~Lafferty

Lafferty
Nome: ღ esther
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Indisponivel
Aniversário: Indisponivel
Idade: Indisponivel
Cadastro:

A Seleção: Realeza (Interativa)


Postado

☩ Nome:
Rebecca Cornelia Goodwin.

☩ Idade:
17 anos.

☩ Concorre pelo príncipe...
Jonathan (X)
Micael ( )

☩ Casta:
3: A elite, educadores, filósofos, inventores, escritores, cientistas, médicos, veterinários, dentistas, arquitetos, bibliotecários, engenheiros, psicólogos, cineastas, produtores musicais, advogados.

☩ Aparência:
(Emeraude Toubia)



☩ Personalidade:
Rebecca simplesmente adora tirar sarro das pessoas, não por sua roupa ou aparência, mas fazendo brincadeiras e usando o sarcasmo. Não se importa com as roupas, portanto se puder fica somente com o costumeiro moletom. Não é fácil de lidar e muito menos de arrancar algo de si, por isso é tão considerada uma boa confidente, e leva muito tempo para fazer com que ela se apegue. Tem um imensurável auto desprezo quando se trata de sua capacidade mental, devido à boa casta de sua família, é insegura quanto ao direito de estar nessa posição, então é diário pegá-la criticando a si mesma. É uma perfeita mentirosa, mas não usa os dotes a menos que seja de fato necessário, pois depois se sente um tanto culpada. Também tem o fato de que não é muito boa com carícias, em tais momentos de romance acaba dizendo algo e estragando, mesmo que não fosse a real intenção, portanto depois de um tempo aprendeu a ficar completamente calada quando presente em um encontro, é uma forma de assegurar-se.

☩ História:
Nascida e criada em Allen, Rebecca se esforçou nos estudos como se vivesse para aquilo, querendo ficar a altura dos pais nos devidos trabalhos. Claro que isso de fato atrapalhou a vida social dela, não frequentava festas, e não tinha muitos amigos, três na verdade: Nicholas, Kaleb e Hayley; o primeiro era um amante de sci-fi e todo tipo de desafios envolvendo exatas, Kaleb todo afeminado cuidava das roupas que a menina usava mais que a própria, e por fim Hayley, irmã do anterior, a afrodescendente mais bela que Becky já chegou a conhecer, e a mais tímida também. Os pais, ao invés de contarem histórias típicas de contos de fadas para que dormisse, contavam pequenos trechos de como seria quando a menina conhecesse o príncipe na seleção, e isso de fato virou uma meta: ia participar, era isso. O mais próximo que chegou de ter relações amorosas fora com Nicholas, alguns beijos e abraços, nada mais que isso, e se lembra de como gostava de sentir o perfume do rapaz na própria blusa, de como o fazia rir com o próprio humor negro, e tudo o que deseja é isso. Quer ser feliz, simples assim, alguém que lhe coloque para cima mesmo quando não precisa, tudo no fim do dia para ela se resume a isso: "Quando terei a minha chance de ser escolhida?"

☩ Está pela coroa ou pelo príncipe?
Pelo príncipe.

☩ Gosta:
De filmes de terror que envolvem crianças. Toda mitologia de vampiros. Chá gelado. Simplesmente ficar deitada fantasiando a própria vida, os próximos acontecimentos. Apostar sobre coisas banais, como "qual gota vai cair primeiro?". Tudo que envolve limão, sejam pratos, doces ou bebidas. Perfume masculino.

☩ Desgosta:
Crianças birrentas. Filmes didáticos, aqueles que precisam utilizar o raciocínio. Hipocrisia, no caso, que lhe digam para não fazer algo que o próprio faz. Dias ensolarados. Que façam cócegas, por algum motivo realmente dói em si, portanto é uma coisa que não aceita. Que o silêncio se estabilize por mais de um minuto. Que cometam alguma injustiça com ela.

