~Aluada-

Aluada-
Born To Die
Nome: Μια μέρα Ŀαɦ
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brasil
Aniversário: 9 de Janeiro
Idade: 17
Cadastro:

Ficha Pills - Soraya Hill


Postado

Ficha Pills - Soraya Hill

ღ Soraya Marie Hill ღ


✘ Nome completo ✘

➸ Soraya Marie Hill.

✘ Idade ✘

➸ 20 anos - 28 de Fevereiro - Signo de Peixes.

✘ Aparência ✘

➸ Soraya tem longos e cacheados cabelos castanhos avermelhados, que sempre aparentam estar secos e quebradiços, mas na realidade são apenas frágeis mas macios quando os tocam. Tem olhos castanhos escuros, que muitas vezes transmitem a insegurança e o medo de uma criança de 7 anos, que na maioria do tempo, é o que Soraya carrega em seu olhar. Tem a pele super clara e quase sem nenhuma imperfeição; Tem somente algumas sardas nas bochechas e no nariz, mas não contaria isso como defeito, já que dá a ela um charme especial e um ar meigo. Soraya sempre foi muito pequena para sua idade, agora com 20 anos, mede somente 1.55 de altura pesando somente 38 kg, um peso de criança; por isso não tem lá muitas curvas que poderiam chamar atenção alheia.











➸ By Daria Sidorchuk.

✘ Nacionalidade ✘

➸ Londres - Inglaterra | Britânica.

✘ Personalidade ✘

➸ Soraya é uma garota muito calma e quieta, fica sempre na sua, de maneira pensativa e distante. Quem vê Soraya de longe, nunca imaginaria que aquela bela e calma garota, pudesse causar tantos problemas ou ser mesmo tão "insana". Ela é sempre vista com um lápis grafite e seu caderno de desenhos, dando vida a desenhos preto e branco, sem mais cores; Para muitos, desenhos sem mais cores seriam sem graça e mortos, mais para Soraya, preto e branco são as cores do universo, e cada pessoa enxerga o que quer enxergar, por isso vêem tantas outras cores.
Soraya é muito quieta e pouco falante, mais sabe de tudo, vê tudo. Ela é muito curiosa, e onde ocorre qualquer coisa interessante, ela está lá; de maneira discreta, como um fantasma, quase imperceptível. Se tem alguém que sabe de tudo, que vê tudo que ocorre na Munlock House, é ela. A única dificuldade é conseguir arrancar a informação dela.
Soraya é do tipo que prefere ver e ouvir do que falar. Ela nunca foi muito boa com palavras, já que toda vez que se sente confiante a falar bastante, sua síndrome ataca e ela sente como se parasse em outra dimensão onde ninguém a vê ou ouve, onde ela é somente um fantasma; E na realidade, seu corpo parece uma boneca, sem sentidos ou sentimentos. Ela costuma se expressar mas por desenhos, já que poucas vezes ou com poucas pessoas, se sente confiante o bastante para falar. Seus desenhos dizem muito sobre ela, então se você quer entendê-la, comece estudando seus desenhos.
Soraya é uma garota muito medrosa e frágil, não confia nas pessoas ao seu redor pois sempre pensa que elas farão o pior contra ela. Soraya não gosta de interagir com as pessoas e sempre que tentam falar com ela, na melhor das hipóteses são ignorados, já que ela sempre prefere fugir e se esconder. Ela é de longe, uma das pacientes que mais dá trabalho para comer e tomar os remédios, já que também tem medo dos médicos e enfermeiros; para ela, eles são fantasmas malignos que querem feri-la, por isso é comum vê-la correndo e se escondendo dos cuidadores da Munlock House.

