~ElectraMustaine

ElectraMustaine
.:Klausando:.
Nome: Barbie Klaus • Dake's lover • Cebolinha • A filha do mito
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Indisponivel
Aniversário: 25 de Fevereiro
Cadastro:

Nothing²


Postado





Porra, Gustavo!



❥ Nome:

Maria Eduarda Carvalho

❥ Apelido:

Prefere que chamem apenas Eduarda ou Maria Eduarda. Não curte só Maria, e tem vontade de incinerar se vierem com “Duda”, “Dudinha”, e/ou derivados.

❥ Idade:

20 anos — 27 de Setembro

❥ É gay? Sim? Não? Hmm...

Nope. Gosta só de homi mesmo.

❥ Trabalha ou é vagabundo (a) mesmo?

Faz faculdade de desenho arquitetônico. Por enquanto ela giba das coisas do pai.


❥ Sa disgraça saiu da onde?

É natural de Petrolina, PE





❥ Manda nudes... QUERO DIZER, FOTOS, QUERO IBAGENS

Mas se tiver nudes, pode mandar que tá de boas... E descreva um pouco também, sabe? Pra esconder as aparências, evitar as evidências... Que que eu to falando?

Eduarda tinha, assim como muitas brasileiras, as madeixas castanhas escuras. As quais foram tingidas de loiro pouco antes de entrar na universidade. Seus cabelos são lisos naturalmente, e ondulados de leve, e vão até mais ou menos o nível de sua cintura.

Seu rosto tem um formato oval, com o queixo um pouco grande que faz ficar meio quadrado. Suas maçãs do rosto são definidas quando sorri, e até um pouco quando está séria. Seus dentes são alinhados, ela tem um sorriso bonito e até meio tortinho. Seu nariz é pequeno, e um pouco pontudo e fino. Seus olhos são de um castanho muito escuro, suas sobrancelhas bem desenhadas, e seus lábios meio arredondados e carnudos, mas não muito.

Seu corpo é magro e alto, não é tão avantajado em curvas, mas tudo é proporcional e bem delineado. Perfeito para vestidos soltos, ou saias de cintura alta. Unhas grandes e sempre bem cuidadas, pois Eduarda — como muitas mulheres — tem frescura com essas coisas. Gosta de usar cores escuras, tanto em roupas quanto em acessórios.







Isabelle Drummond





❥ Me fale um pouco de você, ou dele:

Eduarda é uma pessoa animada, que gosta de conversar sobre qualquer coisa, e quase nunca sabe à hora de parar. E seus assuntos quase nunca são chatos, a maioria é sobre algum fato curioso ou com humor.

A mesma não gosta de se envolver quando o assunto é polêmico. Só irá expor suas opiniões se alguém “chamar ela” na conversa. E quando fala, pode deixar as pessoas a sua volta sem jeito por ser sincera. Para ela é assim, se pediu opinião, ela fala a verdade. Tem gente que acha que é maldade, mas ela só prefere não iludir.

Também não é uma pessoa bajuladora. E gosta de ser mimada, gosta de carinho, mas sem muito grude.

Mesmo que pareça ser super feminina no seu jeitinho de se vestir e falar — tipo, ela é muito fresca com essas coisas de arrumar o cabelo, passar maquiagem, ter um jeito delicado, e etc —, ela tem suas horas de dane-se.

Quando está nervosa, Eduarda sempre tentará parecer calma ou controlada. E tem dificuldade em admitir seus erros.

Ela gosta de analisar as situações antes de tomar qualquer decisão, por vezes acaba pensando demais.
É uma pessoa bastante sociável, preferindo estar em uma pequena reunião de amigos do que sozinha.

Digamos que ela seja uma “pacificadora”, e não gosta de pessoas impacientes, prefere manter distância. Porém, ama uma boa treta quando realizada com algo que não a envolva, e vai curtir um tempinho assistindo antes de separar a briguinha.

Quando quer algo, ela consegue ser tão educada e delicada fazendo pedidos ou mostrando suas vontades, que é quase impossível de se negar.

Ela gosta de equilíbrios. Não curte ser o centro das atenções, mas não quer ser excluída — fica com raiva quando é. E depois de ficar com raiva, vai ficar amuada e pensando se fez alguma coisa pra merecer isso.
Tem costume de anotar em um caderninho mental quando alguém faz uma coisa que ela não gosta, mesmo sabendo que ela não gosta, para que mais tarde possa usar tal coisa para algo.

Sempre evita parecer desagradável, e se preocupa muito com primeiras impressões. E está sempre pondo um toque artístico nas coisas que faz.





❥ Como gosta de ficar vagabundeando? (Hobbies)

♡ Desenhar;
♡ Assistir séries [quer dizer, os seriados idiotasbons da Nickelodeon], e filmes [de preferência comédia, ou comédia romântica];
♡ Conversar;
♡ Ler gibis [traduzindo, ela gosta da Turma Da Mônica];
♡ Curte umas festinhas;
♡ Comer, porque sim;
♡ Ouvir música [curte rock, menina trevosa].

