~Keelyh

Keelyh
And now?
Nome: Melissa
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Itanhaem, São Paulo, Brasil
Aniversário: Indisponivel
Idade: Indisponivel
Cadastro:

Ficha "All My Love And Liesharem"


Postado





Nome completo:
- Muito Prazer em conhecê-la! - Estende a mão com um comprimento e sorri - Meu nome é Amaya Shimizu, espero que sejamos amigos (as)!...


Idade:
Que idade achas que eu tenho?... - Sorri sentando numa cadeira em seguida olhando para a (o) garota (o) - Certo...tenho dezesseis anos!...muito nova ou velha?...acho que ainda nova...mas por enquanto...eu acho

Personalidade:
Hmm...Como eu sou?!...Acho uma ótima pergunta!...Sou uma...esqueci o que iria dizer...
" Deixe comigo querida... U-U' "
Doce, infantil, meio "inocente" e muito amigável, essas são mais ou menos as palavras que melhor pode definir Amaya... mas essa menina pode parecer todo o amor, às vezes ele também pode se tornar um pouco desesperada por seu comportamento como dependentes de outros. Você sempre vê com um sorriso entusiasmado em seu rosto, porque exatamente, isso é outra coisa que bem define esta menina... a emoção... não importa quem está na pior situação de todos, Amaya sempre vê o lado positivo das coisas, e não apenas das coisas, se não também de pessoas... não importa se você é a pessoa mais mal-humorado e hostil do planeta; Assim que ela olhar para você, sorri, e vai pular em cima de você e dizer-lhe como você é linda ou lindo, é por isso que ela sempre encontra "algo" adorável em pessoas.
As vezes nem é tão inocente, em certas coisas...talvez, em alguns casos ela acabe mostrando seu lado meio pervertido, mas isso é raro de vê-lo, mas quando inocente a ponto de não entender nada, pode levar um longo tempo para perceber que você está usando ou que você está mentindo...e quando ela descobrir, Amaya vai se chamar de tonta, por demorar tanto tempo para perceber. Por outro lado, Amaya é um pouco medrosa, tem medo dos trovões... ela não pode dormir em uma noite chuvosa, muito menos se ele contém um trovão; sempre pula de susto e fecha os olhos com força ao ouvir um trovão, além agarrando-se à primeira pessoa que encontra, como se sua vida dependesse disso e se recusa a deixar ir até a trovões e chuva passar.
Amaya é uma garota que é fácil de fazê-la sorrir, levantar o seu humor e fazê-la rir, também tem uma grande curiosidade, risada contagiante. Virando-se para outros aspectos da mesma, é que ela as vezes nunca pode entender as indiretas das pessoas ... só vai entender quando lhe dirigem a palavra; porque se você falar com apenas aceno indireta e vai sorrir maneira doce, como se tivesse entendido ou, pelo menos, "fingindo" entende-se, no entanto, assim que você sair, ele vai correr para pedir a alguém o que você queria dizer. Ele gosta de se socializar e conhecer novas pessoas, porque esta menina tolamente acreditava que todas as pessoas podem ser amigável, mas, novamente, isso não é nada, mas a superproteção de trabalho no qual os pais sempre tem ... é por Amaya não teve experiências negativas suficientes de vida para saber que nem todas as pessoas ao seu redor são boas.
Uma curiosidade é que Amaya nunca se apaixonou e nunca teve um namorado... não que seja porque não gosta de meninos, ao contrário, ela nunca encontrou alguém quem realmente gosta, esperasse que encontre alguém quem realmente ame e que o retribua o amor.
E a ultima coisa que já estava a esquecer, é que Amaya é uma garota muito carinhosa e carente, aparenta ser assim com todos, sempre está a querer abraços de quem quer seja, pula no pescoço da pessoa e dá um enorme abraço, ainda de quando alguém lhe interessa. E bem isso é apenas um pouco dela, esperem para conhecê-la bem durante um tempo...


Aparecia:
- Sou uma garota...com cerca 1,68 de centimetros de altura, não sou tão baixa assim certo? Meus amigos dizem que sou um pouco baixinha, mas acho que eles dizem de forma carinhosa...Meus cabelos são curtos até os ombros, antes eles eram loiros mas eu acabei por tingir eles para um rosa claros, os meus olhos são amarelo caramelado, uso lentes pois não tenho uma boa visão, mas também não sou tão cega, mas por não querer usar muito os óculos acabo por usar as lentes. - Sorri enquanto tira os seus óculos de aro vermelho - Minhas vestimentas...Uh, eu costumo as vezes usar roupas largas, mas gosto de usar vestidos ou saias, principalmente roupas fofas.

