~aguycalledwasd

aguycalledwasd
Bitch, I'm a Time Lady
Nome: .:menina wasd:.
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Indisponivel
Aniversário: 1 de Agosto
Idade: 6
Cadastro:

.olympians¹.


Postado

I fall asleep in my own tears
I cry for the world
For everyone

Warrior, AURORA


Básico


Nome completo:

Aurora Louise Thompson ↡

Aurora significa aquela que brilha como ouro.
Louise significa combatente gloriosa, guerreira famosa.

Apelidos

Rory — como as pessoas costumam chamá-la. ↡
Leãozinho — como as pessoas a chamam quando querem irritá-la ou brincar com ela, fazendo referência aos seus cabelos. ↡
Aury — como seus irmãos mortais lhe chamam. ↡
Thompson — seu sobrenome, usado por pessoas que desejam mostrar-se mais formais. ↡

Idade:

18 anos ↡

Data de nascimento:

31 de julho de 1998

Opção sexual:

Heterossexual ↡

Signo zodíaco:

Leão ↡

Tipo sanguíneo:

AB+ ↡

Cidade natal:

Burwell, Nebraska, Estados Unidos ↡


• • •


Aparência — Carrie Fletcher


Descrição:

Aurora é uma bagunça em forma de gente.
Seus cabelos são longos, extremamente encaracolados e armados. Seus cabelos são loiros, sendo mais escuros na raiz e clareando conforme descem pelas suas costas. Seus cabelos lembram uma juba, e exatamente por isso é frequentemente chamada de "Leãozinho". Costuma levar o apelido na brincadeira, mas às vezes ele a irrita.
Seus olhos são castanhos, bem escuros. Porém, dependendo da luz, parecem ser do castanho mais claro existente. Seus olhos são grandes e bonitos, e parecem sempre felizes.
Seus lábios são rosados e carnudos (apesar de sempre machucados, por conta de sua péssima mania de mordê-los), e seu sorriso pode ser considerado muito bonito. Seus dentes são brancos e alinhados.
Rory é uma pessoa levemente cheinha, mas está longe de ser gorda. É razoavelmente baixa, com 1,65m de altura. Como seus irmãos são todos gigantes (Jack com 1,80m, Connor com 1,91m e Finn com 1,88m), costumam tirar sarro dela por ser a mais baixa da família.
Tem uma cicatriz que vai de seu quadril direito até seu umbigo, causada em uma de suas missões. Quase morreu nessa missão em específico, sobrevivendo por sorte.
É dona de uma beleza incomum, diferente.
Aurora não é o tipo de menina que chama atenção por onde passa, pelo menos não por causa de sua aparência. ↡

Fotos:





Gifs:








Vídeos:
Vídeo 1
Vídeo 2
Vídeo 3
Vídeo 4


• • •


Vida pessoal


Personalidade:

