~Lucas_Lovegood

Lucas_Lovegood
Ame as libélulas
Nome: Lucas
Status: Usuário
Sexo: Masculino
Localização: São Paulo, São Paulo, Brasil
Aniversário: Indisponivel
Idade: Indisponivel
Cadastro:

For Rome - Minhas Fichas


Postado

For Rome - Minhas Fichas

I am a Demigod




Ficha

◆Nome completo:

Clarissa “Clair” Érika Ludwin

Idade:

18

Personalidade:

Clair é uma garota extremamente anti-social e reclusa. Não fala com quem não conhece e é extremamente tímida, sempre com medo de falar a coisa errada. Então prefere ficar sem falar mesmo. Muito inteligente, ela sabe sobre tudo um pouco e tem a mania de fazer perguntas o tempo todo. Mas é claro, na própria cabeça. Não sabe discutir com as pessoas, mesmo que esteja certa normalmente acaba perdendo todas as discussões. Quando gosta de uma pessoa, apenas torce silenciosamente para que a pessoa goste dela também, pois tem medo de se expressar. Aceita que a vida é a vida é que ela não vai poder vencer em tudo. Também é muito ansiosa, sempre pensa em tudo o que vai acontecer e isso a deixa extremamente desconfortável. Insegura até o último fio de cabelo, ela tem medo de fazer as coisas sem pensar e também e muito pessimista, sempre pensa no pior.

Porém, mesmo sendo tão anti-social e insegura, com os amigos pode ser extremamente diferente. Com eles, fala o que der na telha e você até pode ver um sorriso esboçado em seu lindo rosto. Fica vermelha com facilidade e sempre que é chamada de “linda”, por exemplo, dá um sorriso tímido se esconde atrás do cabelo. Ama aprender e sempre vai estar vendo a garota com um livro diferente debaixo dos braços. Pode ser muito divertida quando quer, mas sua natureza racional a impede de fazer coisas imprudentes. Embora seja extremamente inteligente, não é muito boa com conselhos e às vezes pode magoar as pessoas sem intenção. Afinal, honestidade é a melhor política.

Sua inteligência não tem limites, ela vai saber algo sobre qualquer assunto que seja abordado. Mesmo assim, ela não vai falar. Em combate, observa seu oponente com a precisão de uma coruja e da golpes incrivelmente precisos. Tem um talento natural com armas, sendo que já foi vista manuseando de uma adaga para um machado. Ama escrever histórias, principalmente romances, e ama lê-los também. É muito discreta, consegue passar facilmente despercebida em uma multidão. Não costuma entender malícias, muito menos dizê-las. Se assusta facilmente, sendo alvo de diversas brincadeiras e piadas do tipo ao longo dos anos. Quantos fica assustada, aperta seu colar e diz que vai ficar tudo bem.


Orientação sexual:

Heterossexual

Do que gosta:

Ler
Escrever histórias
Morango
Ficar com seus amigos
Grama
Vermelho
Lugares calmos e silenciosos
Silêncio
Pepsi
Jogar vôlei (é muito boa)
Observar as pessoas
Ver quem ama sorrindo


Do que não gosta:

Multidões
Uva
Ficar isolada (mesmo sendo naturalmente isolada, não gosta disso)
Muito barulho
Quando a confrontam
Pessoas intolerantes
Valentões
Injustiças
Preconceitos
Aranhas


◆Aparência











Clair é uma garota de estatura média e magra. Suas feições são simples e belas, e seu sorriso é misterioso e tímido. Seu cabelo é loiro levemente acastanhado, sendo que ela já pintou o cabelo de castanho uma vez, mas foi seu melhor amigo que a obrigou. Seus olhos são cor de avelã, ou seja, verdes com leve influência acastanhada.

Photoplayer:

Elizabeth Olsen

◆Pai/Mãe Divino

(X) grego ou () romano

Quem é o Pai/Mãe?

Atena

Relação com a Deusa:

Clair venera muito a mãe e entende ela não dar tanta atenção aos filhos. Afinal, ela não é o centro das atenções.

Habilidades / Poderes:

Além de sua inteligência admirável, Clair tem a capacidade de comunicar-se com seus aliados mentalmente. Não é exatamente telepatia, é mais uma espécie de sinalização mental.

◆História:

Em uma bela noite, o professor de Harvard Edward Ludwin recebeu uma visita muito importante em sua sala de aula: a própria Atena. Óbvio que ela não disse de imediato quem era, mas os dois acabaram passando a noite juntos. 9 meses depois, nasceu uma linda garotinha de olhos avelã. Após o nascimento da menina, Atena contou a Edward sobre quem era, e, embora ele tenha ficado perplexo, entendeu. Mesmo assim, nunca contou à filha que a mãe era uma deusa. Antes de partir, Atena presenteou a linda menina, Clarissa, com um colar que continha uma linda ônix.

