~Lucas_Lovegood

Lucas_Lovegood
Ame as libélulas
Nome: Lucas
Status: Usuário
Sexo: Masculino
Localização: São Paulo, São Paulo, Brasil
Aniversário: Indisponivel
Idade: Indisponivel
Cadastro:

Instituto Elstone-interativa Minhas Fichas


Postado

Instituto Elstone-interativa Minhas Fichas

OOOOLAAAAR!!!!!!
Espero que goste dessas minhas duas coisinhas lindas, eu amei cria-los espero que você os ame tanto quanto eu.

Ficha aluno:


Nome:
Rosalind Belcourt

Apelido:
Roz


Idade:
17

Gênero:
Feminino


Aparência:















Roz é uma garota distinta em muitas áreas. A primeira coisa que geralmente reparam é sua beleza, que mesmo com ar normal pega a todos de surpresa. Seus olhos são azuis acinzentados, e geralmente brilham quando se olha para eles. Tem estatura média e ombros consideravelmente largos. Seu cabelo sempre está muito curto e é completamente preto, sendo muito liso e maleável. Ela é muito forte e muito rápida.

Photoplayer:
Bex Taylor-Klaus


Personalidade:
Roz é o exemplo perfeito de garota desajustada. Diferente da maioria das garotas, é violenta e escandalosa, sendo que chama atenção aonde quer que vá. Tem a habilidade natural de encantar as pessoas e fazê-las confiar nela, sendo muito simpática e divertida. Violenta, não é sugerível a ninguém entrar em uma briga com ela porque, acredite, ela é forte e ágil e você sequer vai saber o que o atingiu. Sua imprevisibilidade é impressionante, nunca se sabe se ela vai sorrir e dizer que está tudo bem ou se vai dar um soco na sua cara. Geralmente chama muita atenção, sendo que onde quer que passe vai ouvir as pessoas cochichando sobre ela, uma garota que não ousa em usar vestidos e sempre está com roupas masculinas. Mas, mesmo tendo noção dos comentários que fazem dela, simplesmente os descarta e continua andando. Ela se sente bem vestida assim, e é isso que realmente importa. Revolucionaria, na visão dela, não existem coisas para meninos e coisas para meninas, e ela própria luta melhor do que muitos homens.




Seu espírito é livre, e não é muito do tipo que recebe ordens com facilidade. Adora rir e contar piadas, e geralmente seu humor é muito inapropriado. Outra razão para as pessoas a criticarem, uma garota que faz comentários inapropriados. Mesmo que pareça estranha, é impossível passar mais de cinco minutos conversando com ela sem se apaixonar. Muito curiosa, se não conhece uma coisa fica maluca pra descobrir tudo sobre ela. Tem muita força de vontade e não é qualquer um que mexe com sua cabeça. Teimosa até a última célula de seu corpo, fazê-la mudar de ideia sobre algo é uma proeza. Tem um instinto de proteção natural, e se você mexer com quem ela ama, já era. Os restos mortais da pessoa provavelmente vão ser encontrados por alguém em um beco. Seu senso de justiça é enorme e, na visão dela, quem faz os outros sofrerem deve sofrer em dobro. É extremamente orgulhosa e raramente admite os próprios erros. Geralmente não pensa muito antes de tomar suas decisões, e vai de cabeça em tudo. Não se importa e nunca se importou com a opinião dos outros e, segundo ela, o que os outros pensam de você é problema deles.


Habilidades:
Roz é uma garota muito forte e rápida, sendo que não é qualquer um que consegue vencê-la em um combate corpo a corpo. Quando fica com raiva não consegue controlar seus poderes, fazendo sons super altos e mudado a voz a todo tempo.

Fraquezas:
Sua audição é extremamente sensível e seus poderes não funcionam em espaços extremamente confinados.

Qualidades:
É uma garota extremamente simpática e amigável, fazendo amizade com todos que julgar divertidos. Destrói os rótulos e esteriótipos assim que chega em um lugar. Não se importa com a opinião dos outros.

Defeitos:
É impulsiva e age completamente sem pensar nas consequências. Reage com violência a qualquer provocação e não tem noção da própria força.

Poder:
Roz tem o poder de manipular e criar ondas sonoras, conseguindo mudar sua intensidade criando sons ensurdecedores. Também consegue isolar sons, fazer sua voz ter um alcance muito maior e fazer as pessoas pararem de falar, mais especificamente fazendo com que nenhum som saia da boca da pessoa. Com seu poder, também pode quebrar e até explodir as coisas com a intensificação nas ondas sonoras. Sabe como usar sua habilidade para criar ondas super baixas e apagar as pessoas. Diferente do que se pode pensar, ela não precisa gritar ou coisa assim para manipular as ondas sonoras.