Aurora é uma pessoa incrivelmente dramática. Exagera em relação a tudo, e adora atenção. Costuma assumir papéis de liderança, sendo uma pessoa mandona e controladora. Pragmática e perfeccionista, gosta que as coisas sejam feitas da maneira dela. Também é bastante briguenta e irritadiça, sempre arrumando confusão por tudo. Além disso, é teimosa e orgulhosa até o último fio de cabelo.
Por outro lado, porém, Rory é divertida, leal e carinhosa, sempre querendo alegrar seus amigos e os afogando em seus cabelos encaracolados com seus abraços. É superprotetora e extremamente neurótica, sempre colocando sobre seus ombros toda a culpa do mundo, mesmo que ela não tenha nada a ver com a história. Em sua cabeça, é seu trabalho cuidar e proteger todas as pessoas que ela ama, e o fará sem hesitar.
É uma líder notável, sempre querendo ficar no controle de tudo. Apesar de ser bastante controladora e mandona, dando ordens alheias por aí, sempre ouve e respeita a opinião de todos, mesmo quando discorda dela. Pode parecer bastante incompreensiva, mas, na realidade, compreensão do sentimento alheio é uma de suas qualidades, mesmo que não seja uma que destaca-se. É esforçada e gentil, sempre fazendo tudo do melhor jeito que pode e ajudando todos que ela pode ajudar.
Rory é uma pessoa extrema, do tipo que ama ou odeia. Quando algo ou alguém não consegue fazer com que ela sinta uma dessa coisas, é completamente ignorado por ela. Mesmo assim, ela trata com gentileza e educação todas as coisas que ela não ama nem odeia.
Aurora é o tipo de pessoa que sabe passar despercebida sem dificuldade, o que é extremamente conveniente quando ela precisa roubar algo ou escutar alguma conversa sem ser notada. Da mesma maneira, sabe chamar a atenção de todos com alguns segundos. É inteligente e animada, sem parar quieta nem por um segundo.
Porém, retomando o fato de que ela é dramática demais, sempre que ela está triste (algo não muito comum, já que ela parece estar sempre feliz), ela faz o maior drama sobre o motivo de ela estar triste, exagerando demais, com direito a choro, negar-se a sair de debaixo de seus cobertores e todo o resto.
Rory é o tipo de pessoa que, se achar necessário, tomará medidas e decisões drásticas. É imprevisível e impulsiva, sempre seguindo seu coração. Costuma cuidar de tudo e todos, colocando-se na posição de "mãe" do grupo. Sempre se sente responsável pelos outros e se apega às pessoas muito facilmente. É difícil para ela pensar que alguém que ela ama poderia traí-la ou enganá-la.
É uma menina cativante, do tipo que desperta o amor e o carinho em todos que a conhecem um pouco melhor. E, ainda por cima, segue o ditado "És eternamente responsável por aquilo que cativas." à risca.
É bastante rancorosa, tendo quase tanta dificuldade para aceitar desculpas quanto para pedí-las. Nos dois casos, ela só o fará se a pessoa for extremamente importante e amada por ela. É igualmente vingativa, sempre achando que as pessoas devem pagar na mesma moeda.
Apesar de parecer confiante, Aurora é extremamente insegura, principalmente em relação à sua aparência. Acha-se bonita, mas ao mesmo tempo acha-se horrível. Porém, faz de tudo para fingir que tem confiança e autoestima de sobra.
Também é insegura em relação ao seu modo de ser. Tem medo de decepcionar os outros e de acabar cansando as pessoas. Tem medo de não superar as expectativas e de fracassar. Tem medo de tornar-se inumana.
Aurora é o tipo de pessoa que nunca julga por aparências, mas sabe deduzir várias coisas a partir delas.
Rory costuma ser bastante sarcástica e irônica, além de ter sempre uma piada sobre qualquer situação na língua, e costuma sempre dizê-las para descontrair. É levemente infantil, do tipo que mostra a língua quando alguém a provoca e fica de cara feia se não lhe dão o que quer. É sempre sorridente e brincalhona, além de ser daquelas que pega intimidade muito rápido, o que às vezes pode incomodar os outros, mas ela nunca se importou muito. É bastante simpática, sempre tratando os novatos do Acampamento extremamente bem. Porém, caso alguém ouse abrir a boca para ser grosso com ela, essa pessoa receberá uma patada atrás da outra. Aliás, Rory é bem dessas que dá patadas alheias em pessoas das quais ela não gosta, mesmo.
Aurora é uma pessoa extremamente cruel quando ela quer. Tem um jeito incrível com palavras, tanto para dizer coisas gentis quanto para destruir uma pessoa por dentro.
É inteligente e tem ótimas habilidades dedutivas. É forte e nunca foge de uma batalha. Aliás, adora arrumar brigas e conseguir atenção. Às vezes pode parecer bastante carente, sempre querendo que as pessoas lhe elogiem e prestem atenção nela. É ciumenta e possessiva, mas odeia que sejam ciumentos e/ou possessivos para com ela. Sabe deixar as pessoas felizes e colocá-las para cima, mas, sempre que está triste por algo sério, costuma isolar-se e dizer para todos que está bem. Adora pegadinhas e vive fazendo-as, junto de alguns de seus irmãos do Acampamento Meio-Sangue. Vive roubando livros de filhos de Atena, colocando tinta no shampoo de filhos de Afrodite, trocando os CDs dos filhos de Apolo, entre outros. E, de verdade? Adora isso tudo, e não sente nenhum remorso, sempre divertindo-se. Nunca apaixonou-se, e, enquanto isso não acontece, trata de cuidar de coisas mais importantes que o amor. Já teve várias pequenas discussões com uma de suas amigas filhas de Afrodite por dizer que o amor não é a coisa mais importante do mundo, mas, sinceramente? Ela não está nem aí para o amor, e provavelmente vai continuar assim até que encontre alguém que faça sua visão sobre isso mudar. É bastante séria em batalha, e sempre dá tudo de si na hora de guerrear, e suas missões invariavelmente obtêm sucesso, com poucas exceções. Tem medo de falhar, e se esforça o máximo para que isso nunca aconteça. É direta em demasia, sempre sendo sincera demais e por vezes esquecendo-se de considerar os sentimentos dos outros. Competitiva, odeia perder e sempre irrita-se quando isso acontece, seja na Caça a Bandeira, em jogos de tabuleiro ou em combates de treino.
É uma boa pessoa, afinal. É uma confusão, mas é uma boa pessoa. ↡

Qualidades & Defeitos:

Qualidades

Corajosa, nunca tendo medo de fazer o que acha necessário. Tem grandes habilidades de liderança, sendo uma comandante incrível. Gentil, tratando todos (menos as pessoas que ela não gosta) sempre muito bem. Inteligente, sempre sabendo o que fazer. Criativa, cheia de ideias. Divertida e animada, sempre contagiando a todos. Leal, nunca traindo quem ama, pelo menos nunca inteiramente. Otimista, sempre esperando que as coisas melhorem. Esforçada e trabalhadora, sempre dando tudo de si nas coisas que compromete-se a fazer. Astuta, nunca deixando-se enganar e sendo sempre bastante esperta em relação a mentiras e a mentirosos. Carinhosa, sempre cuidando de quem ama. ↡

Defeitos

Controladora e mandona, sempre querendo dar ordens para todo mundo. Insegura, sempre duvidando de si mesma. Dramática, sempre exagerando em relação a tudo. Perfeccionista, sempre dando mais valor a detalhes ruins do que ao todo. Preocupada demais, sempre responsabilizando-se por tudo. Impulsiva, sempre fazendo o que lhe parece certo no momento, sem pensar nas consequências futuras. Extrema, tomando decisões drásticas e sendo sempre oito ou oitenta. Briguenta, sempre arrumando briga com certos campistas. Carente, sempre querendo atenção e elogios por seus feitos. Pragmática, sempre querendo fazer tudo do jeito dela. Orgulhosa, sempre negando estar errada e odiando pedir perdão. Competitiva, odiando perder e agindo como uma verdadeira criança quando o faz.↡

História:

Aurora não teve lá uma vida muito emocionante, afinal, tirando algumas ocorrências por conta de furtos na delegacia e um histórico razoável de suspensões escolares.
Nascida em uma cidade consideravelmente pequena no estado de Nebraska, nos Estados Unidos, foi colocada em um orfanato quando ainda tinha algumas semanas de vida. Não lembra-se de nada em relação à sua mãe biológica e, sinceramente, não tem vontade de conhecê-la. Guarda certo rancor da mulher, que não a criara por não ter condições na época, e também porque não queria uma criança no momento. Também guarda rancor de seu pai, mesmo sabendo que ele nunca poderia ter a criado, afinal. Não consegue lidar com o fato de que eles nunca se importaram o suficiente para ficarem com ela, para cuidarem dela. Não acha que algum dia os perdoará.
Viveu nesse pequeno orfanato em Burwell por cinco anos. Nunca se deu muito bem com os outros órfãos, principalmente pelo fato de que todos pareciam gostar de agir cruelmente para com ela. Costumavam tirar sarro de seu TDAH (Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade), que foi identificado quando ela era ainda muito nova. Odiava o orfanato e todos os outros órfãos e, todas as noites, pedia aos céus que alguém a adotasse.
Alguns dias depois de seu aniversário de cinco anos, seu pedido foi atendido.
Aurora (que na época era chamada apenas de Aurora, sem nenhum sobrenome ou segundo nome ou coisa do tipo), foi adotada por Mary Ann Thompson, uma mulher no auge de seus quarenta e três anos. Aurora foi batizada novamente (ganhando o nome "Louise" e o sobrenome de sua nova mãe) e foi, junto de Mary, para o que se tornaria seu lar.
Mary Ann é assexual, porém sempre quis ter filhos. Tendo este sonho em mente, adotou um garoto de alguns meses de vida quando tinha trinta e um anos, e chamou-o de Jack Frayn Thompson. Alguns anos depois, quando Jack já tinha nove anos, adotou outro garoto, o pequeno Connor Thomas Thompson, de três anos. Três anos depois de adotar Connor, resolveu adotar sua primeira menina, e então Rory entrou para a família. Um ano depois mais um garoto seria adotado, o mais novo dois quatro, Finn Clark Thompson.
Aurora considera-se, até hoje, uma pessoa extremamente sortuda, pois recebeu a melhor família que poderia ter.
Mary foi-lhes uma ótima mãe, mesmo cuidando dos quatro sozinha. Quando estava trabalhando, Mary geralmente deixava os quatro na casa de seus "avós", que os tratavam extremamente bem. Aurora era extremamente próxima de seus três irmãos e os amava com todo seu coração, mesmo que eles não fossem seus irmãos de verdade.
Em seu primeiro ano no fundamental, Rory descobriu ter, além de TDAH, dislexia. Claro que, assim que alguns de seus colegas descobriram sobre esse fato, começaram a tirar sarro e rir dela, o que a chateava demais. Connor, porém, que é apenas um ano mais velho que Aurora e não demorou muito para saber sobre o bullying que sua irmã sofria, acabou arrumando brigas no colégio e sendo expulso, após socar um dos colegas de Rory no nariz. Os Thompson, por fim, resolveram mudar-se para Middletown, no estado de Connecticut, e recomeçar.
Em Middletown, ninguém sabia sobre os problemas de Rory e ninguém nunca a incomodou. Inclusive, chegou a fazer alguns amigos, mas sempre acabava perdendo contato com eles, por conta do fato de que tinha de mudar de escola constantemente.
Conforme crescia, Aurora teve vários problemas envolvendo furtos e brigas. Mary chegou a levá-la num psiquiatra, que afirmou que a garota era uma cleptomaníaca. Mesmo com todos os remédios que tinha de tomar, Rory continuou roubando coisas e tendo problemas por conta disso. Sobre as brigas, geralmente as arrumava por conta do bullying que Finn sofria no colégio. Assim como Connor a protegia, ela protegia a Finn.
Aurora sempre foi extremamente próxima de seus irmãos, principalmente de Connor e de Finn. Também era próxima de Jack, mas Jack era sete anos mais velho que ela e, enquanto ela completava seus onze anos, já em sua quinta ou sexta escola só em Middletown, o garoto preparava-se para ingressar em uma faculdade de Direito. O caso era que, enquanto ela respeitava e admirava Jack, Connor e Finn eram seus melhores amigos, e, por isso, sentia-se mais confortável perto deles.

