~Unnie-- - Clan Fantasy

Unnie--
{*;; Annyeong! ;;*+}
Nome: ❣ •【 ❝𝒰𝔫𝔫𝔦𝔢--❞ 】• ❣
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Indisponivel
Aniversário: 28 de Julho
Idade: 16
Cadastro:

»❤« ℛoвoтιc ℬℓood »❤«


Postado

Mostrar Spoiler:








As vezes, as pessoas sorriem
Para ocultar suas tristezas.
Mas se você estiver triste, e sorrir
Por favor não faça isso
Por que o seu sorriso é a coisa mais bela do mundo
Então não o use falsamente.















ησмє


Elizabeth Whitney Spring

Elizabeth • Significa “Deus é abundância” “o meu Deus é juramento”.
Elizabeth é um nome que se originou a partir do hebraico Elishebba, que significa "Deus é juramento". O nome em português chegou através da versão em latim Elisabeth, que também é utilizado pelos falantes da língua inglesa. cuja versão mais comum em português é Elisabete. Alguns estudiosos também dizem que este nome é possível que signifique "Deus é abundância". Chegou ao português por empréstimo do inglês, onde o nome já tem essa forma desde o século XIII.

Whitney • Significa Significa “ilha branca”, “da ilha branca”, “habitante da ilha branca”, “que tem origem na ilha branca”.
Whitney é um nome que surge a partir do inglês antigo. Seu significado resulta da junção dos elementos hwit, que significa “branco” e ey que significa “ilha”, de modo que o nome tem o sentido de “ilha branca”.É um prenome que inicialmente foi utilizado como sobrenome. Embora não seja possível confirmar a sua origem, estudiosos da onomástica indicam que o mesmo teria surgido em decorrência da frase em inglês antigo "atten whiten ey", o mesmo que “da ilha branca” em português, sugerindo que fosse usado para designar um local conhecido por esse nome.


Spring • Significa “primavera”.
É um nome bastante conhecido nos EUA e na Inglaterra, até por que, Spring, ou primavera, é uma das quatro estações do ano. Que no qual é a preferida de Elizabeth.




αρєℓιdσѕ


Liz • Yoru no kōgō • Hime

Liz é único apelido que tem um pouco haver com seu nome. Por mais que tenham muitos outros, como Eliza, ou Liza, a mesma preferiu o que no qual está mais acostumada.

Yoru no kōgō, esse com certeza é o apelido mais, bobo e ao mesmo tempo fofo que já recebera de alguém. O mesmo vem do japonês e quer dizer 'Imperatriz da noite', e fora dado a Elizabeth somente por ela amar a noite.

Elizabeth é chamada de Hime pelo par, já que o mesmo a acha uma completa "Princesinha".





ιdαdє


Dezesseis anos

Data de Nascimento • Vinte e um de Janeiro de mil novecentos e noventa e nove. • 21/01/99.

Signo • Aquário. • ♒





αραяє̂ηcια









Erio Touwa ● Dennpa Onna To Seishun Otoko

Elizabeth é dona de uma aparência extremamente infantil, por mais que ela goste de seu físico e aparência. é uma moça de um metro e cinquenta e quatro de altura, bem baixinha na verdade. Também é magra, pesando aproximadamente quarenta e três quilos e meio. Sua pele pálida, mesmo que macia e bem cuidada, é algo que incomoda muito Elizabeth, por que a mesma possui pouca melanina, ou melhor, se queima muito rápido e fácil quando exposta aos raios de sol, e quase sempre é vista com uma sombrinha em mãos quando está muito calor/muito quente. Não é de se machucar facilmente, porém, caso isso ocorra, o local atingido ficará vermelho, ou até mesmo roxo e inchado. Isso é pelo fato dela ser muito sensível a muitas coisas, mais fisicamente, do que emocionalmente.

É dona de cabelos longos de coloração azulada, lisos e bastante ondulados. Os mesmos vão até as pernas, porém, Elizabeth sempre deixa, um pequena mecha descansar, em seus ombros. Assim como seus cabelos, seus olhos também são azuis. Ambos são grandinhos e arredondados, iguais aos de uma criancinha, por assim dizer. Estão sempre com um brilho único, e são muito lindos na opinião de muitos. Seu nariz é pequeno e arrebitado, com bochechas coradas e gordinhas, juntamente com lábios róseos, pequenos e carnudinhos. Suas pequenas orelhas estão sempre escondidas por seus cabelos, e somente são vistas quando Elizabeth faz o seu típico coque ao dormir.

