~Kyresang

Kyresang
Nome: Kyre Dreemurr
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Mairipora, São Paulo, Brasil
Aniversário: 4 de Dezembro
Idade: 15
Cadastro:

Chara, por que o ódio?


Postado

Chara, por que o ódio?

Dizem que é um vilão, dizem ser um mistério que Toby deixou todos nós fãs adivinharem, pra mim, poderia ser os dois, mas há justificativas a serem observadas.
...
Chara. O primeiro humano a cair no Underground e seguir uma vida lá, sendo adotado por Toriel e Asgore e ser considerado ''irmão'' de Asriel. Mas foi tudo bem direto e claro, como todos os humanos que caíram, mas ele foi especial por gerar as consequências após a sua morte, que deixou Asriel revoltado, de fato. Inicialmente ele foi bem-vindo pelos monstros, já que era uma criança, não teriam motivos por odiá-lo, faria ele crescer e ser um ''bom humano'' não comparado com os de cima que os prenderam, foram cruéis.

Mas ao longo disso tudo, Chara afirma que odeia os humanos, mas não diz o porque,o que acaba formando várias dúvidas e teorias agora. Só que nenhuma delas, mesmo com razão, não podem parecer verdade.

Pra resumir, nenhuma cena foi mostrada dele no mundo humano, o que o fez tornou-o frio, o que o fez ser daquela forma, e sem lembrar que um dia sem querer envenenou o seu pai com um chá que usou flores douradas, e ele não sentiu...nada.

Se Chara realmente odiasse os humanos faria algo, talvez porque quis guardar para si, e porque quis ir para um monte antes de morrer? E se odeia os humanos, porque Frisk desperta sua alma com a determinação após matar os MONSTROS?

Vamos agora fazer uma comparação entre Chara e Flowey.

MAS bem aaaaantes disso, falarei sobre dois termos que definem os personagens (por favor tenham paciência para ler, eu achei no yahoo e resume tudo perfeitamente).

Sociopata: As características dos sociopatas englobam, principalmente, o desprezo pelas obrigações sociais e a falta de consideração com os sentimentos dos outros. Eles possuem um egocentrismo exageradamente patológico, emoções superficiais, teatrais e falsas, pobre ou nenhum controle da impulsividade, baixa tolerância para frustração, baixo limiar para descarga de agressão, irresponsabilidade, falta de empatia com outros seres humanos, ausência de sentimentos de remorso e de culpa em relação ao seu comportamento. Essas pessoas geralmente são cínicas, incapazes de manter uma relação leal e duradoura, manipuladoras, e incapazes de amar. Eles mentem exageradamente sem constrangimento ou vergonha, subestimam a insensatez das mentiras, roubam, abusam, trapaceiam, manipulam dolosamente seus familiares e parentes, colocam em risco a vida de outras pessoas e, decididamente, nunca são capazes de se corrigirem. Esse conjunto de caracteres faz com que os sociopatas sejam incapazes de aprender com a punição ou incapazes de modificar suas atitudes. Quando os sociopatas descobrem que seu teatro já está descoberto, eles são capazes de darem a falsa impressão de arrependimento, falseiam que mudarão "daqui para a frente", mas nunca serão capazes de suprimir sua índole maldosa. Não obstante eles são artistas na capacidade de disfarçar de forma inteligente suas características de personalidade. Na vida social, o sociopata costuma ter um charme convincente e simpático para as outras pessoas e, não raramente, ele tem uma inteligência normal ou acima da média.
(FLOWEY)