Quando completou doze anos, foi atacada por uma quimera repentinamente enquanto caminhava até o correio por uma ruazinha deserta, querendo enviar uma carta para Jack, que estava morando nos alojamentos da faculdade. Mesmo que pudesse contatá-lo de outros modos, sempre gostara de escrever cartas, mesmo que tivesse dificuldade ao fazê-lo, por conta de sua dislexia. Foi salva por Deidre, que na época era ainda apenas uma campista filha de Ares. Foi levada para o Acampamento Meio-Sangue e reclamada no mesmo dia, na fogueira. Demorou-lhe algum tempo para que acreditasse em toda a informação que lhe davam, mas, quando convenceu-se, ficou extremamente feliz. Agora, sabia que seu pai não cuidara dela apenas porque não podia e, apesar de sentir um rancor enorme dele por isso, gosta de acreditar que ele enviou Mary Ann para ela. Gosta de pensar que ele, afinal, resolveu cuidar, sim, dela, mesmo que indiretamente.
Depois de algumas semanas, voltou para sua casa em Connecticut. Descobriu que, na realidade, sua família não deu falta dela, pois a Névoa enganou-os enquanto estava fora. Quíron, junto de alguma ajuda do Acampamento, conseguiu forjar uma carta para um internato extremamente prestigiado em Long Island, New York, para o qual Aurora teria teoricamente conseguido uma vaga por conta de uma pontuação impressionante em uma prova não-existente. Seus familiares acreditaram e, desde então, passa todo o período letivo no Acampamento Meio-Sangue, voltando para casa nos verões e no Natal.
Sente-se extremamente culpada por não ter contado aos seus familiares toda a história de semideusa e de Acampamento, mas não quer colocá-los no meio disso. Para Rory, eles são as únicas pessoas que ela sempre irá amar, e morre de medo de perdê-los. Por isso, prefere que eles não saibam de nada.
Destacou-se no Acampamento por sua ótima habilidade com espadas e adagas, além de sempre estar na equipe vencedora da Caça a Bandeira, sendo uma jogadora incrível e, quase sempre, a líder do time. Como sempre foi uma pessoa que gosta bastante de atenção, conhece pelo menos 98% do Acampamento, e a maior parte dessas pessoas conheceu em seu chalé, mesmo.
Tornou-se bastante próxima de alguns de seus irmãos divinos, e também de semideuses que passavam o tempo sem ser reclamados no Chalé de Hermes, mas, na realidade, as únicas pessoas que considera seus familiares são seus familiares mortais. Mesmo assim, fez boas amizades no Acampamento Meio-Sangue que com certeza sempre levará em seu coração.
Aos dezesseis anos, tornou-se conselheira-chefe do Chalé de Hermes, sendo uma conselheira bastante exemplar, sempre comparecendo às reuniões e fazendo tudo que precisava fazer. Agora, com dezoito anos, ainda é a conselheira-chefe do Chalé de Hermes e é bastante conhecida no Acampamento por várias missões que realizou. Rory adora sair em missões e se oferece para todas as que aparecem, e por isso mesmo já participou de milhares. Tem várias amigos no Acampamento e considera o local uma segunda casa. ↡

Gostos & Desgostos:

Gostos

Aurora gosta de chá, principalmente do verde, e com açúcar. É sua bebida favorita. Gosta de dormir porque dormir é muito bom, né. Comer idem. Gosta bastante de cantar, pois acha que o faz até-que-bem (ver vídeo 3 em "Aparência"). Costuma pedir para que Jack, a única outra pessoa da família com alguma vocação musical na família, aprenda a tocar as músicas que ela gosta e para que toque para ela o tempo inteiro (ver vídeo 4 em "Aparência"). Adora ler, pois gosta de aprender coisas novas a partir de histórias fictícias. Gosta de estar com sua família mortal porque eles a fazem sentir-se em casa, e não apenas no sentido de lugar. Gosta de ser chamada de "Aury" por seus irmãos, porque é um apelido que apenas eles usam com ela, fazendo-o especial. Gosta de observar o sol se pôr, pois adora ver todas as cores diferentes no céu. Gosta de liderar porque isso faz com que ela sinta-se segura. Gosta de mandar nos outros porque sente-se importante. Gosta de ouvir música porque, ao fazê-lo, consegue desligar-se do mundo. Gosta de pessoas que lhe fazem sorrir porque, se dependesse dela fazer-se feliz, provavelmente viveria triste. Gosta de ganhar porque isso faz com que ela sinta-se suficiente, um sentimento bastante incomum pra ela. Gosta de conhecer pessoas novas porque gosta de conhecer novas visões de mundo. Gosta de ser uma semideusa porque isso faz com que ela sinta-se forte. ↡

Desgostos

Aurora odeia café pois acha o gosto amargo. Não gosta de desenhar nem de dançar porque é péssima em ambas as atividades. Odeia acordar cedo porque acordar cedo é horrível. Não gosta de cantar em público porque não quer ter alguém dizendo-lhe que não o faz bem, sendo essa uma das únicas coisas que acha que faz bem, mas sonha em um dia ter coragem suficiente para cantar para alguém que não seja um de seus irmãos ou sua mãe. Não gosta de ser diminuída pois já faz isso o suficiente consigo mesma. Não gosta de sentir-se responsável pelos outros porque sabe que isso a faz sofrer, mas isso não a faz sentir-se menos responsável pelos outros. Não gosta de si mesma porque acha-se péssima, tanto como pessoa quanto em relação a sua aparência. Não gosta de que os outros saibam sobre seus problemas porque não quer atrapalhar a vida dos outros com a sua própria. Não gosta de chorar em público porque sente-se fraca. Não gosta de ser uma semideusa porque, sinceramente, preferiria ser uma pessoa normal. Não gosta de ser ajudada porque acha que isso significa que as pessoas não a consideram capaz. Não gosta de ver quem ela ama sofrer, e sempre fará de tudo para que isso não aconteça. ↡

Hobbies, Hábitos & Manias:

Hobbies

Cantar; treinar suas habilidades de luta, tanto corpo a corpo quanto com armas; ler; ouvir música; jogar jogos de tabuleiro; pregar pegadinhas nos outros campistas; roubar coisas (às vezes ela sente vontade, poxa). ↡