O corpo de Elizabeth não é o que se pode chamar de: Corpo atrativo e sexy. É apenas mais um corpo 'normal', mesmo possuindo algumas, curvinha, aqui e ali. Elizabeth é magra, porém não a ponto de mostrar os ossos, não tem algo como 'culotes', ou 'banha', já que cada gordurinha está em seu devido lugar. Seus seios não são tão grandes, são pequenos na verdade, porém, como já lhe disseram: Seios pequenos, tem menos chances de 'caírem' mais rápido. Ela na verdade, nunca entendeu a parte de 'caírem mais rápido'. Cintura fina, e quadril não muito largo. Coxas durinhas e grossinhas, e mãos e pés pequeninos e macios. Na verdade, suas mãos são tão quentinhas, iguais à uma lareira em noite de inverno. E sempre que fica de mãos dadas às outras pessoas, na maioria das vezes, elas sempre se escondem nas mãos do outro indivíduo.





ρєяѕσηαℓιdαdє


Elizabeth é uma criança, encarnada em adolescente. As palavras que mais a define são: Teimosa, Insegura, curiosa, molenga, sensível, criativa, cativadora, sincera, protetora, infantil e generosa. Todas elas são suas, palavras-chave. E Elizabeth se identifica muito com elas, com todas elas.

Elizabeth não é de levar nenhum tipo de desaforo para casa, e sempre que tem alguma ideia na cabeça, não importa como, ela vai tentar e tentar, até descobrir. Mas, leva em conta quando é hora de parar com essas 'investigações'. É uma garota uma garota animada, cheia de vida, generosa e bem humorada, mas também, está a buscar a aprovação e reconhecimento às pessoas, já que é um pouco insegura. Corajosa e muito leal à pessoas, luta pelo que acredita, ajuda e defende as pessoas que ama. Elizabeth nunca fugiu de uma luta, mesmo que possa parecer fácil de se derrotar, isso apenas com certos insultos, ou até mesmo apontando seus demais defeitos em alguma coisa qualquer coisa, mas saberá como se defender, principalmente quando se tratar de defender seus amigos, e claro, outras pessoas que estiverem precisando.

Ela tem tendência de se preocupar demais com as pessoas que ama muito.Sendo gentil ,amável e doce com todos,mesmo que ás vezes não receba um "obrigado" ou algo do tipo.Ela é bem agitada e está sempre querendo conhecer lugres novos ou fazer novas amizades. Alguns podem até char que Elizabeth é boazinha demais, mas essa garota também sabe dizer não. Por mais se ache difícil dizer isso, anida mais para seus amigos. Ela é bem prestativa e gosta muito de tecnologia e ciência. Tanto até que já conseguiu fazer um 'robô ajudante', Na verdade ele não se parece nada com um robô. Elizabeth o chama de Axel. A azulada o fez da forma mais, diferente, possível. Mas adorou o resultado de sua ''criação".

Protetora é mais uma palavra que a define. Elizabeth, quando se trata de ser protetora, parece até um daqueles guarda-costas, que devem manter proteção completa de tal pessoa até segunda ordem. Porém seu modo de proteção é dependente das pessoas. Mas sempre é com um abraço e sua típica frase mortal: Se você não percebeu que ele se incomoda com sua presença, terei a honra de mostrar pera você o significado do perigo de estar perto de alguém que eu me importo, e que não te quer perto. A frase é longa, mas mete medo em todos que a escutam. Elizabeth sempre é de responder as pessoas na maior sinceridade, sem ficar dando mole. Então se não gostarem da resposta de Anne, a culpa foi sua por ter perguntado, por que você sabe o quanto é sincera essa garota. Elizabeth também sabe muito bem como cativar as pessoas ao seu redor, e se sente bem fazendo isso.

Sua criatividade e espirito de liderança é algo que Elizabeth realmente ama, e por causa disso, geralmente era chamada para ser a líder de trabalhos e pesquisas em grupo na sua antiga escola. É uma moça muito generosa e não se importa com aquele lema de: dar e receber, para ela é: dar, sem receber algo em troca. Elizabeth, mesmo tento um grande espirito de liderança é uma garota que tem uma mente bem desorganizada, porém cheia. A azulada nunca sabe por onde começar as coisas, sendo elas bem difíceis, ou fáceis demais. É bastante molenga em algumas ocasiões, dando-a um ar de garotinha sonsa e desentendida. Elizabeth pode até ser mesmo, mas em pequenas, e raras ocasiões. Mas, como toda, e qualquer garota, Elizabeth é uma moça muito sensível, principalmente a tais palavras como já foi dito acima. Ela se sente muito triste quando as pessoas não são tão gentis com a mesma, até por que, dessa forma, Elizabeth poderá se sentir um lixo em algum momento.