Clair sempre foi uma garota isolada, desde criança. Era aquela menina que ficava sentada em um canto, apenas observando o que as outras crianças faziam e girando seu colar de ônix nos dedos. Mesmo assim, teve uma infância agradável. Foi criada pela avó paterna e o pai, que nunca se apaixonou por mais ninguém além de Atena. Em toda sua vida, Clair só teve um amigo verdadeiro: Ash. Mesmo os dois tendo personalidades diferentes, eram inseparáveis.

Sempre foi vítima de bullying, afinal, era a mais inteligente da sala e a mais quieta. Quando tinha 12 anos, umas garotas ridículas começaram a irrita-la. Caçoavam dela e a xingaram muito. Na época, Clair usava óculos e aparelho, então também a xingavam por sua aparência. Para fugir, Clair se escondeu em uma porta no porão de sua escola. Acabou derrubando um balda de óleo por acidente, mas estava tão chateada que sequer percebeu. Quando saiu, apagou a luz e a lâmpada acabou liberando faíscas de tão velha que era. Um incêndio começou.

Clair voltou para casa chorando e contou ao pai o que aconteceu. Ele disse à filha que tudo ia ficar bem. No mesmo momento, a avó chamou os dois para a sala. Estava passando na televisão que o Colégio Westbrook estava pegando fogo, e que dois alunos morreram. Clair demorou apenas dois minutos para perceber que foi ela quem começou o incêndio. Ela foi a responsável por dois colegas morrerem.

Depois disso, passou por uma séria depressão. Não saía de casa para nada, se culpava por tudo e mal comia. Sequer viu Ash depois do incêndio. Porém, uma certa vez, dois anos depois, ela estava em seu quarto escrevendo. Tudo tranquilo, até que ela ouviu um grito vindo da sala. Ela saiu correndo do quarto, e viu um monstro horrível parado lá. Sua avó estava no chão, tremendo de medo, enquanto Edward a protegia. O monstro era como uma mulher velha misturada com um morcego, pensou Clair. Reconheceu como uma Fúria, criatura da mitologia grega. Mesmo sabendo que era impossível aquilo estar acontecendo, Clair não teve tempo de pensar. Pegou a adaga que o pai deixava de enfeite na escrivaninha e partiu para cima da criatura. Obviamente estava com medo, mas não deixaria seu pai e sua avó se machucarem. Pulou do sofá e enfiou a adaga no pescoço da Fúria. Não pensou que fosse funcionar, mas funcionou. De repente, ela começou a se desintegrar, por assim dizer.

Depois de ajudar o pai e a avó, Clair começou a fazer mil perguntas como: O QUE ACABOU DE ACONTECER?!?! O pai, sem alternativa, contou a verdade para a filha. Ela era uma semideusa, filha de uma deusa, Atena. Por alguns minutos, a garota não acreditou. Porém, lembrou que não havia outra maneira de explicar o que acabou de acontecer. Edward também contou para a filha sobre um acampamento chamado Acampamento Meio-Sangue. Lá, ela poderia aprender mais sobre o que era e ficar segura. Então, o pai a levou para lá.

Um ano depois, ela não tinha feito nenhum amigo. Até que conheceu outro semideus, um garoto chamado Ash. Os dois ficaram amigos rapidamente, mesmo tendo a óbvia convergência de personalidades.


◆Família

Nome: Edward Ludwin

Idade: 43

Profissão: Professor de álgebra

Aparência:




É um homem alto e forte. Tem cabelos castanhos escuros e olhos azuis.

Relação com a personagem:

Edward ama demais a filha e vice-versa. Ele faria literalmente qualquer coisa, mas não contou a ela que a mãe era uma deusa. Achou que seria demais para a menina.

Nome: Rosa Ludwin

Idade: 74

Profissão: Aposentada, antes era professora do fundamental

Aparência:




Uma senhora magra e frágil. Tem olhos azuis e cabelo grisalho.

É uma senhora magra e frágil. Seus cabelos são grisalhos e seus olhos azuis.

É alto e forte. Tem cabelos castanhos e olhos azuis.

Relação com a personagem:

Rosa é do tipo de avó que sentava a neta no colo e a contava histórias dos “bons tempos”. Ama muito a neta e foi a única para quem Edward falou sobre Atena.


◆ Irá querer par na fanfic?

(X) Sim, a autora escolhe

( ) Não, não quero.

◆Alguma informação extra?