Hábitos

Fazer uma bagunça no chalé e depois reclamar que ele está todo bagunçando; dar ordens e tarefas para qualquer campista alheio que pareça não ter o que fazer; trapacear em jogos de tabuleiro; comprar mais livros do que dá conta de ler; ficar de cara feia quando perde algum tipo de competição; perder coisas (se bem que ela suspeita que, na verdade, seus irmãos do Chalé de Hermes que roubam suas coisas, mas tudo bem); anotar as coisas chatas que ela precisa fazer em seus braços, porque das chatas ela sempre esquece e precisa olhar em seus braços para lembrar; comprar pelo menos uma daquelas bolinhas de máquina em toda máquina de bolinhas que ela vê; começar a fazer alguma coisa, lembrar que tem de fazer outra, sair fazer a outra coisa e esquecer completamente da primeira; rir em momento inoportunos; dizer para todo mundo que tudo vai dar certo e ser o mais otimista possível quando, no fundo, sabe que nada vai dar certo; comprar várias garrafinhas de água e distribuí-las para as pessoas do seu chalé e, quando alguém nega a tal garrafa, fazer o maior discurso dizendo que ficar hidratado é importante. ↡

Manias

Falar sozinha; morder o lábio inferior; arrancar as peles soltas dos machucados que aparecem em seus lábios por mordê-los; bagunçar o próprio cabelo (ainda mais); cantar baixinho enquanto escreve, toma anotações ou realiza suas tarefas; contar piadas muito ruins e rir sozinha; cheirar livros. ↡

Medos, Fobias & Traumas:

Medos

Tem medo de mariposas, e de formigas. Tem medo de falhar. Tem medo de ficar sozinha, e tem medo de perder. Tem medo de decepcionar, e tem medo de não ultrapassar as expectativas dos outros. Tem medo de não ser boa o suficiente, tem medo de nunca encontrar ninguém. Tem medo de que sua família mortal nunca mais fale com ela ao descobrir quem realmente é seu pai biológico, ou que não acreditem nela. Tem medo de perder quem ela ama. Tem medo de ser abandonada, e de que as pessoas cansem-se, de que as pessoas desistam dela.
Tem medo de nunca conseguir sentir-se segura sobre si mesma. Tem medo de levar as pessoas que lidera à derrota em uma batalha. ↡

Fobias

Afogamento e Asfixia ↡

Traumas

Nenhum, acho ↡

Algum vício?

Não ↡

Favoritos & Odiados:

Favoritos

Cor: Vermelho, azul, preto e verde.
Livro: Harry Potter, 1984, Jogos Vorazes e O Lado Mais Sombrio.
Filme: O Fantasma da Ópera (sendo este seu filme favorito de todos. Costuma assistí-lo com Mary Ann e Connor, e os três sempre acabam abraçados no sofá, chorando. Quando Rory ainda não ia para o Acampamento, assistiam à esse filme pelo menos uma vez por mês. O assistem semanalmente quando Rory está em casa), O Sexto Sentido, Forrest Gump (o assistiu com sua família mortal. Ela, Mary e Connor ficaram chorando sem parar enquanto Jack e Finn os olhavam estranho) e filmes de super-heróis no geral.
Série: Doctor Who, Stranger Things e Sherlock.
Cantor(a): Ed Sheeran, AURORA e Halsey.
Banda: Kodaline, Imagine Dragons e Twenty One Pilots.
Ator/atriz: David Tennant, Jenna Colleman, Charlie Heaton e Matt Smith.
Animal: Leões e gatos. ↡

Odiados

Cor: Amarelo e marrom.
Livro: Nenhum, na realidade.
Filme: Dumb and Dumber.
Série: Once Upon A Time e Pretty Little Liars.
Cantor(a): Nenhum(a).
Banda: Nenhuma.
Ator/atriz: Nenhum(a).
Animal: Insetos no geral. ↡

Família:


[Photoplayer: Sofia Vergara]

Mary Ann Thompson — 56 anos — Mãe Adotiva — Psiquiatra ↡


[Photoplayer: Tom Fletcher]

Jack Frayn Thompson — 25 anos — Irmão Adotivo — Advogado ↡


[Photoplayer: Dan Howell]

Connor Thomas Thompson — 19 anos — Irmão Adotivo — Estudante de Jornalismo ↡


[Photoplayer: Phil Lester]

Finn Clark Thompson — 16 anos — Irmão Adotivo — Estudante do Ensino Médio ↡

Par?

Sim ↡

Relação com:

— Família


Mary Ann

Aurora e Mary tem uma ótima relação, sinceramente. Estão sempre rindo e brincando uma com a outra, além de adorarem provocar-se. Mesmo tendo uma relação mais divertida e amigável, costumam ter conversas sérias e profundas. E, afinal, Mary Ann é uma mãe extremamente rígida, e talvez seja por isso mesmo que Rory seja tão esforçada.
Aurora admira sua mãe com todo o coração. Sente-se sortuda por ter uma mãe como ela, assim como Mary sente-se sortuda por ter escolhido uma pessoa tão boa para ser sua filha. E Aurora admira-a tanto, tanto.
Quando pequena, gostava de sentar ao lado de sua mãe no escritório e observá-la fazer seus relatórios. Aurora, no fundo, sempre quis ser uma mãe como ela, se algum dia tivesse a chance de ser mãe: divertida, presente, compreensiva e inteligente. ↡