Nacionalidade e onde esta atualmente:
Francesa, mas atualmente vive na Inglaterra.


História:
Roz nasceu na França em 1921, em uma família muito rica e famosa. Mesmo assim, sempre foi diferente das outras garotas. Enquanto as outras garotas ficavam brincando de chá, ela brincava de luta com os garotos, e geralmente ganhava. Seus poderes começaram a se manifestar quando ela tinha 9 anos, em uma festa. Era um baile de gala, e os pais a obrigaram a vestir um vestido. Ela simplesmente odeia vestidos. Durante a festa, algumas garotas acharam que seria engraçado empurra-lá e fazê-la cair na frente do baile inteiro. Porém, após fazerem isso, Roz ficou com tanta raiva que de repente o lugar começou a tremer. Enquanto tudo balançava, todos ouviam um som extremamente forte, como um terremoto. Uma das meninas que empurrou Roz tapou os ouvidos e começou a gritar, e as outras cinco também o fizeram. Após caírem desmaiadas, todos foram socorrê-las. Roz, ainda com raiva, se virou para os pais. Os dois estavam aterrorizados com a filha. Depois disso, a família Belcourt se mudou da França para a Inglaterra, onde começariam uma nova vida com a filha. Manteriam suas habilidades em segredo, morrendo de medo de alguém descobrir.

Mesmo com a proibição de seus pais, Roz continuou usando seus poderes. Sua curiosidade superou qualquer coisa, e começou a praticar sozinha. No início, só conseguia usar seus poderes pra criar sons agudos ou graves, mas foi praticando e aprendendo. Com o tempo, já conseguia explodir pequenos objetos usando ondas sonoras.

Em um dia como outro qualquer, Roz e a família viajaram para a Nova Zelândia. Lá, a garota decidiu fugir um pouco dos pais e passear por uma área perigosa da cidade onde estavam. Enquanto passava por uma rua, viu um brilho estranho vindo da rua vizinha. Tomada pela curiosidade, foi ver o que era. Quando chegou, viu alguns caras fugindo da luz. Fosse o que fosse, estava levantando as coisas. Tudo no alcance dela começava a flutuar aleatoriamente por aí, como se estivessem em gravidade 0. Decidida, Roz começou a andar em direção da luz e, já flutuando, viu a origem dela. Um garoto loiro.

Família:


Nome: Conrad Belcourt
Idade: 40
Grau de parentesco: Pai
Aparência:




Estado civil: Casado
Personalidade: Conrad é um homem sério e severo. Sem qualquer senso de humor, raramente demonstra afeição às pessoas a sua volta. Reservado, sequer sua esposa o conhece completamente. Mesmo assim, por dentro a ama e também ama sua filha, Rosalind, mesmo a garota sendo muito rebelde. Considera o gosto dela por roupas masculinas uma “fase”.
Trabalho: Advogado
Relação com Roz: Ele e a filha tem uma relação complicada. Conrad nunca teve muito tempo para ficar com a filha, e ela desenvolveu uma espécie de raiva dele por isso. Mesmo assim, ele a ama muito, mesmo a garota sendo muito rebelde e irritada, além de não ser como qualquer garota filha de pais ricos. Conrad tem muito orgulho da personalidade forte da filha, e tem muito medo de seus poderes.

Nome: Felícia Belcourt
Idade: 36
Grau de parentesco: Mãe
Aparência:




Estado civil: Casada
Personalidade: É uma mulher atenciosa e trabalhadora. Ama muito a filha e o marido, mesmo se irritando muito pelos dois não a darem muita atenção, faz de tudo pelos dois. Um pouco perfeccionista, limpa a casa até quando não precisa. Mesmo sendo muito boa, tem dificuldade de entender pessoas diferentes, e esse é um dos principais motivos pelo quais não gosta muito do estilo de sua filha.
Trabalho: Desempregada
Relação com Roz: Ela e a filha sempre tiveram uma relação complicada. Mesmo amando muito a filha, tem um certo problema com a maneira que a menina se comporta. Sempre tentou fazê-la gostar de vestidos, bonecas, etc… mas Roz nunca se interessou por essas coisas.




Manias:
Estralar os punhos quando está nervosa.


