~NY_Girl

NY_Girl
Nome: NY
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Indisponivel
Aniversário: 14 de Setembro
Idade: 15
Cadastro:

X-Men: The Final War


Postado




Nome
Diana Kristeva Maddox
| Diana significa “Divina” ou "Celestial" |

Codinome
Black Raven
| Significa "Corvo Negro" ou "Corvo Sombrio" |

▶ Diana escolheu esse nome porque o corvo é um dos animais simbólicos de Apolo, o deus grego da cura e da medicina ◀

Apelido

Idade
18 anos
×Data de nascimento×
26/10/1998
×Signo×
Escorpião

Gênero
Feminino

Sexualidade
( X ) Heterossexual
( ) Bissexual
( ) Homossexual
( ) Outro. Qual?

Aparência
Diana possui cabelos loiros compridos e suavemente ondulados. Seus olhos são esverdeados com longos cílios escuros. Seu rosto possui traços delicados e um nariz pequeno, já seus lábios são naturalmente rosados, mas não muito carnudos.

×Photoplayer×
Willa Fitzgerald

Personalidade
Diana é um espírito livre, sendo bastante confiante e independente. Ela é extrovertida e tem um estilo único, se mostrando uma pessoa amigável e gentil, e também bastante idealista. Diana espera que todos vivam de acordo com suas altas expectativas para cada um e por isso tem o hábito de meter o nariz no assunto de todo o mundo, querendo resolver os problemas de todos com quem se importa.
Dedicada e teimosa, Diana costuma acreditar nas coisas, mesmo que todas as outras pessoas discordem e faz de tudo para provar que está certa, sendo que é impossível mudar sua opinião. É uma garota doce e tem um coração verdadeiramente bondoso, descrita como uma pessoa muito carinhosa e simpática e sendo uma amiga extremamente amorosa, devotada e leal, que fica ao lado dos seus amigos não importa se estão certos ou errados.
Ela é o exemplo perfeito da garota sociável e popular. Diana é compassiva e empática, tendo facilidade em se colocar no lugar dos outros e se importando muito com o bem-estar das pessoas. Também acredita em honra e lealdade. E se mostra consistentemente educada e calma, embora propensa a grande ansiedade e pânico, após seus anos presa. Ela é valente e abnegada, agindo sempre por amor e não por interesse, embora muita da sua disposição em salvar os outros ao invés de si mesma parece ter vindo da sua culpa por ter sido a única sobrevivente entre vários mutantes que ela viu serem mortos.
Antes, Diana podia ser considerada uma pessoa muito mais otimista, que sempre escolhia ver o lado positivo das coisas. No entanto, depois de todo o sofrimento que ela passou, Diana começa a se tornar uma pessoa mais séria e fria. E embora ela ainda se mostre otimista algumas vezes, Diana pode ser uma pessoa bastante depressiva. Mas apesar de toda a dor e perda que ela sofreu, Diana ainda continua sendo forte, principalmente na frente de algum perigo ou adversidade. É uma pessoa que está disposta a colocar sua própria dor pessoal em segundo plano para prestar atenção nas necessidades das pessoas com quem ela se importa e que não foge de um desafio para proteger quem ama.

Habilidades
➡ Mestre em combate corpo a corpo.

➡ Excelente estrategista e investigadora.
➡ Especialista em diversos tipos de armas.
➡ Possui flexibilidade e bons reflexos.

Desabilidades/fraquezas
➡ Não consegue pensar direito sob pressão.
➡ Se cura muitos ferimentos ou um machucado muito grave, ela fica tonta e fraca, não conseguindo andar direito e, muito menos, se defender.

Qualidades
➡ Inteligente e sincera.
➡ Destemida e determinada.
➡ Amorosa e gentil.
➡ Confiante e independente.
➡ Leal e protetora.

Defeitos
➡ Orgulhosa e teimosa.
➡ Ciumenta.
➡ Impulsiva.
➡ Tem dificuldade em confiar nas pessoas.

Poder
Regeneração, a capacidade dos tecidos, órgãos ou mesmo organismos se recomporem após danos físicos consideráveis. Ou seja, é a capacidade de curar ferimentos e restaurar a própria saúde em alta velocidade.
Cura, bem similar ao efeito da regeneração, porém a cura não é espontânea (se pode escolher quando quer curar e quem quer curar).

Nacionalidade e onde está atualmente
Búlgara-Americana, ela está atualmente nos Estados Unidos.

É membro da
(X) Irmandade Mutante
( ) X-Men

Por que está na Irmandade?
O primeiro motivo que fez ela ter se juntado a Irmandade, é o fato de eles terem a salvado. Eles a ajudaram quando ela mais precisava e por isso, Diana acha que tem uma certa dívida com eles. Mas o motivo principal, é que depois de terem a salvado, eles a acolheram, a fizeram sentir parte de algo especial e assim que chegou, ela já se sentiu parte daquela família maluca de mutantes. Eles a ajudaram a superar os traumas que ela passou e a ajudaram a ser mais forte.