Apenas o colar de ônix da Clair





Ficha

◆Nome completo:

Ashley “Ash” Gray Brooks

Idade:

17

Personalidade:

Ash é o típico cara popular. Carismático, divertido e misterioso, conquista a confiança das pessoas facilmente. É do tipo de amigo que chega nos outros gritando “EAE VIADO!” e discrição não é muito o forte dele. Adora chamar atenção e sempre faz o possível para os holofotes estarem em cima dele. Sedutor, adora seduzir garotos e garotas o tempo todo. Não tem compromisso com ninguém, transa com diversas pessoas o tempo todo e não é de ter um relacionamento estável. Divertido, sempre vai estar fazendo piadas e divertindo os amigos. Não gosta de silêncio, sempre vai estar fazendo barulho e gritando para não ficar com tédio. Em uma discussão, encontra os argumentos mais improváveis para estar certo e adora fazer isso. Não é de se apegar muito as pessoas, para ele, elas vem e vão.

Arrogante até o último fio de cabelo, se acha o maioral e sempre estará provando isso. Orgulhoso, muitíssimo orgulhoso, não admite que precisa da ajuda dos outros e nunca assume seus erros de verdade. Teimoso, fazê-lo mudar de ideia é uma tremenda proeza. Não tem medo de se machucar e pula de cabeça em tudo o que faz. Às vezes, sem intenção, ele coloca os outros em perigo com seus planos mirabolantes. Atlético, ama esportes e é bom em quase todos. Competitivo, para ele perder uma disputa é quase o mesmo que perder um braço. Na verdade, ele iria preferir perder um braço. Agressivo, reage com violência a quase tudo, sempre está se metendo em brigas. Não tem um mínimo pingo de juízo, é do tipo de pessoa que roubaria um carro por ser divertido. Também é muito vaidoso, quase confundido com um filho de Vênus, por achar que é e sempre será o ser humano mais lindo do mundo.

Mesmo com toda sua arrogância, também pode ser um ótimo amigo. Quando conseguem fazê-lo parar de falar de si mesmo, ele pode te ouvir e dar um ombro amigo se precisar. Claro que vai pedir pra você não contar pra ninguém. Também pode não parecer, mas ele é muito humilde e sabe dar valor ao trabalho e ao esforço das pessoas. Odeia injustiças e é do tipo que se mete numa briga contra os valentões do colégio pra proteger um menininho que eles humilhavam. Não aceita ordens com facilidade, vai estar sempre questionando-as e fazendo altas loucuras para provar que está certo. Seu charme já o levou bem longe, mesmo não sendo um filho de Vênus ele tem o dom natural de convencer as pessoas. Espontâneo, ele é 100% ele mesmo e diz as pessoas para elas serem também. Gosta de se sentir superior e pode ser um tanto cruel às vezes, mas tem um bom coração. BEM lá no fundo.


Orientação sexual:

Bissexual

Do que gosta:

Chamar atenção
Conversar
Fazer barulho
Desenhar (é um ótimo desenhista)
Fazer exercícios
Se exibir
Transar
Ser o centro das atenções
Ganhar
Maça
Treinar
Água com gás
Chocolate branco
Coca-cola


Do que não gosta:

Silêncio
Tédio
Fazer algo incrível e as pessoas não verem
Perder
Valentões
Preconceitos
Compromisso
Se apegar a alguém
Dormir cedo
Beterraba


◆Aparência











Ash é um cara muito bonito. É magro e atlético, tem ombros largos e músculos sutis. Seu cabelo é preto e rebelde, nunca consegue deixá-lo no lugar. Seus olhos são claros e brilhantes. Tem várias diferentes tatuagens pelo corpo.

Photoplayer:

Ash Stymest

◆Pai/Mãe Divino

( ) grego ou (X) romano

Quem é o Pai/Mãe?

Marte

Relação com o Deus:

Como Ash acha que sempre deve ser o centro das atenções, fica muito magoado de Marte só ter aparecido para ele uma vez.

Habilidades / Poderes:

Como todos os filhos de Marte, tem um talento natural para combates corpo a corpo e usando armas brancas. Também é um líder nato e consegue se recuperar rapidamente de ferimentos comuns. Um atleta impressionante, é rápido e flexível.

◆História:

Em uma bela tarde, Vivian Brooks, que era dona de uma empresa multi-milionária e muito bem sucedida, conheceu um homem. Ela nunca se deu ao prazer de se apaixonar por um homem, achava amor e compromisso coisa para os fracos, mas se viu perdida mente apaixonada por aquele homem. Depois de alguns meses, os dois acabaram dormindo juntos, e Vivian ficou grávida. Isso foi um desastre para ela, nunca quis ter um filho. E o desastre só Continuou depois que o homem por quem se apaixonou revelou que era um deus. Marte.