Hobbies:
Escalar árvores, caçar, fazer exercícios


Gostos:
Correr
Comidas salgadas
Praticar seus poderes
Escalar árvores
Chuva
Explodir as coisas com seus poderes
Viajar
Comer (mesmo sendo magra, come igual a um elefante)



Usar roupas masculinas
Mandar
Conversar
Fazer amigos
Pessoas desconstruídas
Preto


Desgostos:
Muito sol
Tédio
Usar roupas femininas
Comidas doces demais
Acordar tarde
Ser contrariada
Nadar


Medo/fobia:
Tem muito medo de trovões (sim, a garota que pode criar o som de um terremoto tem medo de trovões).

Segredo:
Sua vida é um livro aberto.

Amigos e inimigos:


Qual é sua relação com Richard?:
O achou interessante. Pensa que vale a pena ter alguém para ajudá-la a controlar seus poderes, então o atura.

Qual sua relação com os professores?:
Não obedece muito facilmente e odeia quando lhe dão ordens.

O que pensa de Hitler?:
Sinceramente, o acha um desgraçado filho da p*** e adoraria dar um soco na cara dele se o visse pessoalmente.

Quer par? Se sim descrava:
Sim. Pode ser um menino ou uma menina, não importa, Roz não liga muito pro gênero das pessoas. Tem que ser uma pessoa tão louca quanto ela, que não a acorrente é que a deixe livre por aí. Já que ela não gosta muito de romance, tem que ser alguém que entenda que ela raramente vai expressar sua paixão de forma clara, e dar valor ao mínimo “eu te amo” que ela disser.

Como trata os amigos:
É a pessoa mais maluca do mundo quando está com os amigos. Grita, os faz rir e eu loucamente com eles. Mesmo assim, eles precisam ser pacientes com ela.

Como trata os inimigos:
Porrada, porrada, porrada, porrada, porrada, porrada, porrada... Dá muita porrada neles.

Como trata o par:
Ser romântica nunca foi o ponto forte de Roz. Vai trata-lo(a) como trata a maioria dos amigos. Mesmo assim, por dentro o(a) ama muito e um “eu te amo” dela significa muito mais do que o da maioria das pessoas.


Orientação Sexual:
Bissexual


Algo mais?:
Ela odeia que a chamem pelo nome completo, Rosalind. Todos a chamam de Roz e ponto final. Se a chamar de Rosalind, é melhor se despedir de seus entes queridos.


Ficha aluno:


Nome:

Sebastian Arona


Apelido:
Sebs


Idade:
17


Gênero:
Masculino


Aparência:
















Sebs é um cara lindo. Essa é uma das poucas palavras que podem descrevê-lo. É alto e não muito forte, seus ombros são pouco largos. Seus cachos loiros são uma das primeiras coisas que as pessoas geralmente reparam nele. Seus olhos são castanhos chocolate e hipnotizantes.


Photoplayer:
Evan Peters

Personalidade:
Sebs é um cara meio complicado. É sério e calado, não brinca muito e não expressa seus sentimentos com facilidade. Mas sua seriedade não é a do tipo que faz a pessoa ser grossa, é do tipo que a faz ser isolada. Ele não tem muitos amigos e geralmente você vai encontrá-lo encostado sozinho em uma parede ou sentado em uma cadeira no canto. É muito inteligente e tem facilidade de entender tudo que o explicam. Tem memória fotográfica, o que o faz lembrar de tudo o que já vivenciou. Guarda seus sentimentos para si mesmo e não tem coragem de iniciar uma conversa com ninguém. Sua cabeça às vezes é uma bagunça, ele começa a pensar em diversas coisas ao mesmo tempo e parece que o cérebro dele pifou. Não faz amigos com facilidade. Embora tenha todo esse mistério e esse isolamento, por dentro é um cara muito sensível e divertido. Só se solta com as poucas pessoas que conquistam sua confiança, e quando finalmente se abre mostra ser muito engraçado e divertido. Tem uma sensibilidade impressionante é sempre tenta compreender os sentimentos dos outros. Tem medo de quase tudo que é novo, mas sua resposta a isso geralmente é ficar completamente quieto. Se agarra aos poucos amigos que tem e não os solta mais, sendo que se você não vê-lo sozinho ele vai estar com algum amigo. É muito sensível e as palavras o atingem muito, o que foi um problema enorme quando ele estava na escola. Sua resposta geralmente é fuga. Mesmo com tudo isso, o garoto tem um lado obscuro e cruel. Ele não vai se importar se o machucarem, mais fica uma fera quando machucam alguém que ele ama. Acredite, ele vai acabar com você. E provavelmente com tudo que estiver a sua volta também. Sua lealdade pertence aos amigos e, mesmo sendo muito certinho na maioria das vezes, ele quebraria qualquer regra por eles. Quando perde a cabeça, acredite, acabou. Quer dizer que o mundo está prestes a acabar e você vai ser o primeiro a morrer. Não tem nenhuma sutileza social, ou seja, não sabe o que pode ou o que não pode machucar as pessoas.