✘ História ✘

➸ Soraya sempre foi muito distraída e desligada, sempre parecia estar em outras dimensões, mais como tinha apenas 5 anos, foi diagnosticada com deficit de atenção; que não era nada sério e precisava somente de acompanhamento psicológico por algum tempo. A mãe de Soraya sofria de piromania e não podia ficar sozinha ou perto de fogo. Quando Soraya tinha 7 anos, seu pai vinha do trabalho e a buscará no colégio, como de costume. A enfermeira de Olívia (Mãe de Soraya) deveria ter chegado as 8 da manhã para cuidar de Olívia e de Edward, irmão mas novo de Soraya que tinha apenas 2 anos. Nesse dia em questão, a enfermeira se atrasou meia hora. Esses 30 minutos foram o suficiente para gerar todo um caos na vida da família Hill.
Olívia, em uma crise piromaníaca, pegou um pedaço de madeira flamejante da lareira e ateou fogo no quarto de Edward, em seguida pegou o garoto e se sentou no meio do quarto, vendo as chamas se espalharem rapidamente. Quando a enfermeira chegou, a casa já havia sido dominada pelas chamas, e desesperada chamou os bombeiros que levaram quase 3 horas para apagar o fogo por completo. A essa altura, Henry e Soraya já estavam na frente da casa, esperando que removessem os corpos. Quando Soraya viu os corpos horrivelmente queimados da mãe e do irmão, entrou em estado de pânico, desenvolvendo ali, seu primeiro distúrbio.
Depois desse acontecimento, Soraya foi diagnosticada com síndrome de pânico e estresse pós-traumático, tendo que frequentar psicólogos. Com 9 anos, Soraya ficou órfã de vez: Perdeu o pai em um acidente de carro. Depois de perder a esposa e o filho mas novo, Henry acabou se rendendo ao álcool, e em uma noite que chovia horrorosamente, ele dirigia totalmente alcoolizado e acabou por perder o controle do carro e cair em um barranco. O carro explodiu, e mais uma vez, Soraya perdia a família para as chamas. Depois de perder o pai, também queimado, os ataques de pânico de Soraya pioraram bastante e nenhum psicólogo conseguia mas entender ou controlar a garota.
Sua tia, May, que ficará com a guarda da menina, decidiu tomar medidas mas drásticas em relação a Soraya, pois a mesma estava deixando os filhos de May traumatizados com seus gritos e ataques histéricos. Vendo que psicólogos infantis não adiantavam mas para Soraya, May a levou a o melhor psiquiatra de Londres, que não demorou a descobrir o que Soraya tinha. O que muitos disseram ser estresse pós-traumático na verdade era esquizofrenia e o deficit de atenção que Soraya fora diagnosticada com 5 anos, nunca existiu, a menina tinha mesmo era síndrome de despersonalização - desrealização. Por indicação do psiquiatra, May internou Soraya com apenas 10 anos, na Munlock House para que recebesse tratamento adequado e não traumatizasse mas seus filhos.
Por ter entrado na Munlock House, ainda criança, Soraya recebia um tratamento todo especial. Quando tinha 15 anos, a enfermeira que tratava de Soraya se aposentou, e no lugar dela, entrou um enfermeiro novo, Raul Riviere. Riviere, era um sujeito muito estranho e desconfiado, que era completamente obcecado pela pequena e ingênua Soraya, que apesar de 15 anos, tinha corpo de no máximo 13. Raul, todavia que possível, abusava sexualmente de Soraya, em seguida a sedava e a trancava no quarto, afirmando que ela estava agitada demais. Os abusos duraram mas 2 anos, até que em um descuido de Raul que esquecerá de trancar a porta, uma faxineira entrou no quarto presenciando a cena e denunciando para o diretor da Munlock House, que levou Raul até a polícia, e ele foi preso por pedofilia e estupro.Depois que Raul foi preso, Soraya não consegue mas confiar nas pessoas e tem medo de tudo e todos.

✘ Motivo de ter ido para a Munlock House ✘

➸ Soraya sofre de Esquizofrenia, Síndrome de pânico e Síndrome de despersonalização-desrealização.
A esquizofrenia misturada a síndrome de despersonalização-desrealização, faz com que Soraya ache que fantasmas e monstros, que na verdade são só a imagem das pessoas que ela já viu queimadas, a perseguem. Ela não consegue mas distinguir a realidade das alucinações, e acha que todos a sua volta são fantasmas e "monstros" que querem fazer mal a ela.
Sua síndrome de pânico ataca mais quando ela está agitada e jura estar sendo perseguida pelos fantasmas queimados da sua família. Ela também tem bastante pesadelos com a morte da sua família e com os abusos que sofria de Raul, por isso é muito comum vê-la em estado de choque, chorando desesperada ou gritando.

