~vallete

vallete
Mad Hatter
Nome: Danny | Valentina | Mrs. Maximoff | Carta de Baralho
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Caraguatatuba, São Paulo, Brasil
Aniversário: Indisponivel
Cadastro:

˜”*°•.˜”*°• I am not as fine as I seem •°*”˜.•°*”˜


Postado



I begin to [/assemble] what weapons I can find
Cαυє {s.o.m.e.t.i.m.e.s} to [/stay] alive
ou got to {K-I-L-L} *your* m.i.n.d


● Ɲσмє cσмρƖєтσ:

Rebecca Valentine Axton

● AρєƖιɗσ:

Robbie — É como é conhecida pela escola toda, pois ninguém conhece seu nome verdadeiro, já que ela não o conta. Odeia seu nome e se recusa a ser chamada de Rebecca, quando se apresenta para alguém, se apresenta como Robbie.
AK-47— Esse veio do boato sobre ela ter levado uma AK-47 pra escola, que circulou pela escola inteira pouco antes de ela entrar para os Freaks. Ela ameaçou um garoto dizendo que tinha uma arma na bolsa dela, o boato se espalhou, mudando tanto que acabaram dizendo que era uma AK-47 e, por fim, ela foi pra diretoria. A história foi explicada e ela ganhou uma detenção por ameaçar o menino, mas o boato de que ela leva armas na escola circula entre os alunos até hoje, sendo espalhado para qualquer calouro que entra no colégio e alertado para que tome cuidado com ela.

● ǀɗαɗє:

16

● Ɗαтα ɗє ηαѕcιмєηтσ:

31 de Outubro

● Aραяє̂ηcια:


Robbie é dona de uma aparência que podem ser considerada ligeiramente infantil por muitos, o que contribui para o seu ar angelical, que contrasta completamente com a personalidade da menina. Seus cabelos são loiros escuros e encaracolados, e não são compridos, batem mais ou menos na altura do seu queixo. Eles ficam inteiramente bagunçados. A touca da jaqueta que ela está usando sempre também os deixa muito bagunçados, e com uma aparência bem natural. Seus olhos são de um verde muito claro, como uma campina ao pôr do sol, e dificilmente usa maquiagem ou coisas assim. Mas, quando usa, costuma ser bem escura.

Suas mãos, pequenas e com unhas curtas não pintadas, estão sempre cobertas pelas conhecidas luvas de motoqueiro, que são de couro preto. As roupas normalmente são rasgadas e de couro também, sempre no estilo Rock e Freak de ser, puxando muito para o grunge estilo Kurt Cobain. Seus sapatos preferidos são seus coturnos e sua coleção de all stars, sendo que os que mais usa são os pretos básicos ou os pretos que ela customizou com spikes.

[Camren Bicondova]

● ƤєяѕσηαƖιɗαɗє:


50% de Violência, 45% de Sarcasmo e 15% de “Foda-se” é o que compõem essa garota cheia de atitude que com certeza chegou pra não fazer outra coisa senão tocar o terror. Louca e imprevisível, você nunca consegue saber o que ela vai fazer a seguir ou o que ela está pensando. Essa garota é uma completa incógnita.
Ela é completamente louca, muitas vezes sendo chamada de insana ou coisas do tipo. Uma grande prova da falta de sanidade da garota é a vez em que ela foi obrigada pela diretoria da sua escola a frequentar o psicólogo, e um mês depois o psicólogo recebeu um atestado de que não poderia mais exercer a profissão por "Instabilidade Mental". Realmente, ela não um parafuso a menos, ela tem a caixa de ferramentas inteira. Mas, quando questionada sobre seu estado mental, ela não responde nada, deixa a pergunta no ar. Mas não fique fazendo suposições sobre o que ela pode (ou não) possuir, pois isso a irrita profundamente. Ela fica na dela, não é o tipo de pessoa que começa uma conversa ou um papo super animado, você tem que ir falar com ela primeiro, e se ela achar que você é legal, vocês podem até manter uma amizade, se não for, ela te manda ir se ferrar e parar de encher o saco dela. Ela não compra briga com ninguém, mas se você a chamar pra uma briga ou discussão, ela não vai recuar, muito pelo contrário: Pode ter certeza que ela vai vencer.
Sarcasmo está presente em praticamente todas as frases dela, assim como os palavrões. Não sei se ela consegue terminar pelo menos uma frase ser dizer pelo menos um. Uma das coisas que ela mais faz é retrucar com comentários sarcásticos e irônicos qualquer frase ou pergunta que ela considere idiota. A frase que mais usa quando quer dar uma alfinetada em alguém é “Eu ganho algum prêmio se fingir que me importo?”. Ela também gosta de alfinetar quem ela não gosta, e uma das coisas mais difíceis do mundo é vencer uma discussão com a morena, porque sua cabeça é uma fábrica de ótimos argumentos. E quando alguém diz que ela está indo longe demais e deve parar, ela responde "Não sou obrigada a nada". Mas se tem uma coisa que ela não liga é a opinião dos outros. Mas ela é teimosa que nem uma porta e se começa uma coisa, vai terminar, apesar de quase nada é digno da preciosa atenção dela, sério. Se uma pessoa chegar e dizer "Preciso desabafar uma coisa com você" ela provavelmente vai responder "Não sou boa com conselhos, serve um comentário sarcástico?"
Ela é uma bad girl assumida, a maior rebelde que você respeita e uma pessoa que gosta de tocar o terror e aprontar. Se não fosse pra causar ela nem levantava da cama. Ela é o tipo de pessoa que todo mundo reza um "Pai Nosso" quando passa no corredor, e que prendem a respiração por medo de levar um xingo ou apanhar, ou até pior. Ela também fala o que quiser, e zoa qualquer um, como a Duny do Girls in The House, pode se dizer que elas são quase gêmeas nos quesito "patadas". Ela também é muito perceptiva, e por isso seus olhos sempre estão alerta, prestando atenção em cada movimento, quase como uma espécie de “sentido aranha”. Se alguém tropeça perto dela, Robbie percebe cedo o suficiente para conseguir segurar a pessoa, mas isso não quer dizer que ela queira ajudar. Na maioria das vezes, ela não move um músculo sequer, talvez até desvie para se certificar de que essa pessoa não caia em cima dela. Não é que ela seja uma pessoa ruim, ela só tem valores e pensamentos diferentes da maioria das pessoas da sua idade, aliás, das pessoas no geral. Quem a vê de primeira pensa que ela é apenas uma rebelde sem causa, mas se conviver um pouco com ela vai saber que é não é bem assim. O buraco é bem mais embaixo.
Ela é do tipo que não tem papas na língua, fala o que tem vontade, doa a quem doer. Não se importa se a pessoa vai se magoar ou não. Sua sinceridade machuca. Ela é do tipo que se uma pessoa está horrível e pergunta a opinião dela, ela diz que está horrível sem pestanejar. Não para ser grossa, mas ela é sincera. Não é uma pessoa ruim, muito longe disso, apenas é o seu jeito de ser, com um pouquinho de grosseria não intencional. Às vezes, até mesmo ela se surpreende com a sua capacidade de ser grossa. Tem sempre uma resposta para tudo, seja lá o que você pergunte, e um ponto de vista formulado para qualquer questão. Ou é sim ou é não, ela não fica em cima do muro, e odeia pessoas indecisas. Ela perde a paciência muito facilmente, e os alvos mais comuns de seus acessos de raiva são os indecisos, que a irritam profundamente. Ela também é, como