já temia isso, e confirmou quando viu a marca na pele da filha. Descobriu, então oficialmente, quando a mãe a contou.

Nome do Poder:
Hidrocinese.

Limites Máximos do Poder:
Tudo depende da intensidade que usar seus poderes, pode usá-los moderadamente todos os dias se quiser, para coisas bobas, mas não a todo momento. Com intervalos de algumas horas, dependendo do quanto abusar de seu poder. Para casos extremos em que usar seu poder para ferir e matar alguém, irá desmaiar, entrando em um coma que poderá durar de algumas horas até alguns dias, tudo isso dependendo do que seu poder causou. O poder sempre irá a tentar avisar que já está bom, sentirá forte ardência em suas narinas, como a sensação de que água entrou nelas e ela está se afogando. É um claro sinal para parar.

Como Reagiu ao Descobrir Sobre a Gema:
A menina sentiu-se extremamente mal, e via-se como um monstro, uma aberração. A aceitação fora difícil, mas tudo tornou-se mais fácil com a mãe ao seu lado, a ajudando a superar tudo o que estava acontecendo. Essa época foi, com toda certeza, a mais difícil de sua vida. Superar duas mortes e o fato de que era diferente foi algo extremamente difícil para Minhee. Ainda pensa que tudo seria diferente caso ela não fosse a coisa que é.

Relacionamentos


Par:

A relação pode ser complicada, pois Minhee não é uma pessoa que sente demais e que está propensa a magoar as pessoas. Certamente, a relação delas irá demorar um tanto para fluir na parte amorosa, que vai além de toques e beijos trocados. Tocar a parte sentimental de Minhee é algo difícil e arriscado, tanto para ela quanto para a pessoa que está a se arriscar. A confiança que irá depositar em Krystal pode vir a ser algo bom para a sua saúde mental, tirando de si algum peso que tinha por não compartilhar a sua vida com alguém, mas isso não quer dizer que Minhee irá contar tudo o que acontece para ela. Não é bem assim. Ela continua a ser fechada, mas faz com que a "parceira" acredite que está a se abrir completamente. Ainda tem muito guardado, muito que não deseja falar para ninguém, nem mesmo para a pessoa por quem está começando a nutrir algum sentimento, sentimento esse que ela deseja ver bem longe de seu coração, mas lutar contra isso pode ser difícil. Querendo Minhee ou não, Krystal será uma pessoa que a ajudará muito, mesmo que indiretamente. Não há vergonha alguma entre elas, e Minhee não fica tímida ao estar na presença dela, nem em ter uma relação mais íntima. Embora não acredite nisso, a relação delas chega a um ponto que passa de toques físicos e começa a tocar no emociona, e é nessa hora de Minhee se fecha mais, dificultando tudo novamente.

Conhecia a Diretora Boa-ah? Gostava dela?:
Já teve uma conversa com ela quando se meteu em uma briga com uma menina um ano mais nova que ela, a pirralha se achou no direito de tirar sarro dela - vê se pode - e achou que sairia ilesa. Bem, ela saiu com um olho roxo e um medo enorme de se aproximar de Minhee novamente. Pode-se dizer, então, que sim, ela conhecia a diretora. Ouvia muitos alunos falarem dela, e não suportava esses puxas-saco. Não tinha e nem tem opinião formada sobre ela, mas boatos correm, e ela escuta todos atentamente para poder tirar suas próprias conclusões.

Relação em modo geral com os colegas:
Não fala muito com os colegas, troca algumas palavras com um ou outro, mas nada que a faça amiga deles. Para ela o melhor é ela cá e eles lá, falar apenas o necessário. Claro que sempre tem aquele com quem ela vai se enturmar mais, afinal ninguém vive sem falar com uma pessoa sequer, mas falar com um colega não significa que irá se tornar amiga dele. Trata todos normalmente, mas pode fazer algumas piadinhas sobre alguns, e acabar arrumando confusão. Gosta de provocar aqueles que já não simpatizam muito com ela, e tem o gostinho de vê-los se ferrar.

Gostaria de ter uma cena de sexo?:
Sim.

Algo a acrescentar?:
Como pôde ver, Minhee não é uma pessoa cem por cento legal, e sim ela faz o tipo que faria qualquer coisa para passar por cima dos outros. Não tenham medo em ousar com ela, e qualquer coisa me avisem, qualquer errinho poderá ser corrigido, sim? Muito obrigada pela paciência. Pulei o tópico de reações pois tudo o que precisam saber está na história. Espero que gostem, até mais!










Permalink Comentários (0)

[29/08/2017] All to win

[04/08/2017] .popularity list

[03/08/2017] .-tenebrium+

[25/07/2017] .idol school


Atualizações do Usuário

Usuário: ~egocentrismo
Favoritei a história
História: Caèruleum - Interativa
História: Caèruleum - Interativa
A Caèruleum High School jamais pôde experienciar um ano letivo de paz e tranquilidade; sempre metida em escândalos e situações inconvenientes presenciadas dentro da própria escol..
Usuário: ~egocentrismo
Favoritei a história
História: Química.
História: Química.
Mesmo no meio de tudo isso, eu desejo fazer parte do seu coração. Somos uma boa química. { ChanSoo }
Usuário: ~egocentrismo
Eu me perdi a uns dias atrás, e não existe dor pior do que morrer por dentro e continuar a viver.
Usuário: ~egocentrismo
Favoritei a história
História: ;loira do banheiro
História: ;loira do banheiro
já não sou o pior demônio que você precisa lidar. [angst + sad + depressão]
Usuário: ~egocentrismo
entrei no wattpad e não tem nenhuma atualização que preste grrr