☩ Segredos:
- Há algum tempo roubou algumas pílulas da mãe na intenção de silenciar as vozes que não a deixavam dormir, no caso a própria falta de confiança, e acabou indo parar no hospital para uma lavagem. A família não deixou isso espalhar, pois denominam uma vergonha.
- Aos 14 anos planejou fugir acompanhada de Hayley, iriam para outro país que não houvesse castas, mas foram atrapalhadas pois a menina não aguentou abandonar a única parte que conhecia de si mesma: a cidade e o planejamento do futuro.
- Já esteve prestes a perder a virgindade com Nicholas, mas ficou com medo de que fosse outra barganha que mais tarde a família abominaria devido ao ensinamento mais precioso da família Goodwin: "Case pura".

☩ Roupas
- Dia-a-dia:




- Festa:


- Entrevistas:



- Encontros:



- Festa a fantasia:


- Pijama:



- Casamento:


- Baile de debutante:


☩ Relação com...
- Rei e rainha: A relação com eles é muito respeitosa, nunca esquecendo a forma de tratamento e nem as graciosas reverências. Não os entende completamente, a forma como governam Iléia, por isso seriam perguntas que faria ao príncipe se possível.

- Princesas: Rebecca gosta de analisá-las e escutar as opiniões das mesmas, acha-as pessoas muito fortes e deseja que tenham a oportunidade de serem escolhidas também, felizes.

- Príncipe: No princípio ela o observará, suas ações, as falas, pois de certa forma Rebecca está fora de sua zona de conforto e quer se estabilizar no novo local, principalmente com aquele que jogará com seu futuro. E então começará a usar todos os conselhos já dados por sua mãe, buscando meios de trombar com ele, causar um encontro por assim dizer. Gosta muito de uma iniciativa física, portanto ficará esperando olhadas ou sorrisos em sua direção, assim como estará fazendo.

- Criadas: Com todas as afirmações possíveis serão as mais próximas de amigas que terá lá dentro, irá puxar assunto e tentar construir uma amizade. Ainda sim por ser uma senhorita, e sua mãe sempre ter lhe ensinado, não as ajuda na tarefa doméstica, a não ser fazer o que considera o básico: arrumar a cama e preparar o próprio banho.

- Com outras concorrentes: Com seus comentários sarcásticos e sua falta de experiência com moda, festas e bebidas, não se dará muito bem com todas, obviamente. Não deixará que lhe digam nada sem uma resposta a altura, o que também causa um clima não muito bom em torno de si. Claro que também tem boas impressões de algumas concorrentes, e mesmo que não sejam de fato conversas sobre os sentimentos, motivos para estarem lá, está disposta a ter conversas bem banais sobre o príncipe e toda a situação, se divertindo.

☩ Talentos:
- É ótima quando se trata de gastronomia, com seus pratos internacionais e até alguns originais.
- Tem uma capacidade incrível de memória, chegando a decorar textos imensuravelmente longos.
- Também é muito boa em corridas e esportes.

☩ Se você tivesse um filho(a) com o príncipe, qual o nome e como ele(a) seria?
Sarah (nome americano, significado: princesa).


☩ Porque deveria ser a vencedora?
Isso depende para a formação de seu próprio eu, é a forma que os pais a criaram, a forma como colocaram em sua cabeça que a única forma de ser feliz era com o príncipe precisamente. Está disposta a aceitá-lo e com ele todas as responsabilidades para princesa e futuramente rainha, a amá-lo e respeitá-lo. Assim como de alguma forma quer provar para os pais, para a própria mente como foi capaz de ser feliz, mesmo tendo desperdiçado sua adolescência quase inteira na intenção de provar algo.

☩ Trapacearia ou prejudicaria alguém para ganhar?
Não.

☩ Sabe que sua personagem está sobre minha responsabilidade e eu poderei fazer o que for necessário com ela?

Sim.

☩ Está ciente que ela poderá ser eliminada a qualquer momento?
Estou.

☩ Algo mais?

Não.


Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...