se diz, muito "sem vergonha", e nas palavras dela "só o que me falta é vergonha na cara". Ela tem a capacidade de dizer e perguntar coisas que outras pessoas não teriam coragem de perguntar, não se sente tímida, ela vai mesmo, não importa o que você diga. E não se acanha se tem a tenção voltada para ela. Uma placa enorme de luz neon escrito "Mc Donalds" em letras bem grandes chamam menos a atenção do que ela com seu jeito maluco e sem noção de ser. Não se espante se ela chegar em você e dizer "Nossa, você engordou?" ou até mesmo "Você nasceu burra assim mesmo ou fez algum curso?" porque é só o jeito dela. Só porque ela te zoa não quer dizer que não goste de você, porque, se bobear, ela zoa até os mortos. Sabe o famoso limite? Ela não tem.
Se as pessoas fossem chuva, ela seria um furacão. Tudo que ela sente e faz é com uma intensidade enorme, e leva uma vida em que tudo o que ela faz tem um porém, e por isso não tem arrependimentos. Seu humor varia muito, dependendo de como ela se sente, e por isso ela é muito inconstante, você nunca sabe realmente o que ela está sentindo. Ela não se deixa intimidar por nada nem por ninguém, é a pessoa mais marrenta que você vai conhecer e sempre procura encontrar uma forma de dar a volta por cima. Também é uma ótima estrategista e gosta de manter as coisas sob controle, e não reage muito bem quando as coisas saem do planejado. Ela é a mestra em fazer tiradas nos momentos mais inusitados, e mesmo que as pessoas se sintam incomodadas, ela não vai parar, e sem dúvida ela ama piadas de humor negro. Outra coisa é uma feminista assumida, e quer lutar sempre pelos direitos das mulheres. Machismo é uma coisa que ela não admite, e é uma das poucas coisas que ela está disposta a falar muito. Não gosta de falar sobre ela mesma, e com esse seu jeitinho misterioso, pouquíssimas pessoas conseguem arrancar dela alguma informação, por menor que seja, sobre sua família ou sua vida.
Por ter passado sua vida inteira convivendo apenas com garotos, ela tem todo um jeito masculino de ser, que combinado com sua personalidade marrenta e bruta fazem com que ela seja mais forte do que muitos garotos de sua idade, muitas vezes até os amedrontando. Ela ameaça tudo e todos, pelo menos uma vez você já escutou ela falar "Eu vou te dar um soco tão forte que seu rosto vai ficar inchado por um mês", e não se engane, ela cumpre suas promessas. Toda vez que ela fala que vai bater em alguém, ela realmente bate, e é isso que contribui para que todos sintam medo dela. E outra coisa sobre ela é que ela realmente não sabe conviver com garotas. Sério. Ela tem um certo horror e raiva a qualquer convivência feminina, e se é obrigada a ficar muito tempo com garotas, começa a ficar irritadiça, a soltar muitos palavrões e a xingar a primeira pessoa que ver pela frente, não importa se essa pessoa tenha culpa ou não. Por esse motivo ela só tem amigos garotos, e não suporta conversa femininas com todos os seus draminhas de "Ai, será que esse short me deixa gorda?" ou "Esse batom combina com os meus sapatos?". Ela quer ação, quer brincar de lutinha, falar besteira e fazer bagunça. Se for fazer amizade com alguma garota, quer ser amiga de uma garota como ela, e não uma dessas patricinhas ou nerds certinhas como as garotas Geeks.
Ela não liga muito para sua aparência, o que faz com que seus cabelos estejam sempre desarrumados e muitas vezes a maquiagem esteja borrada. De vez em quando ela até toma chuva ou mexe com coisas molhadas e não retoca a maquiagem, pode se dizer que, com a aparência dela, algumas patricinhas quase tenham uma síncope nervosa. Suas roupas também não ficam atrás, ela é quase como uma garota grunge dos anos 90, gosta de roupas rasgadas, suéteres enormes e puídos, roupas pretas, jaquetas de couro e coturnos, além de ter uma coleção de All Star, com tênis de todos os tipos e cores. Acessórios como luvas de couro para motociclistas, vários anéis, óculos escuros e meias-calças rasgadas também compõem seu visual. Outra coisa que ela usa muito são os seus fones de ouvido, que têm mais a função de "Evitar conversas chatas". Se o assunto estiver chato, ela os coloca sem se importar com a pessoa que está falando, se ela vai ficar brava ou não. Robbie não é obrigada a escutar algo com que não se importa nem um pouco, e se uma coisa que ela não se importa são os problemas dos outros. Pelo amor de tudo que é mais sagrado, se precisarem desabafar com alguém, se desabafem com alguém que se importe, não com ela.