Jack

Rory e Jack, apesar de amarem-se, não são lá muito próximos. Acontece que Jack é sete anos mais velho que ela, por isso nunca tiveram como desenvolver uma relação muito profunda. Jack saiu de casa para morar nos dormitórios da faculdade quando Aurora tinha doze anos, e, antes disso, eles não tinham lá muito em comum, devido a diferença de idade. Claro, adoram-se e confiam completamente um no outro, além de saberem que podem contar um com o outro para tudo, só não são muito próximos.
Jack ama-a com todo seu coração, claro, ela é sua única irmãzinha! Ela é sua pequena "pirralha Aury" (sendo Connor o "pirralho Connor" e Finn o "pirralho Finny". Na realidade, Jack sempre adorou tirar sarro de seus irmãos por serem mais novos), e ele faria de tudo por ela, até mesmo adiantar seu casamento para que ela possa ir sem perder nada em seu "internato" e escolhê-la como madrinha (o que irritou um pouco Connor e Finn, que não foram padrinhos).
Aurora o admira por ser trabalhador e gentil, e Jack a admira por ser corajosa e divertida. Não encontram-se muito, já que Jack mora com sua esposa, mas consideram-se demais e amam-se muito. ↡


Connor

Para Rory, Connor é muito mais do que um irmão.
Connor, ao saber que teria mais uma irmã, ficou extremamente feliz. Acontece que ele e Jack, que tem seis anos a mais que ele, não eram lá muito próximos, já que Jack era velho demais para brincar de monstro com ele. Saber que ganharia uma irmã que provavelmente teria mais ou menos a idade dele alegrou o pequeno Connor demais. A ideia de ter alguém da idade dele com quem conversar o animava imensamente. Tanto que, quando Aurora entrou pela porta da frente, segurando a mochilinha com suas roupas e olhando para os lados, curiosa, Connor (que estava esperando na frente da porta com Jack que, secretamente, também estava animado) praticamente pulou em cima dela, apertando-a em um abraço.
(Essa é, sem dúvidas, uma das memórias favoritas de Rory.)
Aurora e Connor são o exemplo perfeito de amor fraterno. Quando estão juntos, estão sempre rindo e tirando sarro um do outro (e dos outros), além de se provocarem e se desafiarem o tempo todo. As conversas entre eles são sempre enormes e estranhas, cheias de piadas internas das quais o assunto muda o tempo todo. Sentem-se sempre confortáveis perto um do outro, não vendo problema algum em conversar sobre qualquer coisa. Irritam um ao outro o máximo que podem. São extremamente leais um ao outro, e sempre protegem-se de qualquer coisa, fazendo o que for preciso para cuidar e alegrar um ao outro. Sempre estão ali para consolar um ao outro e para ajudar no que for preciso.
Porém, nem tudo são flores. Vivem brigando, pois ambos têm personalidades muitos fortes e são extremamente teimosos. As desavenças são constantes e não muito raramente passam do verbal, levando a tapas e chutes. Felizmente, sempre fazem as pazes, pois não conseguem ficar muito tempo bravos um com o outro.
Desde que Rory começou a ir para o Acampamento (ou para o internato, como sua família acha que é), as brigas entre os dois reduziram bastante, pois preferem passar o pouco tempo que tem juntos, já que não se vêm mais todos os dias, vendo televisão com Finn no sofá e conversando. Sentem uma extrema falta um do outro e tentam manter o maior contato possível. ↡


Finn

Finn é o único mais novo que Aurora entre os quatro, o que significa também que ele é o irmão que ela mais provoca.
Finn é um garoto tímido e otimista, tão sorridente e infantil quanto sua irmã mais velha. Parece bastante inocente, mas pensa várias coisas indevidas. Ao descobrir que era o quarto a ser adotado por Mary Ann, ficou com certo medo. Já eram três irmãos — será que o aceitariam bem?
A resposta, obviamente, foi sim.
No começo, Finn aproximou-se mais de Jack, acredite ou não. Acontecia que Connor e Aurora estavam sempre ocupados correndo um atrás do outro e gritando pela casa, e Finn sempre foi um garoto muito quieto. Portanto, costumava ficar com Jack, que era também não muito social como as duas outras crianças da casa. Porém, claro, isso não impediu que Aurora, Finn e Connor se tornassem muito, muito próximos.
Depois de um tempo, Finn resolveu que talvez correr atrás de Rory e Connor não faria com que eles o tirassem da brincadeira ou com que eles o mandassem sair.
E, realmente, não fez.
Aurora e Finn têm uma relação incrível, mesmo sendo completamente diferentes. Os dois têm várias conversas muito profundas e pessoais, mas também dão altas risadas juntos ao terem conversas bobas e infantis. Rory gosta de provocá-lo, mas, Finn, no geral, não se importa. Divertem-se bastante juntos e raramente brigam, já que Finn é uma pessoa bastante tranquila. Porém, quando Finn irrita-se e brigam, Rory que precisa pedir desculpas, pois Finn é, sem dúvidas, a pessoa mais orgulhosa do mundo. É difícil ver Finn Thompson bravo, mas quando isso acontece, a coisa fica bastante feia.
Rory faria de tudo para proteger seu irmãozinho de qualquer coisa (e ela já envolveu-se em brigas, junto de Connor, com pessoas que tratavam mal seu irmão), e ele, definitivamente, faria de tudo para impedi-la de sofrer. Finn sempre está ali para dar um ombro amigo quando Aurora precisa, e ela também sempre estará para ele. Fariam qualquer coisa para cuidar e proteger o outro. Desde que Aurora foi para o Acampamento, sentem muita falta um do outro e tentam conversar sempre que podem. ↡

Outros

Com seus irmãos no Acampamento Meio-Sangue, Aurora é carinhosa e divertida, sempre pronta para ajudar e para pregar pegadinhas junto deles. Têm uma boa relação. Já em relação a seu pai, Aurora não é tão boa assim. Como ainda guarda rancor dele, é irônica e grossa ao falar com ele (coisa que só aconteceu uma vez). Mas, no fundo, bem lá no fundo, não o odeia. Não o ama, também. Mas, bom, como ela poderia odiar o próprio pai?
Já em relação à sua mãe, Rory realmente a odeia. Ela poderia ter cuidado de Rory e ter a criado mas, invés disso, resolveu colocá-la em um orfanato qualquer. Porém, de certa forma, Aurora é grata a ela por ter lhe dado a oportunidade de fazer parte da família Thompson.↡