Habilidades:
Embora não seja muito forte e nem muito rápido, Sebs é muito inteligente e perceptivo, entendendo as coisas antes que as outras pessoas possam sequer pensar. Tem memória fotográfica e se lembra de todos os momentos de sua vida com precisão, o que às vezes é difícil, porque nem todos foram bons.

Fraquezas:
Vácuo, geralmente. Um espaço privado de gravidade. Também não consegue usar seus poderes quando não se concentra, porque ocorre um grande desastre. Durante a luta, se mexerem com seus sentimentos, ele não vai conseguir pensar direito e vai cometer um deslize.


Qualidades:
É muito leal, segue e acredita em seus amigos não importa o que aconteça. É muito inteligente, sabendo pelo menos um pouco de todo assunto e também é muito perceptivo, entendendo as coisas com uma facilidade incrível.

Defeitos:
Sebs é muito, mas muito antissocial. Ele não sabe se relacionar com as pessoas direito e toda vez que tenta sai alguma coisa errada, por isso ele geralmente fica quieto. O que é uma pena, porque por dentro ele é um cara bom e amoroso.


Poder:
Tem o poder de manipular a gravidade. Pode intensifica-la, criando uma pressão que explode as coisas. Pode altera-la, fazendo as coisas flutuarem como se estivessem em gravidade 0 ou prendendo-as no chão. Embora ainda não saiba disso, pode alterar a atmosfera ao redor das pessoas também, sumindo com seu suprimento de ar. Toda vez que usa seus poderes, uma luz azul é liberada de seus olhos e, quando usa em grandes quantidades, de seu corpo inteiro.


Nacionalidade e onde esta atualmente:
Kiwi (neozelandês), mas atualmente vive na Inglaterra com sua melhor amiga.

História:
Sebs cresceu em uma família de classe média na Nova Zelândia. Seu pai, um homem muito severo, era de uma família nativa e sua mãe uma mulher que veio da Inglaterra. Mesmo assim, a família era muito pouco unida. Desde pequeno Sebastian sofreu com os outros garotos na escola, que o chamavam de nomes horríveis, o humilhavam, batiam nele, etc… Além disso, por ele ser muito inteligente e muitas vezes humilhar os professores, sua experiência com eles também não foi muito boa. Isso o fez desenvolver um comportamento antissocial e isolado.


Na escola tinha apenas um amigo, Joshua, que servia de ombro amigo para tudo. Tendo que escapar de um pai violento e da escola, Sebs ficava o tempo todo com Joshua e os dois eram literalmente inseparáveis. Foi então que, quando Sebs tinha 11 anos, seus poderes começaram a se manifestar. Ele começou a mover as coisas, ou melhor, fazê-las flutuar, ou prender os pés no chão e não conseguir sair. Isso o assustou muito, e tentava ao máximo fazer isso parar, mas não conseguia, e ia ficando cada vez mais forte. Foi então que Joshua olhou nos olhos dele e disse que aquilo era um dom, não uma maldição. Algo concebido a ele para fazer o bem. Na época, os dois tinham 14 anos. De repente, sem mais nem menos, os dois melhores amigos se beijaram. E, como se pode esperar, os dois começaram a namorar. É óbvio que Sebs não contou para seus pais, pois tinha medo da possível reação de seu pai, mas, fora isso, quase todos podiam supor só olhando para eles que estavam namorando. Sebs estava feliz com isso. Finalmente tinha alguém com quem pudesse ficar, contar e dar uns amassos. Mas sua felicidade não durou muito.