● ƑαмίƖια:

[Heath Axton | Pai | Mecânico | 48 Anos]

Jeffrey Dean Morgan

[Ricky Axton | Irmão | Universitário | 20 Anos]

Andrew Biersack

[Trevor Axton | Tio | Mecânico | 40 Anos]

Ryan Jay

● Hιѕтσ́яια:

Rebecca, nome escolhido por sua mãe, foi a primeira e única garota a nascer na família Axton depois de três gerações com filhos apenas homens, porém, é a filha mais nova da família já que, quando ela tinha dois anos, sua mãe saiu de casa para morar no exterior deixando seu pai sozinho com Robbie e o filho mais velho. Mas Heath Axton não iria deixar de viver por causa de Vivien, sua mulher, então com a ajuda de Trevor, seu irmão e melhor amigo, criou os três filhos do jeito que bem entendeu. E foi assim que a vida de Rebecca começou.



Como cresceu em uma casa apenas com homens e quase nenhum contato feminino, nem seu pai nem seu tio tinham experiência sobre como criar uma garota, por isso ela foi criada da mesma forma que seu irmão: Como um garoto. E isso contribui para o seu comportamento e a sua personalidade extremamente diferente das outras garotas da sua idade, pois para a maioria das pessoas não era normal uma menininha de dez anos lutando boxe. Porém, ela nunca se incomodou com tudo o que falavam a seu respeito, e cresceu sendo uma pessoa diferente e que gostava do que era.



Apesar de aparentemente ser uma garota muito inteligente e ter apenas notas altas, o comportamento da garota na escola nunca foi dos melhores. Ela era briguenta, irritadiça e antissocial, o que preocupava os professores da menina mas não seu pai, que sabia que esse era apenas o jeito dela. Mas a implicância não terminou. Aos quatorze anos, quando entrou no ensino médio e foi forçada a frequentar o psicólogo de sua escola, que passava praticamente o dia todo pesquisando sobre o que aquela garota poderia ter. Um mês se passou com as idas diárias da garota ao psicólogo e foi quando ele recebeu um atestado de que não poderia mais exercer sua profissão por "Instabilidade Mental". Ela, basicamente, o deixou maluco. Foi quando Lucy em pessoa a chamou para fazer parte dos Freaks, sendo a mais nova de lá. Fez amizade com Tom porque ambos eram da mesma classe, e não demorou para virarem melhores amigos. Compartilhavam segredos, medos, sonhos. Ele era a única pessoa do mundo em que ela confiava de verdade. E essa amizade apenas cresceu. Tudo estava bem até aquele boato. Toda aquela história estava deixando Tom acabado e ela já havia perdido as contas de em quantas pessoas havia batido para fazer isso parar. Mas não houve jeito, parecia que não acabava. "Boatos somem logo, dê mais alguns dias que ninguém mais se lembrará" é o que ela dizia a ele, mas isso não sumia.



Ele ligou para ela naquela noite. Disse que estava cansado, pediu para que ela ajudasse sua irmã. Na hora ela entendeu o que estava acontecendo e correu para a casa de Tom, já que Lucille não estava lá. Porém, quando chegou no banheiro do garoto, a única coisa que encontrou foi seu corpo morto no chão.
Robbie contraiu depressão depois da morte de Tom. Atualmente, ela tem pesadelos com ele toda noite, além de ataques de pânico e crises de choro frequentes, quando ninguém está olhando, é claro. Tudo aquilo a transformou em uma máquina de vingança, querendo vingar o seu melhor amigo a qualquer custo.

Robbie Axton é a maior inimiga dos Geeks.