— Amigos

Com seus amigos, Aurora costuma ser sincera, divertida, brincalhona e infantil, sempre tentando fazê-los rir. Sendo quem é, dá-lhes ordens o tempo todo e isso pode gerar conflitos. Dificilmente pede desculpas, até mesmo para seus amigos, só o fazendo se eles forem extremamente importantes para ela. Costuma esperar-lhes pedir desculpas antes de fazer o mesmo ou simplesmente ignorá-los até que tudo passe e voltem a falar-se normalmente. Sendo a "mãe" que é, vive dando sermão para seus próprios amigos. Vive tirando sarro deles e é extremamente carinhosa. ↡

— Inimigos

Cruel. Com seus inimigos, Rory é simplesmente cruel. Costuma dizer-lhes coisas extremamente maldosas durante atritos, mas, no geral, procura ficar longe, sem perder uma ou outra oportunidade de provocá-los. ↡

— Quíron

Respeita-o e admira-o, sendo sempre educada e gentil ao falar com ele. Aurora considera Quíron um exemplo de líder e até inspira-se nele na hora de tomar uma decisão ou outra. ↡

— Sr. D

Aurora não gosta dele. Ponto.
Acontece que, todas as vezes que tiveram algum tipo de conversa, o mesmo foi um completo ignorante, chamando-lhe de "Pandora" e dizendo coisas sem nexo ou sentido algum. Trata-o com educação apenas por saber que não pode faltar com respeito com um deus, mas, sinceramente, tem de segurar-se para não revirar os olhos toda vez que o vê. Mas, no fundo, o admira. Nunca admitirá isso, porém. ↡

— Deidre

Aurora gosta de pensar que são boas amigas, já que foi Deidre quem ensinou-lhe a maior parte das coisas que sabe, tanto em questão de luta e combate quanto em questão de como as coisas funcionam. Aurora gosta dela e a considera uma tutora incrível, mesmo que briguem de vez em quando por conta do péssimo costume de Rory de querer mandar em todo mundo. ↡

— Ray

Aurora não tem nada contra Ray, mas também não pode-se dizer que são melhores amigas. Aurora a considera uma pessoa legal e a trata como trata a todos: sempre oferecendo-se para ajudar. Ray nunca deixou de fazer algo que Rory achava que ela devia fazer, então também nunca sentiu-se na necessidade de dar-lhe ordens. ↡

— Par

De primeira, Rory tentará afastar-se o máximo possível de seu par, sendo bastante grossa quando ele tentar aproximar-se. Não entenderá direito o que está sentindo, e se negará a admitir que possa estar apaixonada. Porém, quando finalmente admitir isso para si mesma, se aproximará dele e dirá, na cara dura, tudo o que sente. Será um processo demorado, cheio de negação e confusão por parte dela, mas, quando ela perceber o que está acontecendo, será o mais direta possível e lhe dirá o que sente. Depois disso, esperará que o mesmo tome alguma atitude, porque, afinal, ela já dera o primeiro passo. Se o mesmo não fizer algo de cara, provavelmente vai ignorá-lo completamente e fingir que nada aconteceu, além de ficar bastante chateada, mas não demonstrar. Questionará seu próprio valor ainda mais do que o faz normalmente e passará grande parte de seu tempo pensando no que tem de errado com ela. Tornará-se distraída e dispersa, além de extremamente negativa, algo incomum a ela.
Caso seu par reaja de modo positivo imediatamente, ficará extremamente feliz. Poderá ser um pouco carente de atenção demais com ele, mas, se perceber isso, começará a controlar-se. Quando estiverem juntos, Rory será carinhosa e sorridente. Não deixará de dar-lhe ordens ou de brigar com ele quando o mesmo fizer algo errado, mas estará ali para o ajudar sempre que necessário e tentará ser o melhor para ele, para que ele nem ao mesmo pense em trocá-la. Porém, vez por outra poderá ter alguns ataques de insegurança, e perguntar-se o porquê de ele ter a escolhido. Provavelmente se afastará dele nesses momentos e pode chegar até mesmo a mandá-lo procurar alguém melhor. Seu par precisará ter muita força de vontade se quiser mantê-la por perto, realmente. ↡


• • •


Características de semideus


Parente divino:

Hermes
Chalé 11

Poderes:

Nenhum, na realidade. Que poderes um filho de Hermes poderia ter, afinal? ↡

Habilidades:

Grande habilidade de liderança. É bastante habilidosa com lanças, espadas e adagas, mas especialmente com as duas últimas. É péssima com arco e flecha. Grande capacidade de dedução. Percebe mentiras facilmente, e mente extremamente bem. Sabe passar despercebida muito, muito bem. Boa em lutas corpo a corpo. É bastante ágil e rápida, tendo reflexos ótimos e desviando-se de qualquer tipo de ataque com facilidade. Ótima com pequenos (e grandes) furtos. ↡

Arma de escolha:

Espadas ou adagas, mas tem uma preferência maior por espadas. ↡

Há quanto tempo está no Acampamento:

Seis anos, sempre voltando para sua casa em Connecticut no verão e no Natal, mas às vezes fica durante o verão, quando Quíron acha necessário. Diz à sua família que vai passar o verão em um acampamento organizado pelo internato, nos poucos anos em que fica (só ficou dois anos durante o verão, e imagino que ficará novamente durante a sua fanfic, já que ela passa-se nessa época do ano). ↡


• • •


Representação


Playlist:

Runaway, AURORA

Durante seu tempo no orfanato, o modo como Aurora sentia-se pode ser mostrado música. Esperava que alguém a levasse para casa, esperava que seus pais mudassem de ideia e viessem buscá-la. Eles nunca vieram, mas Mary Ann veio e ela é eternamente grata por ter recebido uma "mãe" tão boa. ↡

All I Want, Kodaline

Como, no fundo, ela se sente em relação aos seus pais biológicos. ↡

Latch, Kodaline

Como ela se sente em relação à sua família mortal. ↡

High Hopes, Kodaline (será que eu gosto de Kodaline?)

Como ela costuma ver o mundo. ↡

Winter Bird, AURORA

Quando a bad bate. ↡

Atlantis, Seafret

Como ela sente-se sobre falhar. ↡

Wildfire, Seafret

Como ela se sentirá sobre seu par. ↡

Wings, Birdy

Como ela se sentirá sobre seu par. ↡

Hurts Like Hell, Fleurie

Quando ela se sente insegura. ↡

Without You, Oh Wonder

Como ela sentir-se-ia se perdesse sua família mortal, ou seu par, após já ter admitido para si mesma que está apaixonada por ele. ↡

Se seu personagem fosse um animal, qual seria?

Um leão, sem dúvidas. Além de "Leãozinho" ser um de seus apelidos e este ser seu signo zodíaco, Aurora seria um leão por ser corajosa, uma líder incrível e extremamente controladora. ↡

A qual casa de Hogwarts seu personagem pertenceria?

Lufa-Lufa ou Grifinória ↡

Uma frase que seu personagem sempre diz:

"Pode deixar, eu faço. Você podia ir [adicione alguma tarefa chata aqui, como contar a quantidade de armas disponíveis], não é?" / "Que fome, que sono." / "Você já fez aquilo lá que eu te disse pra fazer?"

Defina o seu personagem em uma palavra:

Controladora e/ou Corajosa ↡


• • •


Perguntas importantes


Seu personagem trairia o Acampamento?

Sinceramente? Sim. Por vontade própria? Sim. Sem um bom motivo? De forma alguma.
Acontece que, como já dito, Aurora é do tipo que toma decisões drásticas, que nem sempre são as melhores, mas que, geralmente, dão resultado. Se Rory achasse que trair o Acampamento Meio-Sangue seria necessário para proteger as pessoas que ama, ela o faria sem hesitar.
E isso não a faz desleal, pelo contrário. Lealdade não se baseia apenas em estar ao lado de alguém o tempo todo, mas também em ser confiável. Se alguém entregasse a Aurora sua vida, ela a protegeria até o fim, mesmo que isso significasse compactuar com o inimigo. Aurora faria de tudo, repetindo, de tudo, para proteger quem ama. Se isso inclui trair o Acampamento, e daí? ↡

Denunciara uma traição, mesmo que o traidor fosse seu amigo?

Bom, depende. Se o traidor estivesse traindo o Acampamento por motivos parecidos com os dela, não. Se o traidor estivesse traindo o Acampamento por motivos egoístas, sim. ↡

Teria coragem de matar?

Sim. ↡

Contaria o segredo de outra pessoa?

Provavelmente não. ↡

Morreria para salvar alguém? Quem?

Com certeza. Aurora morreria para salvar qualquer um que ela considerasse digno de ser salvo, na realidade. Morreria pelas pessoas que ama e pelas pessoas que ajudam a proteger as pessoas que ela ama. Morreria por qualquer um bom o suficiente para valer a sua morte e, sinceramente, para ela essas pessoas são muitas. ↡

Iria contra as autoridades/deuses por um bom motivo?

Sem dúvidas. ↡

Ajudaria o inimigo? Em que circunstâncias?

Sim. Se Aurora achar que ajudar o inimigo significa proteger as pessoas que ela ama, ela o fará sem pensar duas vezes. ↡

No meio de uma batalha, sairia para acudir um amigo ferido ou continuaria lutando?

Sairia para acudir o amigo, sem dúvida alguma. Aurora nunca deixaria que um amigo seu ficasse para morrer, nunca. Tentaria salvá-lo(a) a todo custo. ↡

É vingativo?

Demais ↡

Ataque ou defesa?

Ataque ↡

Estratégia ou luta?

Luta ↡

Razão ou emoção?

Emoção ↡


• • •


Perguntas para o autor


Está ciente de que seu personagem pode morrer?

Sim ↡

Está ciente de que sua ficha pode não ser selecionada?

Sim ↡

Palavra-chave:

Flamboyance ↡

Favoritou a fanfic?

Craruh ↡

Alguma sugestão ou crítica construtiva?

Nenhuma ↡

Algo mais?

Utiliza um colar que foi lhe dado por seu pai na única vez em que se falaram, na qual ela lhe xingou de várias e várias palavras, para que logo depois ele lhe desse esse presente. Apesar de ainda guardar muito rancor de Hermes, não tira o colar nem que lhe paguem para isso. ↡


↟ Gostaria que Rory contasse para sua família mortal que é uma semideusa em algum momento da fanfic. A reação deles fica a seu critério, mas acho que seria interessante se eles descobrissem isso depois de um tempo. Mas é apenas um pedido, você que sabe. ↡


Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...