A Nova Ordem da Fênix


Postado

A Nova Ordem da Fênix

Nome: Visenya Hawke

Apelido: Vis ou Hawke.

Idade: 17

Sangue: Puro

Personalidade: Visenya é silenciosa e quieta na frente de desconhecidos. Ela aprecia mais gestos do que palavras, mas ela costuma conversar com pessoas que tem afeto e amizade. É incomum vê-la dizer um bom dia ou boa noite para iniciar uma conversa, mas sim com comentários ou observações sobre algo ou alguém. Raramente sorri, e quando sorri, ela gosta da pessoa. Quando está com raiva, ela força o maxilar e tenta não explodir com todo mundo. Fica fechada e não responde ninguém, geralmente fica normal no fim do dia, mas Yan é o único que consegue tirá-la dessa carranca. Costuma sorrir sutilmente quando está feliz e quando isso acontece, ela guarda esse momento para sempre. É extremamente amorosa com Yan e ele é o único que ela se abre totalmente, que confia totalmente. Sente medo de perdê-lo para a escuridão, porque ele a salvou e ela quer salvá-lo da mesma forma. Tem uma determinação e confiança sem igual para os seus objetivos. Se considera uma covarde e se pune diretamente pelo o que ocorreu com sua família.

Aparência: Visenya é loira e geralmente deixa o cabelo com várias tranças porque ele é muito grande, beirando no seu coccix. Os olhos são de um azul intenso, que dependendo da luz parecem ser violeta. O rosto é delicado, nariz aquilino e lábios nem muito grossos e nem finos. O corpo é esbelto, seios médios, cintura fina, coxas grossas e bunda proporcional. Tem 1,60 e pesa 50kg, sua pele é branca como leite.