● Oяιєηтαçα̃σ SєxυαƖ:

Demissexual

● Ɠσѕтσѕ:

Mitologia Grega | Música | Rock | Chocolate | Cantar | Tocar | Ler | Bibliotecas (Seu principal esconderijo quando não quer ser obrigada a conviver com um monte de pessoas que ela não gosta) | Noite | Frio | Magia | Lua e Estrelas |
Lírios Brancos (Suas Flores Preferidas) | Deitar na grama e observar as estrelas | Pássaros, porque eles podem voar para longe quando as coisas ficam ruins | Nadar | Guerras de bexigas d'água | Harry Potter | Estudar | Festas

● Ɗєѕgσѕтσѕ:

Inveja | Injustiça | Discriminação | Pessoas que tiram vantagem por ter dinheiro | Falta de sendo de humor | Pessoas Preconceituosas | Machistas | Ser subestimada | Chá | Cor de Rosa | Filas | Bebida Alcoólica | Drogas

● Hαвιlιdαdeѕ:

Cantar e Tocar


Fazer Bagunça


Escrever, desde música até poesias e históricas curtas


Boa lutadora e Extremamente forte


● Ƭяαυмαѕ:
- Certa vez, quando era pequena, ficara trancada em um armário por duas horas por causa de um acidente enquanto brincava de esconde esconde com uns amiguinhos. Desde aquele dia ela contraiu claustrofobia.
- Tem horror a drogas por causa do que aconteceu com Tom. Por isso ela não bebe, não fuma e não se droga.

● Sєgяєɗσѕ:
Ela era apaixonada por Tom, ele era tudo pra ela. Não sabia como havia deixado tudo chegar a esse ponto, mas gostava muito do garoto, muito mesmo. Por isso que, depois de Lucy, ela foi a pessoa que mais ficou abalada com a morte de Tom, e quer vingança a qualquer custo.

● Sσηнσѕ:
Encontrar aquele que causou a morte de Tom, e fazê-lo pagar.

●Mєɗσѕ/Ƒσвιαѕ:

— Perder aqueles que ama
— Claustrofobia
— Que a morte de Tom tenha sido em vão

● Mαηιαѕ:
Roer as unhas | Colocar uma mecha de cabelo atrás da orelha exatamente como Kurt Cobain fazia, ela já o imitou tantas vezes que virou um hábito | Batucar os dedos quando está entediada | Dar soquinhos e petelecos nos amigos

● AfƖιçα̃σ:
Americana

● Ɗєѕєנα ραя, ѕє ѕιм cσмσ тяαтαяά σ ραя?
Não sei, sinceramente. Acho que não seria muito do feitio dela já que tinha um laço tão forte com o Tom. Tenha em mente que Robbie é... Complicada. Ela acredita estar atada a Tom até a morte e não quer deixar outra pessoa tomar o lugar que era dele. Ela não quer o trair, deixando muito mais difícil ela se apaixonar.

● Ɗєѕєנα cєηαѕ ɗє ѕєxσ?
Não

● Ƈσмσ тяαтαяά σѕ αмιgσѕ?
Seu amigos são tudo para ela, isso não nega. Apesar de parecer o tipo de pessoa que só liga para o próprio umbigo, ela é uma amiga extremamente leal, e se você é louco o suficiente para ser amigo dela, vai ganhar uma amizade para a vida toda. Se você ligar para ela às três da manhã dizendo "Hey, vamos assaltar uns bancos?" ela aceita. Também faz de tudo para proteger e garantir que aqueles de que gosta estejam bem, nem que isso custe sua própria vida. Não liga se vai ter que sacrificar alguma coisa para que seus amigos possam ficar bem novamente. E se um de seus amigos tem algum problema, ela vai até o inferno para conseguir resolver. Ela tem sentimentos, mais até do que muitas pessoas que conhece, a diferença é que elas aos enconde e os deixa guardados na parte mais profunda do seu ser. Ela não demonstra se está triste ou se sentindo sozinha porque não confia em ninguém o suficiente para isso, muito menos para demonstrar que está apaixonada ou algo do gênero.