Sua infantilidade é algo extremamente fofo e ao mesmo tempo bobo de se ver. Para uma garota de dezesseis anos é bem estranho ver seus ataques de criancice, que na realidade também podem ser bem engraçados. Quando está brava infla as bochechas e começa a gritar: malvado(a), malvado(a)!! dependendo da ocasião, se não for por algo semelhante, ela dirá outra coisa; Quando está triste, abre um escândalo e começa a chorar feito um bebezinho; Quando está feliz começa a dar saltinhos e a falar: Eba, eba!!. Essa é a Anne, uma criança encarnada em adolescente, ou uma garota de dezessete anos, com idade mental de quatro. Bem sonsa e insegura, mas ao mesmo tempo, animada e cativante. Você não acha?





нιѕтσ́яια


Desculpe por esse pedido, mas como eu não quero te deixar esperando mais, até por que,como a ficha é pequena, eu já deveria te acabado. Eu não consegui pensar em nada para escrever como uma história para a Elizabeth, então, se não for pedir demais, você poderia criar uma para ela, por favor?
Caso não, pode me avisar, eu irei entender.






gσѕтσѕ / dєѕgσѕтσѕ


Gostos

Primavera ━ Essa é sua segunda estação favorita do ano, sendo que primeira é o inverno. O nascimento e renascimento das flores na primavera são as coisas mais belas para Elizabeth.

Doces ━ Os seus preferidos, são os marshmallows e cubinhos de açúcar.

Desenhar e fotografar ━ Para ela sempre foi um passatempo maravilhoso fotografar as coisas. Mas principalmente as 'coisas vivas', como as flores e animais. Mas não muito as pessoas, já acha isso, errado.

Cozinhar ━ Elizabeth não tem um modo específico para cozinhar, mas com certeza a melhor parte para ela, é da decoração.


Desgostos

Que a irritem ━ Pode acreditar que a mesma poderia escrever numa placa o nome 'não perturbem' e colocar colado na testa.

Café ━ Elizabeth sempre recusará coisas amargas como o café. Ela nunca gostou, e nunca ai gostar.

Ser deixada de lado ━ Isso a faz pensar que está sendo abandonada.





мєdσѕ / тяαυмαѕ / ƒσвιαѕ


Pirofobia ━ Medo de fogo.

Cachorros ━ Elizabeth tem esse medo desde pequena. Principalmente quando se trata de cachorros grandes, a azulada se apavora, pois acha que quando os mesmos pulam em cima dela é para machucar, e não para brincar.




ραя








αℓgσ мαιѕ?


Nops!





яєℓαçα̃σ cσм...


... ραя:

No começo, por Elizabeth ter se mostrado uma pessoa mais frágil e desastrada do que normal, O ruivo acabara por ver o quanto seria 'divertido' arrumar uma 'pequena encrenca' com a azulada. Ele sempre inventava brincadeiras e qualquer tipo de apelidos que fizessem Elizabeth ficar com muita raiva dele [ e mesmo que geralmente dava certo, era extremamente hilário ver sua cara de brava ], porém ela sempre passava num piscar de olhos, quando ele se 'cansava' de 'se divertir'.
O rapaz não era protetor, ciumento e muito menos amável com Elizabeth, muito pelo contrário. Ele sempre encontrava um jeito de deixá-la em apuros, como em um dia em que, 'sem querer', Ayato tinha-a deixado 'fugir' dele para se esconder, e como parece ter um senso de direção ruim em lugares que não conhece, ela acabou se perdendo [ quem não? ] e se metendo em uma encrenca MUITO pesada. Porém logo depois de um tempo, o mesmo acabou 'se preocupando' com ela, e a foi procurar. Claro que o mesmo acabou a encontrando, porém logo depois do ocorrido, o ruivo teria de aguentar as birras da menor quando ele havia dito que era apenas, mais uma brincadeira. Tais quais: Por que diabos você me deixou fazer isso?! Você tem um parafuso a menos!?!?
O que ela não tinha percebido foi que, na verdade a culpa foi meio que dela também..

Essa foi uma breve relação de como quando eles estavam se relacionando ainda, então, caso queria fazer modificações na mesma, fique a vontade, já que fiz uma menor para que tivesse a liberdade de criar um começo, meio e fim melhor para ambos.