❥ Do que gosta? Do que não gosta?

♡ Gostos ♡

| Desenhos | Chocolate | Maquiagem | AC/DC | Arte | Cozinhar [sim, ela sabe] | Organização | Humor | Gibis | Pessoas palhaças | Quando gostam do que ela gosta | Frio |

♡ Desgostos ♡

| Ser excluída das programações | Répteis | “— Desenho não tem futuro” | Bebidas alcoólicas | Pessoas impacientes | Cores fosforescentes | Internet lenta | Brincadeiras de mau gosto |”Mim desenha?” |


Quanta frescura...


❥ Do que tem medo? E do que tem, tipo MUITO MEDO, TIPO NOOOSSA, QUE MEDO?

♡ Medo de tomar uma decisão errada em um momento difícil;
♡ Medo de ficar sozinha na vida;
♡ Tem fobia de répteis que se assemelham ou do próprio lagarto.





❥ MAAAANO, LEMBRA DAQUELE DIA? Não? AAaé, você não tava na hora... Conte aqui sua história...

Eduarda é natural do nordeste. Mas não, ela não curte e nunca curtiu Luiz Gonzaga. A maioria dos seus gostos são coisas de gringos, porém, ela dá valor à sua nacionalidade.

Filha única, mas não era mimada nem rica. E foi criada por sua mãe, que infelizmente, é divorciada desde que Eduarda se entende por gente. Cresceu na classe média, e foi uma criança super calada e reservada, mudando quando chegou aos quinze. Teve uma boa educação.

Sempre se deu bem em artes, e foi entre seus sete e nove anos que ela começou a se interessar mais por desenho, desenvolvendo cada vez mais. Sempre preferiu desenhar coisas como plantas, cortes, detalhamentos, e etc. Acabou decidindo que iria seguir uma carreira que envolvesse isso.

Não é que não goste da sua cidade-natal, mas ela era iludida por São Paulo, tendo alguns familiares espalhados por lá, principalmente seu pai.

Seus pais se separaram quando ela tinha três, por isso não lembra, e não sabe de muita coisa sobre. Ela o visitou uma vez durante férias da escola, e nesse pouco tempo conseguiu descobrir que não tinha uma relação muito boa com ele. Trágico.

Ele tem money, digamos assim. E se sentia mal pelo que acontecia com ele e sua filha, então, quando ela se formou na escola, ele ofereceu pagar a faculdade que ela queria se a mesma fosse morar com ele. Sim, ela aceitou.

Crescer sem um pai não foi muito legal, óbvio. Mas — sério, não foi por interesse —, depois ela realmente pegou amizade com ele.

Ir morar em São Paulo a fez conhecer a parte da família que não conhecia, e ver que a vida lá não é um mar de rosas. Claro que ela não imaginava isso, mas ainda assim queria ir lá. E foi.


❥ Pessoas importantes de sua vida, ou da vida dele:



♡ Mãe ♡ Elisa Vidal ♡ Sandra Bullock ♡ 40 anos ♡ Professora de Universidade ♡




♡ Pai ♡ Victor Carvalho ♡ Jeffrey Dean Morgan ♡ 42 anos ♡ Engenheiro de Software ♡



♡ Umas amigas marotas que teve na escola, ainda mantém contato com elas ♡ Beatriz e Gabriely ♡ Emeraude Toubia and Kat Graham


♡ Sua família em geral. Ela não é do tipo "ai como eu amo eles!", mas os considera. ♡

❥ Quer um crush ( ͡° ͜ʖ ͡°)?

Iés :v

❥ Qual é a relação que seu personagem tem com Gustavo? Eles são amigos? Primos?

Eles são primos meio distantes. Para Eduarda, Gustavo é daqueles primos que quando chega às festas de família tira a chatice que elas normalmente têm. Gosta muito do humor do garoto, e digamos que seja sua parceirinha nisso de vez em quando. A mesma, assim como os outros, é inconsciente sobre ele se sentir sozinho. Mas eles têm uma boa amizade.


❥ Mais algum detalhe?

♡ Essa coisínea sabe dirigir.
♡ Ela não tem um sotaque muito paulista.





❥ Está ciente de que eu poderei fazer o que eu quiser com seu personagem, não é mesmo? Não venha reclamar depois, ein!? Eu to avisando...
Sim

❥ Tem certeza de que quer fazer isso?
Tenho

❥ Tem mesmo?
Aham

❥ Absoluta?
Absoluta.

❥ Tipo, 100%?
Uns 97%

❥ Olha lá ein?
To olhano

❥ Se morrer, morreu, ein?


❥ Não, é provável que ninguém vai morrer, mas nunca se sabe não é mesmo?
Pois é

❥ Mesmo, mesmo?
Mesmo, mesmo.



Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...