História
Diana nasceu em Varna, Bulgária, mas com três anos mudou-se para os Estados Unidos, tendo sido criada em Richmond, Virgínia.
Seus pais, Jenna Kristeva e Jackson Maddox, trabalham para o governo americano, mas mesmo com os trabalhos potencialmente perigosos de seus pais, Diana teve uma vida normal, sendo que sempre foi uma ótima filha e uma aluna bastante aplicada.
Diana descobriu sua mutação aos 12 anos. Era um dia normal de verão, ela estava voltando da escola sozinha, depois de fugir de seu guarda-costas ignorante, quando avistou uma criança, com não mais de 3 anos de idade, atravessando a rua sozinha em um momento de distração de sua mãe, e indo em sua direção estava um carro em alta velocidade. Sem pensar, Diana correu até a criança. Conseguindo chegar a tempo de empurrar o menino para fora da rua, e sendo atingida pelo carro no lugar dele. Era impossível alguém, principalmente uma menina de 12 anos, sobreviver a um acidente como aquele, mas Diana, de algum modo, havia sobrevivido.
Em poucos minutos, a notícia sobre o ato heroico de Diana já estava em todos os jornais, mas ninguém conseguia explicar direito o que havia acontecido. Então ela foi levada as pressas para o hospital, e após uma inspeção rápida e alguns exames, os médicos ficaram espantados ao descobrir que quase todos os ossos do corpo da menina estavam quebrados, mas se regeneravam sozinhos, assim como várias outras feridas externas e internas.
Seus pais, que faziam parte de um projeto anti-mutante do governo, ficaram espantados e desolados ao descobrirem que sua própria filha era um deles. Mas eles acabaram deixando o que os corações deles diziam de lado, e comunicaram as autoridades. E assim que Diana se curou completamente, algo que aconteceu em poucas horas, ela foi levada e então colocada em uma cela pequena e escura de uma base secreta do governo, onde ficou aprisionada por quatro anos, sendo cobaia de diversos experimentos e tendo seu corpo aberto para a remoção de amostras, que eles acreditavam poder ter a solução para várias doenças, diariamente.
Então, um dia, pouco antes de Diana ser levada para a sala de "cirurgia" para tirar mais algumas amostras, ela começou a ouvir gritos e barulhos de tiros. Diana não sabia o que estava acontecendo, mas viu aquilo como uma chance de escapar daquele inferno e começou a gritar pedindo ajuda. E poucos minutos depois, um grupo de adolescentes, um pouco mais velhos que ela, apareceram na porta da cela e a ajudaram.

Família

Mãe | Jenna Kristeva | 42 anos | Casada | Bioquímica.
Uma mulher forte e independente. É dotada de uma inteligência rara, tendo 160 de Q.I., e por isso, é um pouco arrogante e convencida demais. Jenna é também considerada uma pessoa fria, por ser uma cientista que faria tudo pela ciência e pelo desenvolvimento.
Mas fora isso, Jenna sempre demonstrou ser uma boa mãe. Sempre tratou Diana com carinho e muito amor. E as duas eram muito próximas, Diana sempre se sentiu confortável para falar sobre qualquer assunto com a mãe e sabia que ela sempre estaria lá quando precisasse de ajuda.


Pai | Jackson Blake | 46 anos | Casado | Agente da C.I.A.
Jackson sempre foi um homem reservado e rígido. É respeitado e até temido por várias pessoas, sendo um agente de alto nível e bastante famoso entre seus colegas de trabalho.
Diana e Jackson nunca tiveram uma relação muito forte, pois ele nunca passou muito tempo com a filha, por estar sempre ocupado com seu trabalho. Mas no geral, os dois se davam bem, conviviam de um modo saudável e, algumas vezes, carinhoso.

Manias
➡ Balançar as pernas quanto está impaciente.
➡ Morder o lábio inferior quando está indecisa ou envergonhada.
➡ Torcer o nariz quando está desconfiada.

Frase que define seu personagem
"Se estiver passando pelo inferno, continue andando".

"A verdadeira dor, é a dor emocional. Esse é o tipo de dor que permanece.
E, um dia, será útil a você".


Música favorita


Sonhos/pesadelos
Todos os seus pesadelos são sobre aqueles anos onde ela ficou aprisionada. Eles geralmente começam com ela amarrada a uma mesa dura e gélida, então ela abre os olhos e é temporariamente cegada por uma luz branca e brilhante posicionada bem em cima dela. Quando sua visão volta ao normal, ela consegue ver diversas pessoas ao seu redor, todas com máscaras, luvas e roupas adequadas para uma cirurgia, e entre elas, está sua mãe, que pega um bisturi e faz um corte de seu peito até a barriga. E então, as pessoas começam a retirar alguns órgãos de Diana, junto com amostrar de tecidos, medula óssea, etc. E então, ela costuma acordar gritando.