Quando tinham 15 anos, os dois foram a uma festa. Sebastian não queria ir, queria ficar em casa de bobeira, mas Joshua o obrigou. Na festa rolou tudo bem, mas na volta... Sebs queria chegar logo em casa, então os dois pegaram um atalho. No meio do atalho, havia uma rua deserta. Nela, eles foram encurralados por alguns ladrões armados, que queriam roubar todo o dinheiro dos jovens. Após tudo isso, quiseram levar o amuleto que Joshua estava usando, mas o rapaz não deixou, porque havia sido um presente de Sebastian. Joshua entrou em um combate com um dos ladrões, e acabou levando um tiro. Aquele momento ainda passa lentamente na cabeça de Sebs toda vez que ele acorda de manhã. Ele não sabia o que estava sentindo; raiva? Tristeza? O que quer que fosse, fez seus poderes explodirem de uma vez nos ladrões, e os dois acabaram sendo esmagados de dentro pra fora pela pressão que Sebs havia criado. Abatido, ele não sabia o que fazer depois. Se ajoelhou ao corpo do namorado, que já parava de respirar, e disse: “Eu te amo”. Com suas últimas forças, Joshua disse: "Também te amo". E Sebastian ficou ali até a polícia chegar, ajoelhado ao corpo do namorado, chorando.




Quando a polícia chegou, não sabiam o que havia acontecido com os ladrões, mas sequer suspeitaram de Sebastian. Seus pais nem se deram o trabalho de ir buscá-lo na delegacia, então ele voltou andando. Enquanto passava por uma rua que ficava no caminho, alguns idiotas de sua escola passavam, e decidiram provoca-lo. Começaram a correr atrás dele e Sebastian obviamente fugiu. De repente se viu encurralado pelos caras, que o xingavam e o provocavam. Tinham tacos de baseball, e com certeza iam dar uma surra em Sebs. Mas o jogo virou quando um deles gritou: “Cadê o seu namoradinho pra te proteger?” e depois começou a rir. Sebastian ficou cego de raiva. Cada célula de seu corpo dizia para ele acabar com eles. Seu corpo todo começou a brilhar em azul, seus olhos, sua pele, tudo liberava uma aura brilhante. Foi então que a luz se expandiu, abrangendo a rua inteira e levantando tudo para o ar. Os garotos fugiram, mas Sebastian simplesmente não conseguia parar. Continuava expandindo seus poderes. Mas, de repente, começou a ouvir um som terrível. Algo invadindo seus ouvidos, um som agudo excruciante. Não aguentando, desmaiou.

Acordou no dia seguinte com uma garota de cabelos curtos e olhos azuis o encarando com curiosidade. Ela perguntou quem ele era e o que aconteceu, e ele perguntou o mesmo para ela. E ficaram ali conversando, por horas e horas, ele acabou descobrindo que o nome dela era Roz, mas toda vez que Roz tentava descobrir o que havia acontecido ele desviava. Foi então que ela mencionou um latrocínio que aconteceu algumas quadras antes, e Sebs não aguentou e começou a chorar. Praticamente entendendo, Roz o cobriu com uma coberta e os dois ficaram ali, se esquentando, até pegarem no sono. Ficaram dias assim, Sebastian na casa de Roz e os dois conversando sempre. Mas havia chegado o dia de Roz e a família saírem da Nova Zelândia e voltarem para a Inglaterra. Roz ofereceu ajuda a Sebastian para voltar para casa, mas ele se recusou. Não queria voltar para casa, para seus pais, queria esquecer tudo o que havia acontecido naquele lugar. Foi aí que Roz perguntou para os pais: “Ei, posso levar um amigo pra ficar com a gente por um tempo?”. Depois de explicar a situação de Sebastian, Roz insistiu para os pais. Não vendo saída, atenderam o pedido. Antes de mais nada, Sebastian foi se despedir dos pais. Porém, quando chegou lá, só encontrou um bilhete no chão da sala escrito: “Se vire, garoto”. Ao invés de se entristecer, Sebastian ficou feliz. Ele foi junto com Roz e a família para a Inglaterra, onde mora até agora. Ele e Roz se tornaram melhores amigos e passaram a praticar seus poderes juntos. Mas, todos os dias, Sebs acorda com um vazio. O vazio causado pela morte de Joshua. Um vazio que provavelmente nunca vai ser preenchido.


Família:



Nome: Anewa Arona
Idade: 42
Grau de parentesco: Pai
Aparência:




Estado civil: Casado
Personalidade: Embora para os vizinhos aparente ser um homem bom e caridoso, em casa não passa de um pai ausente e, quando presente, violento. Batia no filho e na esposa por qualquer coisa, mas sequer ligava para algum dos dois. Era muito rigoroso com o filho, e parecia que tentava o máximo fazê-lo ser um desses garotos idiotas que se vê por aí, violento e provocante.
Trabalho: Peão de obras
Relação com Sebs: Sebastian simplesmente odiava ele. Odiava quando ele batia na esposa, odiava quando batia nele, odiava quando falava e enquanto respirava. E o sentimento provavelmente era recíproco. Sebs nem pensou duas vezes ao sair daquela casa e ir morar com Rosalind.