Historia:
Err...minha história...isso realmente eu não gosto de falar muito...Mas como obrigatório...terei de dizer, não?
Em 14 de Agosto de 1999, nasceu um casal de gêmeos, mas um deles a vida não durou muito, ao nascer um deles morreram, o motivo ainda não sei, meus pais nunca me disseram, mas eu fui que sobrevivi, e bem...penso que eu posso ter a culpa do meu irmão ter morrido, eu apenas acho. -
Segura firmemente a saia - Eu nasci com nenhum problema, e cresci normalmente.
Com os meus oito anos, minha mãe acabou falecendo, ela tinha uma doença que não tinha cura, e mesmo que ela poderia fazer o tratamento, ela não quis, preferiu ficar assim e com o passar do tempo acabou morrendo.
O meu pai?...me abandonou bem no meu aniversário de dez anos, e por isso que não sei o motivo de meu irmão ter morrido, e também de ter sido abandonada, talvez realmente meu pai com a morte da minha mãe decidiu me deixar porque se sentia mal, ou por outro motivo. -
Sorri meio sem jeito e um pouco triste - Isso é um pouco engraçado não?...certo não realmente...
As seis da manhã, no dia do meu aniversário, ao acordar eu fui saindo do meu quarto direto para ao do meu pai, mas não encontrei nada, o guarda roupa totalmente vazio e a cama arrumada, já com essa idade eu já estava a imaginar que ele tinha ido embora mas sem motivo. Algumas horas depois meus tios vieram, comemorar meu aniversário e eles ficaram muito irritados por causa de meu pai, e decidiram ficar comigo.
Morei com eles por até alguns anos e sempre me cuidaram muito bem, fazia vários cursos e também de artes, mas com quinze anos decidi não incomodá-lo mais, e me mudei, alugando um apartamento, perto de uma escola, e comecei a estudar e trabalhar para pagar o aluguel, mas estou a viver super bem, não que eu não gostava de ficar com os meus tios...mas acho que já estava os incomodando, então...é isso... -
Coça a nuca e olha ao redor - Qual a proxima pergunta?...

Gosta:
Bom eu gosto de;
- Animais
- Doce
- Coisas Fofas
- Pintar e Desenhar
- Moda
- Animais
- Grama

Não gosta:
Er...Não gosto de;
- Pessoas Falsas
- Mentiras
- Que a ignorem
- Não gosta muito de carne
- Falar sobre o passado

Clube:
Sou do Clube Pintura

Habilidades comuns;
Bom eu sei tocar piano,quando menor fazia ginastica artística,mas achei por torcer o tornozelo e não posso mais fazer ginastica,mas ainda tenho algumas habilidades - Diz sorrindo triste

Vícios:
Doces

Medos:
Bom tenho medo de Aranhas e de me ver sozinha novamente

Família:

Alay 39 anos,Falecida



Harry 44 anos,Paradeiro Desconhecido




Como se apaixonou pelo Ritsu?
Apaixonar-se por um amigo não é uma coisa lá muito fácil... O primeiro sentimento que surge é o medo de perder a confiança e a amizade bonita que foram construídas no dia-a-dia. Mas a vida às vezes prega peças, inclusive nos melhores amigos que se viam como irmãos, e um dia começam a se olhar de um outro modo. Para mim, já que se está correndo o risco, o bom mesmo é se jogar de cabeça na nova situação. Ter um melhor amigo é uma coisa de preço altíssimo, mas ter um namorado melhor amigo é simplesmente impagável quando não se tem medo de arriscar,mas eu tinha...- Diz enrolando seus cabelos nos dedos.
Eu conhecia Ritsu desde pequena e sempre gostei dele até ai como amigos,e numa manhã de verão aconteceu era o ultimo dia de aula e lá estava ele, Ritsu estava lá como sempre me esperando guardar o material,mas pro meu azar Alyssa minha arque inimiga cruel,chegou perto de Ritsu e os dois começaram a conversar como se não estivesse ali,isso não era normal do Ritsu.
Nem liguei e deixei os dois conversando na sala de aula,enquanto eu descia as escadas emburrada e com ciumes,Ritsu chega perto de mim e diz como se nada tivesse acontecido;
"_O que foi,por que não me esperou??" e eu é claro comecei a reclamar que ele só falava com a Alyssa,e que não ligava pra mim ,então ele me interrompe...- Continua a dizer já vermelha - Me beijando...Er não vou dizer mais nada...Por que me faz essas perguntas??

Relação com o Ritsu?
Bom eu e Ritsu nós conhecemos desde menores,então nós temos uma longa amizade,mesmo eu gostando de Ritsu não tenho coragem de admitir,tanto que as vezes até gaguejo na frente dele e essas coisas...

Relação com as outras alunas da academia:
Uhm...Sou amiga da maioria delas,menos Alyssa como citado a cima...Minha arque inimiga cruel,Bom as outras meninas todas são legais e claro converso com elas também sou considerada melhor amiga delas,mas não tenho certeza se posso...Confiar


É virgem?
Er..S-sim sou v-virgem -Diz totalmente vermelha

(Amigo (a) que está lendo a ficha,até aqui fiz a ficha falando em terceira pessoa,a maioria dessa parte não pois não consegui dar um jeito de encaixar nessa parte)

Hentai?
Sim...

Opção sexual?
Sou Heterossexual,Mas não tenho nenhum preconceito com outras opções - Diz Sorrindo

Está ciente que se não comentar seu personagem desaparecera?
Sim

O que é:
( )Irmã
(x)Amiga de infância.
( )Colegas de classe
( ) Aluna de outra sala.
( )Extra/Crush

Algo mais:

- Odeia o abuso de animais, pois ela é uma fã de animais, incluindo insetos.
- Pinta quadros desde que eu era muito pequena; e gosta de desenhar todos os tipos de coisas, de pessoas a paisagens.
- É boa em cozinha, sempre está a fazer doces em formatos fofos.
- Ela não gosta muito de carne, mas também não é vegetariana.
- Mesmo que seja uma garota inteligente, ela as vezes tenta a prestar atenção nas coisas mas acaba se distraíndo facilmente.
- Não gosta de falar de um certo assunto sobre o seu passado.
- As vezes acaba tendo um pequeno (grande) esquecimento das coisas, por se distrair tanto.
- E por ultimo...tem mania de se vestir como garoto, pois pensa como seria o seu irmão, se eram realmente gêmeos...uma coisa boba da garota.


Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...