● Ƈσмσ тяαтαяά σѕ ιηιмιgσѕ?
Se tornar inimigo de Robbie é como assinar seu atestado de óbito. Ela é uma garota extremamente rancorosa e se algupem faz algo ruim pra ela, ela não esquece, e vai fazer questão de transformar a vida da pessoa em um inferno total. Vai fazer o que é preciso para poder se vingar, e não vai descansar até seu objetivo ser cumprido.

● Ƈσмσ тяαтαяά σѕ ρєяѕσηαgєηѕ ɗαѕ fιcнαѕ єм gєяαƖ?
Resumidamente: Os freaks são a família dela, o lugar em que ela pode ser ela mesma, Lucy sempre será como uma irmã mais velha extremamente importante para ela. Já sobre os Geeks, bem, ela sente nojo e, sem dúvida, ódio deles, principalmente da ex-namorada de Tom, já que ela tem certeza que há algo de errado com aquela garota debaixo de toda aquela aura de boazinha.

● Ƈσмσ тяαтαяά σ Ƶαcн?

Ela o odeia com todas as forças de seu ser, e só de lembrar do que aconteceu já tem vontade de acabar com aquela carinha bonitinha dele. Como a culpa caiu sobre os geeks, ele, como líder deles, recebeu a culpa, pelo menos na cabela de Robbie, e por isso que ela não o suporta.

● Como tratará a Lucy?
É a sua família, a irmã que nunca teve, sua melhor amiga e o maior exemplo em toda a sua vida. Ela tem aquela garota como parte importante de sua vid, uma de seus poucos amigos verdadeiros, e vê-la triste lhe parte o coração mais ainda.

● Ƈσмσ тяαтανα σ Ƭσм?
Já respondida, mas ela considerava Tom a sua alma gêmea, seu melhor amigo, seu primeiro e último amor. Ela faria qualquer coisa pelo garoto e é por isso que a morte dele foi tão chocante, chegando a fazê-la se afundar em depressão. Ela não tem medo do perigo e é capaz de tudo para vingá-lo.

● Mύѕιcα тємα:

Boulevard of Broken Dreams - Green Day



● Sєυ ρєяѕσηαgєм є́ υм gєєк συ υм fяєαк?

[ ] geek
[x] freak


● Ƈαѕσ ѕєυ ρєяѕσηαgєм ѕєנα υм fяєαк, єƖє єѕтά αυтσяιzαɗσ α вєвєя, fυмαя, υѕαя ɗяσgαѕ, єтc.?
Robbie não usa esse tipo de coisa desde a overdose de Tom, mas talvez ela possa acabar usando, se o estresse for demais e ela não souber como aguentar.

● Sαвє qυє ѕєυ ρєяѕσηαgєм єѕтαяά єм мιηнαѕ мα̃σѕ?
Sim senhora

● Sαвє qυє єƖє ρσɗєяά мσяяєя, ѕєя єxρυƖѕσ ɗα єѕcσƖα є ɗє ѕєυ gяυρσ ɗυяαηтє α нιѕтσ́яια?
Sim

● ƤαƖανяα-cнανє:
Lance Sweets

● AƖgσ α мαιѕ?
Robbie Axton não tem medo da morte

Robbie tem um caderno que foi recomendado pelo psicólogo que ela está frequentando agora, já que com tudo isso o que aconteceu e a depressão, o comportamento dela só tem piorado e todos duvidam que ela esteja emocionalmente e mentalmente estável. Nesse caderno ela expressa os pensamentos dela de todas as formas: Textos, desenhos, poesias, músicas. Porém, há duas palavras no meio do caderninho que só possuem duas coisas escritas: Eu amo ele. Pelas duas páginas só está escrito isso várias e várias vezes até cobrir tudo. E a página também tem algumas marcas de lágrimas, mostrando que ela chorou enquanto escreveria aquilo.



Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...