Nome: Rosemary Arona
Idade: 40
Grau de parentesco: Mãe
Aparência:




Estado civil: Casada
Personalidade: Uma mulher submissa em casa, ela não tinha coragem de enfrentar o marido. Ela amava o filho, porém nunca tinha a chance de expressar já que o garoto sempre se isolava dela.
Trabalho: Cozinheira
Relação com Sebs: Ela e Sebastian mal se falavam em casa, já que ou ela estava trabalhando ou ele estava com Joshua. Embora amasse muito o filho, Rosemary nunca conseguiu expressar.

Nome: Joshua Olsen
Idade: 15 (quando morreu)
Grau de parentesco: Namorado, morto
Aparência:




Estado civil: Solteiro (tecnicamente morreu namorando, mas não é um estado civil)
Personalidade: Joshua era a pessoa mais feliz e animada do mundo, contradizendo a personalidade de seu namorado. Ele gritava, pulava e não tava nem aí pra o que os outros pensavam. Era animado e alegre, também muito romântico, sendo que dava presentes para Sebs o tempo todo e sempre provava seu amor com os menores gestos. Além disso, era muito safadinho, e fazia brincadeiras maliciosas com Sebs o tempo todo.
Trabalho: Estudante
Relação com Sebs: Ele era o namorado de Sebs. Inseparáveis, ou você via Sebs sozinho ou via com Joshua. Amavam muito um ao outro desde crianças. Joshua considerava as menores expressões de afeto do namorado grande coisa e o amava mais que tudo. Foi por esse motivo que brigou para conseguir pegar o amuleto de volta.


Manias:
Bagunçar o cabelo

Hobbies:
Ficar sozinho como um gótico trevoso chupador de percoço conta?

Gostos:
Silêncio
Ficar sozinho
Ficar com Rosalind
Neve (se lembra do primeiro encontro que teve com Joshua)
Nuvens
Estudar
Doces
Bebidas alcoólicas
Observar as pessoas de longe
Organização
Ficar em casa


Desgostos:
Barulho
Multidões
Lembrar do dia em que Joshua morreu
Salgados
Suco
Roxo (ele odeia essa cor, mas não sabe porque)
Fazer exercícios físicos
Pessoas ignorares


Medo/fobia:
Tem medo de palhaços, coulrofobia

Segredo:
----

Amigos e inimigos:


Qual é sua relação com Richard?:
O considera um de seus poucos amigos além de Rosalind, e presta atenção em tudo o que fala.

Qual sua relação com os professores?:
É o típico aluno perfeito que os outros alunos odeiam, tirando o fato de não ser arrogante. Respeita os professores, presta atenção e sempre vai saber a resposta ou fazer o que eles dizem.

O que pensa de Hitler?:
Embora, como todos, tenha muita raiva dele, também tem medo.

Quer par? Se sim descrava:
Sim, porém vai ser bem difícil se aproximar de Sebs. Precisa ser alguém que sustente o lado antissocial e reprimido de Sebs. Alguém alegre, sociável e amigável. Uma cara romântico, e que saiba que Sebs tem medo de estragar a relação é conforta-lo, dizendo que nunca vai acontecer.


Como trata os amigos:
Com eles é completamente aberto e divertido, fazendo piadas (cujo a maioria aprendeu com Joshua) e escândalos que todo mundo faz. É muito leal e protetor, sendo que vai ser o primeiro da fila a dar uma surra em quem machucar um deles.

Como trata os inimigos:
Ignora, como faz com a maioria das pessoas.

Como trata o par:
Como sua primeira e única relação teve um fim trágico, ele tem medo de machucar o namorado ou de acabar com a relação, então é cauteloso e tenta levar a relação adiante aos poucos. Sabe ser romântico quando quer.

Orientação Sexual:
Homossexual

Algo mais?:
Pela personalidade dá pra se supor que ele está no armário, mas ele não tá. Além disso, foi Joshua que inventou seu apelido, Sebs. Por isso fica um pouco aflito quando o chamam assim.


Espero que tenha amado eles. Qualquer erro que achar, me fala que eu arrumo.

Bye bye!



Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...