Quando o deus foi embora, Vivian teve que criar o filho sozinha. Não tinha nenhum talento com crianças e ele era mais um fardo para ela, então Ashley foi criado praticamente pelas várias babás que teve. Na escola, era o garoto popular e maluco, sempre fazendo loucuras e metendo os outros em encrencas. Mas tinha uma melhor amiga, sua única amiga verdadeira no meio de tanta gente: Clair. Os dois eram extremamente grudados, não saíam da cola um do outro.

Ash sempre foi do tipo que se metia em brigas. Mas não era o provocador, e sim o cara que protegia os que eram provocados. Sempre teve esse complexo de salvador e é assim até hoje. Quando tinha 8 anos, se meteu em uma briga feia protegendo um nerd da escola e acabou sendo suspenso da escola. Óbvio que a mãe não gostou muito.

Porém, a história de Ash fica realmente complicada quando ele tinha 11 anos. Ele estava na escola até mais tarde, havia se metido em uma briga e estava de castigo. De repente, ele sentiu um cheiro estranho. Parecia queimado. O professor abriu a porta da sala e percebeu: um incêndio começou. Ash obviamente ficou desesperado, mas procurou ficar calmo e ajudar todos a sair. Quase todos tinham saído, mas Ash ficou para ajudar uma garota que tinha ficado presa em uma sala. Depois de tirá-la da sala, os dois correram pelos corredores que ainda não foram tomados pelo fogo até a saída, mas a menina tropeçou. Antes de Ash poder voltar e ajudar, as chamas a tomaram completamente, e Ash teve que correr para não ser queimado também.

Depois que tudo se acalmou, ele se sentiu responsável pela morte da menina. Em casa, as coisas nunca mais foram as mesmas. Foi então que, quandoAsh tinha 12 anos, sua mãe morreu em um assalto a sua empresa. Ash foi colocado em um abrigo de menores, onde acabou ficando por muito tempo. Durante esse período que ficou lá, conheceu um garoto chamado Christopher. Os dois se tornaram grandes amigos rapidamente, e ele era a única coisa boa que o orfanato proporcionou ao Ash. Kit e Ash se tornaram melhores amigos em pouco tempo, e Ash quase esqueceu a falta que Clair fazia. Até que…

Quando Kit tinha 15 anos e Ash 14, alguns garotos idiotas do orfanato começaram a provocar Kit, e Ash obviamente se meteu na discussão. Até que uma briga começou, e enquanto Ash dava um soco em um dos garotos, o outro dava uma chave de braço em Kit. Ele ficou em coma. Agora Ash se culpava pela morte da menininha e pelo coma de Kit. Achava que deveria te-lo protegido. Cansado disso, fugiu do orfanato.

Enquanto fugia, acabou no meio de uma floresta enorme. Lá, enquanto caminhava procurando uma saída, encontrou um monstro horrível. Parecia uma cobra e uma mulher ao mesmo tempo. Desesperado, Ash correu para fugir do monstro. Correu até não conseguir mais. Acabou caindo de cansaço, e quando aconteceu ele se deparou com um homem enorme parado na frente dele.

O homem dizia ser pai de Ash e que era um deus. Marte. Ash obviamente não acreditou, mas Marte lhe entregou uma espada e bem na hora que o monstro se aproximava. Como se fosse natural, Ash, golpeou a criatura com a espada e praticamente a desintegrou em pó. Marte também contou a Ash sobre um acampamento onde ele poderia aprender mais sobre quem é e ficar com pessoas como ele. Assim, Ash foi para o Acampamento Jupiter.

Em seu primeiro ano lá, Ash já se tornou extremamente popular. E ficou muito surpreso em, poucos tempo depois, encontrar Kit lá também.


Está a quanto tempo no Acampamento?:

Há 3 anos.

◆Família

Nome: Vivian Brooks

Idade: 35 (quando morreu)

Profissão: Dona de uma empresa de investigações

Aparência:




Tem cabelos pretos lisos e um rosto delicado. Seus olhos são castanhos escuros, quase pretos.

Relação com a personagem:

Vivian nunca deu muita atenção ao filhos eles dois nunca criaram um laço verdadeiro. Quando ela morreu, óbvio que Ash ficou em choque, mas não chegou a chorar. Não por insensibilidade, mas porque não sentia que sua mãe havia morrido.


◆ Irá querer par na fanfic?

(X) Sim, a autora escolhe

( ) Não, não quero.

◆Alguma informação extra?

A espada de Ash



Ele fuma




Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...