Psicopata: O psicopata, por sua vez, superdimensiona suas prerrogativas, possibilidades e imunidades; "esta vez não vão me pegar", ou "desta vez não vão perceber meu plano", essas são suas crenças ostentadas.
Toda lei ou norma, gera temor e inibição, implicam na possibilidade de castigo. A lei está feita para domar, para obrigar e para condicionar as condutas instintivas dos indivíduos. O psicopata não apenas transgride as normas mas as ignora, considera-as obstáculo que devem ser superados na conquista de suas ambições. A norma não desperta no psicopata a mesma inibição que produz na maioria das pessoas.
Para os contraventores não psicopatas, vale o lema "Se quer pertencer a este grupo, estas são as regras. Se cumprir as regras está dentro, se não cumprir está fora". Mas o psicopata tem a particularidade de estar dentro do grupo, apesar de romper todas as regras, normas e leis, apesar de não fazer um insight, não se dar conta, não se arrepender e não se corrigir. Sua arte está na dissimulação, embuste, teatralidade e ilusionismo.
Os psicopatas parecem ser refratários aos estímulos, tanto aos estímulos negativos, tais como castigos, penas, contra-argumentações à ação, apelo moral, etc., como também aos estímulos positivos, como é o caso dos carinhos, recompensas, suavização das penas, apelos afetivos. Essa última característica é pouco notada pelos autores. O psicopata não modifica sua conduta nem por estímulos, positivos, nem pelos negativos.
Para o psicopata a mentira é uma ferramenta de trabalho. Ele desvirtua a verdade com objetivo de conseguir algo para si, para evitar um castigo, para conseguir uma recompensa, para enganar o outro. O psicopata pode violar todo tipo de normas, mas não todas as normas. Violando simultaneamente todas as normas seria rapidamente descoberto e eliminado do grupo.

A particular relação do psicopata com outros seres humanos se dá sempre dentro das alterações da ética. Para o psicopata o outro é “uma coisa”, mais uma ferramenta de trabalho, um objeto de manipulação. Essa é a coisificação do outro, atitude que permite utilizar o outro como objeto de intercâmbio e utilidade. Esta coisificação explica, talvez, torturar ou matar o outro quando se trata de um delito sexual, sádico ou de simples atrocidade.
Um sociopata tem aversão a sociedade, um psicopata não tem essa aversão, mas é um indivíduo que transgride as regras e as normas sociais.
(CHARA)

Pra resumir de vez, Flowey não nasceu do mal, já foi Asriel, que foi um bom menino-cabra e pelas consequências se tornou essa flor sem sentimentos, que gostar de causar o mal e não se importa nem um pouco, sabemos que por causa de tal ''sociedade'' ou mesmo Chara, Asriel se tornou Flowey, uma flor sociopata.

Chara é psicopata, em nenhuma parte do jogo foi um personagem abusado, pelo menos não mostrou. Disse que odeia os humanos, mas pra pensar bem, no final do jogo ele tem o objetivo de apagar o mundo e o jogo, mas por que?

Por alguém talvez?

Para resolver algo?

Não, porque Chara quer (já que não mostrou mais nada). Chara não tem influência alguma, simplesmente quer isso, e só, odeia os humanos, mas não matou nenhum, mas matou o mundo dos monstros. É ruim por natureza. Mas lembre-sem, Toby Fox deixou esse personagem para jogarem quais teorias quiserem, talvez Chara seja um grande sociopata, que sofreu algo contra os humanos e acabou se tornando frio desde mais novo do que era, e por isso é assim, querendo fazer esse jogo, e faz as coisas por diversão e pra dar um ponto em tudo. Nesse caso confuso, psicopata, se revelassem mais então, sociopata.


Por fim os dois são diferentes. Pra concluir também, que eu aprendi em um canal do Youtube que ela não é o vilão de tudo, o vilão é você mesmo. Você que joga, faz as decisões cruéis, Chara é apenas a sua essência que te define nisso tudo. Mais um exemplinho de realidade que Toby demonstrou em Undertale.

Pra fechar com chave, tem esse vídeo-teoria que Lore Kyre dublou, não revela tanta coisa, mas só dando exemplo de uma ''origem'' sua:



É tão bom esse vídeo que pra mim considero o resumo de tudo, mesmo sendo TEORIA. Ah, e afinal eu tenho uma fanfic, e planejo algo sobre esse personagem incrível. (ele até que tá bonzinho nisso tudo né? '-')

MAS É PRA ISSO QUE EXISTE AS FANFIC, cada um com sua teoria, falando de um jeito o que Chara pode ser ou qualquer outra coisa no enrendo.


Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...