História: Visenya nasceu na Escócia e foi a terceira filha e primeira mulher do casal Daemon e Helena Hawke, primos que se casaram escondidos e foram afastados da família por causa disso. Seus pais eram bruxos e membros do Ministério da Magia. Vis tinha dois irmãos mais velhos, os gêmeos: Daeron e Daemon II, e uma irmã mais nova: Rhaenys. A família era feliz apesar de seus pais serem muito ocupados, os quatro irmãos se amavam e eram muito unidos. Visenya era alegre e tinha um senso de proteção muito forte em relação à sua irmã menor, que era a xodó dos irmãos Hawke. Quando os gêmeos entraram em Hogwarts, Vis ficou mais tempo com a pequena Rhae, embora a diferença delas fosse de cinco anos, elas se davam muito bem. No ano seguinte, era a vez de Vis entrar na escola e a separação das irmãs foi dolorosa. Ela caiu na Sonserina, provavelmente por ser muito determinada. Ela fez muitos amigos, não só na Sonserina mas também na Corvinal e Lufa-Lufa. Sempre evitou os membros da Grifinoria, temendo retaliação por causa da rixa entre as Casas. Ironicamente, seus irmãos caíram na Grifinoria e ela falava às vezes com eles, por vergonha. Dedicada aos estudos, fechou o ano com perfeição. Nada poderia ser mais perfeito do que sua vida.
Até chegar nas férias... onde tudo mudou.
Seus pais decidiram passar mais tempo com os filhos, Vis, Daemon e Daeron mostravam os feitiços que haviam aprendido e Rhaenys olhava tudo encantada. Em uma das noites em que oa irmãos passaram em claro, eles prometeram ficar sempre juntos, não importando o que podia acontecer. Mesmo estando longe um dos outros. Eles pegaram um cachecol vermelho que o pai deles havia deixado perto da mesa onde estavam sentados e partiram ele em quatro partes, cada um guardando aquilo como se fosse seu amuleto protetor. E o que ligava eles além do laço de sangue e do amor incondicional.
No dia seguinte, eles acordaram tarde. Seus pais passaram o dia fora para fazer compras enquanto que eles ficavam na casa. Voltaram após anoitecer, cheios de sacolas. Os garotos ajudaram-nos a pegar e a guardar tudo, quando bateram na porta da casa deles e Helena abriu a porta. Recebeu o homem, enquanto que as crianças brincavam no jardim.
Não houve tempo para despedidas. Visenya carregava Rhaenys nas costas quando eles viram as luzes - e o sangue de seus pais voando no vidro da janela transparente. Antes disso, eles ouviram Helena gritar 'corram' antes de ser abatida. Eles ficaram algum tempo sem reação, quando Daemon sacou sua varinha. Visenya insistiu para que fugissem para a floresta e logo o grupo começou a correr, ao passo que eram perseguidos por uma fumaça negra.
Daeron e Daemon pararam e logo as garotas também. Eles disseram que iriam atrasar o que quer que os perseguiam, dando tempo para que elas corressem. Visenya iria argumentar contra, mas Daeron, que era o mais velho, sorriu para ela e disse que era o único jeito. Rhaenys pestanejou, mas Visenya segurou-a e pegou a garota no colo, obrigando-a a ir. Vis correu novamente, depois de alguns metros ela escorregou e caiu em uma raiz, derrubando Rhaenys consigo. Era possível ver as luzes do embate lá atrás. Vis havia torcido o pulso e a dor era lascinante, mesmo com a adrenalina amenizando-a. "Não vou fugir. Nós prometemos ficarmos juntos para sempre, Vis. Não vou deixá-los lá, sozinhos."
E Rhaenys correu... para a morte.
Visenya ficou absorta, observando a garota de sete anos correr, os cabelos loiros ao vento, os pezinhos brancos sujos de terra. Gemeu de dor e se levantou. Deu alguns passos para trás. Sem saber o exato motivo, ela virou de costas para o irmão e correu a noite inteira, até desabar de exaustão após amanhecer, após encontrar uma pista de asfalto. Foi encontrada pelas autoridades. Pelo fato da família dela ter praticamente exilado seus pais, nem mesmo seus avós a aceitaram, mas por sorte um tio-avô dela aceitou cuidar dela. George Hawke era ex-obliviador do Ministério, recém aposentado. O homem tinha cerca de 60 anos e é muito amável com ela... exceto quando ele tinha ataques de loucura por ter sido vítima da Maldição Imperdoável Cruciatus em um embate recente. Quando ele tinha esses acessos, costumava espancar Visenya com sua bengala de madeira. Ela não o culpa, afinal. Ele não tem culpa disso. Quando ela voltou para Hogwarts no início do outro ano letivo, todos sabiam o que havia acontecido com sua família. Ela evitou os amigos e todo mundo, muitas vezes porque queria esconder as marcas roxas de sua pele por causa do tio-avô, e por outro lado ela odiava quando passava por eles e eles diziam 'coitadinha'. Ela não era uma coitada. Abandonou os irmãos quando eles mais precisaram. Ela era uma covarde, indigna, merecia ter morrido naquele dia. Nas férias, ela viu o tio-avô beber bebidas alcoólicas e começou a roubar as bebidas dele, afogando suas mágoas nelas. Começou a contrabandeá-las para Hogwarts, primeiro como consumo pessoal até que suas colegas de quarto descobriram e disseram para os outros garotos da Sonserina. Eles começaram a pedir para que ela trouxesse mais e assim ela começou a ter mais contato com as pessoas, vendendo as bebidas ilegalmente. Ela tinha catorze anos. Aos quinze, foi chamada para uma festa após o time de quadribol da Sonserina ganhar a taça. Chamaram-na apenas porque ela fornecia as bebidas e nesse dia ela prometeu a si mesma de beber até morrer. Jogada em algum canto da festa, ela observava as luzes enquanto tinha seus sentidos entorpecidos pela bebida... até que um garoto apareceu. E ele a salvou. Yan tirou ela de lá e a ajudou a ir até seu dormitório, desde esse dia ele sempre ficou ao lado dela e eles se tornaram cada vez mais próximos. Yan fez com que ela entrasse no time de quadribol e até parasse de beber. Ela começou a jogar de apanhadora por ser pequena e magra, o esporte praticamente virou sua motivação e o fato de Yan ser membro do time só aumentou sua vontade. Ela o ama, sem dúvidas nenhuma. Sabe quem ele é e não o culpa, mas vai tentar fazer de tudo para impedir que ele caia na escuridão, assim como ele fez com ela no dia em que a encontrou. Ele é a luz da vida dela. Vis também guarda o pedaço do cachecol que repartiu com os irmãos perto de seu coração. É como se ela se sentisse segura com ele. Não demorou para que ela e mais nove estudantes de Hogwarts fossem convocados para um treinamento mais rígido para que eles pudessem ingressar na Ordem da Fênix, treinamento esse dado pelos professores Luke Black, Jake Gamp e pela Diretora Morrigan Sayre.

Casa: Sonserina

Par: Yan Riddle

Matéria favorita: Defesa Contra as Artes das Trevas

Varinha: 38 cm, feita de cerejeira, pouco flexível, pena de fênix.
http://compraimportados.com.br/image/cache/data/20688/varinha%20magica%20harry%20potter%203-800x800.jpg

Roupas:






Habilidades Excepcionais:
É uma exímia jogadora de quadribol como apanhadora.
Domina a técnica da Oclumência
É muito boa duelista

Gostos: Silêncio, Quadribol, praticar seus feitiços, ficar com Yan e de estudar.

Desgostos: Barulho demais, multidões, ser o centro das atenções, tirar notas baixas, calor demais.

Traumas, medos e fobias: Tem claustrofobia e aracnofobia, morre de medo de florestas quando está a noite e de sangue também por causa da morte dos pais.

Membros da família:
- George Hawke, um senhor de sessenta anos e recém aposentado. Era um famoso obliviador até ser vítima da Cruciatus, que acabou por fazer com que ele tivesse ataques de loucura.


Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...