... ѕαкαмαкιѕ:


Não se pode dizer que são próximos, mas Elizabeth tende a querer falar com ele, por mais que seja ignorada as vezes. Ela não tem muito a dizer sobre Shu, mas o admira. Ele pode ser um vampiro preguiçoso na maioria das vezes, e a mesma as vezes acha até que ele morreu, apesar dele sempre ficar dizendo que apenas está com sono. Elizabeth tem certo medo dele, quando fica bravo não só com ela, mas também com qualquer outra pessoa ou qualquer outra coisa. Ele é o mais misterioso e que menos fala dentre os irmãos, na opinião da mesma, mas não critica, já que ela foi assim uma vez e acha que o entende em alguns quesitos.


Elizabeh o acha elegante e responsável, um vampiro digno de ser chamado de "Rei". E no começo, por sua responsabilidade e aparência, achou que Reiji era o mais velho, mas quando disseram à ela que Shu era o mais velho, Elizabeh se sentiu realmente surpresa, por que, bem, Reiji não parecia ser o irmão mais novo de Shu, ele é tão elegante e parece ser bem mais velho e mais, maduro.
Reiji as vezes não entende Elizabeth, ela vive o chamando de "Reiji-sama", apesar dele não se importar com isso. Ela quase nunca fala com Reiji, mas sabe que quando precisar de algum livro para ler, sabe quem tem, mas o problema é: Como ela poderia pedir, pois as vezes, parece que ela não está de bom humor.



Elizabeth gosta e não gosta de Kanato. Ela o acha fofo e uma boa pessoa, ou melhor um bom vampiro, quando ele não está se sentindo muito, explosivo. Ele nunca deixa ninguém encostar um dedo no Teddy, e por causa disso, Elizabeth sente uma enorme curiosidade sobre o ursinho, ela acha que o mesmo não possui nada de especial, mas ele já a disse: "Teddy, é o único amigo que eu tenho, por isso ele é muito especial para mim". Ela já tentou ser amiga do roxeado, mas já viu que é meio difícil, por mais que ainda esteja tentando cada vez mais para que isso aconteça. Como Kanato sempre está conversar com o seu ursinho, Elizabeh tem a tendencia de observá-lo fazer isso, as vezes, mas não acha isso a coisa mais estranha do mundo, tanto que as vezes ela também fala sozinha, e também, ela vive com seis vampiros, ver um deles falando com um urso de pelúcia é a mesma coisa que 'comer um doce feito por ela mesma.'


Laito sempre que pode, vive provocando-a e fazendo coisas que deixam o rosto da morena vermelho de vergonha.. Porém, Elizabeth quase sempre o vê com sua noiva, e amiga dela, viu?, e percebe que quem sofre mais é a mesma. Elizabeth não consegue entender duas coisinhas simples, a primeira é: Por quê as garotas sismam em querer ficar ao lado dele? É apenas mais um garoto que gosta de chamar atenção certo? E a outra: Por quê ele sisma em chamá-la de apelidos estranhos? Ela não consegue não ficar brava com Laito, por causa de sua personalidade pervertida, e o mesmo acha tão engraçada sua expressão de raiva, o que é realmente engraçado. Mas além de sua personalidade pervertida, ele também é muito animado, uma coisa que Elizabeth não é, bom, não muito, e por causa disso vive a chamando para brincar com ele por incrível que pareça, não é de um modo malicioso, ou pervertido , e infelizmente ela precisa aceitar, já que se disser não, ele irá levá-la de qualquer modo. Mas, existem tempos, em que Elizabeth gosta de conversar com Laito, e esses tempos, são quando o mesmo está mais, manso. Ela não havia percebido quanto ele podia ser divertido e enraçado quando quer.


Ela o acha muito bonito, e as coisas que mais chamam atenção na menina é sua personalidade fria e monótona, e a cor dos olhos do garoto, um vermelho-escarlate, muito bonito e brilhante. Subaru quase nunca fala com ela, mas Elizabeth sempre quisera falar com ele, nem que seja somente um pouquinho, mas sinceramente, Elizabeth nunca teve a chance de poder falar com ele, ela não iria teimar, não com Subaru, já que parece que o mesmo a odeia, uma coisa que deixa Elizabeth extremamente chateada, apesar de que não demonstre. O albino na verdade, não fala com ela pois já tem seus afazeres e também por que ela parece ser extremamente frágil, e como se acha um ''monstro", tem certeza que a mataria com apenas um toque. A relação desses dois, não é nada romântica, Elizabeth apenas quer que sejam amigos, e também ambos já possuem um alguém, que no qual amam muito.







Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...