Hobbies
➡ Ler, ela está sempre lendo diversos tipos de livros.
➡ Assistir ao nascer do sol.
➡ Correr ou caminhar de manhã.
➡ Treinar e lutar.
➡ Assistir séries ou filmes.

Gostos
Primavera | Animais | Praias | Livros | Morango | Chocolate | Manhãs | Ficar sozinha | Ajudar as pessoas | Sol | Ficar ao ar livre | Acordar cedo | Músicas | Ganhar | Correr | Chuva | Mar | Nadar | Caminhar | Tempestades | Filmes e séries | Seus poderes | Desenhar | Nascer e pôr do sol | Treinar | Lutar.

Desgostos
Desonestidade | Injustiça | Preconceito | Grosseria | Lugares escuros | Falhar | Ser contrariada ou surpreendida | Ser chamada de covarde | Perder | Receber ordens | Regras | Se sentir impotente ou vulnerável | Ser subestimada | Pessoas exageradas e dramáticas.

Medos/fobias
➡ Aicmofobia, medo de injeções.
➡ Claustrofobia, medo de permanecer em espaços fechados.
➡ Monofobia, medo de ficar sozinha.

Segredos

♦ Amigos e inimigos ♦
---

Quer par? Se sim, descreva
Sim.

Como pensa/trata a irmandade
Ela sempre pensou na Irmandade como uma família grande e meio maluca. Com eles, ela sabe que pode ser ela mesma, que eles a aceitarão de qualquer forma. Diana confia neles e sabe que eles sempre estarão presentes quando ela precisar. Mas é claro que, como todas as famílias, eles também brigam. E quando isso acontece, Diana prefere ficar em seu próprio canto, apenas observando e se divertindo com a confusão, mas quando mexem com ela, Diana não exita em entrar na briga.

O que acha do governo?
Ela simplesmente os odeia. Provavelmente é preocupante alguém odiar tanto alguma coisa, como ela odeia o governo. E mesmo tento se passado alguns anos desde a sua fulga, ela ainda é procurada para continuarem as experiências e quando é localizada, Diana não exita em nocautear ou até matar alguns agentes.

Como trata os humanos?
Ela os trata normalmente, não se acha superior por causa de sua mutação, mas o medo exagerado que eles tem e todo o preconceito em relação aos mutantes a deixam furiosa.

Como pensa/trata os X-Men
Ela não é muito fã dos X-Men. Acha que eles parecem ser meio arrogantes demais e que não merecem tanto crédito. Acha essa ideia de harmonia inter-racial meio ridícula, sendo que obviamente não vai funcionar e acha irritante esse jeito, aparentemente, tão "certinho" dos X-Men.

Mataria mutantes ou humanos?
Sim, mas somente por algum motivo. Diana nunca sairia matando pessoas aleatoriamente, apenas por matar.

Como trata os amigos
Ela é uma amiga amorosa e extremamente leal, sempre vai fazer de tudo para apoiar seus amigos, ficando ao lado deles não importa se estão certos ou errados, sendo aquela amiga que está sempre presente se você precisar desabafar, mas não costuma dar conselhos tão bons. Diana também é bastante protetora, e está sempre pronta para defender seus amigos com unhas e dentes.

Como trata os inimigos
Se for uma ameaça grave mesmo, Diana não tem medo de sujar as mãos e acabar com o sujeito. Mas se for inimigos bobos e não perigosos, ela prefere apenas ignorar, pois acha que não vale a pena gastar sua energia com eles.

Como trata o par
Diana não vai ser tão carinhosa quando estiverem cercados de pessoas e também não vai fazer questão de ficarem sempre juntos, mas fica bastante enciumada ao vê-lo conversando com garotas que não são de confiança e cujas intenções parecem duvidosas, então Diana anda até ele e o abraça ou até o beija, apenas para mostrar que ele já é comprometido. E quando estiverem sozinhos, Diana vai tratá-lo com muito carinho. Sendo bastante amorosa e até um pouco carente, apreciando a companhia do par ao máximo.

Roupas

➡ Casuais:






➡ Formais:




➡ Festa a fantasia:


➡ Uniforme de combate:


Sabe que será uma guerra e ele pode morrer?
Sim.

Sabe que posso alterar algumas coisas?
Sim.

Algo mais?
➡ Quando usa seu poder de cura, Diana sente um calafrio percorrendo sua coluna e se espalhando por seu corpo. Então o frio se concentra na palma de suas mãos e se irraria para a ponta de seus dedos. E então quando ela toca no ferimento que quer curar, o frio flui dela para a pessoa, assim a curando.


Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...