✘ Gostos/Desgostos ✘

➸ Gosta: Soraya gosta de poucas coisas, é uma garota bem fácil e ao mesmo tempo difícil de se agradar. Como isso é possível? Simples, ela não gosta de quase nada, mas o que gosta é sempre fácil de conseguir. Ela gosta de ficar ao ar livre, sentada em baixo de uma arvore, desenhado. Ela ama desenhar, mas não precisa de muitos lápis de cor pra isso, somente um simples lápis grafite e um caderno de desenhos. Ela gosta de ouvir música, um rock antigo, como Pink Floyd, The Beatles, Queen, Kansas e Bob Dylan. Ela também gosta de morangos e cerejas, além do sabor, ela também adora o cheiro dessas frutas. Ela adora frio e chuva, por ter morado muito tempo em Londres, se acostumou com o frio e a chuva que são muito costumeiros lá. Chicletes de menta e pirulitos, ela adora, e se você quer ser amigo dela, é uma boa maneira de conquistar sua confiança.

➸ Desgosta: Ela detesta peixes e ovos, tudo que tiver a ver com isso, é quase impossível fazer com que ela coma. Ela também não gosta de sopas, ou qualquer comida que pareça uma papa nojenta. Ela não é muito fã de calor e nem de banhos de sol, por isso sua pele é tão clara, já que ela os evita. Ela morre de medo de insetos, principalmente baratas e besouros. Ela tem pavor de palhaços, os acha assustadores e surreais. Ela não gosta muito de fazer contato com as pessoas, principalmente com homens, por ter medo que eles lhe façam mal como Raul fez. Ela detesta agulhas, já que vive sendo espetada por conta de alguns medicamentos. Ela detesta cheiro de fumaça, por conta da incêndio que teve em sua casa. Ela também odeia bebidas e qualquer mísero cheiro de álcool, já que depois da morte da sua mãe e irmão, sua casa era impregnada pelo cheiro de álcool e repleta de garrafas de bebida que seu pai consumia todas as noites.

✘ Medos/Fobias ✘

➸ Pirofobia - Fobia de fogo. Se quer vê-la ter uma ataque histérico, acenda uma mísera chama de fogo perto dela, ela fica completamente em pânico e chorará por horas.
➸ Ela também tem medo de sofre mais abusos sexuais, e pra ela, qualquer um pode ser capaz disso. Então, ela meio que tem medo das pessoas.

✘ Vício(s) ✘

➸ Ela é viciada em doces, como pirulitos e chiletes. Se quer começar uma conversa civilizada com ela, comece lhe dando doces.

✘ Relação com familiares ✘

➸ Sua tia May, é do tipo de senhora da alta sociedade que só se importa com o próximo evento de gala que frequentará, por isso, depois de mandar Soraya para a Munlock House, não costumou fazer muitas visitas a ela, já que segundo May, Soraya era uma vergonha para o sobrenome Hill. Soraya não gosta dela, a acha nojenta e malvada, por isso, sempre finge estar dormindo quando May marca alguma visita a ela. Tem também seus primos, Marlee e Dennys, filhos de May. Eles gostam de Soraya e sempre que possível visitam a garota, levando presentes como doces e materiais de desenho. Soraya os adora e sempre fica feliz em saber que eles vem ver ela. Marlee e Dennys, são as pessoas que mas visitam Soraya, já que May quando decide ver a sobrinha, é uma vez no ano.

✘ Par (escolham entre si) ✘

➸ Disponível.

✘ Relação com o par ✘

➸ Uma das características da síndrome de despersonalização é a perda de sentimentos, como amor ou ódio. O único "sentimento" que restou em Soraya foi o medo de tudo e todos. Então no começo, será uma relação bem difícil, já que a primeiro momento ela irá fugir e ter medo dele. Ele terá que ter muita paciência com Soraya, e ensina-la a ter qualquer tipo de sentimentos, além de medo. Terá que provar que merece sua confiança e que nunca faria nada de ruim contra ela. Quando ela começasse a gostar dele, ela se tornará a pessoa mas fofa e carinhosa do mundo, sempre perguntando se ele está bem, abraçando e fazendo carinhos nele e até mesmo fazendo caricaturas dele em seu caderno de desenho.

✘ Música(s) tema(s) ✘

➸ My Immortal - Evanescence.

➸ Born To Die - Lana Del Rey.

➸ Faint - Linkin Park

✘ Algo a mais? ✘

➸ Não...


Escutando: Várias do Pink Floyd <3

Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...